A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SETEMBRO: Mês da Bíblia BeM-VINDOS Ao 24º DOMINGO COMUM! Alegrai-vos comigo! Encontrei o que tinha perdido!

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SETEMBRO: Mês da Bíblia BeM-VINDOS Ao 24º DOMINGO COMUM! Alegrai-vos comigo! Encontrei o que tinha perdido!"— Transcrição da apresentação:

1 SETEMBRO: Mês da Bíblia BeM-VINDOS Ao 24º DOMINGO COMUM! Alegrai-vos comigo! Encontrei o que tinha perdido!

2 CANTO de ENTRADA: Toda Bíblia é comunicação/ de um Deus Amor, de um Deus irmão;/ é feliz que crê na revelação,/ quem tem Deus no coração! 1- Jesus Cristo é a Palavra,/ pura imagem de Deus Pai;/ ele é Vida e Verdade, a suprema caridade.

3 Toda Bíblia é comunicação/ de um Deus Amor, de um Deus irmão;/ é feliz que crê na revelação,/ quem tem Deus no coração! 2- Os profetas sempre mostram/ a vontade do Senhor;/ precisamos ser profetas,/ para o mundo ser melhor.

4 Toda Bíblia é comunicação/ de um Deus Amor, de um Deus irmão;/ é feliz que crê na revelação,/ quem tem Deus no coração! 3- Nossa fé se fundamenta/ na palavra dos apóstolos./ João, Mateus, Marcos e Lucas,/ transmitiram essa fé. 4- Vinde a nós, ó Santo Espírito,/ venha nos iluminar;/ a palavra que nos salva,/ nós queremos conservar.

5 ACOLHIDA: (Boas-Vindas) Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo! Amém! PRESIDENTE: A graça e a paz de Deus, Nosso Pai,... estejam convosco. TODOS: Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor de Cristo!

6 ATO PENITENCIAL: 1- Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos. Piedade! Piedade! Piedade de nós! (Bis) 2- Ó Cristo, que viestes chamar os pecadores humilhados. 3- Senhor, que intercedeis por nós, junto a Deus Pai, que nos perdoa.

7 ATO PENITENCIAL: - Banhados em Cristo, somos uma nova criatura. As coisas antigas já se passaram. Somos nascidos de novo! Aleluia! Aleluia! Aleluia! (Bis)

8 PRESIDENTE: Que Deus, Todo- Poderoso nos purifique dos nossos pecados e, pela celebração desta Eucaristia, nos torne dignos da mesa de seu reino. TODOS: Amém!

9 HINO DE LOUVOR: (Banda Cyrios) Glória! Glória a Deus no Céu e paz na terra! (2x) 1- Deus e Pai, nós vos louvamos! Adoramos, bendizemos!/ Damos glória ao vosso nome, vossos dons agradecemos! 2- Senhor nosso, Jesus Cristo, Unigênito do Pai./ Vós de Deus, Cordeiro Santo, nossas culpas perdoai.

10 Glória! Glória a Deus no Céu, e paz na terra! (2x) 3- Vós que estais junto do Pai, como nosso intercessor,/ acolhei nossos pedidos; Atendei nosso clamor. 4- Vós somente sois o Santo, o Altíssimo, o Senhor,/ com o Espírito Divino, de Deus Pai no esplendor.

11 ORAÇÃO DO DIA: PRESIDENTE: Ó Deus, Criador de todas as coisas, volvei para nós o vosso olhar e, para sentirmos em nós a ação do vosso amor, fazei que vos sirvamos de todo o coração. Por Nosso Senhor, Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: Amém!

12 ENTRONIZAÇÃO DA PALAVRA: É como a chuva que lava,/ é como o fogo que arrasa;/ Tua Palavra é assim, não passa por mim sem deixar um sinal. (Bis) 1- Tenho medo de não responder, de fingir que não escutei;/ Tenho medo de ouvir teu chamado, virar pra outro lado e fingir que não sei./ Tenho medo de ouvir...

13 É como a chuva que lava,/ é como o fogo que arrasa;/ Tua Palavra é assim, não passa por mim sem deixar um sinal. (Bis) 2- Tenho medo de não perceber, de não ver teu amor passar;/ Tenho medo de estar distraído, magoado, ferido e, então me fechar./ Tenho medo de estar distraído Tenho medo de estar a gritar, e negar- te o meu coração;/ Tenho medo do Cristo que passa, oferece uma graça e eu lhe digo que não./ Tenho medo do Cristo que passa,...

14 l i t u r g i a D a P a l a v r a

15 1ª LEITURA: (Êxodo 32, ) Leitura do Livro do Êxodo. Naqueles dias, o Senhor falou a Moisés: Vai, desce, pois corrompeu-se o teu povo que tiraste da terra do Egito. Bem depressa desviaram-se do caminho que lhes prescrevi.

16 Fizeram para si um bezerro de metal fundido, inclinaram-se em adoração diante dele e ofereceram-lhe sacrifícios, dizendo: Estes são os teus deuses, Israel, que te fizeram sair do Egito!. E o Senhor disse ainda a Moisés:

17 Vejo que este é um povo de cabeça dura. Deixa que minha cólera se inflame contra eles e que eu os extermine. Mas de ti farei uma grande nação. Moisés, porém, suplicava ao Senhor seu Deus, dizendo:

18 Por que, ó Senhor, se inflama a tua cólera contra o teu povo, que fizeste sair do Egito com grande poder e mão forte? Lembra-te de teus servos Abraão, Isaac e Israel, com os quais te comprometeste, por juramento, dizendo:

19 Tornarei os vossos descendentes tão numerosos como as estrelas do céu; e toda esta terra de que vos falei, eu a darei aos vossos descendentes como herança para sempre.

20 E o Senhor desistiu do mal que havia ameaçado fazer a seu povo. Palavra do Senhor. TODOS: Graças a Deus!

21 salmo responsorial: (50) Vou agora levantar-me, volto à casa do meu Pai! (Bis)

22 salmo responsorial: (50) 1- Tende piedade ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão de vosso amor, purificai-me! Lavai- me todo inteiro do pecado, e apagai completamente a minha culpa! Vou agora levantar-me, volto à casa do meu Pai!

23 salmo responsorial: (50) 2- Criai em mim um coração que seja puro,/ dai-me de novo um espírito decidido./ Ó Senhor, não me afasteis de vossa face,/ nem retireis de mim o vosso Santo Espírito! Vou agora levantar-me, volto à casa do meu Pai!

24 salmo responsorial: (50) 3- Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar,/ e minha boca anunciará vosso louvor!/ Meu sacrifício é minha alma penitente,/ não desprezeis um coração arrependido! Vou agora levantar-me, volto à casa do meu Pai!

25 2ª LEITURA: (1º Timóteo 1,12-17) Leitura da Carta de São Paulo a Timóteo. Caríssimo: Agradeço àquele que me deu força, Cristo Jesus, nosso Senhor, pela confiança que teve em mim, ao designar-me para o seu serviço, a mim, que antes blasfemava, perseguia e insultava. Mas encontrei misericórdia, porque agia com a ignorância de quem não tem fé.

26 Transbordou a graça de nosso Senhor com a fé e o amor que há em Cristo Jesus. Segura e digna de ser acolhida por todos é esta palavra: Cristo veio ao mundo para salvar os pecadores. E eu sou o primeiro deles!

27 Por isso encontrei misericórdia, para que em mim, como primeiro, Cristo Jesus demonstrasse toda a grandeza de seu coração; ele fez de mim um modelo de todos os que crerem nele para alcançar a vida eterna.

28 Ao Rei dos séculos, ao único Deus, imortal e invisível, honra e glória pelos séculos dos séculos. Amém! Palavra do Senhor. TODOS: Graças a Deus!

29 ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO: (Lucas 15,1-32) Aleluia! Aleluia! Sabemos do amor que Deus nos tem, e nós cremos em tão grande amor!

30 EVANGELHO: (Lucas 15,1-32) PADRE: O Senhor esteja convosco. TODOS: Ele está no meio de nós! PADRE: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas. TODOS: Glória a vós, Senhor! Naquele tempo, os publicanos e pecadores aproximavam-se de Jesus para o escutar. Os fariseus, porém, e os mestres da Lei criticavam Jesus: Este homem acolhe os pecadores e faz refeição com eles.

31 Então Jesus contou-lhes esta parábola: Se um de vós tem cem ovelhas e perde uma, não deixa as noventa e nove no deserto, e vai atrás daquela que se perdeu, até encontrá-la? Quando a encontra, coloca-a nos ombros com alegria, e, chegando a casa, reúne os amigos e vizinhos, e diz: Alegrai-vos comigo! Encontrei a minha ovelha que estava perdida!

32 Eu vos digo: Assim haverá no céu mais alegria por um só pecador que se converte, do que por noventa e nove justos que não precisam de conversão. E se uma mulher tem dez moedas de prata e perde uma, não acende uma lâmpada, varre a casa e a procura cuidadosamente, até encontrá-la? Quando a encontra, reúne as amigas e vizinhas, e diz: Alegrai-vos comigo! Encontrei a moeda que tinha perdido!

33 Por isso, eu vos digo, haverá alegria entre os anjos de Deus por um só pecador que se converte. E Jesus continuou: Um homem tinha dois filhos. O filho mais novo disse ao pai: Pai, dá-me a parte da herança que me cabe. E o pai dividiu os bens entre eles. Poucos dias depois, o filho mais novo juntou o que era seu e partiu para um lugar distante.

34 E ali esbanjou tudo numa vida desenfreada. Quando tinha gasto tudo o que possuía, houve uma grande fome naquela região, e ele começou a passar necessidade. Então foi pedir trabalho a um homem do lugar, que o mandou para seu campo cuidar dos porcos. O rapaz queria matar a fome com a comida que os porcos comiam, mas nem isto lhe davam.

35 Então caiu em si e disse: Quantos empregados do meu pai têm pão com fartura, e eu aqui, morrendo de fome. Vou-me embora, vou voltar para meu pai e dizer-lhe: Pai, pequei contra Deus e contra ti; já não mereço ser chamado teu filho. Trata-me como a um dos teus empregados. Então ele partiu e voltou para seu pai.

36 Quando ainda estava longe, seu pai o avistou e sentiu compaixão. Correu-lhe ao encontro, abraçou-o e cobriu-o de beijos. O filho, então, lhe disse: Pai, pequei contra Deus e contra ti. Já não mereço ser chamado teu filho. Mas o pai disse aos empregados: Trazei depressa a melhor túnica para vestir meu filho. E colocai um anel no seu dedo e sandálias nos pés.

37 Trazei um novilho gordo e matai-o. Vamos fazer um banquete. Porque este meu filho estava morto e tornou a viver; estava perdido e foi encontrado. E começaram a festa. O filho mais velho estava no campo. Ao voltar, já perto de casa, ouviu música e barulho de dança. Então chamou um dos criados e perguntou o que estava acontecendo.

38 O criado respondeu: É teu irmão que voltou. Teu pai matou o novilho gordo, porque o recuperou com saúde. Mas ele ficou com raiva e não queria entrar. O pai, saindo, insistia com ele. Ele, porém, respondeu ao pai: Eu trabalho para ti há tantos anos, jamais desobedeci a qualquer ordem tua.

39 E tu nunca me deste um cabrito para eu festejar com meus amigos. Quando chegou esse teu filho, que esbanjou teus bens com prostitutas, matas para ele o novilho cevado. Então o pai lhe disse: Filho, tu estás sempre comigo, e tudo o que é meu é teu.

40 Mas era preciso festejar e alegrar-nos, porque este teu irmão estava morto e tornou a viver; estava perdido, e foi encontrado. Palavra da Salvação. TODOS: Glória a vós, Senhor!

41 Deus não se cansa de procurar o pecador e o que está perdido.

42 RENOVAÇÃO DAS PROMESSAS DO BATISMO:

43 POFISSÃO DE FÉ: Creio em Deus Pai, Todo-Poderoso; Criador do Céu e da terra; E em Jesus Cristo, o seu Único Filho, Nosso Senhor! Que foi concebido pelo poder do Espírito Santo;

44 Nasceu da Virgem Maria; Padeceu sob Pôncio Pilatos; Foi crucificado, morto e sepultado. Desceu à mansão dos mortos. Ressuscitou ao terceiro dia. Subiu aos céus. Está sentado à direita de Deus Pai, Todo- Poderoso. Donde há de vir a julgar os vivos e os mortos.

45 Creio no Espírito Santo; Na Santa Igreja Católica; Na comunhão dos Santos; Na remissão dos pecados; Na Ressurreição da carne; Na vida eterna. AMÉM!!!

46 ORAÇÃO DA ASSEMBLEIA: Senhor, vós sois nossa vida e salvação!

47 1- Tornai, Senhor, vossa Igreja sempre aberta para acolher, com amor, pobres e pecadores. Vos pedimos: Senhor, vós sois nossa vida e salvação! 2- Protegei as famílias da discórdia e da divisão e iluminai os filhos que buscam autonomia. Vos pedimos:

48 3- Ajudai-nos a sempre reconhecer nossos desvios e retomar o caminho da vossa graça. Vos pedimos: Senhor, vós sois nossa vida e salvação! 4- Concedei aos esposos a perseverança no amor, na harmonia e no cumprimento de vossa vontade. Vos pedimos:

49 5- Dignai-vos recompensar em vossa bênção e proteção todos os que fazem o bem. Vos pedimos: Senhor, vós sois nossa vida e salvação!

50 LITURGIA EUCARÍSTICA Contigo, o meu NADA se faz TUDO.

51

52 PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS: 1- As mesmas mãos que plantaram a semente aqui estão. o mesmo pão que a mulher preparou aqui está. O vinho novo que a uva sangrou jorrará, no nosso altar! A liberdade haverá, a igualdade haverá. E nesta festa onde a gente é irmão, o Deus da vida se faz comunhão! (2X)

53 2- Na flor do altar, o sonho da paz mundial. A luz acesa é fé que palpita hoje em nós. Do livro aberto o amor se derrama total, no nosso altar! A liberdade haverá, a igualdade haverá. E nesta festa onde a gente é irmão, o Deus da vida se faz comunhão! (2X)

54 3- Bendito sejam os frutos da terra de Deus! Bendito sejam o trabalho e a nossa união! Bendito seja Jesus, que conosco estará, além do altar! A liberdade haverá, a igualdade haverá. E nesta festa onde a gente é irmão, o Deus da vida se faz comunhão!

55

56 PADRE: Orai, irmãos e irmãs, para que este nosso sacrifício seja aceito por Deus Pai Todo- Poderoso. TODOS: Receba o Senhor, por tuas mãos este sacrifício, para glória do seu nome, para nosso bem e de toda a Santa Igreja!

57 ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS: PADRE: Sede propício, ó Deus, às nossas súplicas e acolhei com bondade as oferendas dos vossos servos e servas, para que aproveite à salvação de todos os que cada um trouxe em vossa honra. Por Cristo, Nosso Senhor. TODOS: Amém!

58 ORAÇÃO EUCARÍSTICA: (VIII) PADRE: O Senhor esteja convosco! TODOS: Ele está no meio de nós! PADRE: Corações ao alto! TODOS: O nosso coração está em Deus! PADRE: Demos graças ao Senhor, nosso Deus! TODOS: É nosso dever e nossa Salvação! PADRE: Nós vos agradecemos, Deus Pai todo-poderoso, e por causa de vossa ação no mundo vos louvamos pelo Senhor Jesus.

59 ORAÇÃO EUCARÍSTICA: (VIII) PADRE: No meio da humanidade, dividida em contínua discórdia, sabemos por experiência que sempre levais as pessoas a procurar a reconciliação. Vosso Espírito Santo move os corações, de modo que os inimigos voltem à amizade, os adversários se deem as mãos e os povos procurem reencontrar a paz. TODOS: Fazei-nos, ó Pai, Instrumentos de vossa paz!

60 ORAÇÃO EUCARÍSTICA: (VIII) PADRE: Sim, ó Pai, porque é obra vossa que a busca da paz vença os conflitos, que o perdão supere o ódio e a vingança dê lugar à reconciliação. Por tudo de bom que fazeis, Deus de misericórdia, não podemos deixar de vos louvar e agradecer. Unidos ao coro dos reconciliados, cantamos (dizemos) a uma só voz:

61 S A N T O: Santo! Santo é! Deus do universo, ó Senhor Javé! (2x) -O Céu e a terra vos proclamam: GLORIOSO! Hosana! Hosana nas alturas! - Bendito O que vem em nome do Senhor! Hosana! Hosana nas alturas! Hosana! Hosana ao Rei!!!

62 ORAÇÃO EUCARÍSTICA: (VIII) PADRE: Deus de amor e de poder, louvado sois em vosso Filho Jesus Cristo, que veio em vosso nome. Ele é a vossa Palavra que liberta e Salva toda a humanidade. Ele é a mão que estendeis aos pecadores. Ele é o Caminho pelo qual nos chega a vossa paz. TODOS: Fazei-nos, ó Pai, Instrumentos de vossa paz!

63 ORAÇÃO EUCARÍSTICA: (VIII) PADRE: Deus, nosso Pai, quando vos abandonamos, vós nos reconduzistes por vosso Filho, entregando-o à Morte para que voltássemos a vós e nos amássemos uns aos outros. Por isso, celebramos a reconciliação que vosso Filho nos mereceu. Cumprindo o que Ele nos mandou, vos pedimos: Santificai, por vosso Espírito, estas oferendas.

64

65 ANAMNESE: PADRE: Eis o Mistério da fé! TODOS: Anunciamos, Senhor, a vossa Morte e proclamamos a vossa Ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!

66 ORAÇÃO EUCARÍSTICA: (VIII) PADRE: Ó Deus, Pai de misericórdia, vosso Filho nos deixou esta prova de amor. Celebrando a sua Morte e Ressurreição, nós vos damos aquilo que nos destes: o Sacrifício da perfeita reconciliação. TODOS: Glória e louvor ao Pai, Que em Cristo nos reconciliou!

67 ORAÇÃO EUCARÍSTICA: (VIII) PADRE: Nós vos pedimos, ó Pai, aceitai-nos também com vosso Filho e, nesta Ceia, dai-nos o mesmo Espírito, de reconciliação e de paz. TODOS: Glória e louvor ao Pai, Que em Cristo nos reconciliou!

68 ORAÇÃO EUCARÍSTICA: (VIII) PADRE: Ele nos conserve em comunhão com o Papa N... e nosso Bispo N..., com todos os Bispos e o povo que conquistastes. Fazei de vossa Igreja sinal da unidade entre os seres humanos e instrumento da vossa paz. TODOS: Glória e louvor ao Pai, Que em Cristo nos reconciliou!

69 ORAÇÃO EUCARÍSTICA: (VIII) PADRE: Assim como aqui nos reunistes, ó Pai, à mesa do vosso Filho, em união com a Virgem Maria, Mãe de Deus, e com todos os Santos, reuni no mundo novo, onde brilha a vossa paz, os homens e as mulheres de todas as classes e nações, de todas as raças e línguas, para a Ceia da comunhão eterna, por Jesus Cristo, nosso Senhor. TODOS: Glória e louvor ao Pai, Que em Cristo nos reconciliou!

70 ORAÇÃO EUCARÍSTICA: (VIII) (Oração do Sacerdote): Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus Pai Todo-Poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre. TODOS: Amém!

71 P A I – N O S S O: Pai Nosso, que estais no Céu, santificado seja o vosso nome! Venha a nós o vosso Reino; Seja feita a vossa vontade, assim na terra, como no Céu; O pão nosso, de cada dia, nos dai hoje; Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.

72 EMBOLISMO: (Após o Pai-Nosso) PADRE: Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda de Cristo Salvador. TODOS: Vosso é o Reino, o Poder e a Glória para sempre!

73 ORAÇÃO DA PAZ: Senhor, Jesus Cristo, dissestes aos vossos apóstolos: Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima vossa Igreja; dai- lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a unidade. Vós que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo. Amém!

74 PRESIDENTE: A paz do Senhor esteja sempre convosco! TODOS: O Amor de Cristo nos uniu!

75 canto de paz: Paz, paz de Cristo! Paz, paz que vem do amor, te desejo, irmão!/ Paz, que é felicidade de ver em você, Cristo, nosso irmão! - Se algum dia, na vida,/ você, de mim precisar,/ saiba que eu sou seu amigo,/ podes comigo contar. - O mundo dá tantas voltas,/ a gente vai se encontrar;/ Quero nas voltas da vida,/ a sua mão apertar.

76 cordeiro de deus: - Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! - Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz!

77 PRESIDENTE: Felizes os convidados para a Ceia do Senhor! Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. TODOS: Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a)!

78 CANTO DE COMUNHÃO: Procuro abrigo nos corações;/ De porta em porta desejo entrar./ Se alguém me acolhe com gratidão, faremos juntos a refeição./ Se alguém me acolhe com gratidão, faremos juntos a refeição. 1- Eu nasci pra caminhar assim,/ dia e noite vou até o fim./ O meu rosto o forte sol queimou,/ meu cabelo o orvalho já molhou:/ Eu cumpro a ordem do meu coração.

79 Procuro abrigo nos corações;/ De porta em porta desejo entrar./ Se alguém me acolhe com gratidão, faremos juntos a refeição./ Se alguém me acolhe com gratidão, faremos juntos a refeição. 2- Vou batendo até alguém abrir,/ não descanso, o amor me faz seguir;/ É feliz quem ouve a minha voz,/ e abre a porta, entro bem veloz./ Eu cumpro a ordem do meu coração.

80 Procuro abrigo nos corações;/ De porta em porta desejo entrar./ Se alguém me acolhe com gratidão, faremos juntos a refeição./ Se alguém me acolhe com gratidão, faremos juntos a refeição. 3- Junto à mesa vou sentar depois,/ e faremos refeição, nós dois;/ Sentirá seu coração arder/ e esta chama tenho que acender./ Eu cumpro a ordem do meu coração.

81 Procuro abrigo nos corações;/ De porta em porta desejo entrar./ Se alguém me acolhe com gratidão, faremos juntos a refeição./ Se alguém me acolhe com gratidão, faremos juntos a refeição. 4- Aqui dentro, o amor nos entretém,/ e, lá fora, o dia eterno vem;/ Finalmente, nós seremos um,/ e teremos tudo em comum!/ Eu cumpro a ordem do meu coração.

82

83 ORAÇÃO APÓS A COMUNHÃO: PADRE: Ó Deus, que a ação da vossa Eucaristia penetre todo o nosso ser para que não sejamos movidos por nossos impulsos, mas pela graça do vosso sacramento. Por Cristo, Nosso Senhor. TODOS: AMÉM!

84 A V I S O S:

85

86 CANTO FINAL: - Eu quero uma festa no céu, eu quero uma festa no céu./ Por que disseste que teus anjos fazem festa, quando um filho pecador muda de vida./ Festa no céu! Eu quero uma festa no céu... -Eu fui embora, mas agora estou de volta, sou que nem aquele filho arrependido. Festa no céu! Eu quero uma festa no céu... Sou pecador, eu sei que sou; mas, meu Senhor me perdoou e me ajudou, e me fez ver que como eu ia não podia ser... (2X)

87

88 CANTO DE COMUNHÃO: 1- Se calarem a voz dos profetas, as pedras falarão./ Se fecharem os poucos caminhos, mil trilhas nascerão. Muito tempo não dura a verdade,/ nestas margens estreitas demais,/ Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais.

89 É Jesus este Pão de igualdade./ Viemos pra comungar;/ Com a luta sofrida de um povo que quer, ter voz, ter vez, lugar./ Comungar é tornar-se um perigo./ Viemos pra incomodar./ Com a fé e a união nossos passos um dia, vão chegar. 3- No banquete da festa de uns poucos,/ só rico se sentou;/ nosso Deus fica ao lado dos pobres,/ colhendo o que sobrou./ Muito tempo não dura a verdade,/ nestas margens estreitas demais,/ Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais.

90 É Jesus este Pão de igualdade./ Viemos pra comungar;/ Com a luta sofrida de um povo que quer, ter voz, ter vez, lugar./ Comungar é tornar-se um perigo./ Viemos pra incomodar./ Com a fé e a união nossos passos um dia, vão chegar. 2- O Espírito é vento incessante,/ que nada há de prender;/ Ele sopra até no absurdo,/ que a gente não quer ver./ Muito tempo não dura a verdade,/ nestas margens estreitas demais,/ Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais.

91 É Jesus este Pão de igualdade./ Viemos pra comungar;/ Com a luta sofrida de um povo que quer, ter voz, ter vez, lugar./ Comungar é tornar-se um perigo./ Viemos pra incomodar./ Com a fé e a união nossos passos um dia, vão chegar. 4- O poder tem raízes na areia,/ o tempo faz cair;/ União é a rocha que o povo/ usou pra construir./ Muito tempo não dura a verdade,/ nestas margens estreitas demais,/ Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais.

92

93

94 PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS: 1- Muito alegre eu te pedi o que era meu, parti, um sonho tão normal./ Dissipei meus bens e o coração também, no fim, meu mundo era irreal. Confiei no teu amor e voltei; Sim, aqui é meu lugar. Eu gastei teus bens, ó Pai, e te dou este pranto em minhas mãos.

95 2- Mil amigos conheci, disseram adeus, caiu, a solidão em mim./ Um patrão cruel levou-me a refletir: meu Pai, não trata um servo assim. Confiei no teu amor e voltei; Sim, aqui é meu lugar. Eu gastei teus bens, ó Pai, e te dou este pranto em minhas mãos.

96 2- Nem deixaste-me falar da ingratidão, morreu no abraço o mal que eu fiz./ Festa, roupa nova, o anel, sandália aos pés./ Voltei à vida, sou feliz. Confiei no teu amor e voltei; Sim, aqui é meu lugar. Eu gastei teus bens, ó Pai, e te dou este pranto em minhas mãos.


Carregar ppt "SETEMBRO: Mês da Bíblia BeM-VINDOS Ao 24º DOMINGO COMUM! Alegrai-vos comigo! Encontrei o que tinha perdido!"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google