A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EXTENSÕES DA GENÉTICA MENDELIANA Prof. Ana Rita Rainho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EXTENSÕES DA GENÉTICA MENDELIANA Prof. Ana Rita Rainho."— Transcrição da apresentação:

1 EXTENSÕES DA GENÉTICA MENDELIANA Prof. Ana Rita Rainho

2 Hereditariedade autossómica Dominante A doença manifesta-se num elevado número de descendentes e geralmente em todas as gerações: um dos progenitores tem de estar afectado para a descendência ser afectada. O fenótipo ocorre de igual forma nos dois sexos. Os heterozigóticos são afectados Recessiva A doença manifesta-se com uma alternância de gerações: os pais não afectados podem originar filhos afectados. O fenótipo ocorre de igual forma nos dois sexos. Reduzido número de indivíduos afectados

3 Dominância incompleta O resultado do cruzamento de duas linhas puras é o aparecimento de um fenótipo intermédio.

4

5 Galinha andaluza O cruzamento de galinhas de plumagem preta com plumagem branca origina animais com uma plumagem cinzento-azulada. Estes animais são conhecidos como galinhas de raça andaluza.

6 Codominância Existe expressão completa e simultânea dos dois fenótipos possíveis. Nenhum alelo domina sobre o outro, ambos se expressam de igual forma.

7 Gado Ruão A expressão simultânea da pelagem vermelha com branca origina um efeito visual intermédio. Na realidade, são produzidos pêlos vermelhos e pêlos brancos. O facto de estarem intercalados é que faz com que pareça um fenótipo intermédio, quando na realidade é a expressão simultânea dos dois fenótipos possíveis.

8 V V B B VB

9 Genes letais Genes que, em homozigotia, determinam a morte do indivíduo. O fenótipo recessivo nunca se manifesta. Gato Manx. Apresenta um gene letal para espinha bífida (heterozigótico).

10 Genes letais O gene que determina a cor amarela dos ratos está também ligado ao desenvolvimento embrionário. Quanto em homozigotia determina a inviabilidade dos embriões.

11 Cães de água chineses Hr – hairless (sem pêlo) hr – hair (com pêlo) Hr hr - heterozigóticohr hr – homozigótico recessivo O gene dominante em homozigotia determina a inviabilidade do embrião, pelo que não existem indivíduos homozigóticos dominantes.

12

13

14

15 HEREDITARIEDADE LIGADA AOS CROMOSSOMAS SEXUAIS

16 Cromossoma X - hemofilia

17 Cromossoma X - daltonismo A maioria dos afectados são homens, embora também possam existir mulheres afectadas. Filhos de homens normais podem ser afectados. Filhos de mulheres afectadas são obrigatoriamente afectados. Descendentes (H/M) de homens afectados podem ser normais.

18 Cromossoma Y – hipertricose auricular Todos os homens são afectados. Não é possível aparecerem mulheres afectadas.

19 QUANDO HÁ MAIS DO QUE UM PAR DE GENES ENVOLVIDO…

20 Alelos múltiplos Quando para uma dada característica podem existir mais do que dois alelos alternativos para a codificar. C – alelo responsável pelo cinzento escuro c ch – alelo responsável pelo cinza-claro c h – pêlo branco, excepto nas extremidades c – alelo responsável pela não produção de pigmento para o pêlo Dominância em sequência

21 CC Cc ch Cc h Cc c ch c ch c h c ch c chchchcchchchc cc C > c ch > c h > c selvagem chinchila himalaiaalbino

22 Problema: Procedeu-se ao cruzamento de um coelho com fenótipo chinchila com uma coelha himalaia. Desse cruzamento resultou uma ninhada com um coelho albino. Qual seria o genótipo dos progenitores? Justifique e realize o xadrez mendeliano do possível cruzamento.

23 Interacção génica - epistasia Quando a presença de um gene influencia a expressão de outro. Ex: pigmentação do pêlo e gene que determina a deposição do pigmento Cruzamento entre dois ratos pretos heterozigóticos:

24 Interacção génica - epistasia O caso da pelagem dos labradores. Cor da pelagem P – preto p – castanho Pigmentação D – deposição de pigmento d – não deposição de pigmento Quando os animais são homozigóticos recessivos para a deposição do pêlo (dd), independentemente da cor codificada, o fenótipo será pelagem sem pigmentação.

25 Cor da pelagem P – preto p – castanho Pigmentação D – deposição de pigmento d – não deposição de pigmento pp D--p ddPP dd P- D- A inexistência do alelo D impede a deposição de pigmento nas células do pelo do animal.

26 LIGAÇÃO FACTORIAL Excepção à 2ª Lei de Mendel

27 Os trabalhos de Morgan Thomas Morgan fez algumas experiências com moscas da fruta, Drosophila melanogaster

28 E se a segregação não for independente? Os resultados parecem apontar para que a segregação dos alelos não seja independente. Os fenótipos que mais aparecem são os duplos dominantes e duplos recessivos.

29 Ligação Factorial Quando os dois genes se encontram no mesmo cromossoma, a sua transmissão durante a meiose é feita em bloco. Mas então de onde vêm os outros fenótipos?

30 Se houver crossing-over durante a meiose…

31 A ocorrência esporádica de fenómenos de crossing over permite a troca de porções de genes entre os homólogos. Originam-se assim combinações diferentes das esperadas Se houver crossing-over durante a meiose…

32 Mais material disponível em:


Carregar ppt "EXTENSÕES DA GENÉTICA MENDELIANA Prof. Ana Rita Rainho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google