A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

II FORUM NACIONAL DE EDITORES DE PERIÓDICOS DE MÚSICA SÃO PAULO (SP) – 24 A 26 DE ABRIL DE 2009 PRINCIPAIS TENDÊNCIAS MUNDIAIS NO ÂMBITO DOS EDITORES,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "II FORUM NACIONAL DE EDITORES DE PERIÓDICOS DE MÚSICA SÃO PAULO (SP) – 24 A 26 DE ABRIL DE 2009 PRINCIPAIS TENDÊNCIAS MUNDIAIS NO ÂMBITO DOS EDITORES,"— Transcrição da apresentação:

1 II FORUM NACIONAL DE EDITORES DE PERIÓDICOS DE MÚSICA SÃO PAULO (SP) – 24 A 26 DE ABRIL DE 2009 PRINCIPAIS TENDÊNCIAS MUNDIAIS NO ÂMBITO DOS EDITORES, PESQUISADORES E PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS – O que há de novo e para onde iremos? BENEDITO BARRAVIERA Presidente da ABEC Professor Titular de Infectologia da UNESP

2 OBJETIVOS DA ABEC A ABEC é uma sociedade civil de âmbito nacional, sem fins lucrativos e de duração indeterminada. Congrega pessoas físicas e jurídicas com interesse em desenvolver e aprimorar a publicação de periódicos técnico- científicos, aperfeiçoar a comunicação e divulgação de informações, manter o intercâmbio de idéias, o debate de problemas e a defesa dos interesses comuns.

3 OBJETIVOS DA ABEC Mantém: Anualmente – Curso de Editoração da ABEC 2009 – de junho – Rio de Janeiro Bianualmente – Workshop da ABEC V Workshop – Gramado RS Bianualmente – Encontros da ABEC (XII) 2009 – de novembro em São Paulo Mais informações

4 FATOR DE IMPACTO – Thomson Reuters By Eugene Garfield – 1955! (é uma patente) The Thomson Scientific Impact Factor (1994) ientific/free/essays/impactfactor/ ientific/free/essays/impactfactor/ The agony and the ectasy – The history and meaning of the Journal Impact Factor (2005) ientific/free/essays/about-jif/ ientific/free/essays/about-jif/

5 FATOR DE IMPACTO – Thomson Reuters Fator de impacto de um periódico científico é a relação entre as citações que os artigos publicados recebem da comunidade científica e o número de artigos publicados pela revista científica. Fator de impacto = Número de citações em 2008 de 2009 A soma dos artigos de 2006 e 2007

6 FATOR DE IMPACTO – Thomson Reuters Auto citação aumenta o fator de impacto? Auto citação representa em média 13% das citações de um periódico! Avaliação de um periódico Fator de Impacto calculado No. Total de citações (A) No. de auto citações (B) Desconto das auto citações (C) Artigos publicados no biênio Fator de Impacto revisado Am. J. Reprod. Immunol Biol. Reprod Reprod. Toxicol

7 FATOR DE IMPACTO – Thomson Reuters Auto citação aumenta o fator de impacto? Sim. Os Editores devem incentivar a auto-citação? ??? A dúvida é: Qual dos dois Fatores de impacto a Empresa divulga? (o total ou o revisado), ou seja, sem auto-citação ou com auto-citação?

8 FATOR DE IMPACTO – Thomson Reuters Quem mede hoje? 1-Journal Citation Reports (JCR) – ISI (Thomson Reuters) – Todo mês de junho de cada ano divulga-se o fator de impacto dos periódicos indexados nesta base que contém revistas. 2-Scopus – SJR - SCImago Journal & Country Rank - Elsevier – ( revistas)

9 FATOR H – ÍNDICE H J.E.Hirsch, An index to quantify an individual´s scientific research output. PNAS, vol. 102, no. 46, , 2005 J.E.Hirsch, An index to quantify an individual´s scientific research output. PNAS, vol. 102, no. 46, , 2005 Abstract (De acordo com Hirsch) I propose the index h, defined as the number of papers with citation number h, as a useful index to characterize the scientific output of a researcher.

10 FATOR H – ÍNDICE H Como é feito este Cálculo? É a ponderação entre o número de publicações de um autor e o número de citações que recebeu. O valor será sempre um número inteiro e indica que o autor possui H artigos com no mínimo, H citações.

11 FATOR H – ÍNDICE H Perfil de um cientista para determinação do índice H Publicações Número de citações Artigo A 15 Artigo B 10 Artigo C 8 Artigo D 4 Artigo E 2 Artigo F 1

12 FATOR H – ÍNDICE H Publicações Número de citações Artigo A 15 Artigo B 10 Artigo C 8 Artigo D 4 Artigo E 2 Artigo F 1 Cálculo do Índice H H1, pois há mais de um artigo com 1 ou mais citações, H2, pois há mais de dois artigos com 2 ou mais citações, H3, pois há mais de três artigos com 3 ou mais citações, H=4, pois há apenas quatro artigos com 4 ou mais citações, H5, pois não há mais cinco artigos com 5 ou mais citações, Volpato G. L. Publicação científica, 3ª. ed. São Paulo:Cultura Acadêmica, 2008, 125 p.

13 FATOR H – ÍNDICE H Conclusão da Proposta de Hirsch O índice H Avalia a qualidade científica de um pesquisador

14 FATOR DE IMPACTO E ÍNDICE H O QUE FAZER COM ÊLES? Fator de impacto – A política atual das agências de fomento é nos obrigar a procurar sempre as revistas de maior impacto. Assim, como os maiores impactos estão no exterior, publicar lá dá mais prestígio e conta mais pontos para a sua Pós-graduação!

15 FATOR DE IMPACTO E ÍNDICE H O QUE FAZER COM ÊLES? Índice H – Os periódicos internacionais de fator de impacto elevado começam a sugerir aos pesquisadores que coloquem no artigo submetido ou no documento de encaminhamento o índice H. Quem tiver índice H elevado terá, pelo menos teoricamente, maior chance de publicar!

16 DESDOBRAMENTOS O novo Qualis e os respectivos extratos A Área de Ciências Biológicas I considera periódico uma revista científica indexada em bancos de dados nacionais ou internacionais, com periodicidade e sistema de avaliação do trabalho baseado em revisão por pares, no qual a identidade do revisor é preservada. Os extratos foram os seguintes: A1, A2, B1, B2, B3, B4 (revistas SciELO), B5 e C (não relevantes).

17 DESDOBRAMENTOS O ranking mundial das Universidades Os indicadores utilizados: ganhadores de prêmios Nobel e Medalhas Fields, pesquisadores mais citados, artigos publicados na Nature e Science e artigos publicados em periódicos indexados no "Science Citation Index Expanded" e "Social Science Citation Index" – ISI – Thomson Scientific.

18 DESDOBRAMENTOS O ranking mundial das Universidades Quem avalia? Higher Education Supplement, do Jornal The Times de Londres Instituto de Educação Superior de Xangai Jiao (Shangai Jiao Tong University) O que avalia? BASICAMENTE – A PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO

19 DESDOBRAMENTOS Missão da Universidade (pública ou privada) Desenvolver com qualidade: Ensino Pesquisa Extensão Universitária

20 DESDOBRAMENTOS Neurose da publicação Publish or perish.... De acordo com a Wikipedia... Publish or perish refers to the pressure to publish work constantly in order to further or sustain one's career in academia. The competition for tenure-track faculty positions in academia puts increasing pressure on scholars to publish new work frequently.

21 DESDOBRAMENTOS Profissionalização do Pesquisador Dedicação exclusiva à pesquisa Desenvolver o maior número de pesquisas possíveis simultaneamente Escolher e orientar apenas os melhores alunos Não perder tempo orientando redação de monografias, teses e dissertações Redigir fluentemente em inglês Escolher os periódicos de maior impacto Cuidar do Índice H (solicitar citações)!

22 DESDOBRAMENTOS E nós professores Universitários? Como ficaremos neste contexto? Temos que cumprir a graduação. Esta é o objetivo fim da Universidade A pesquisa que também passa a ser obrigatória pois dá prestígio a Academia A extensão que em algumas áreas é imprescindível para a formação do aluno (médicos, dentistas, veterinários, agrônomos, músicos, etc. etc...)

23 DESDOBRAMENTOS Qual o nosso futuro? ????????????

24 II FORUM NACIONAL DE EDITORES DE PERIÓDICOS DE MÚSICA SÃO PAULO (SP) – 24 A 26 DE ABRIL DE 2009 Pela atenção, Muito obrigado! Esta apresentação está disponível no site e


Carregar ppt "II FORUM NACIONAL DE EDITORES DE PERIÓDICOS DE MÚSICA SÃO PAULO (SP) – 24 A 26 DE ABRIL DE 2009 PRINCIPAIS TENDÊNCIAS MUNDIAIS NO ÂMBITO DOS EDITORES,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google