A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Do livro Cada homem é uma raça de Mia Couto. Editora: Ndjira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Do livro Cada homem é uma raça de Mia Couto. Editora: Ndjira."— Transcrição da apresentação:

1 Do livro Cada homem é uma raça de Mia Couto. Editora: Ndjira

2 O Forasteiro- Personagem principal, homem misterioso sem retracto nem versões não apreciado pelos aldeões: nos olhos dele não aparecia nenhuma alma, parecia cego espreitando fora das órbitas. Ele não é aceitado e viaja sempre com o seu cão. Os aldeões: Personagens secundárias, muito preconceituosos sobre o forasteiro receavam o medonhável intruso, o irreputado intromissário. Adoram criar rumores era por causa do cão: saía-lhe dos beiços uma verde-espumosa maldade. Chimaliro: caçador corajoso, severo, velho, sério e frio Tinha o rosto severo, rugas sobresalinhadas a promessa de trazer a cabeça do dono mais a pele do cão. O velho Nyambole: quer arranjar uma solução para o problema da aldeia usando a noiva: Só ela nos pode salvar Tu vais encontrar esse estrangeiro, oferecerás a ele todo o amor que fores capaz A jovem Jauharia- noiva de Nyambi e ao início vai encontrar o forasteiro com grande tristeza Não vale a pena Nyambi. Eu vou, vou ter com ele mas depois apaixona-se Jauharia chorava (…) Eu já amava esse homem, Nyambi.. Nyambi- prometido de Jauharia. Muito triste por perder a sua noiva. Ele e ela são a ultima esperança da aldeia: eles eram os últimos, restantes jovens. Ele é corajoso porque enfrenta o forasteiro para salvar a sua noiva eu não posso deixar ela ir..

3 Localização no espaço: um lugar para além de todas viagens. Localização no tempo: Num mês de Fevereiro. Descrição do espaço: molhado, mau tempo, de noite e com muito aspeto de aldeia.

4 Este capítulo trata-se de uma mulher que é noiva de um jovem duma aldeia. Eles são os únicos jovens de lá e a última esperança para continuar gerações. Depois de um desconhecido forasteiro ter passado por lá, tentam mata-lo mandando Chimalirio mas ele não volta. Como isso não funcionou mandaram a noiva para ele ficar mais vulnerável à morte. Quando o noivo foi salvá-la, matou-o e ela demontrou que já o aava e o seu desgosto após a sua morte.

5 Metáforas: funda tristeza porque a tristeza é pesada e dolorosa. Personificações: era por causa do cão: saía-lhe dos beiços uma verde-espumosa maldade pois a maldade não é verde e espumosa. E limpar a sua má sorte pois dão características humanas à má sorte. Hipérboles: a cascata de vozes se suspendeu pois exagera a expressão usando cascata para representar a quantidade de gente que estava a falar. Anáforas: Era a gente, a humana gente porque repetiu a palavra gente duas vezes.

6 O autor tem uma escrita própria com palavras inventadas por ele (exemplo: rugas sobresalinhadas para rugas que não marcadas, salientes, delineada- em que as junta todas. Criando uma palavra com sentido) ou palavras que ele escreve como se ouve (estória para história para parecer mais característico). Todos os autores tem a ambição de ter uma maneira de escrever característica para se destacarem e Mia Couto demonstrou levar isso em consideração.


Carregar ppt "Do livro Cada homem é uma raça de Mia Couto. Editora: Ndjira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google