A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RESULTADOS PRELIMINARES DO BALANÇO DE ENERGIA SOBRE O OCEANO ATLÂNTICO TROPICAL (PROJETO FluTuA) Jacyra Soares 1 1 Amauri Pereira de Oliveira 1, Jacques.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RESULTADOS PRELIMINARES DO BALANÇO DE ENERGIA SOBRE O OCEANO ATLÂNTICO TROPICAL (PROJETO FluTuA) Jacyra Soares 1 1 Amauri Pereira de Oliveira 1, Jacques."— Transcrição da apresentação:

1 RESULTADOS PRELIMINARES DO BALANÇO DE ENERGIA SOBRE O OCEANO ATLÂNTICO TROPICAL (PROJETO FluTuA) Jacyra Soares 1 1 Amauri Pereira de Oliveira 1, Jacques Servain 2 e Sarasvati de Araújo Bacellar DCA, IAG, USP 2 FUNCEME

2 Objetivos do Projeto FluTuA Desenvolver modelos de acoplamento oceano-Atmosfera. Estabelecer uma base de medidas de turbulência no ASPSP; Quantificar a interação oceano-atmosfera no Atlântico Tropical em escala micrometeorológica;

3

4 1.100 Km do litoral do Estado do Rio Grande do Norte (00 56' N e 29 22' W)

5 Ilha Belmonte - possui aproximadamente 7500 m 2 de área e altitude máxima de 17 m.

6 Motivação Científica Fluxos turbulentos de (a) calor sensível, (b) calor latente e (c) calor liquido obtidos de diferentes climatologias, em (0, 29 W). As curvas pretas correspondem a SOC, as vermelhas a DaSilva, verdes a E-K e rosas a NCAR. (Adaptada de Wainer et al., 2001). HLEQ

7 Esquema da torre micrometeorológica

8 Objetivos da campanha de 2002 Determinar o local para instalação da Torre Micrometeorológica; Verificar o desempenho do sistema de estimativa de fluxo; Estimar balanço de energia sobre o oceano Atlântico tropical.

9 Campanha de medidas de 2002 Navio da Marinha – Comte Manhães; Período: 15 a 24 de maio de 2002; Componentes do balanço de radiação a 6 m; Temperatura da água do mar; Velocidade do vento a 11 m; Temperatura e umidade relativa do ar a 11 m.

10 Comte Manhães

11 Sensores de vento e temperatura

12 Radiômetro

13 Sensor FabricanteAcurácia Net Radiômetro modelo CNR1 Kipp and Zonen 2.5% Anemômetro Gill Propeller modelo R.M. Young 1% Termistores modelo HMP45C Vaisala 0,1ºC e 2 % Termistor modelo 107 Vaisala 0,1 ºC Característica dos sensores

14 Trajetória do Navio

15 Transmissividade da atmosfera (a) Transmissividade atmosférica em função do tempo, para o dia 136 e (b) transmissividade média atmosférica em função do ângulo zenital, para todo o experimento. As barras verticais indicam os erros estatísticos.

16 Albedo da superfície do mar Albedo da superfície em função (a) do tempo, para o dia 136 e (b) do ângulo zenital, para todo o experimento. As barras verticais indicam os erros estatísticos.

17 Radiação de onda curta Radiação de onda curta (a) incidente na superfície (observada e estimada) e no topo da atmosfera e (b) refletida pela superfície (observada e estimada).

18 Emissividade da superfície do mar 0,97 Freqüência de valores de emissividade da superfície, considerando todo o experimento.

19 Radiação de onda longa Radiação de onda longa emitida pela (a) superfície e (b) atmosfera

20 Radiação líquida

21 Fluxo vertical turbulento de momento

22 Balanço de energia

23 Comparação FluTuA / PIRATA

24

25 Conclusão Local para instalação da torre micrometeorológica foi identificado; Instrumentos resistiram ao ambiente marinho; Boa concordância entre a evolução temporal da radiação liquida estimada utilizando o albedo, a transmissividade atmosférica e a emissividade da superfície e a radiação liquida observada, indicando que os parâmetros obtidos com os dados observados são representativos das propriedades radiométricas da interface ar-mar do oceano Atlântico tropical.

26 Conclusão Comparação FluTuA/PIRATA indicam que os dados coletados na campanha de 2002 tem boa qualidade; Falta agora fazer as medidas diretas de turbulência com torre micrometeorológica no ASPSP. Balanço de energia;

27 Agradecimentos Os autores agradecem o suporte financeiro do CNPq, FAPESP, USP/COFECUB (UC 27/96) e CNPq/SCI (910072/00-0). Agradecemos também a Marinha do Brasil, em especial ao Comandante Jean Félix de Oliveira e a tripulação do Comte Manhães.

28 If indicates the wind component with respect to the mobile coordinate system (fixed in the ship), the wind component with respect to the fixed coordinate system is given by: is the ship velocity with respect the fixed coordinate system is transformation matrix composed by the directional cosines between and is the correction due to the flow distortion caused by the ship.

29 The velocity of the ship is measured by GPS system, normally coupled to the navigation system of the ship. The GPS provides very precise values of longitude and latitude, however vertical displacements of the ship associated with waves and swells are not in the range of detection of this system. The determination of the directional cosines is also very difficult to estimate. The anemometers were oriented in the direction parallel and perpendicular to the ship.The position of the ship was obtained from an onboard GPS system. The trajectory carried by the ship was built from the GPS information. This information was also used to estimate the ship velocity and orientation (A S ). The ship orientation corresponds to the angle formed between the ship and east-west direction.


Carregar ppt "RESULTADOS PRELIMINARES DO BALANÇO DE ENERGIA SOBRE O OCEANO ATLÂNTICO TROPICAL (PROJETO FluTuA) Jacyra Soares 1 1 Amauri Pereira de Oliveira 1, Jacques."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google