A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Seres do Mundo Vivo Reino Monera Seres unicelulares, procariontes, heterótrofos ou autótrofos. São representantes: as bactérias e as cianobactérias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Seres do Mundo Vivo Reino Monera Seres unicelulares, procariontes, heterótrofos ou autótrofos. São representantes: as bactérias e as cianobactérias."— Transcrição da apresentação:

1

2 Seres do Mundo Vivo

3 Reino Monera Seres unicelulares, procariontes, heterótrofos ou autótrofos. São representantes: as bactérias e as cianobactérias.

4 Reino Protista Seres unicelulares, eucariontes, autótrofos ou heterótrofos. Compreende os protozoários (ameba, tripanossoma, paramécio, plasmódio) e as algas (euglenofíceas, pirrofíceas, crisofíceas, clorofíceas, feofíceas e rodofíceas).

5 Reino Fungi Organismos uni ou multicelulares, eucariontes, sem tecidos especializados (micélio), heterótrofos por absorção. Compreende os mofos, bolores, cogumelos,

6 Reino Animalia Os animais são multicelulares, eucariontes, com tecidos especializados e heterótrofos por ingestão. Compreende desde as esponjas até o homem.

7 Reino Vegetal Organismos multicelulares, eucariontes, com tecidos especializados e autótrofos. Os musgos, samambaias, pinheiros árvores frutíferas, fazem parte desse grupo.

8 Vírus Esses seres não estão incluídos em nenhum reino, pois são acelulares. São constituídos por uma cápsula de proteínas que contém DNA ou RNA. São parasitas intracelulares obrigatórios.

9 Características gerais dos Vírus Não tem metabolismo próprio São seres vivos (dentro da célula) e seres não vivos (fora da célula) CRISTALIZADOS = vírion) São Parasitas Obrigatórios Intracelulares (POI) Ácido nucléico: DNA ou RNA ( Regra geral )

10

11 Forma de vida Alguns são oncogênicos /Papilomavírus Ex. Câncer de colo de útero São extremamente específicos (CÁPSULA) Ex. HIV / linfócitos Vírus da raiva / sistema nervoso Arbovírus : transmitidos ao homem por meio de insetos silvestres / Ex. Febre Amarela

12 Reprodução Usam toda maquinaria celular para se reproduzir Ocorre em três etapas; –1°- Duplicação do vírus –2° - Montagem de novos vírus –3° - Lise da célula infectada

13

14 Doenças causada por vírus CAXUMBA ou PAROTÍDITE HERPES HEPATITE ( A, B, C ) RUBÉOLA SARAMPO DENGUE EBOLA AIDS HANTAVIRUS CONDILOMA OU VERRUGAGENITAL (HPV) CATAPORA POLIOMIELITE RAIVA VARÍOLA GRIPE FEBRE AMARELA

15 Paciente infectado com Ebola e duas enfermeiras em Kinshasa,1976 Kinshasa Vírus Ebola

16 Hantavírus Bolomys lasiurus - transmissor do Hantavírus

17 Reino Monera

18 CARACTERIZAÇÃO GERAL O Reino Monera é formado por organismos procariontes, como as bactérias e cianobactérias (cianoficeas ou algas azuis )

19 As bactérias são os menores e mais simples seres vivos que primeiro habitaram o planeta há cerca de 2 bilhões de anos, originando todos os demais seres vivos. Notoriamente conhecidas como causadoras de doenças, em um grande número de situações contradizem essa impressão, mostrando-se úteis química e ecologicamente.

20 Seres vivos mais adaptados da Biologia, vivem em todos os habitats conhecidos, tendo vasta distribuição, podendo ser encontradas desde os polos até as fossas abissais, nos objetos, na superfície da pele, nos corpos em decomposição ou no interior dos organismos vivos. No interior do intestino humano encontra-se uma flora bacteriana que nos auxilia na síntese de vitamina K e do complexo B. Cerca de 70% do peso seco das fezes humanas é constituído por esporos de bactérias.

21 Formas das bactérias Vida solitária cocos, bacilos, vibriões e espirilos Vida colonial estreptococos, sarcina, estafilococos e diplococos

22 Isto significa:

23 Fotos

24

25 Desenhos

26 Importância das bactérias As bactérias são fundamental importância para o meio ambiente e o homem, geralmente são apenas associadas à doenças, no entanto desempenham outras atividades tais como:

27 DECOMPOSITORAS: devolvendo ao meio ambiente as moléculas que estavam na estrutura dos seres vivos e na composição de seus dejetos, reciclam e fertilizam o solo, garantindo a continuidade da vida. FIXAÇÃO DO NITROGÊNIO ATMOSFÉRICO (N 2 ) em suas estruturas celulares. Outras liberam nitratos (NO - 3 ) no solo, fertilizando-o. ALIMENTOS - na produção de iogurtes, queijos, leites fermentados, vinagre e bebidas. PRODUZEM antibióticos, vitaminas, acetona, metanol, butanol e outros.

28 TRATAMENTO DE ESGOTOS na degradação dos resíduos orgânicos. Nas usinas de reciclagem de lixo, são utilizadas na produção de adubos de compostagem. BIOTECNOLOGIA : São as principais ferramentas da engenharia genética CIRURGIA PLÁSTICA : A toxina botulínica, produzida pelas bactérias da espécie Clostridium botulinum tem a capacidade de paralisar a musculatura, relaxando-a. É conhecida pelo nome comercial de Botox, muito usada pelos cirurgiões plásticos, em pequenas quantidades, para a atenuação de rugas e marcas de expressão.

29 Decomposição de matéria orgânica

30 Mutualismo

31 Fabricação de alimentos

32 Ecologia

33 Econômica Bactérias fermentadoras Leite Coalhada Iogurt

34 Médica e tecnocientífica Alimentos TransgênicosPneumonia

35 Antraz Botulismo Cárie Cólera Coqueluche Disenteria bacilar Doença Periodontal Febre Tifóide Gangrena Gasosa Gastroenterites Gonorréia Hanseníase (Lepra) Intoxicação Alimentar Meningite Pneumonia Sífilis Tétano Tuberculose Principais bacterioses humanas

36 A maioria está diretamente relacionada

37 Algumas doenças causadas por bactérias LEPTOSPIROSE Agente Etiológico: Leptospira interrogans

38 Ciclo Biológico Leptospirose

39 LEPTOSPIROSE: Transmissão e Prevenção

40 Hanseníase ou Lepra Bactéria - Mycobacterium leprae também chamada de bacilo de Hansen Forma de bacilo Pouco contagiante Contagio direto Período de incubação de 3 a 5 anos Pele, nervos, nariz, faringe, laringe, olhos, testículos.

41 Ulcerações na pele

42 Deformações

43

44

45 Tuberculose Bactéria - Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de Koch Ataca pulmões, ossos, pele, intestino delgado, órgãos genitais, etc. Diretamente associada ao HIV (doença oportunista) Transmissão por saliva ou leite contaminado Período de incubação variável(dias, meses ou anos)

46 Sintomas leves Fadiga Perda de apetite Febre Emagrecimento Tosse Lesões na pele

47 Tuberculose crônica Sintomas graves Necrose do tecido Cavernização no pulmão Agravamento da Fadiga, perda de apetite febre, emagrecimento e etc.

48 Esquema dos bacilos nos pulmões

49 Lesões na pele

50 Necrose no tecido

51 Cicatrizes de cavernizações

52 Agravamento da doença O cigarro e outras drogas podem piorar o quadro clínico de ima pessoa com tuberculose

53

54 Gonorréia ou Blenorragia Bactéria - Neisseria gonorrheae do tipo diplococo Doença sexualmente transmissível (DST) Incubação de 4 dias aproximadamente Pode ser não-venérea (transmissão maternofetal)

55 Infecção gonogóciga Oftalmia neonatal bebê adquire na hora do parto, contato com o órgão genitais da mãe os olhos acabam contaminados Vulvovaginite aguda no caso de meninas

56 Sintomas Homem inflamação na uretra causando dor ao urinar, corrimento amarelado. Agravamento pode levar eliminação de sangue e dores na ereção Mulher geralmente não apresenta sintomas, quando isto acontece se dá por corrimentos vaginais

57 Infecções secundárias Sistema genital Homem Próstata, vesículas seminais, epidídimo e testículos Mulher infecção nas tubas uterinas, lesões nos ovários. Pode causar a esterilidade da mulher

58

59 Infecções secundárias Demais partes do corpo Reto Olhos Articulações Coração Meninges

60 Profilaxia e tratamento Higiene Uso de preservativos Evitar trocas de parceiros A doença pode ser combatida com o uso de antibióticos

61 Sífilis Bactéria espiroqueta - Treponema pallidum Também conhecida como Lues Inicia com feridas indolores nos órgãos genitais Apresenta a forma congênita Incubação de aproximadamente um mês Dependendo do estágio pode ser dividida em três períodos

62 Período primário Neste período que é marcado com o aparecimento de lesões genitais (cancro duro) Surgem caroços nas virilhas, mas somem mesmo sem ser tratados Neste mesmo período as lesões desaparecem

63 Cancro duro

64

65 Período secundário Cerca de 30 dias após o desaparecimento do cancro duro, a bactéria volta a se manifestar Aparecimento de manchas e erupções cutâneas (por todo corpo), alterações nas mucosas (boca e faringe) e órgãos genitais. Anemia grave e hepatomegalia Estes sintomas podem durar anos

66 Lesão cutânea

67 Lesões

68 Erupções genitais

69 Período terciário Novamente depois de um período os sintomas desaparecem, nestes casos a doença entra no seu estágio final e mais grave. Nesta fase ocorre o comprometimento de órgãos como coração, intestino, ossos e pele. Casos mais graves podem atacar o sistema nervoso havendo degeneração do mesmo causando sérios problemas mentais.

70

71 Lesão no palato

72 Sífilis congênita As gestantes com sífilis podem abortar ou gerar crianças com graves problemas ou mesmo mortas. Podem também nascer aparentemente sadias, porém com sífilis no sangue. A criança pode apresentar: retardo mental (leve, moderado e grave), surdez, ceratite (inflamação da córnea).

73 Antraz O antraz, também chamado de carbúnculo, é uma doença bacteriana causada pela bactéria Bacillus anthracis. Típica de regiões agrícolas da Ásia, África e América Latina, a transmissão da doença se dá quando esporos da bactéria penetram algum ferimento cutâneo, ou quando os mesmos são inalados ou ingeridos. Esses esporos costumam ser encontrados no solo e também em animais herbívoros acometidos pela doença e suas carcaças. Não há transmissão de forma direta, de pessoa acometida para indivíduo saudável; não existem registros de casos da doença, em humanos, no Brasil.

74 Agente etiológico e ferida cutânea típica do antraz.

75 Gangrena gasosa é uma infecção causada por bactérias do gênero Clostridium. Possuem como hábitat natural o solo e o intestino. Em 80% dos casos a espécie Clostridium perfringens, bacilo esporulado que só produz esporos em condições especiais, é a responsável pela gangrena gasosa, além de produzir toxinas que são letais aos animais e uma enterotoxina causadora de diarreia para o ser humano.

76 Mionecrose ou edema maligno é o processo de necrose do músculo. É uma infecção que progride rapidamente, destruindo os músculos em razão de sua toxicidade, e pode causar a morte. Geralmente ocorre após algum ferimento na pele ou nas membranas mucosas, cirurgia, punções venosas, deficiência dos vasos ou infecção decorrente de outros micro- organismos. Seus sintomas envolvem dor e inchaço na região afetada, gás nos tecidos e destruição dos mesmos; além de febre, sudorese, ansiedade, baixa da pressão sanguínea. Há também mau cheiro em virtude do gás acumulado e da putrefação da matéria orgânica. Algumas espécies produzem toxinas, que levam o paciente à confusão mental, perturbação respiratória, emagrecimento rápido, palidez, pulso intermitente, coloração amarelada.

77 A gangrena é uma infecção que progride rapidamente

78 Medicamentos produzidos especificamente para atuar nas células bacterianas, impedindo sua reprodução (bacteriostáticos) ou destruindo-as (bactericida). O exame para a definição do tratamento de uma doença bacteriana é o antibiograma, que consiste em cultivar as bactérias que causam a doença na pessoa e testar qual antibiótico é mais efetivo para o tratamento. Antibióticos

79 Cianobactérias As cianobactérias podem ser encontradas na água doce, salgada ou salobra, no solo úmido, sobre a casca de árvores, rochas ou até mesmo em fontes termais com temperatura superior a 80ºC!

80 Importância Assim como certas bactérias, elas possuem a capacidade de fixar o nitrogênio (N 2 ) do ar transformando em nitratos (NO - 3 ), fertilizando o solo, oceanos, rios e lagos. Têm extraordinária capacidade de adaptação aos mais diversos tipos de ambientes, por isso constituem- se em excelentes colonizadores (pioneiras na sucessão ecológica) e indicadores de poluição..

81 Protistas Heterótrofos São constituídos por cerca de espécies conhecidas –50% são fósseis –Aproximadamente são de vida livre – espécies são parasitos –30 espécies atingem o homem.

82 Divisão –Rizópodes ou Sarcodíneos –Ciliophora –Flagelados ou Mastigóforos –Esporozoários (Esta divisão ocorre pelo tipo de locomoção)

83 Locomoção

84 Estrutura Celular

85 Respiração Aeróbicos ou Anaeróbicos

86 Doenças causadas por protozoários Amebíase (Rizópode) Agente etiológico: Entamoeba Hystolitica Contaminação: Ingestão de cistos em água ou alimentos contaminados Sintomas: Disenteria aguda, náuseas, vômitos, cólicas intestinais e processos necróticos.

87 Reprodução Entamoeba

88 Giardíase (Flagelado) Agente etiológico: Giardia lamblia Contaminação: Ingestão de cistos em água ou alimentos contaminados Sintomas: Disenteria aguda, náuseas, vômitos, cólicas intestinais e fezes com odor extremamente fétido.

89 Reprodução Giardia

90 Balantidíase (Ciliado) Agente etiológico: Balantidum coli Contaminação: Ingestão de cistos em água ou alimentos contaminados Sintomas: Disenteria aguda, náuseas, vômitos, cólicas intestinais.

91 Reprodução Balantidium

92 Doença de Chagas (Flagelado) Agente etiológico: Trypanosoma cruzi Hospedeiro Intermediário: Barbeiro (Triatoma infestans) Hospedeiro Definitivo: Homem Sintomas: Chagoma primário, cardiomegalia, hipertensão, taquicardia, cansaço. (Não tem cura)

93 Carlos Chagas

94 ReproduçãoTripanosoma

95 Áreas Afetadas Pelo Barbeiro

96 Doença do Sono (Flagelado) Agente etiológico: Trypanosoma gambiensis Hospedeiro Intermediário: Mosca Tsé-Tsé (Glossina palpalis) Hospedeiro Definitivo: Homem Sintomas: Sonolência e torpor devido as lesões no sistema nervoso (Letargia). (Não tem cura)

97 Leishmaniose (Flagelado) Agente etiológico: Leishmania sp Hospedeiro Intermediário: Mosquito-palha ou Birigui (Phlebotomus ou Lutzomya) Hospedeiro Definitivo: Homem Sintomas: Ulcerações cutâneas e intestinais

98 Reprodução Leishmania

99

100

101

102

103 Tipos de Leishmania Leishmania brasiliensis (Úlcera-de-Bauru) Leishmania tropica (Botão-do-Oriente) Leishmania donovani (Leishmniose Visceral)

104 Tricomoniase (Flagelado) Agente etiológico: Trichomona vaginalis Contaminação: Relações sexuais ou Contato com objetos contaminados. Sintomas: Leucorréia, prurido e infecções vaginais e uretrais.

105

106 Toxoplasmose (Esporozoário) Agente etiológico: Toxoplasma gondii Hospedeiro Intermediário: Homem Hospedeiro Definitivo: Gato Sintomas: Febre, cefaléia, infecções oculares e cerebrais.

107 ReproduçãoToxoplasma

108 Malária (Esporozoário) Agente etiológico: Plasmodium sp Hospedeiro Intermediário: Homem Hospedeiro Definitivo: Mosquito-prego (Anopheles) Sintomas: Febre intensa, anemia, cefaléia, cansaço..

109 Tipos de Plasmodium Plasmodium vivax (Terçã benigna) Plasmodium falciparum (Terçã maligna) Plasmodium malariae (Quartã) Plasmodium ovale (Não identificado no Brasil)

110 ReproduçãoPlasmodium

111 Reino Fungi

112 os fungos Amanita (alucinógeno) Tuber (trufas) Champignon Orelha de pau Queijo gorgonzola Aspergilus Levedura

113 Este reino é composto por organismos que apresentam características particulares encontradas só neles. Podem ser unicelulares ou pluricelulares, porém sempre eucariontes São heterótrofos e se alimentam de todos os tipos de alimentos, entretanto, a maioria deles é decompositora e exercem papel importante na reciclagem de nutrientes da natureza Prejuízos ao homem: destroem alimentos, tecidos, couro, etc. Muitos deles são parasitas e apresentam elementos patogênicos para o homem e ameaçam lavouras e criações animais

114 Os mais conhecidos são: cogumelos, mofos, bolores e leveduras Os cogumelos, têm muitos apelidos, como "orelha de pau", "chapéu de sapo", "bufa de lobo"; os franceses os chamam de champignon e os espanhóis de hongo. Os cogumelos são fungos filamentosos macroscópicos que formam grandes estruturas denominadas "corpos de frutificação". Vivem no solo ou ainda podemos vê-los sobre o tronco das árvores. Alguns servem como alimento, são chamados fungos comestíveis.

115 os bolores e mofos são fungos que apresentam muitas células, organizadas como filamentos, que observados em lentes de grande aumento parecem pequenas árvores, todas ramificadas. Você já observou como o pão, quando deixado alguns dias fora da geladeira, fica branquinho ou azul - esverdeado? É o que chamamos bolores ou mofo. O mesmo acontece com o queijo e as frutas.

116 As leveduras, são fungos unicelulares, isto é, formados por uma única célula e, geralmente, não formam filamentos com micélio. São maiores que a maioria das bactérias, podem ter forma oval, podendo ser alongadas e esféricas. As leveduras gostam de açúcar preferindo como habitat, frutas, flores e as cascas das árvores

117 Micologia: é o ramo da Biologia que estuda os fungos, ela engloba o estudo de um grande número de seres pluricelulares ou macroscópicos ou unicelulares ou microscópicos.

118 Organização corporal dos fungos O corpo dos fungos é formado por um emaranhado de filamentos de células pouco organizados e que não formam tecidos verdadeiros Cada filamento é chamado de hifa e o conjunto de hifas é chamado de micélio

119

120 Classificação e características do reino Os fungos se diferenciam das plantas por não terem clorofila e por não serem capazes de fazer fotossíntese. A classificação dos fungos no Reino Fungi é recente. Tal classificação foi baseada no fato de que os fungos apresentam características intermediárias, ou seja, características animais e vegetais

121 Animais Vegetais Depósito de quitina Armazenam glicose sob a forma de glicogênio Reforço celulósico (parede) Reproduzem-se por meio de esporos EX:

122 Imagem de microscopia de varredura eletrônica (cores adicionadas) de micélio fúngico com as hifas (verde), esporângio (laranja) e esporos (azul), Penicillium sp. (aumento de 1560 x).

123 Associação com outros seres vivos Micorrizas: associação de fungos com raízes de plantas Líquens: associação de fungos com algas Nas associações os fungos doam água e sais minerais e recebem dos seus parceiros simbiontes carboidratos para reações metabólicas

124 Podem ser utilizados como alimentos, uma vez que são muito ricos em proteínas e vitaminas do complexo B. O homem conhece há séculos a utilidade dos fungos: Na fabricação de queijos; Na fabricação de pães, é usada grande quantidade de leveduras chamadas Sacharomyces cerevisiae que produzem gás, fazendo a massa de farinha crescer; Produção de antibióticos como por exemplo a penicilina, produzida pelo fungo Penicillium. Os fungos e as necessidades humanas Na fabricação de bebidas alcoólicas, como o vinho e a cerveja

125 Conservação de alimentos Para evitar a contaminação de alimentos por fungos é necessário mantê-los em local seco e arejado Liofilização: processo de desidratação de alimentos para impedir o desenvolvimento de esporos

126 Resumindo:

127

128

129

130 Boqueira ou sapinho É um dos tipos de estomatite, conhecida também como comissurite, por aparecer nas comissuras labiais (canto da boca). A boqueira é originada por invasão de bactérias que podem ser transmitidas pela mão ou por objetos levados a boca. Ataca principalmente crianças em idade escolar com deficiência de vitamina B2. Sintomas : Aparecimento de pequenas inflamações localizadas nos cantos da boca. Como geralmente dói bastante, a criança fica com receio de comer. Prevenção : Manter rigorosa higiene da boca

131 Ferrugem do café Micose de unha Micose de pele ou pé-de-atleta Pé-de-atleta

132 Paciente com HIV e com a candidíase (doença oportunista) Recém-nascido com candidíase

133 UFA!


Carregar ppt "Seres do Mundo Vivo Reino Monera Seres unicelulares, procariontes, heterótrofos ou autótrofos. São representantes: as bactérias e as cianobactérias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google