A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Seminários 2006/ 1 Rafael Josilco Turma: 120 LEPIDOPTERA Linnaeus, 1758 PUCRS - FABio – Dep. Biologia – Zoologia dos Invertebrados Superiores II.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Seminários 2006/ 1 Rafael Josilco Turma: 120 LEPIDOPTERA Linnaeus, 1758 PUCRS - FABio – Dep. Biologia – Zoologia dos Invertebrados Superiores II."— Transcrição da apresentação:

1 Seminários 2006/ 1 Rafael Josilco Turma: 120 LEPIDOPTERA Linnaeus, 1758 PUCRS - FABio – Dep. Biologia – Zoologia dos Invertebrados Superiores II

2 1.Aspectos morfológicos diagnósticos *Significado etimológico do nome cientifico: Lépido = escamas ptera= asas Lepidóptera = asas com escamas Lepidóptera = asas com escamas *A ordem dos Lepidópteros é representada por borboletas e mariposas. *São estimadas espécies. ( Segundo Corseuil, E. ) *Seus representantes variam muito de tamanho

3 Curiosidade: A mariposa Imperador é o maior lepidoptero noturno do mundo, com 30 cm de comprimento da extremidade de uma asa à outra Thysania agrippina Curiosidade: A mariposa Imperador é o maior lepidoptero noturno do mundo, com 30 cm de comprimento da extremidade de uma asa à outra Thysania agrippina

4 A maior borboleta que se conhece é a Gigante-atlas, da Índia, que chega a medir 26 cm de envergadura. A maior borboleta que se conhece é a Gigante-atlas, da Índia, que chega a medir 26 cm de envergadura. A menor delas é a Cupido- pigmeu, da Inglaterra, com apenas 6 mm de envergadura. A menor delas é a Cupido- pigmeu, da Inglaterra, com apenas 6 mm de envergadura.

5 *É a segunda maior ordem em número de espécies. *A coloração é extremamente variada, desde brilhante a obscura. *As principais características da ordem são as asas cobertas por escamas e o aparelho bucal sugador modificado em espirotromba (= probóscide), que é formada pelas gáleas da maxila. *Cabeça – arredondada e mais estreita que o tórax, com olhos compostos, com grande numero de omatídeos

6 *Ocorrem 2 ocelos, que podem ficar pouco aparentes por causa das escamas que cobrem o corpo. *As antenas ficam posicionadas no bordo interno dos olhos, podem ser de vários tipos. ( a antena é um caráter importante para a identificação das espécies) *As peças bucais incluem a espirotromba(formada pelas gáleas das maxilas), palpos labiais e mandíbulas, que são atrofiadas. *A espirotromba ou probóscide é considerado um órgão sugador, com a função de extrair o néctar das flores e aspirar substâncias liquidas para se alimentar. *Muitos lepidópteros, no estágio adulto, não se alimentam e apresentam o aparelho bucal atrofiado.

7

8

9

10 *Tórax – constituído por 3 segmentos, que é coberto por escamas. *Mesotórax – É o mais desenvolvido. *As pernas são de tamanho variável e muito delicadas, as tíbias apresentam esporões e os tarsos são pentâmeros. *Apresentam dois pares de asas membranosos e cobertos por escamas. *O 1° par de asas é mais desenvolvido que o 2°. *Abdome – alongado e formado por 10 urômeros, recobertos por escamas e sem cercos

11 1-Antena 2- Olho 3- Espirotromba 4- Pernas 5- Tórax 6- Abdome 7- Asa posterior 8- Asa anterior 9- Cabeça

12 *A genitália do macho abre-se no 9° urômero e da fêmea, no 7° ou 8°. *O 1° urômero apresenta fendas no seu interior, onde estão os tímpanos. *Caracteres sexuais que diferem os sexos: Tamanho(fêmea maior que o macho) Tamanho(fêmea maior que o macho) Coloração(macho é mais colorido) Coloração(macho é mais colorido) Antenas(ornamentais em machos) Antenas(ornamentais em machos)

13 2. Aspectos Biológicos Comportamentais *Os lepidópteros apresentam grande diversidade e são encontrados e quase todas as regiões do mundo, principalmente em locais tropicais. *São holometabólicos, sofrem metamorfose completa, com estágios de ovo, larva (lagarta), pupa (crisálida) e adulto (imago). *Os ovos são de diversas formas e colorações. *Após a fecundação as fêmeas começam a busca pela planta onde irão pôr seus ovos (geralmente, cada espécie, tem preferência pelas plantas - alimento para o desenvolvimento de suas lagartas).

14

15

16

17 *Após a eclosão das lagartas, elas se alimentam das plantas onde se encontram. *O corpo das lagartas é geralmente recoberto por cerdas, que podem ser urticantes. *O arranjo e a distribuição destas cerdas recebe o nome de quetotaxia, que é utilizada para o estudo das formas imaturas. *A coloração é variável. *Apresentam diversos mecanismos de defesa:

18 Cores chamativas (apocemáticas) como aviso de perigo Cores chamativas (apocemáticas) como aviso de perigo Cores miméticas (confundem-se com outras espécies) Cores miméticas (confundem-se com outras espécies) Cores homocrômicas (para a camuflagem) Cores homocrômicas (para a camuflagem) Podem liberar odores tóxicos Podem liberar odores tóxicos *Apresentam glândulas de seda desenvolvidas, que servem para fazer casulos ou abrigos em folhas. *Quando as lagartas completam o seu desenvolvimento param de se alimentar e procuram um local adequado para o estagio da pupa.

19 *A pupa, geralmente é encerrada dentro de um casulo de seda, construído pela lagarta antes da pupação. *Já no casulo, a lagarta sofre a ultima muda e se transforma em pupa (crisálida). *Da pupa emerge o adulto, a borboleta ou mariposa, voadores ativos. * A reprodução é sexuada, geralmente por gametogênese, mas existem casos de partenogênese.

20

21 Ciclo de vida da mariposa oriental (=grafolita) Ciclo de vida da mariposa oriental (=grafolita) Grapholita molesta Tortricidae

22 3. Aspectos de importância para o homem 3. Aspectos de importância para o homem * Os lepidópteros têm uma expressiva importância econômica. * As larvas, por serem, na sua grande maioria fitófagas,são pragas extremamente prejudiciais às plantações. * Algumas larvas se alimentam de tecidos, o que pode causar danos as industrias têxteis. * Outras se alimentam de cereais(alimento industrializado) * Algumas lagartas, como as taturanas, são de importância medica, devido a presença de pelos urticantes e secreções que podem provocar serias queimaduras ou ate óbitos.

23 u Automeris sp. Megalopygidae

24 Hylesia sp. Dirphia sp. Megalopygidae

25 * Muitos animais adultos de algumas espécies desta ordem são muito bonitos sendo procurados por colecionadores e artesões, sendo utilizados em trabalhos artísticos e decorativos. * A seda, produzida pelas lagartas de algumas espécies de borboletas, é utilizada para a fabricação de tecidos.

26 *Dano da mariposa grafolita (Grapholita molesta) em um ponteiro de pessegueiro

27 *Sintoma externo do ataque da grafolita em um fruto de ameixeira

28 * Coleção de borboletas

29 4.Classificação e diagnose até um nível taxonômico subordinado ao grupo em estudo REINO: Animália SUB-REINO: Metazoa SUB-REINO: Metazoa DIVISÃO: Bilatéria DIVISÃO: Bilatéria SECÇÃO: Eucelomata SECÇÃO: Eucelomata FILO: Arthropoda FILO: Arthropoda SUB-FILO: Mandibulata SUB-FILO: Mandibulata SUPERCLASSE: Hexapoda SUPERCLASSE: Hexapoda CLASSE: Insecta ORDEM: Lepidóptera ORDEM: Lepidóptera SUBORDEM: Glossata SUBORDEM: Glossata Zeugloptera Zeugloptera Aglossata Aglossata Heterobathmiina Heterobathmiina

30 * Subordem Glossata: caracteriza-se pelas maxilas com gálea formando espirotromba e a ausência de mandíbulas funcionais. * Subordem Zeugloptera: lepidópteros primitivos. Pequenas mariposas mandibuladas e sem espirotromba. * Subordem Aglossata: mariposas mandibuladas e sem espirotromba. Ausência de ocelos, larvas ápodes. * Subordem Heterobthmiina: Pequenas mariposas. Esporões tibiais. Veias das asas anteriores simples.

31 *Família Nymphalidae Agrias claudia claudina - Brasil

32 Marpesia petreus – Brasil

33 Morpho achilleana – Brasil

34 Morpho anaxibia – Brasil

35 Família Papillionidae Heraclides thoas brasiliensis - Brasil

36 Papillio garamas - Brasil

37 Parides ascanius – Brasil

38 5. Bibliografia Consultada 5. Bibliografia Consultada * BORROR, D. J. & DELON, D. M Introdução ao Estudo dos Insetos. Rio de Janeiro, USAID e EDGART * BORROR, D. J. & DELON, D. M Introdução ao Estudo dos Insetos. Rio de Janeiro, USAID e EDGART BLUCHER LTDA. 287P. BLUCHER LTDA. 287P. * CORSEUIL, E Apostila de Entomologia. Porto Alegre, Cópias Xerográficas, 126 p. * CORSEUIL, E Apostila de Entomologia. Porto Alegre, Cópias Xerográficas, 126 p. * COSTA, C. S. & ROCHA, R. M. Invertebrados Manual de Aulas Práticas. Série Manuais Práticos em Biologia –3. Ribeirão Preto, SP, Editora Holus, 226 p. * COSTA, C. S. & ROCHA, R. M. Invertebrados Manual de Aulas Práticas. Série Manuais Práticos em Biologia –3. Ribeirão Preto, SP, Editora Holus, 226 p.


Carregar ppt "Seminários 2006/ 1 Rafael Josilco Turma: 120 LEPIDOPTERA Linnaeus, 1758 PUCRS - FABio – Dep. Biologia – Zoologia dos Invertebrados Superiores II."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google