A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cidades- estados gregas Atenas Esparta. O BERÇO DA DEMOCRACIA: Atenas destacou-se como o maior centro cultural, político e econômico da Grécia. Cidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cidades- estados gregas Atenas Esparta. O BERÇO DA DEMOCRACIA: Atenas destacou-se como o maior centro cultural, político e econômico da Grécia. Cidade."— Transcrição da apresentação:

1 Cidades- estados gregas Atenas Esparta

2 O BERÇO DA DEMOCRACIA: Atenas destacou-se como o maior centro cultural, político e econômico da Grécia. Cidade de origem jônica, tornou-se m padrão de desenvolvimento para as cidades-estado gregas Localização: na Ática, nas proximidades do mar Egeu.

3

4 1.Eupátridas (grandes proprietários de terra) 1.Georgóis (pequenos proprietários) 2.Demiurgos (comerciantes) 3.Thetas (camponeses sem terra) 4.Thecnays (thetas que viviam do artesanato) 5.Metecos (estrangeiros) e escravos. SOCIEDADE DE ATENAS

5 Sociedade Fundada pelos Jônios (+Eólios + Aqueus) Mulheres menos direitos Educação Privada (após 7, Música, retórica e Filosofia) Grandes Proprietários Eupátridas Pequenos agricultores Comerciantes e Artesãos Georgóis Demiurgos Escravos Legisladores Aristocracia Tirania Areópago Basileu

6 1.Eclésia (assembléia popular que aprovava as medidas da Bulé) 2.Bulé (ou Conselho dos 400 que elaboravam as leis a serem votadas pela assembléia popular) 3.Arcontado (exerciam a justiça e administração) 4.Estrategos (cuidavam do exército) 5.Helieu (tribunal de justiça popular) POLÍTICA EM ATENAS

7 LEGISLADORES DE ATENAS Drácon: redigiu as leis – até então orais -, dificultando sua manipulação pelos eupátridas. Sólon: Aboliu a escravidão por dívidas, libertou os devedores da prisão e determinou a devolução de terras confiscadas pelos credores eupátridas. Também dividiu a sociedade de forma censitária em quatro classes sociais e instituiu o princípio da eunomia (igualdade perante a lei). Criou órgãos legislativos; a Bulé (ou Conselho dos 400), que preparava leis, e a Eclésia (Assembléia Popular), que as votava.

8 TIRANOS DE ATENAS Pisístrato: estabeleceu a tirania. Procurou amenizar as diferenças sociais, patrocinando várias obras públicas, gerando emprego a thetas e georgóis descontentes. Hiparco e Hípias: filhos de Pisístrato, não deram seguimento as reformas. Clístenes: Foi neste contexto que ocorreu uma grande revolta liderada por Clístenes, que instituiu a democracia na cidade.

9

10 DEMOCRACIA ATENIENSE A democracia ateniense era formada com a participação de cidadãos atenienses (adultos, filhos de pai e mãe ateniense) que correspondiam a uma minoria, pois eram excluídos os estrangeiros, escravos e mulheres.

11

12

13

14

15

16 Limites da democracia ateniense Mulheres não eram cidadãs Escravos não eram cidadãos Metecos não eram cidadãos Somente homens, filhos de pai e mãe atenienses, das classes sociais, Eupátridas, Georgóis, Demiurgos e Thetas, eram cidadãos

17 ESPARTA

18 ESPARTA Representou os valores de austeridade, espírito cívico, submissão total do indivíduo ao Estado. Sociedade conservadora, patriarcal, aristocrática, guerreira e eugênica (não se admite defeitos físicos nos cidadãos).

19 Esparta foi fundada pelos guerreiros Dórios. Esta Pólis desenvolveu uma educação militarista

20 SOCIEDADE ESPARTANA 1.Periecos:eram pequenos proprietários que se dedicavam ao artesanato e ao comércio em pequena escala. 2.Espartanos: principal grupo social e elite militar. 3.Hilotas: Servos de propriedade do Estado, sem direito políticos.

21 Gerúsia Sociedade Fundada pelos Dórios Mulheres dedicadas ao comércio Criança entregue ao estado (12-30) Governantes Espartanos Artesanato e Comércio Escravos Periecos Dórios Aqueus Hilotas Messênicos Diarquia Gerontes Éforos Apela

22 1.Sistema Oligárquico. 2.O governo era Diarquia (dois Reis). 3.A Assembléia (Ápela) era formada por espartanos com mais de 30 anos. 4.A Ápela era responsável pela eleição da Gerúsia e do eforato. Política em Esparta

23 5. A gerúsia, formada por 28 espartanos com mais de 60 anos, tinha atribuições legislativas e judiciárias. 6. Os cinco éforos tinham funções executivas. 7. Os Reis tinham funções religiosas e militares

24

25 Educação espartana: A sociedade espartana era conservadora, a educação era voltada para o militarismo, obediência a regras e vigor físico, e isso impunha um código moral bastante severo. A criança ao nascer era examinada por um conselho de cidadãos, que avaliava sua condição física, caso houvesse alguma deficiência era atirada em um desfiladeiro. Crianças eram entregues ao estado a partir dos sete anos, para prepará-las para a educação militar, garantindo a proteção da cidade e a ordem interna. A obrigação da mulher era a de gerar filhos saudáveis para servir ao Estado,praticavam exercícios que lhes garantissem uma vida forte e saudável.

26 O vestuário grego A roupa era simples, homens e mulheres vestiam roupas ate os joelhos e tornozelos. Nas mulheres era atada na cintura e braços. As túnicas mais curtas eram utilizados por trabalhadores para maior agilidade. Os mais ricos usavam o algodão simples ou o algodão egípcio, a maioria da população usava tecidos em lã. Os gregos gostavam muito de mostrar o corpo e eram vistos andando constantemente sem roupa. Em Esparta homens e mulheres andavam nus.

27 As guerras gregas o Guerras médicas (gregos contra persas). o Guerra do Peloponeso ( Atenas X Esparta)

28 As guerras médicas Esta guerra aconteceu entre os gregos contra os Persas tentando impedir a invasão em seu território por eles. Eram chamadas de guerras médicas pois os gregos chamavam os persas de Medos. As mais importantes batalhas desta guerra foram: o Termópilas = 300 de Esparta. Planície de maratona= lenda da maratona Para financiar esta guerra os gregos criaram a LIGA DE DELOS. Na ilha de Delos, barcos ouro, e armas foram reservadas por todas as Cidades-Estado.

29 A GUERRA DE PELOPONESO Foi um conflito entre Atenas e Esparta. E também pela tentativa de Esparta em diminuir o poder de Atenas no mundo grego. Causas da guerra: - Os espartanos viam com desconfiança e ameaça o desenvolvimento econômico e aumento da influência política de Atenas na região da península do Peloponeso; - Relações tensas entre as duas cidades-estado e disputa pela hegemonia política e econômica na região;

30 Final da guerra e conseqüências A Guerra do Peloponeso terminou em abril de 404 a.C, após a rendição de Atenas e a conquista espartana em Helesponto. Os espartanos deram suporte a um golpe oligárquico em Atenas, derrubando o sistema democrático e implantando um sistema de governo autoritário conhecido como Tirania dos Trinta. O fim da guerra derrubou o poder de Atenas na península e resultou na hegemonia política e economia de Esparta na região, com seu sistema voltado para o fortalecimento militar.

31 Ce Professora Maria Luciana


Carregar ppt "Cidades- estados gregas Atenas Esparta. O BERÇO DA DEMOCRACIA: Atenas destacou-se como o maior centro cultural, político e econômico da Grécia. Cidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google