A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Corpo Nacional de Escutas Escutismo Católico Português Agrupamento 607 – Unhais da Serra.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Corpo Nacional de Escutas Escutismo Católico Português Agrupamento 607 – Unhais da Serra."— Transcrição da apresentação:

1 Corpo Nacional de Escutas Escutismo Católico Português Agrupamento 607 – Unhais da Serra

2 Quem diria que … Graças aos seus feitos na vida militar, o general inglês Robert Stephenson Smith Baden-Powell (BP), tornou-se um herói no seu país. Durante uma viagem a Inglaterra, Baden-Powell viu alguns rapazes criarem brincadeiras através de um livro, que ele havia escrito para batedores do exército e que continha explicações sobre como acampar e sobreviver em regiões selvagens.

3 Então, conversando com os amigos, ele entusiasmou-se e resolveu realizar, em 1907, na ilha de Brownsea, um acampamento com vinte rapazes dos 12 aos 16 anos, onde transmitiu conhecimentos técnicos tais como: primeiros socorros, observação, técnicas de segurança para a vida na cidade e na floresta, etc.

4 Devido aos bons resultados deste acampamento, BP começou a escrever o livro "Escutismo para Rapazes" que, inicialmente, foi publicado em fascículos e vendido nas bancas de jornais, durante o ano de Os jovens ingleses entusiasmaram-se tanto com o livro que Baden- Powell organizou e fundou o Movimento Escutista.

5 O Escutismo é um Movimento Mundial São mais de 28 milhões de Escuteiros espalhados por 216 países ou territórios.

6 Como escuteiro, o seu filho vai aprender a conhecer-se melhor e a amar o mundo. O Escutismo complementa a acção da escola e da família, preenchendo necessidades específicas dos jovens de ambos os sexos. O escuteiro desenvolve o conhecimento individual, a necessidade de explorar para descobrir, para saber Escutismo: Educação para a vida

7 Como escuteiro o seu filho pode brincar aprendendo. Através de programas adequados aos vários escalões etários, o Escutismo consegue os seus fins de forma a ajudar os jovens a desenvolverem- se física, intelectual, social e espiritualmente. O Escutismo proporciona aos jovens uma educação global, de modo a prepará- los para serem cidadãos participativos e responsáveis nas suas comunidades. O Escutismo educa com divertimento

8 Escutismo: um estilo de vida O Método Escutista, sistema de auto-educação progressiva. As crianças e jovens fazem um compromisso pessoal de adesão a um simples código de vida: A Promessa e a Lei do Escuteiro. Aprendem fazendo em activa participação com os outros.

9 O Método Escutista, sistema de auto- educação progressiva. Trabalham em grupos pequenos. O Sistema de Patrulhas, onde cada jovem assume uma função como uma "micro- sociedade" onde todos são chamados a participar. Nestes pequenos grupos (5-8 elementos) os jovens desenvolvem a liderança, as habilidades do grupo e a responsabilidade individual. Escutismo: um estilo de vida

10 ESCUTISMO: FINALIDADES EDUCATIVAS

11 Desenvolvimento do Carácter Ser capaz de escolhas autónomas e responsáveis, de as assumir até às últimas consequências.

12 Desenvolvimento Físico Tornar-se responsável pelo seu corpo, crescendo e vivendo em harmonia.

13 Habilidade Manual Aprender a produzir o que se consome, resistir à alienação, ao consumo.

14 Criatividade Ser imaginativo e aproveitar o que tenha ao seu alcance, para seu benefício e principalmente dos outros.

15 Sentido de Deus Reconhecer Deus na obra da Criação, na história vivida em comum.

16 Sentido dos Outros (Serviço) Respeitar o seu semelhante, aprender a viver em comunidade, em Democracia.

17 ESCUTISMO: O PAPEL DOS DIRIGENTES Mais de voluntários adultos dedicam-se numa missão educativa. Uma forma de melhorar o relacionamento entre gerações. Ao serviço dos jovens, os responsáveis adultos (Dirigentes), adquirem formação e experiências valiosas, que somarão ao seu desenvolvimento pessoal, possibilitando a educação integral do escuteiro.

18

19 O CNE, integrado no Movimento Escutista, tem por finalidade a educação integral dos jovens, contribuindo para o seu desenvolvimento, ajudando-os a realizarem-se plenamente no que respeita ás suas possibilidades físicas, intelectuais, sociais e espirituais, como pessoas, cristãos e cidadãos responsáveis e membros das comunidades onde se inserem. (N.º 1 do Art.º 2º do Regulamento Geral do CNE)

20 O Corpo Nacional de Escutas - Escutismo Católico Português - nasceu em Braga a 27 de Maio de Foram seus fundadores: Arcebispo D. Manuel Vieira de Matos Dr. Avelino Gonçalves

21 CNE: Um Movimento da Igreja Católica A dimensão espiritual e a formação cristã. O CNE é um movimento da Igreja Católica. Assim, está ciente das responsabilidades que lhe advêm desse facto, bem como daquelas que a Hierarquia e o restante Povo de Deus têm para com a nossa Associação.

22 A dimensão espiritual e a formação cristã. A Animação da Fé, característica do Escutismo do CNE, é feita naturalmente através do jogo escutista, vivido à luz de Jesus Cristo e do Evangelho, procurando contribuir para a formação humana e cristã dos seus associados, pelo testemunho de vida em comunhão eclesial CNE: Um Movimento da Igreja Católica

23 O CNE está organizado em 20 Regiões, coincidentes com as Dioceses existentes em Portugal e congrega um efectivo de Escuteiros (censos 2004) Cada Agrupamento exerce a sua acção, em princípio, na área de uma Paróquia. CNE: Implantação Nacional

24 LEI PRINCÍPIOS PROMESSA

25 3º - O dever do Escuta começa em casa. Princípios do CNE 1º - O Escuta orgulha-se da sua Fé e por ela orienta toda a sua vida. 2º - O Escuta é filho de Portugal e bom cidadão.

26 Lei do Escuta 1º - A Honra do Escuta inspira confiança 2º - O Escuta é Leal 3º - O Escuta é útil e pratica diariamente uma boa acção 4º - O Escuta é amigo de todos e irmão de todos os outros Escutas 5º - O Escuta é delicado e respeitador 6º - O Escuta protege as plantas e os animais 7º - O Escuta é obediente 8º - O Escuta tem sempre boa disposição de espírito 9º - O Escuta é sóbrio, económico e respeitador do bem alheio 10º - O Escuta é puro nos pensamentos, nas palavras e nas acções

27 -s-só para dirigentes: desempenhar o melhor que puder as obrigações da missão que me é confiada Promessa Prometo, pela minha honra e com a graça de Deus, fazer todo o possível por: -cumprir os meus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria; -a-auxiliar o meu semelhante em todas as circunstâncias; -o-obedecer à Lei do Escuta;

28 Lei do Lobito - O Lobito escuta «Aquelá» - O Lobito não se escuta a si próprio Máximas do Lobito - O Lobito pensa primeiro no seu semelhante - O Lobito sabe ver e ouvir - O Lobito é asseado - O Lobito é verdadeiro - O Lobito é alegre

29 A constituição oficial surgiu em 1927, tendo como primeiro Chefe Regional (Comissário) o Tenente Carlos Alberto Godinho. Papel muito importante teve, também, o Tenente António Matoso Pereira (mais tarde foi administrador de A Penteadora) que orientou a reorganização da Junta Regional em 1931.

30

31 EFECTIVOS (Censos de 2004) A Região da Guarda congrega 25 Agrupamentos com um efectivo de Escuteiros: Lobitos – 359 Exploradores – 411 Pioneiros – 236 Caminheiros – 119 Dirigentes – 247

32 25 ANOS A PARTILHAR UM IDEAL Agrupamento 607 de Unhais da Serra

33 Um grupo de jovens estudantes, entusiasmados pelos seus colegas de carteira - escuteiros - teve um sonho. Fundar um grupo de escuteiros em Unhais da Serra.

34 Desde logo começaram os primeiros contactos entre os jovens do mesmo estabelecimento de ensino, e, logo ali se fez uma primeira abordagem a possíveis interessados. Em seguida, a ideia foi amadurecendo, e era necessário contactar a Junta Regional da Guarda - o CNE está organizado por Dioceses - e saber quais os passos a dar para a oficialização do Agrupamento.

35 Depois de se saber o que fazer, iniciaram-se contactos com a entidade eclesial - Pe. Henrique Monteiro - a quem se expõe a intenção surgida. São também efectuados contactos com adultos donde resulta a concordância do Sr. José Luís Mendes Pereira em colaborar nesta iniciativa.

36 Realizam-se algumas reuniões prévias e no dia 25 de Abril 1979 o Sr. José Luís Mendes Pereira é escolhido para ser o Chefe de Agrupamento, o qual convida para Secretário/Tesoureiro o Sr. Virgílio Mendes Casegas.

37 Fazem-se as primeiras inscrições. Iniciam- se as primeiras reuniões de aprendizagem sobre o Escutismo. Frequentam-se as acções de formação promovidas pela Região. As actividades começam a surgir. Aos poucos, a Comunidade começa a aperceber-se que há algo de novo. Fica na expectativa e tenta saber quais são as intenções daquele grupo de jovens.

38 No fim do ano, cerca de duas dezenas de elementos compõem o Agrupamento em Formação

39 1980

40 Algumas notícias desse ano:

41 Nos EUA, o vulcão de Santa Helena entra em actividade pela primeira vez desde 1857, devastando uma área com cerca de 600 km.

42 Um violento tremor de terra abala o sul de Itália, causando mais de 4000 mortos.

43 John Lennon é assassinado.

44 Francisco Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa morrem num desastre aéreo.

45 Na Polónia, é fundado o sindicato livre Solidariedade, com Lech Walesa como secretário-geral.

46 Em Portugal a escolaridade obrigatória passará a ser de nove anos.

47 Bjorn Borg ganha o campeonato de singulares de Wimbledon pela quinta vez consecutiva.

48 José Cid ganha o 17º Festival da Canção com Um Grande, Grande Amor, naquele que foi o programa de estreia das emissões a cores da RTP

49 O Sporting conquista o título de vencedor do Campeonato Nacional da Primeira Divisão.

50 Mas… Na Taça de Portugal a vitória sorriu ao Benfica.

51 29 de Junho de 1980

52 São chamados os que fazem a promessa de Dirigente, e, perante a Junta Regional da Guarda, pronunciam os Princípios do Escutismo, a Lei e finalmente a Promessa.

53 O ritual é novamente repetido agora com os 3 candidatos a Escuteiros.

54 Está oficializado o Agrupamento 607 do Corpo Nacional de Escutas - Escutismo Católico Português.

55 Os 25 anos de existência do Agrupamento foram indelevelmente marcados por 3 Homens:

56 Papa João Paulo II Com um Pontificado extraordinariamente intenso e fecundo (16-Out-1978 a 02- Abr-2005), o Papa vindo de longe, como ele mesmo se definiu, desenvolveu uma incansável e eficaz actividade pastoral em todos os níveis da Igreja e da Sociedade do nosso tempo. No exercício do seu Pontificado, João Paulo II pode caracterizar-se por: - O 1º Missionário da Igreja; - Grande paixão pelo Homem, em especial, pelas crianças e jovens; - O construtor da Paz; - Caminho para a santidade.

57 Padre Sanches Homem de grande coração, sempre foi dedicado, organizado, trabalhador incansável, com um espírito escutista muito forte, desempenhando sempre com lealdade a missão ou missões em que se empenhava Estava Sempre Alerta para Servir. E serviu até partir para a última morada

58 Padre Henrique Homem de grande dedicação às causas que abraça. Inovador e criativo, sempre foi o garante da unidade do Agrupamento e da comunidade cristã. Nunca deixou de nos presentear com a sua presença em qualquer reunião, encontro ou actividade, em que estivesse em jogo o desenvolvimento e progresso, quer da comunidade, quer do CNE.

59

60

61 Ao longo dos 25 anos, muitas foram as actividades desenvolvidas Era difícil apresentá-las todas. Aqui ficam algumas…

62 DE AGRUPAMENTO

63 Peditório da L.P.C.C.

64 Natal

65 Presépio ao Vivo

66

67

68 Festa da Família - Natal

69 Janeiras

70 Via-Sacra ao Vivo

71

72 Procissão N. Sr.ª de Fátima

73 Visita à RTP - Programa

74 Intercâmbio - Agrupamento Madalena Ilha do Pico - Açores

75 Dia da Árvore - visita ao Jardim do Lago

76 Dia da Árvore

77 Acampamento

78

79

80 Acantonamento

81

82 REGIONAIS

83 ACAREG - Seia

84 ACAREG - Paúl

85 ACAREG - Belmonte

86 ACAREG - Celorico da Beira

87

88 ACAREG - Guarda

89 ACAREG - Boidobra

90 Dia Regional do Lobito - Unhais da Serra

91 Dia Regional do Lobito - Belmonte

92

93

94 NACIONAIS

95 1ª Feira das Regiões - Famalicão

96 Feira do Jubileu - Barcelos

97 ACANAC - Valado de Frades

98 ROVER 2001

99

100

101 Estaremos sempre ao SERVIÇO dos nossos irmãos mais novos, tendo nas nossas mentes o ideal de BP

102

103 Caros escuteiros: Se já vistes a peça Peter-Pan, haveis de recordar-vos de como o chefe dos piratas estava sempre a fazer o seu discurso de despedida, porque receava que, quando lhe chegasse a hora de morrer, talvez não tivesse tempo para o fazer. Acontece-me coisa muito parecida e por isso, embora não esteja precisamente a morrer, morrerei qualquer dia e quero mandar-vos uma palavra de despedida.

104 Lembrai-vos de que é a última palavra que vos dirijo, por isso meditai-a. Passei uma vida felicíssima e desejo que cada um de vós seja igualmente feliz. Creio que Deus nos colocou neste mundo encantador para sermos felizes e apreciarmos a vida. A felicidade não vem da riqueza, nem simplesmente do êxito de uma carreira, nem dos prazeres. Um passo para a felicidade é serdes saudáveis e fortes enquanto sois rapazes, para poderdes ser úteis e gozar a vida quando fordes homens.

105 O estudo da natureza mostrar-vos-á as coisas belas e maravilhosas de que Deus encheu o mundo para vosso deleite. Contentai-vos com o que tendes e tirai dele o maior proveito que puderdes. Vede sempre o lado melhor das coisas e não o pior. Mas o melhor meio para alcançar a felicidade é contribuir para a felicidade dos outros. Procurai deixar o mundo um pouco melhor de que o encontrastes e quando vos chegar a vez de morrer, podeis morrer felizes sentindo que ao menos não desperdiçastes o tempo e fizestes todo o possível por praticar o bem.

106 Estai preparados desta maneira para viver e morrer felizes - apegai-vos sempre à vossa promessa escutista - mesmo depois de já não serdes rapazes e Deus vos ajude a proceder assim. O Vosso Amigo

107


Carregar ppt "Corpo Nacional de Escutas Escutismo Católico Português Agrupamento 607 – Unhais da Serra."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google