A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Capítulo 25 Semântica dos tempos verbais. Alguns tempos podem indicar valores e noções bem diversas das expressas nos tempos reais, e permitem que atinjamos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Capítulo 25 Semântica dos tempos verbais. Alguns tempos podem indicar valores e noções bem diversas das expressas nos tempos reais, e permitem que atinjamos."— Transcrição da apresentação:

1 Capítulo 25 Semântica dos tempos verbais

2 Alguns tempos podem indicar valores e noções bem diversas das expressas nos tempos reais, e permitem que atinjamos com mais eficiência e clareza o propósito de dadas enunciações. As situações comunicativas apresentam nuances sutis de intenção que ultrapassam a mera necessidade de marcar o tempo cronológico de uma dada enunciação ou ação. Elas exigem do falante algum jogo de cintura e clareza das circunstâncias que permeiam o ato da fala.

3 O uso semântico dos verbos é recurso indispensável para que o enunciador obtenha êxito comunicativo. Os casos destacados a seguir mostram tempos verbais usados para descrever ações que, a rigor, seriam da conta de outros tempos verbais - mas, mesmo assim, com isso revelam-se mais precisos e comunicativos.

4

5

6

7

8 O verbo, o tempo e o modo Em primeiro lugar, se estamos tratando de verbos, devemos saber identificar o que é um verbo. O verbo é uma palavra que tem a propriedade de variar segundo determinados modos e tempos. Tomemos, por exemplo, uma frase como Eu jogo bola. Sabemos que esta frase está no presente porque o verbo dela se encontra no tempo presente. Se quisermos colocar essa frase no passado, teremos de mudar o verbo: Eu jogava bola. O verbo, portanto, é essa palavra que varia segundo determinados tempos (passado, presente e futuro). No entanto, o verbo pode variar segundo determinados modos. Como assim? A frase Eu jogo bola está no presente. Compare aquela frase com esta: Hoje, talvez eu jogue bola. Ambas estão no mesmo tempo, o presente, mas a segunda, ao contrário da primeira, indica incerteza. Dizemos então que a primeira (Eu jogo bola.) está no modo indicativo; já a segunda (Hoje, talvez eu jogue bola.) está no modo subjuntivo. Poderíamos ainda colocar a mesma frase no modo imperativo se quiséssemos exprimir uma ordem ou conselho. Nesse caso, ela ficaria assim: Jogue bola!

9 Valores semânticos dos modos e tempos verbais Também sabemos que um verbo apresenta valores semânticos. O que é isso? Conforme vimos em sala de aula, a semântica, de um modo geral, é a área que estuda os significados, os sentidos dos enunciados da língua. E o que isso tem a ver com o verbo? Bom, um verbo pode ser utilizado para dar significados diferentes aos enunciados. Por exemplo: um verbo no presente do indicativo serve tanto para exprimir um fato que ocorre todos os dias quanto para exprimir um fato que já ocorreu. Quando nós dizemos Eu jogo bola, estamos dizendo que praticamos essa ação (a ação de jogar bola) com frequência. Nesse caso, o tempo presente serve para exprimir uma ação corriqueira, cotidiana. Entretanto, como já se disse, podemos utilizar o presente para fazer referência a uma ação que já ocorreu. É o caso, por exemplo, do seguinte enunciado: Em 1500, Cabral chega ao Brasil. O verbo está no presente, mas a ação obviamente se realizou no passado, em 1500.

10 Exercícios com tirinhas 1. Na tira do Cebolinha, podemos identificar os três modos verbais. Diga em que quadrinho cada um dos 3 modos aparece e explique qual o valor semântico deles no texto. 2. Como vimos nas aulas, um tempo verbal pode apresentar valores semânticos diferentes. O pretérito-mais-que-perfeito, por exemplo, pode ter o valor semântico de desejo. Retire do texto uma fala em que o pretérito-mais-que-perfeito possua esse valor semântico.

11 1. Às vezes, dependendo do contexto, dois tempos distintos podem apresentar o mesmo valor semântico. Esse fenômeno pode ser visualizado no primeiro e no segundo quadros da tira acima. Identifique os tempos e o valor semântico veiculado pelos verbos desses dois quadros. 2. No último quadro, encontramos um verbo no modo imperativo. Justifique seu emprego relacionando-o ao título da tira.

12 1. Na tira acima, Mônica utiliza um mesmo modo verbal para se expressar. a) Diga qual é o modo verbal presente nas falas de Mônica. b) Justifique o emprego desse modo verbal no texto relacionando seu uso à imagem que Mônica tem de si.

13 Mais exercícios 1. Complete as lacunas: a) O modo verbal que expressa um fato certo, real é o ______________. b) O modo verbal que expressa uma ordem, um pedido, um conselho, uma súplica é o ______________. c) O modo verbal que expressa um fato incerto, duvidoso, irreal, hipotético é o _____________.

14 2. Enumere as sentenças abaixo de acordo com a flexão em modo dos verbos sublinhados. Assim, (1) Para verbos flexionados no Indicativo; (2) Para os que estiverem flexionados no Subjuntivo e (3) Para os que estiverem flexionados no Imperativo. a) Vá ao banco! ( ) b) Espero que ele vá ao banco. ( ) c) Eu fui ao supermercado. ( ) d) Talvez eu seja muito nova. ( ) e) Eles estariam tristes. ( ) f) Todo pensamento começa com um problema. ( ) g) Queridos, vamos dar as mãos. ( ) h) Se eu vendesse meu terreno te dava uma parte. ( ) i) Ele estava à toa na vida. ( ) j) Não matarás. ( )

15 3. Marque verdadeiro ou falso. a) O presente do indicativo pode expressar também um fato futuro ou um fato passado. ( ) b) O pretérito mais que perfeito pode indicar um desejo. ( ) c) O futuro do presente não pode ser usado no lugar do imperativo. ( ) d) O futuro do pretérito, além de expressar uma incerteza, pode expressar uma polidez. ( ) e) O presente do subjuntivo expressa um fato certo. ( ) f) O futuro do subjuntivo expressa uma condição com maior grau de probabilidade. ( ) g) O presente do indicativo pode expressar uma verdade absoluta. ( )

16 4. Dê o tempo, modo, a pessoa que se refere e o valor semântico dos verbos sublinhados nos trechos abaixo: a) O Brasil ainda tem cerca de 20 mil trabalhadores que atuam em condição análoga à escravidão e os atuais métodos de combate à prática criminosa ainda não são suficientes para zerar a conta. Quem admite a situação é o Ministério Público do Trabalho (MPT) que lançou nesta quinta-feira 27 uma campanha nacional para sensibilizar a sociedade desse problema que persiste mais de um século depois do fim da escravidão no país. A campanha busca atingir empresários, sociedade e trabalhadores por meio de propagandas de TV, rádio e uma cartilha explicativa. b) Se tivesse acabado o mundo, não saberíamos se o patrimônio do ministro Palloci multiplicou-se licita ou ilicitamente, em tempo recorde. Não haveria tempo dessa novela desdobrar-se em capítulos que, suspeitamos, já saber o final. Parece que nesse caso não faria muita diferença terminar ou não a vida na Terra.


Carregar ppt "Capítulo 25 Semântica dos tempos verbais. Alguns tempos podem indicar valores e noções bem diversas das expressas nos tempos reais, e permitem que atinjamos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google