A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Contribuir para a formulação da política de pós-graduação e de pesquisa da Universidade em consonância com o Plano de Desenvolvimento Institucional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Contribuir para a formulação da política de pós-graduação e de pesquisa da Universidade em consonância com o Plano de Desenvolvimento Institucional."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Contribuir para a formulação da política de pós-graduação e de pesquisa da Universidade em consonância com o Plano de Desenvolvimento Institucional. Fomentar o desenvolvimento da pesquisa e da pós-graduação na Universidade, buscando a excelência. Gerenciar e avaliar a pós-graduação e a pesquisa na Universidade. Interagir com órgãos de fomento, agências, governos, dentre outros, na busca do desenvolvimento da pós-graduação e da pesquisa. A pesquisa na Universidade constitui base fundamental para o ensino de excelência (graduação e pós-graduação) e a extensão de qualidade. MISSÃO INSTITUCIONAL

4 Número de Pesquisadores: 1281 doutores, 356 procientistas, 174 bolsistas de produtividade CNPq Número de Produtos: produtos declarados em 2006 versus 4721 em 1996 Grupos de Pesquisa: 247 GrPesq CNPq Programas de Pós-graduação: 43 SS 92 Lato Sensu Bolsas: 668 Iniciação Científica, 700 pós-graduação, 43 PEC-G e 82 PROCAD Convênios Internacionais: 109 ativos, 16 em negociação Financiamentos Institucionais: 35 convênios, movimentando 20 milhões por ano ALGUNS NÚMEROS

5 Equipe técnica de excelência e entrosada, porém com tamanho inadequado às necessidades atuais. Ausência de sistemas de informação, dificultando o acesso a dados históricos e a procedimentos institucionais. Articulação institucional deficiente. Inserção institucional em agências de fomento e junto a empresas aquém do desejado. Articulação internacional reduzida. DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL

6 SR-2 COORDENAÇÃO DE AVALIAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO COMISSÃO DE ÉTICA EM PESQUISA DAADSEDICSERAD COFIC SERTEFSERVIÇO CONTÁBIL DCARH Rosa Name ASSESSORIAS DIVISÃO DE APOIO ADMINISTRATIVO DCEADS Marcos Bastos DCI Cristina Russi DEPESQ. Elvira Carvajal DEPG Elizabeth Macedo ESTRUTURA

7 Departamento de Fomento ao Ensino para Graduados Atribuições do DEPG Dinamizar a revisão das Deliberações que regem os Programas de Pós-graduação. Acompanhar os Programas stricto sensu em andamento, de modo a melhorar o desempenho nas avaliações externas: discussão dos relatórios de área e definição de estratégias junto aos coordenadores; treinamento de funcionários para preenchimento de relatórios. Fomentar uma política para a criação de Programas stricto sensu com planejamento de ações a médio prazo. Subsidiar os Programas novos com informações e apoio técnico- pedagógico. Acompanhar os cursos lato sensu em andamento e auxiliar no levantamento de demandas e possibilidades de seu atendimento pela Universidade.

8 Departamento de Apoio à Produção Científica e Tecnológica Atribuições do DEPESQ Levantar as potencialidades científicas e tecnológicas da Universidade, de modo a subsidiar a elaboração de política de Pesquisa. Atender a demanda qualificada no Programa Prociência e adequar o seu processo seletivo. Re-estruturar o Programa de Professor Visitante para atender novas demandas, visando o aumento da produção científica e tecnológica Criar programas de apoio a cursos de PG nível 3 e 4. Ampliar a participação de docentes em fóruns de discussão científica, especialmente no exterior. Consolidar o PITT, implementando um sistema colegiado para proteção e transferência de tecnologia.

9 Departamento de Capacitação e Apoio à Formação de Recursos Humanos Atribuições do DCARH Atuar junto às agências na ampliação dos recursos para a formação. Criar sistema corporativo integrado a COPAD, SGRH e SAG para controle do PROCAD e das bolsas DS, PDEE, PICDT, PEC-PG, PIBIC e IC Júnior. Ampliar o número de docentes em capacitação. Aumentar o número de bolsas de Iniciação Científica, bem como o seu valor. Aprimorar o gerenciamento das bolsas de Iniciação Científica e Pós-graduação.

10 Departamento do Centro de Estudos Ambientais e Desenvolvimento Sustentável Atribuições do DCEADS Dispor de pessoal e recursos institucionais adequados para o cumprimento das responsabilidades institucionais e ao apoio das ações acadêmicas. Captar recursos através de projetos de fortalecimento institucional. Induzir a realização de parcerias e acordos de cooperação técnico-científica. Desenvolver um programa com ações dirigidas as demandas de educação, saúde e meio ambiente na Ilha Grande e adjacências.

11 Departamento de Cooperação Internacional Atribuições do DCI Projetar o nome da UERJ internacionalmente como Centro de Excelência em Ensino, Pesquisa e Extensão, com ênfase nas áreas estratégicas para o Estado do Rio de Janeiro. Avaliar a estrutura de outras Instituições em atividade correlata identificação de benchmark (em andamento). Formalizar convênios de co-tutela e dupla-diplomação. Estimular novos convênios internacionais, especialmente, com Reino Unido, EUA e Austrália. Criar um sistema de atualização permanente de novas oportunidades.

12 COMO RECONSTRUIR E REACELERAR Programa de Excelência da Pós-graduação Programa de Consolidação da Pesquisa na Universidade Programa de Articulação Institucional da Pesquisa Programa de Articulação Interinstitucional e Internacional Programa de Formação de Recursos Humanos para a Pesquisa Programa de Incentivo à Nucleação de Grupos Emergentes Construir uma SR-2 que, além da gerência da pós-graduação e da pesquisa, atue na proposição de políticas.

13 Sub-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa Estratégias Reestruturar a SR-2 Rever as legislações e procedimentos que regulamentam as atividades de Pós-graduação e Pesquisa na Universidade Discutir um modelo orçamentário descentralizado Criar linhas de financiamento para grupos emergentes e apoiar a captação por grupos consolidados Ampliar as parcerias junto às agências de fomento e empresas. Criar condições para a inserção de pesquisadores da Universidade em comitês nacionais e estaduais de fomento à pesquisa e à pós-graduação Criar ações Transversais entre as sub-reitorias Implantar um Grupo de Articulação Institucional

14 AÇÕES EXECUTADAS (primeiro trimestre) Programa de Apoio a Grupos Emergentes vinculados a Pós- graduação: Editais (18 projetos de R$ ,00 em 2008/2). Programa de Apoio a Participação em Congressos de alunos de Pós-graduação (plus de R$ 4000,00 aos PPGs no Ano de 2008). Montagem do Grupo Institucional de Diagnóstico da Pós- graduação. Aumento do valor das Bolsas de IC, em estudo. FG3 para as secretarias de Pós-graduação (minuta para CESEPE e gratificação implantada após sua aprovação). Contrato Administrativos Emergenciais para Pós-graduação.

15 AÇÕES PROPOSTAS (primeiro trimestre) Grupos de Trabalhos para Soluções Emergentes (alterações de Deliberação) Tentativas de Informatização dos Programas (SS- Dinfo, LS- SERAD SR2) Alterações para o Programa Visitante, em andamento Verificação de todos os convênios internacionais ativos da UERJ Busca de fomento (CAPES, CNPq, FAPERJ) para a realização de intercâmbios internacionais de estudantes da UERJ, em andamento Elaboração de apresentações dos grupo de pesquisa da UERJ para divulgação, em andamento

16 SUGESTÕES E CONTATOS GABINETE: , e DEPG: DEPESQ: DCARH: , DCI: DCEADS:


Carregar ppt "Contribuir para a formulação da política de pós-graduação e de pesquisa da Universidade em consonância com o Plano de Desenvolvimento Institucional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google