A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ARÁBES (Islã) X ISRAELENSES (Judeus) Segundo as escrituras bíblicas, Israel é a terra prometida por Deus aos hebreus e é o berço da religião e da cultura.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ARÁBES (Islã) X ISRAELENSES (Judeus) Segundo as escrituras bíblicas, Israel é a terra prometida por Deus aos hebreus e é o berço da religião e da cultura."— Transcrição da apresentação:

1 ARÁBES (Islã) X ISRAELENSES (Judeus) Segundo as escrituras bíblicas, Israel é a terra prometida por Deus aos hebreus e é o berço da religião e da cultura judaica desde o século XVII a.C.. Deushebreusséculo XVII a.C.Deushebreusséculo XVII a.C. Sob o domínio assírio, babilônico, persa, grego, romano e bizantino, a presença judaica na região diminuiu por causa de expulsões em massa. A terra foi conquistada do Império Bizantino em 638 d.C. durante o período inicial das conquistas muçulmanas. assíriobabilônicopersagrego romanobizantinoImpério Bizantinomuçulmanasassíriobabilônicopersagrego romanobizantinoImpério Bizantinomuçulmanas Essa dispersão do povo judeu pelo mundo ficou conhecido como DIÁSPORA.

2 O sionismo, movimento político e religioso pela fundação de um Estado judeu, surgiu no fim do século XIX em reação ao anti-semitismo e influenciado pelo nacionalismo na Europa. No início do século XX, viviam na Palestina sob domínio do Império Otomano cerca de 500 mil muçulmanos e 50 mil judeus. Após a Primeira Guerra (1914-1918), a Palestina passou para mãos britânicas, cujo chanceler, Arthur Balfour, declarara em 1917 apoio à "instalação de um lar nacional judeu" no local.

3 A população judaica na Palestina chegou a cerca de 300 mil na década de 1930, causando reação violenta dos árabes. Pressionada, Londres restringiu a imigração judaica à região, mesmo com o avanço nazista na Europa.

4 Após o Holocausto, que matou cerca de 6 milhões judeus europeus, o movimento sionista ganhou força. A ONU aprovou a partilha da região em dois Estados, um judeu e outro palestino, com Jerusalém sob administração internacional. Os sionistas aceitaram a partilha, rechaçada pelos líderes árabes.

5 Partilha da ONU (1947) Os britânicos saem da região, e os judeus, em 14 de maio de 1948, declararam a fundação do Estado de Israel. No mesmo dia, os Exército de Jordânia, Egito, Síria, Iraque e Líbano atacaram o recém- fundado país. britânicos

6 No início de 1949, sob a intervenção da ONU, foram traçadas as fronteiras entre Israel e seus vizinhos árabes. No início de 1949, sob a intervenção da ONU, foram traçadas as fronteiras entre Israel e seus vizinhos árabes. Grande parte dos países árabes continuou não reconhecendo a existência de Israel e considerou ilegítima essa divisão. Desde então, o conflito árabe-israelense já fez inúmeras vítimas. Grande parte dos países árabes continuou não reconhecendo a existência de Israel e considerou ilegítima essa divisão. Desde então, o conflito árabe-israelense já fez inúmeras vítimas.

7 Crise de Suez (1956) Egito decidiu nacionalizar o canal. Egito decidiu nacionalizar o canal. Atinge interesses franceses e israelenses. Atinge interesses franceses e israelenses. Israel, vitorioso, passa a controlar a Península do Sínai e força as tropas do Egito para o outro lado do Canal. Israel, vitorioso, passa a controlar a Península do Sínai e força as tropas do Egito para o outro lado do Canal.

8 Guerra dos Seis Dias (1967) No começo de 1967, o Egito fechou o Golfo de Ácaba, impedindo que navios israelenses circulassem. A resposta de Israel foi rápida, e com a vitória, na chamada Guerra dos Seis Dias, consolidou o processo de ocupação que havia sido iniciado em 1948.

9 Com a vitória Israel conquistou: Com a vitória Israel conquistou:.Faixa de Gaza e Cisjordânia – Palestina.Faixa de Gaza e Cisjordânia – Palestina.Sinai – Egito.Sinai – Egito.Colinas de Golan - Síria.Colinas de Golan - Síria

10 Contra-ataque árabe (1973) No ano de 1973, durante o Yon Kippur (Dia do Perdão), o Egito desencadeou um ataque surpresa às forças israelenses estacionadas na margem oriental do Canal de Suez. Enquanto isso, o exército sírio atacava as colinas de Golan. Porém, Israel mostrou sua superioridade militar, com apoio dos EUA, e conseguiu conter o ataque.

11 Acordo de Camp David (1978) A partir de uma mediação dos EUA, IIII ssss rrrr aaaa eeee llll e E E E E E gggg iiii tttt oooo negociam um acordo de paz e a região de S S S S S iiii nnnn aaaa iiii é devolvida para o E E E E E gggg iiii tttt oooo. Com isso, Israel resolveu o problema com o antigo inimigo, ficando livre para cuidar de suas fronteiras com a Síria e dos grupos guerrilheiros palestinos espalhados pelos países vizinhos.

12 A OLP A Organização para a Libertação da Palestina foi criada em 1967, a partir da ação política do Al- Fatah, com o objetivo de lutar contra a existência do Estado de Israel. A Organização para a Libertação da Palestina foi criada em 1967, a partir da ação política do Al- Fatah, com o objetivo de lutar contra a existência do Estado de Israel. Seu líder era Yasser Arafat. Seu líder era Yasser Arafat.

13 Somente a partir de 1974, quando o líder palestino foi recebido nas Nações Unidas com honras de chefe de Estado, passou a trilhar o caminho da diplomacia. Após a assinatura do Acordo de Oslo em 1993, que lhe rendeu o Nobel da Paz, o líder do Fatah reconheceu o direito de existência de Israel e passou a defender por meio do diálogo a criação de um Estado para seu povo. Somente a partir de 1974, quando o líder palestino foi recebido nas Nações Unidas com honras de chefe de Estado, passou a trilhar o caminho da diplomacia. Após a assinatura do Acordo de Oslo em 1993, que lhe rendeu o Nobel da Paz, o líder do Fatah reconheceu o direito de existência de Israel e passou a defender por meio do diálogo a criação de um Estado para seu povo.

14 O Hamas, Movimento de Resistência Islâmica, surgiu em 1987 por ocasião da primeira Intifada (rebelião, em árabe). Defende desde sua criação a destruição do Estado de Israel e o estabelecimento de um Estado teocrático na palestina histórica, ou seja, "do Mediterrâneo ao Jordão". Contrário ao Acordo de Oslo, que reconhece Israel, o Hamas se converteu num inimigo declarado do Fatah, recusando-se sistematicamente a aceitar as negociações com Israel. O Hamas, Movimento de Resistência Islâmica, surgiu em 1987 por ocasião da primeira Intifada (rebelião, em árabe). Defende desde sua criação a destruição do Estado de Israel e o estabelecimento de um Estado teocrático na palestina histórica, ou seja, "do Mediterrâneo ao Jordão". Contrário ao Acordo de Oslo, que reconhece Israel, o Hamas se converteu num inimigo declarado do Fatah, recusando-se sistematicamente a aceitar as negociações com Israel.

15 Acordo de Paz (1993) Em 1993, palestinos e israelenses assinaram um tratado de reconhecimento mútuo nos jardins da Casa Branca (EUA). Em 1993, palestinos e israelenses assinaram um tratado de reconhecimento mútuo nos jardins da Casa Branca (EUA). A cidade de Jericó e a Faixa de Gaza passariam para o comando Palestino. A cidade de Jericó e a Faixa de Gaza passariam para o comando Palestino.

16 No dia 15 de Novembro de 1988 a Assembléia Geral adota a resolução 43/177 pela qual reconhece a proclamação do Estado da Palestina pelo Conselho Nacional Palestino e decide que a designação "Palestina" deve ser usada no sistema interno da ONU em substituição da sigla OLP. No dia 15 de Novembro de 1988 a Assembléia Geral adota a resolução 43/177 pela qual reconhece a proclamação do Estado da Palestina pelo Conselho Nacional Palestino e decide que a designação "Palestina" deve ser usada no sistema interno da ONU em substituição da sigla OLP.15 de Novembro198815 de Novembro1988

17 Ações pós-acordo de 1993 Em 1995, o primeiro-ministro de Israel, Yitzhak Rabin, e o presidente da OLP, Yasser Arafat, assinaram um documento estabelecendo as regras de transferência de 30% da Cisjordânia, para que os palestinos formassem o seu próprio Estado. Mas Israel seguiu expandindo suas colônias em Gaza e Cisjordânia, enquanto palestinos seguiram cometendo atentados.

18 Ações pós-acordo de 1993 Em julho de 2000, o líder palestino Yasser Arafat rejeitou uma proposta de acordo de paz de Israel, com devolução da quase totalidade de Gaza e Cisjordânia e representação palestina em Jerusalém. A questão da volta dos refugiados palestinos, que acabaria com a maioria judaica em Israel, era o principal entrave. A atual revolta palestina contra a ocupação israelense começou em setembro do mesmo ano.

19 Fatos recentes 2001 - Ariel Sharon é eleito primeiro- ministro do Estado de Israel e inicia-se uma constante de assassinatos dos líderes da OLP. 2001 - Ariel Sharon é eleito primeiro- ministro do Estado de Israel e inicia-se uma constante de assassinatos dos líderes da OLP.Ariel Sharonprimeiro- ministroEstado de Israel OLPAriel Sharonprimeiro- ministroEstado de Israel OLP 2002 - Início das negociações do processo de paz denominado de "Road map for peace", com a participação dos Estados Unidos, Nações Unidas, Rússia e União Européia. 2002 - Início das negociações do processo de paz denominado de "Road map for peace", com a participação dos Estados Unidos, Nações Unidas, Rússia e União Européia.Road map for peaceEstados UnidosNações UnidasRússiaUnião EuropéiaRoad map for peaceEstados UnidosNações UnidasRússiaUnião Européia

20 Fatos recentes 2004 - Início da construção do Muro da Cisjordânia, com ocupação de territórios palestinos, que possui cerca de 500 km. 2004 - Início da construção do Muro da Cisjordânia, com ocupação de territórios palestinos, que possui cerca de 500 km. Muro da Cisjordânia Muro da Cisjordânia Em Setembro de 2004, o conselho de segurança da ONU levou a votação uma resolução pedindo que fosse desfeito o conjunto das forças não governamentais que protegiam as fronteiras do Líbano com suas fronteiras na região em conflito. Em Setembro de 2004, o conselho de segurança da ONU levou a votação uma resolução pedindo que fosse desfeito o conjunto das forças não governamentais que protegiam as fronteiras do Líbano com suas fronteiras na região em conflito.ONULíbanoONULíbano

21 Fatos recentes 2004 - Y Y Y Y Y aaaa ssss ssss eeee rrrr A A A A rrrr aaaa ffff aaaa tttt morre e deixa o cargo da Autoridade Palestina para o eleito M M M M M aaaa hhhh mmmm uuuu dddd A A A A bbbb bbbb aaaa ssss. IIII ssss rrrr aaaa eeee llll destrói assentamentos palestinos na F F F F F aaaa iiii xxxx aaaa d d d d eeee GGGG aaaa zzzz aaaa. 2005 - Israel retira suas tropas da Faixa de Gaza com a L L L L L eeee iiii d d d d eeee I I I I mmmm pppp llll eeee mmmm eeee nnnn tttt aaaa çççç ãããã oooo d d d d oooo P P P P llll aaaa nnnn oooo d d d d eeee EEEE vvvv aaaa cccc uuuu aaaa çççç ãããã oooo ao mesmo tempo que promove com ajuda dos Estados Unidos uma acusação responsabilizando o presidente da Síria pelo assassinado do primeiro-ministro libanês, R R R R R aaaa ffff iiii kkkk HHHH aaaa rrrr iiii rrrr iiii depois de muita insistência a Síria retira-se do L L L L L íííí bbbb aaaa nnnn oooo.


Carregar ppt "ARÁBES (Islã) X ISRAELENSES (Judeus) Segundo as escrituras bíblicas, Israel é a terra prometida por Deus aos hebreus e é o berço da religião e da cultura."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google