A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Componente Curricular: Microbiologia Fabíola Carla da Rocha.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Componente Curricular: Microbiologia Fabíola Carla da Rocha."— Transcrição da apresentação:

1 Componente Curricular: Microbiologia Fabíola Carla da Rocha

2

3 CLASSIFICAÇÃO DOS MICROORGANISMOS Vírus Bactérias Fungos

4 BACTÉRIAS unicelular procarionte isolada ou em colônias

5 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

6 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

7

8 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

9

10 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

11

12 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

13

14 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

15

16 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

17

18 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

19

20 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

21

22 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

23

24 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

25

26 CLASSIFICAÇÃO DAS BACTÉRIAS Forma: cocos bastão vibrião espiralada ramificada Arranjos: cocos diplococos tétrade estrepto estafilo sarcina bacilos diplobacilos estrepto paliçadas

27

28 APÊNDICES CELULARES – Pêlos ou Fímbrias

29 APÊNDICES CELULARES Pili ou Fímbria Conjugativa (Pili Sexual)

30 MONOTRÍQUIO LOFOTRÍQUIO ANFITRÍQUIO PERITRÍQUIO APÊNDICES CELULARES - Flagelos

31

32 ANEXOS CELULARES CÁPSULA: viscosa, gelatinosa –Glicídica –Protéica (ácido glutâmico) –Mista (açúcar + ác. glutâmico) Função: proteção CAMADA LIMOSA: - Cápsula fina de açúcar - Não viscosa

33

34

35 PAREDE CELULAR Composição –Domínio Bacteria Peptidoglucano - Domínio Archaea Pseudopeptidoglucano - N-acetil glucosamina - N-acetil murâmico - amino-ácidos - N-acetil glucosamina - N-acetil talosaminurônico - L-amino-ácidos

36 Cristian Gram (1889) Cristal violeta (azul) Safranina (vermelho) –Cristal violeta –Lavagem com álcool –Safranina Azuis (G+) não perdem a coloração azul com a lavagem Vermelhas (G-)

37 PAREDE GRAM + - Camada grossa de peptidoglucano (de 10 a 40 camadas) - Ácido teicóico - Hidrofílica, menos seletiva - Maior resistência mecânica PAREDE GRAM – - Camada fina de peptidoglucano (de 1 a 3) - Espaço periplasmático - Membrana externa - Hidrofóbica, mais seletiva - Maior resistência química

38 MEMBRANA PLASMÁTICA Reveste o citoplasma e é uma camada dupla de fosfolipídeo com proteína (modelo do mosaico fluído). FUNÇÃO: -Transporte seletivo -Fluxo de água -Síntese de ATP -Fotossíntese -Divisão celular -Formação de endósporo (esporo) As membranas plasmáticas podem ser destruídas por álcoois e polimixinas.

39 MEMBRANA PLASMÁTICA

40 ESTRUTURAS CITOPLASMÁTICAS Mesossomo: –invaginações da membrana (aumenta a superfície) Genoma: –cromossomo único e circular –plasmídeos Grânulos de reserva: –Polifosfato –Enxofre –Beta-OH butirato Endósporo: –estruturas de repouso –formadas por algumas bactérias para a sobrevivência durante condições ambientais adversas O processo de formação de endosporos é denominado esporulação o retorno de um endósporo ao seu estado vegetativo é denominado germinação

41

42 BACTÉRIAS PATOGÊNICAS são causadoras de inúmeras doenças, tais como: tétano, febre tifóide, pneumonia, sífilis, tuberculose A infecção pode ocorrer por meio do contato, do ar, alimentos, água, etc. Clostridium tetaniSalmonella typhi Treponema pallidum Micobacterium tuberculosis


Carregar ppt "Componente Curricular: Microbiologia Fabíola Carla da Rocha."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google