A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTRODUÇÃO Foram os gregos que inventaram a lógica. A razão (capacidade de raciocinar com lógica) é grega. Nosso idioma está cheio de palavras gregas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTRODUÇÃO Foram os gregos que inventaram a lógica. A razão (capacidade de raciocinar com lógica) é grega. Nosso idioma está cheio de palavras gregas."— Transcrição da apresentação:

1

2 INTRODUÇÃO Foram os gregos que inventaram a lógica. A razão (capacidade de raciocinar com lógica) é grega. Nosso idioma está cheio de palavras gregas. Os gregos criaram o humanismo. A poesia, o teatro e a literatura grega emocionam até hoje as pessoas.

3

4 LOCALIZAÇÃO A Grécia ocupava o sul da península Balcânica, as ilhas do mar Egeu, as Costas da Ásia Menor e o sul da Itália. Geograficamente divide-se em três partes: continental, insular e peninsular.

5

6 FASES HISTÓRICAS Período Homérico – entre e 800 a.C. Período Arcaico – entre 800 e 500 a.C. Período Clássico – entre séc. V e IV a.C. Período Helenístico – entre 336 e 146 a.C.

7 PERÍODO HOMÉRICO As principais fontes de informações sobre esse período são Ilíada e Odisséia. Foi marcada pela invasão dos dórios. Houve um declínio da produção material e intelectual.

8

9 PERÍODO HOMÉRICO Formaram-se os génos, espécie de grupos em que os membros tinham consanguinidade. A base da sociedade era o trabalho escravo. O poder estava nas mãos do patriarca.

10 09

11 PERÍODO ARCAICO A Grécia era formada por cidades-estados (pólis). Nesse período surgiram os hectemoros e os eupátridas: Hectemoros: camponeses que quando não conseguiam pagar suas dívidas perdiam tudo e viravam escravos. Eupátridas: ricos fazendeiros.

12 PERÍODO ARCAICO Para diminuir a tensão social, entre os séculos VIII e VI a.C., os gregos saíram em busca de novas terras nas regiões do Mediterrâneo. Surgiram então as colônias gregas. Isso ajudou a aliviar as tensões sociais.

13 PERÍODO ARCAICO Apesar da produção de trigo nas colônias, o descontentamento era geral, pois os pobres eram cada vez mais oprimidos e os ricos cada vez mais ricos. A sociedade grega precisava de reformas urgentes. Assim surgiu a tirania em algumas cidades estados.

14 PERÍODO CLÁSSICO: ATENAS Atenas surgiu de um processo de união de pequenas aldeias contra as invasões dóricas chamado sinecismo. No período arcaico Atenas se tornou um dos principais centros exportadores de vinho e azeite e de produção de cerâmica.

15 PERÍODO CLÁSSICO: ATENAS A situação em Atenas se tornava cada vez mais tensa à medida que os ricos proprietários enriqueciam cada vez mais e a classe de escravos crescia. Os pequenos proprietários eram cada vez mais oprimidos pelos eupátridas. O poder político era monopolizado pelos eupátridas.

16 PERÍODO CLÁSSICO: ATENAS Devido às tensões sociais a aristocracia propôs uma série de reformas. Os principais atores dessas reformas foram os legisladores Drácon e Sólon. Drácon fez com que as leis fossem escritas, tirando sua interpretação das mãos dos eupátridas. Sólon foi além, impôs várias reformas.

17 PERÍODO CLÁSSICO: ATENAS Principais medidas de Sólon: Fim da escravidão por dívida. Os hectomoros foram libertados. Divisão social censitária: as duas primeiras eram dos mais ricos com cargos importantes no governo; a terceira dos guerreiros (zeugitas); a quarta dos thétas, pobres livres que podiam participar da assembléia popular.

18 PERÍODO CLÁSSICO: ATENAS Importância da medidas de Sólon: O poder político estava baseado na riqueza e não no nascimento. Libertaram os camponeses escravos. Impediram que as propriedades dos eupátridas aumentassem. Não foram para beneficiar os pobres, apenas para amenizar as tensões sociais.

19 PERÍODO CLÁSSICO: ATENAS As reformas de Sólon não deram certo por que não tornaram a distribuição de riqueza na sociedade ateniense mais justa. Como as tensões sociais não foram eliminadas, Pisístrado implantou uma tirania (governo não escolhido pela sociedade).

20 PERÍODO CLÁSSICO: ATENAS Reformas de Pisístrato: Instituiu crédito ao pequeno camponês. Distribuiu terras de aristocratas que haviam fugido para o exterior. Com a morte de Pisístrato, seus filhos Hiparco e Hípias assumiram o poder. Hiparco foi assassinado e Hípias derrubado do poder pelos eupátridas que se uniram aos espartanos.

21 PERÍODO CLÁSSICO: ATENAS Após a queda de Hiparco quem assumiu o poder em Atenas foi Clístenes. Para diminuir o poder dos eupátridas Clístenes implantou um sistema político em que as tribos, agora 10 e não mais quatro, tinham participação política. Era a democracia.

22 PERÍODO CLÁSSICO: ATENAS Apesar do nome representar governo do povo, a democracia ateniense era apenas para os cidadãos (proprietários de terras e comerciantes ricos). Não eram considerados cidadãos: metecos (estrangeiros), escravos e mulheres.

23 PERÍODO CLÁSSICO: ESPARTA Esparta estava localizada na península do Peloponeso. Em busca de melhores terras, dominaram a Messênia e as novas terras foram divididas entre os soldados. O trabalho nas terras dos soldados eram executados por hilotas, escravos pertencentes ao Estado.

24 PERÍODO CLÁSSICO: ESPARTA Havia também os periecos, trabalhadores livres mas sem direitos políticos. O regime político de Esparta era a monarquia, que no século VII a.C. se enfraqueceu e foi alterada para diarquia, com funções militares e religiosas.

25 PERÍODO CLÁSSICO: ESPARTA A participação política em Esparta era restrita aos guerreiros (homoioi: iguais). Os soldados espartanos eram os melhores e mais disciplinados guerreiros da Grécia, pois se dedicavam exclusivamente aos treinamentos e guerras. Eram sustentados pelos hilotas. Os espartanos mantinham um clima de terror sobre os hilotas.

26 PERÍODO CLÁSSICO GREGOS x PERSAS As Guerras Médicas constituíram-se em 3 batalhas: Maratona: Os atenienses venceram graças ao preparo dos hoplitas. Salamina: Atenas, Esparta e Corinto lideraram a resistência grega. Platéia: Novamente os gregos resistiram e venceram os persas. Paz de Cálias foi firmado com os persas.

27 PERÍODO CLÁSSICO LIGA DE DELOS Sob a liderança de Atenas, mais de 100 cidades gregas contribuíam para enfrentar os persas. Após as Guerras Médicas Atenas tornou-se a maior potência marítima do Mediterrâneo, graças a Liga de Delos. Essa liderança ateniense provocava o descontentamento de Esparta.

28 PERÍODO CLÁSSICO PÉRICLES Péricles implantou várias reformas políticas em Atenas. O escravismo atingiu seu auge. Devido a riqueza produzida pelo trabalho escravo, houve um grande desenvolvimento cultural. Muitas obras de embelezamento de Atenas foram executadas.

29 PERÍODO CLÁSSICO GREGOS CONTRA GREGOS A Guerra do Peloponeso envolveu muitas cidades gregas, mas a essência era o enfrentamento de Atenas contra Esparta. Esparta não admitia que Atenas tivesse supremacia sobre outras cidades gregas.

30 PERÍODO CLÁSSICO GREGOS CONTRA GREGOS Principais etapas da Guerra do Peloponeso: 431 a.C. Esparta invade a Ática. 430 a.C. Nova invasão de Esparta. Atenas sofre com uma epidemia. 425 a.C. Atenas reage e vence Esparta. 421 a.C. Paz de Niceas. 413 a.C. Esparta recebe ajuda dos Persas. 404 a.C. Atenas destruída se rende.

31 PERÍODO CLÁSSICO GREGOS CONTRA GREGOS Na verdade os derrotas na Guerra do Peloponeso foram todos os gregos e os vencedores foram os persas que viram quase toda a Grécia destruída. Foi o fim da democracia ateniense e da Liga de Delos. Segundo o historiador Tucídides a morte de Péricles foi a causa da derrota ateniense.

32 PERÍODO CLÁSSICO HEGEMONIA DE ESPARTA E TEBAS A hegemonia ateniense foi substituída pela hegemonia espartana. Esparta lidera então a Liga do Peloponeso. Tebas organiza a Liga da Beócia e começa a se expandir. Esparta declara guerra a Tebas Em 317 a.C., derrotada na Batalha de Leuctras, Esparta se rende. Tebas inicia sua hegemonia.

33 PERÍODO CLÁSSICO FIM DA PÓLIS GREGA A Grécia se enfraqueceu muito com as sucessivas batalhas. O comércio exterior se enfraqueceu e a pirataria voltou. Camponeses ficaram empobrecidos com as guerras. Levas de escravos fugiam.

34 PERÍODO HELENÍSTICO Foi o período em que Alexandre da Macedônia dominou a Grécia e empreendeu luta contra os persas, vencendo-os. O império macedônico constituiu-se naquilo que ficou conhecido como mundo helenístico. O helenismo foi a difusão dos valores gregos pelo Oriente.

35 CULTURA GREGA Os gregos se destacaram na política, na arte, nas ciências e na filosofia. A base de toda esse produção intelectual foi o escravismo. Em outras palavras, o brilhantismo grego assentou-se na escravidão.

36 Fim


Carregar ppt "INTRODUÇÃO Foram os gregos que inventaram a lógica. A razão (capacidade de raciocinar com lógica) é grega. Nosso idioma está cheio de palavras gregas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google