A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GRÉCIA ANTIGA. 4 mil aC 3 mil aC 2 mil aC mil aC sumériosImpério Acádio I IMPÉRIO BABILÔNICO IMPÉRIO ASSÍRIO INÍCIO CIVILIZAÇÃO GREGA MESOPOTÂMIA GRÉCIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GRÉCIA ANTIGA. 4 mil aC 3 mil aC 2 mil aC mil aC sumériosImpério Acádio I IMPÉRIO BABILÔNICO IMPÉRIO ASSÍRIO INÍCIO CIVILIZAÇÃO GREGA MESOPOTÂMIA GRÉCIA."— Transcrição da apresentação:

1 GRÉCIA ANTIGA

2 4 mil aC 3 mil aC 2 mil aC mil aC sumériosImpério Acádio I IMPÉRIO BABILÔNICO IMPÉRIO ASSÍRIO INÍCIO CIVILIZAÇÃO GREGA MESOPOTÂMIA GRÉCIA

3 mil aC 750 aC O IMPÉRIO ASSÍRIO 500 aC 250 aC IMPÉRIO PERSA CONQUISTADO POR ALEXANDRE/ POVOS ORIENTAIS E ROMANOS EXPANSÃO GREGA GUERRAS MÉDICAS GUERRAS PELOPONESO CONQUISTADA POR ALEXANDRE/ ROMA MONARQUIAREPÚBLICA IMPÉRIO ATÉ 476 MORTE DE CÉSAR MORTE DE ALEXANDRE INÍCIO DAS CONQUISTAS DE CIRO MESOPOTÂMIA GRÉCIA ROMA 2o I IMPÉRIO BABILÔNICO

4 . O CONFLITO NEM SEMPRE FOI UMA CARACTERÍSTICA DA HUMANIDADE. OS GRUPOS DE CAÇADORES/COLETORES COM- BATIAM DE FORMA ESPORÁDICA E INSTINTIVA. OS COMBATES EM LARGA ESCALA INICIA- RAM-SE COM O DESENVOLVIMENTO DA AGRI- CULTURA E SEDENTARIZAÇÃO DE GRUPOS (+- 10 MIL a.C.)

5 OS SUMÉRIOS E OS PRIMEIROS IMPÉRIOS MESOPOTÂMICOS

6 - MESOPOTÂMIA - CIVILIZAÇÃO SUMÉRIA

7

8

9 PERIODIZAÇÃO Período Homérico (Séc. XVIII-IX a.c.) Período Homérico (Séc. XVIII-IX a.c.) Período Arcaico (Séc. IX-VI a.c.) Período Arcaico (Séc. IX-VI a.c.) Período Clássico (Séc. VI-V) Período Clássico (Séc. VI-V) Período Helenístico (Séc. IV-II) Período Helenístico (Séc. IV-II)

10 PERÍODO HOMÉRICO Formação do Genos, unidade básica de produção formada por pessoas de laços consangüíneos e propriedade comunitária da terra. Autoridade exercida pelo Pater, o mais velho dos membros. Formação do Genos, unidade básica de produção formada por pessoas de laços consangüíneos e propriedade comunitária da terra. Autoridade exercida pelo Pater, o mais velho dos membros. Crescimento demográfico e falta de terras férteis levaram a divisão das terras coletivas e aparecimento da propriedade privada. Crescimento demográfico e falta de terras férteis levaram a divisão das terras coletivas e aparecimento da propriedade privada.

11 PERÍODO ARCAICO Formação da Pólis grega (cidade-estado) e colonização grega de outras regiões além da Península. Desenvolvimento da indústria naval e do comércio marítimo, concentração de renda e conflitos sociais. Formação da Pólis grega (cidade-estado) e colonização grega de outras regiões além da Península. Desenvolvimento da indústria naval e do comércio marítimo, concentração de renda e conflitos sociais.

12 PERÍODO CLÁSSICO Vitória grega sobre os persas nas Guerras Médicas, destaque para a liderança de Atenas e grande desenvolvimento da cultura grega. Auge da filosofia grega. Mas início do declínio devido as rivalidades entre as cidades-estados. Vitória grega sobre os persas nas Guerras Médicas, destaque para a liderança de Atenas e grande desenvolvimento da cultura grega. Auge da filosofia grega. Mas início do declínio devido as rivalidades entre as cidades-estados.

13 ESPARTA Característica política: sociedade militarista, governada por dois reis (diarquia) controlados por um conselho aristocrático formado por 28 anciãos (gerúsia), uma assembléia militar votava as leis propostas pela gerúsia (ápela) e, finalmente, quem detinha o poder de fato eram 5 vigilantes que controlavam a vida pública e particular (éforos). Característica política: sociedade militarista, governada por dois reis (diarquia) controlados por um conselho aristocrático formado por 28 anciãos (gerúsia), uma assembléia militar votava as leis propostas pela gerúsia (ápela) e, finalmente, quem detinha o poder de fato eram 5 vigilantes que controlavam a vida pública e particular (éforos).

14

15 ESPARTA Característica social: sociedade aristocrática dividida em Esparciatas, descendentes dos dórios representavam a elite espartana, não realizavam nenhuma atividade econômica, somente militar; Periecos eram homens livres mas sem direitos políticos, eram agricultores, comerciantes e artesãos; Hilotas constituíam a maioria esmagadora da sociedade, eram escravos públicos (krypteia). Característica social: sociedade aristocrática dividida em Esparciatas, descendentes dos dórios representavam a elite espartana, não realizavam nenhuma atividade econômica, somente militar; Periecos eram homens livres mas sem direitos políticos, eram agricultores, comerciantes e artesãos; Hilotas constituíam a maioria esmagadora da sociedade, eram escravos públicos (krypteia).

16

17 ATENAS Sociedade ateniense: Eupátridas, classe dominante, grandes proprietários de terras; Georgóis, pequenos proprietários rurais, alguns acabaram se tornando escravos, Demiurgos, artesãos,Thetas, trabalhadores braçais e camponeses e Metecos estrangeiros. Sociedade ateniense: Eupátridas, classe dominante, grandes proprietários de terras; Georgóis, pequenos proprietários rurais, alguns acabaram se tornando escravos, Demiurgos, artesãos,Thetas, trabalhadores braçais e camponeses e Metecos estrangeiros.

18 ATENAS Característica política: monarquia (basileu) substituida pelo arcontado, governo oligárquico-aristocrático. Após conflitos sociais foi implantada a tirania. Com a criação da eclésia, assembléia popular, foi implantada a democracia. Característica política: monarquia (basileu) substituida pelo arcontado, governo oligárquico-aristocrático. Após conflitos sociais foi implantada a tirania. Com a criação da eclésia, assembléia popular, foi implantada a democracia.

19 TRANSFORMAÇÕES POLÍTICAS Arcontato - Tirania - Democracia Arcontato - Tirania - Democracia ( Sólon ) ( Pisístrato ) ( Clístenes ) ( Sólon ) ( Pisístrato ) ( Clístenes )

20 POLÍTICA Sólon – limitou o poder dos eupátridas e acabou com a escravidão por dívida, criou a Bulé, conselho dos 400 composto por representantes das 3 classes. Sólon – limitou o poder dos eupátridas e acabou com a escravidão por dívida, criou a Bulé, conselho dos 400 composto por representantes das 3 classes. Pisístrato – confiscou terras dos eupátridas e distribuiu aos camponeses pobres. Pisístrato – confiscou terras dos eupátridas e distribuiu aos camponeses pobres. Clístenes - criou a Eclésia ( assembléia popular ) e o ostracismo. Clístenes - criou a Eclésia ( assembléia popular ) e o ostracismo.

21 SÉCULO DE PERÍCLES ( a.c.) Auge da cultura e da democracia ateniense, grande desenvolvimento das letras, artes, ciências e filosofia grega. Auge da cultura e da democracia ateniense, grande desenvolvimento das letras, artes, ciências e filosofia grega.

22 GUERRAS MÉDICAS ( a.c.) Batalha de Maratona (490 a.c.) Batalha de Maratona (490 a.c.) Vitória grega sobre Xerxes (479 a.c.) Vitória grega sobre Xerxes (479 a.c.)

23 GUERRA DO PELOPONESO ( a.c.) Liga de Delos, liderada por Atenas. Liga de Delos, liderada por Atenas. Liga do Peloponeso, liderada por Esparta. Liga do Peloponeso, liderada por Esparta. Vitória espartana com posterior derrota para Tebas (371 a.c.) Vitória espartana com posterior derrota para Tebas (371 a.c.)

24 PERÍODO HELENÍSTICO Batalha de Queronéia (338 a.c.) – vitória da Macedônia, comandada por Felipe II, sobre os gregos. Batalha de Queronéia (338 a.c.) – vitória da Macedônia, comandada por Felipe II, sobre os gregos. Alexandre, o grande ( a.c.) Alexandre, o grande ( a.c.)

25


Carregar ppt "GRÉCIA ANTIGA. 4 mil aC 3 mil aC 2 mil aC mil aC sumériosImpério Acádio I IMPÉRIO BABILÔNICO IMPÉRIO ASSÍRIO INÍCIO CIVILIZAÇÃO GREGA MESOPOTÂMIA GRÉCIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google