A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2. PRONOMES POSSESSIVOS Indicam posse em relação as pessoas do discurso. Concordam em gênero e número com a coisa possuída. Ex: Juçara chegou com seu filho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2. PRONOMES POSSESSIVOS Indicam posse em relação as pessoas do discurso. Concordam em gênero e número com a coisa possuída. Ex: Juçara chegou com seu filho."— Transcrição da apresentação:

1 2. PRONOMES POSSESSIVOS Indicam posse em relação as pessoas do discurso. Concordam em gênero e número com a coisa possuída. Ex: Juçara chegou com seu filho. Juçara chegou com suas filhas. Deve-se evitar quando se referirem a partes do corpo Ex: Estou com dor na nuca e não: Estou com dor na minha nuca. Pronomes

2 Os possessivos geralmente vêm antepostos ao substantivo; quando se pospõem, podem mudar de significado a expressão de que fazem parte. Ex: Recebi notícias suas (notícias sobre você) Recebi suas notícias (transmitidas por você) Pronomes oblíquos átonos podem funcionar como possessivos. Ex: Vou seguir-lhe os passos. Vou seguir seus passos.

3 Seu nas expressões seu José, seu Luís, é redução de senhor. Deste seu se originou o correspondente feminino, que geralmente denota descortesia, assim como o masculino muitas vezes. Ex: Quem é que você pensa que é, sua imbecil? Seu cafajeste de uma figa

4 ESTE(S), ESTA(S), ISTO Refere-se a pessoa ou coisa próxima de quem fala: Ex: Este pincel funciona bem Indica o lugar em que se encontra a pessoa que fala Ex: Esta sala é adequada Esta cidade é linda Indica um período de tempo presente, que ainda não terminou. Ex: Este mês. Estas crises políticas. Indica o termo mais próximo numa oração. Ex: Pedro e Maria trabalham aqui. Esta é mais eficiente do que aquele. Indica informação por vir no texto Ex: O lema da nossa bandeira é este: ordem e progresso. 3.PRONOMES DEMONSTRATIVOS. O uso sem critério dos demonstrativos este(a), esse(a) e aquele(a) costuma gerar dúvidas.

5 ESSE(S), ESSA(S), ISSO Indica pessoa ou coisa um pouco afastada de quem fala ou próxima do interlocutor. Ex: Empreste-me essa caneta Essa garota é estudiosa Indica passado ou futuro próximo de quem fala ou escreve. Ex: Estive com o ministro há um ano;desde esse tempo não o vejo. Designa o que já foi dito no texto Ex: Fé, esperança e caridade: essas são as virtudes teologais. AQUELE(S), AQUELA(S), AQUILO Refere-se a pessoa ou coisa afastada de quem fala ou escreve. Ex: Você vê aquele viaduto? Pegue aquela caneta.

6 Indica tempo passado vago ou remoto. Ex: Naqueles tempos, o país era mais otimista. Aqueles tempos eram piores. Refere-se a termo mais distante numa oração Ex: Brasil e Argentina disputam a hegemonia no futebol; aquela pela ginga, esta pela valentia. O(s),a(s) são pronomes demonstrativos quando puderem ser substituídos por isto, isso, aquilo, aquele(s), aquela(s). Ex: Nem tudo o que reluz é ouro Nem tudo aquilo que reluz é ouro.

7 4.PRONOMES RELATIVOS São aqueles que retomam um termo expresso anteriormente, por isso mesmo chamado antecedente. Observe o exemplo: Ex: Não vi os alunos. Os alunos chegaram Não vi os alunos que chegaram O pronome relativo quem é empregado com relação a pessoas ou seres personificados, e será sempre precedido de preposição. Ex: esta é a aluna a quem você quer bem O pronome relativo que tanto pode ser empregado com relação a coisas, quanto a pessoas. Observe: Ex: João é o aluno que mais faltou Não recolheram os papéis que sobraram.

8 O pronome relativo o qual e variações são exclusivamentes pronomes relativos. Muito utilizado para evitar ambigüidade. Ex; Não conheço o pai da garota que se acidentou. Quem se acidentou? O pai ou a filha? Não o conheço o pai da garota o qual se acidentou. O pronome relativo cujo ( e flexões) é empregado para dar idéia de posse. Ex: Esta é a árvore cujas folhas caem inexplicavelmente. O pronome relativo onde deve ser usado na indicação de lugar e pode ser substituído pela expressão em que. Ex: Quero que conheça a escola onde (em que) aprendi a ler.

9 5. PRONOMES INDEFINIDOS. São aqueles que se referem à terceira pessoa do discurso de modo vago, impreciso, genérico. Ex: Alguém me roubou a carteira. Algo aconteceu naquela noite. O pronome indefinido algum, quando vier depois do nome a que se refere, assume valor negativo, equivalendo a nenhum. Ex: Computador algum resolveria esse problema. Certo é pronome indefinido quando vier antes do nome a que estiver se referindo. Se vier posposto ao nome, será adjetivo. Ex: Certas pessoas deveriam ocupar lugares certos. Pronome indefinido adjetivo.

10 6.PRONOMES INTERROGATIVOS. São aqueles com os quais formulamos frases interrogativas, diretas ou indiretas. Ex: Quem resolveu este exercício? Quais alunos saíram? FIQUE LIGADO!!! Observe que os pronomes interrogativos assemelham-se muito aos indefinidos. A diferença consiste no seguinte: que, quem, qual e quanto só serão classificados como interrogativos quando aparecerem em frases interrogativas, caso contrário serão classificados como indefinidos.

11 REFLITA!! Estudar para tirar nota é chato. Não passa de mais uma perversão da sociedade de consumo, na qual todos nós somos coisas precisando de um aval do sistema para custarmos mais caro. Já estudar por estudar, por curiosidade, por querer saber, é uma grande aventura. Lembre- se: nádegas cai, beleza voa e conhecimento se acumula.

12 A classificação dos pronomes 1.Pronomes Pessoais- é a única classe que apresenta formas diferentes para o locutor, o interlocutor e o assunto do texto. De acordo com a função que exercem podem ser divididos em Retos e Oblíquos

13 1.1Pronomes pessoais do caso reto Eu,tu,ele(a), nós,vós, eles(as) Exercem função de sujeito. Ex: Ele não pediu desculpas e eu fui embora. Esses pronomes não devem ser usados como complementos verbais Ex: Vi ele na rua(x) Encontrei ela na praça(x) Trouxeram eu até aqui(x) Quando desempenha a função de sujeito, o pronome ele não pode contrair-se com a preposição que o antecede: Ex: Conversamos bastante e,depois de ele meditar muito, reconheceu o erro. O presente é dele.

14 Na linguagem coloquial, nós é freqüentemente substituído por a gente. Ex: Tem dias que a gente se sente Como quem partiu ou morreu A gente estancou de repente Ou foi o mundo então que cresceu. ( Chico Buarque) Ex: Agora o vento soprando, chicoteava da gente não agüentar.( Mário de Andrade) Não se devem misturar os tratamentos tu e você.Deve-se evitar frases como: Ex: Se você precisar vou te ajudar.

15 1.2 Pronome pessoal do caso oblíquo. Desempenham a função de complemento do verbo O(s),a(s) atuam exclusivamente como objeto direto Ex: Carlos encontrou Joana na festa. Carlos encontrou-a na festa. Os pronomes o(s), a(s) podem sofrer adaptações fonológicas depois de certas terminações verbais. A)Verbos terminados em r,s,z assumem a forma: lo(s), la(s). ex: Vou fazer as tarefas/ Vou fazê-las Sinto prazer em ver minha família feliz. Sinto prazer em vê-la feliz.

16 B) Verbos terminados em som nasal, o verbo assume a forma: no(s), na(s). ex: Os padeiros amassavam o pão com a mãos. Os padeiros amassavam-no com as mãos. Ela põe as frutas na mesa Ela põe-nas na mesa. Lhe(s) funciona exclusivamente como objeto indireto. Ex: Tive vontade de perguntar ao João se fora feliz. Tive vontade de perguntar-lhe se fora feliz.

17 Os pronomes mim,ti e si devem sempre vir precedidos de preposição. Ex: Não existe nada entre mim e ti. Não há nenhuma acusação contra mim Não foi comprovada nenhuma ligação entre ti e ela. Há construções em que a preposição, apesar de surgir anteposta a um pronome, deverá ser do caso reto: Ex: Trouxeram vários livros para eu ler. Não saia sem eu permitir.


Carregar ppt "2. PRONOMES POSSESSIVOS Indicam posse em relação as pessoas do discurso. Concordam em gênero e número com a coisa possuída. Ex: Juçara chegou com seu filho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google