A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Trabalho Realizado por: -David Pratas nº5 9ºA -Frédéric Fernandes nº8 9ºA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Trabalho Realizado por: -David Pratas nº5 9ºA -Frédéric Fernandes nº8 9ºA."— Transcrição da apresentação:

1 Trabalho Realizado por: -David Pratas nº5 9ºA -Frédéric Fernandes nº8 9ºA

2 O que fazem os bombeiros voluntários? Diferença entre Bombeiro sapador e voluntário Áreas de actuação dos bombeiros Equipamentos dos bombeiros Bombeiros em Portugal Bombeiros Voluntários Bombeiros Militares Bombeiros Profissionais Civis

3 Um Bombeiro é um profissional/voluntário que possui treino e equipamento adequado para apagar ou minimizar incêndios, resgatar pessoas em situação de perigo, salvaguardar bens materiais e ajudar e fornecer assistência nos desastres naturais e nos causados pelo homem.

4 Os Corpos de Bombeiros Sapadores existem nos municípios mais importantes, constituindo um departamento dependente da respectiva Câmara Municipal. Enquanto que os Corpos de Bombeiros Sapadores são inteiramente constituídos por profissionais, os municipais englobam tanto profissionais como voluntários em tempo parcial.

5 Combate a incêndios florestais; Combate a incêndios urbanos; Combate a incêndios industriais; Resgate em grande ângulo; Emergência médica pré-hospitalar; Salvamento aquático. Intervenção em incidentes eléctricos; Intervenção em incidentes hidráulicos; Intervenção em incidentes com matérias perigosas; Intervenção em incidentes com redes de gás; Corte de Árvores em risco iminente de queda; Captura de animais correndo ou oferecendo risco. Resgate de corpos ou bens submersos. Prevenção contra Incêndio e Pânico.

6 Veículos de socorro e luta contra incêndios: Veículos de combate a incêndios (ligeiros, urbanos, rurais, florestais e especiais); Veículos tanque tácticos (urbanos, rurais e florestais); Veículos tanque de grande capacidade; Veículos com equipamento técnico de apoio; Veículos de apoio alimentar; Veículos de apoio a mergulhadores; Veículos com escada giratória; Veículos com plataforma giratória; Veículos de socorro e assistência; Veículos de protecção multirriscos; Veículos de comando táctico; Veículos de comando e comunicações; Veículos de gestão estratégica e operações; Veículos de transporte de pessoal (táctico e geral); Veículos para operações específicas

7 Veículos de socorro e assistência a doentes: Ambulâncias de transporte de doentes; Ambulâncias de transporte múltiplo; Ambulâncias de socorro; Ambulâncias de cuidados intensivos; Veículos de socorro e assistência médica.

8 Veículos de intervenção aquática: Botes de reconhecimento e transporte; Botes de socorro e resgate (pneumáticos e semi-rígidos); Lanchas de transporte geral; Motos de reconhecimento e salvamento aquático.

9 Helicópteros de avaliação e coordenação; Helicópteros bombardeiros (ligeiros, médios e pesados); Aviões de reconhecimento e coordenação; Aerotanques (ligeiros, médios e pesados). Meios aéreos:

10 Em Portugal existem quatro tipos de Corpos de Bombeiros: Bombeiros Profissionais (oficialmente denominados Bombeiros Sapadores), Bombeiros Voluntários, Bombeiros Militares e Bombeiros Privativos (de empresas industriais, florestais, etc.). Existem ainda corpos mistos, compostos por Voluntários e Profissionais, denominados Bombeiros Municipais.

11 Os Corpos de Bombeiros Voluntários estão espalhados por praticamente todas as sedes de município e por muitas outras povoações de Portugal, sendo responsáveis pela grande maioria das operações de socorro no país, em virtude do reduzido número de Corpos Profissionais existentes. Os Corpos de Bombeiros Voluntários dependem de associações humanitárias de âmbito local, que são financiadas através dos seus sócios, de peditórios à população, de subsídios públicos e do desenvolvimento de actividades de cariz lúdico e cultural.

12 O Exército, a Marinha e a Força Aérea, dispõem de Corpos de Bombeiros para combate a incêndios e operações de socorro em algumas das suas unidades. Os Bombeiros das bases da Força Aérea são chamados Operadores de Sistemas de Assistência e Socorro (OPSAS). Os Bombeiros das unidades da Marinha são chamados Especialistas de Limitação de Avarias.

13 Na Guarda Nacional Republicana foi criada em 2006 uma unidade especializada em operações de combate denominada Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro (GIPS).

14 As grandes empresas industriais, portuárias, aeroportuárias e florestais têm normalmente corpos privativos de bombeiros, vocacionados para a actuação especializada no seu ramo de actividade.

15


Carregar ppt "Trabalho Realizado por: -David Pratas nº5 9ºA -Frédéric Fernandes nº8 9ºA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google