A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistema Nacional de Defesa Civil Ten Cel BM Paulo Renato Diretor do ITDEC.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistema Nacional de Defesa Civil Ten Cel BM Paulo Renato Diretor do ITDEC."— Transcrição da apresentação:

1 Sistema Nacional de Defesa Civil Ten Cel BM Paulo Renato Diretor do ITDEC

2 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 Regulamenta a Medida Provisória Nº 494, de 2 de julho de 2010, para dispor sobre o Sistema Nacional de Defesa Civil - SINDEC, sobre o reconhecimento de situação de emergência e estado de calamidade pública, sobre as transferências de recursos para ações de socorro, assistência às vítimas, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução nas áreas atingidas por desastre, e dá outras providências.

3 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 Art. 1o O Poder Executivo federal apoiará, de forma complementar, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios em situação de emergência ou estado de calamidade pública, provocados por desastres. 3

4 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 Art. 2o Para os efeitos deste Decreto, considera-se: I - defesa civil: conjunto de ações preventivas, de socorro, assistenciais e recuperativas destinadas a evitar desastres e minimizar seus impactos para a população e restabelecer a normalidade social; II - desastre: resultado de eventos adversos, naturais ou provocados pelo homem sobre um ecossistema vulnerável, causando danos humanos, materiais ou ambientais e consequentes prejuízos econômicos e sociais; 4

5 5 Resultado de Eventos Adversos Sobre um Ecossistema Vulnerável DESASTRE Humanos Materiais Ambientais Danos Prejuízos EconômicosSociais

6 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 III - situação de emergência: situação anormal, provocada por desastres, causando danos e prejuízos que impliquem o comprometimento parcial da capacidade de resposta do poder público do ente atingido; IV - estado de calamidade pública: situação anormal, provocada por desastres, causando danos e prejuízos que impliquem o comprometimento substancial da capacidade de resposta do poder público do ente atingido; 6

7 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 V - ações de socorro: ações imediatas de resposta aos desastres com o objetivo de socorrer a população atingida, incluindo a busca e salvamento, os primeiros-socorros, o atendimento pré-hospitalar e o atendimento médico e cirúrgico de urgência, entre outras estabelecidas pelo Ministério da Integração Nacional; 7

8 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 VI - ações de assistência às vítimas: ações imediatas destinadas a garantir condições de incolumidade e cidadania aos atingidos, incluindo o fornecimento de água potável, a provisão e meios de preparação de alimentos, o suprimento de material de abrigamento, de vestuário, de limpeza e de higiene pessoal, a instalação de lavanderias, banheiros, o apoio logístico às equipes empenhadas no desenvolvimento dessas ações, a atenção integral à saúde, ao manejo de mortos, entre outras estabelecidas pelo Ministério da Integração Nacional; 8

9 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 VII - ações de restabelecimento de serviços essenciais: ações de caráter emergencial destinadas ao restabelecimento das condições de segurança e habitabilidade da área atingida pelo desastre, incluindo a desmontagem de edificações e de obras- de-arte com estruturas comprometidas, o suprimento e distribuição de energia elétrica, água potável, esgotamento sanitário, limpeza urbana, drenagem das águas pluviais, transporte coletivo, trafegabilidade, comunicações, abastecimento de água potável e desobstrução e remoção de escombros, entre outras estabelecidas pelo Ministério da Integração Nacional; 9

10 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 VIII - ações de reconstrução: ações de caráter definitivo destinadas a restabelecer o cenário destruído pelo desastre, como a reconstrução ou recuperação de unidades habitacionais, infraestrutura pública, sistema de abastecimento de água, açudes, pequenas barragens, estradas vicinais, prédios públicos e comunitários, cursos d'água, contenção de encostas, entre outras estabelecidas pelo Ministério da Integração Nacional; e 10

11 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 IX - ações de prevenção: ações destinadas a reduzir a ocorrência e a intensidade de desastres, por meio da identificação, mapeamento e monitoramento de riscos, ameaças e vulnerabilidades locais, incluindo a capacitação da sociedade em atividades de defesa civil, entre outras estabelecidas pelo Ministério da Integração Nacional. 11

12 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 CAPÍTULO I DO SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL - SINDEC Art. 3o O Sistema Nacional de Defesa Civil - SINDEC tem como objetivo planejar, articular e coordenar as ações de defesa civil em todo o território nacional. 12

13 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 Art. 4o Para o alcance de seus objetivos, o SINDEC deverá: I - planejar e promover ações de prevenção de desastres naturais, antropogênicos e mistos, de maior prevalência no País; II - realizar estudos, avaliar e reduzir riscos de desastres; III - atuar na iminência e em circunstâncias de desastres; e IV - prevenir ou minimizar danos, socorrer e assistir populações afetadas, e restabelecer os cenários atingidos por desastres. 13

14 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 Art. 5o O SINDEC será composto pelos órgãos e entidades da União responsáveis pelas ações de defesa civil, bem como pelos órgãos e entidades dos Estados, Distrito Federal e Municípios que a ele aderirem. § 1o As entidades da sociedade civil também poderão aderir ao SINDEC, na forma a ser disciplinada pelo Ministério da Integração Nacional. § 2o Compete à Secretaria Nacional de Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional a coordenação do SINDEC, ficando responsável por sua articulação, coordenação e supervisão técnica. 14

15 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 § 3o Para o funcionamento integrado do SINDEC, os Estados, DF e Municípios encaminharão à SEDEC informações atualizadas a respeito das respectivas unidades locais responsáveis pelas ações de defesa civil em suas jurisdições, de acordo com o art. 2o da Medida Provisória no 494, de 2 de julho de art. 2o da Medida Provisória no 494, de 2 de julho de § 4o Em situações de desastres, os integrantes do SINDEC na localidade atingida, indicados nos termos do § 3o, atuarão imediatamente, instalando, quando possível, sala de coordenação de resposta ao desastre, de acordo com sistema de comando unificado de operações adotado pela SEDEC. 15

16 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 § 5o O SINDEC contará com Grupo de Apoio a Desastres - GADE, vinculado à Secretaria Nacional de Defesa Civil, formado por equipe multidisciplinar, mobilizável a qualquer tempo, para atuar nas diversas fases do desastre em território nacional ou em outros países. § 6o Para coordenar e integrar as ações do SINDEC em todo o território nacional, a Secretaria Nacional de Defesa Civil manterá um centro nacional de gerenciamento de riscos e desastres, com a finalidade de agilizar as ações de resposta, monitorar desastres, riscos e ameaças de maior prevalência; 16

17 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 § 7o A Secretaria Nacional de Defesa Civil poderá solicitar o apoio dos demais órgãos e entidades que integram o SINDEC, bem como da Administração Pública federal, para atuarem junto ao ente federado em situação de emergência ou estado de calamidade pública. § 8o As despesas decorrentes da atuação de que trata o § 7o, correrão por conta de dotação orçamentária de cada órgão ou entidade. § 9o O SINDEC mobilizará a sociedade civil para atuar em situação de emergência ou estado de calamidade pública, coordenando o apoio logístico para o desenvolvimento das ações de defesa civil. 17

18 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 Art. 6o O Conselho Nacional de Defesa Civil - CONDEC integra o SINDEC como órgão colegiado, de natureza consultiva, tendo como atribuição propor diretrizes para a política nacional de defesa civil, em face dos objetivos estabelecidos no art. 4o. § 1o O CONDEC será composto por um representante e suplente de cada órgão a seguir indicado: I - Ministério da Integração Nacional, que o coordenará; II - Casa Civil da Presidência da República; 18

19 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 III - Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República; IV - Ministério da Defesa; V - Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; VI - Ministério das Cidades; VII - Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; VIII - Ministério da Saúde; IX - Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República. 19

20 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 § 2o Além dos representantes previstos no § 1o, comporão, ainda, o CONDEC: I - dois representantes dos Estados e Distrito Federal; II - três representantes dos Municípios; e III - três representantes da sociedade civil. § 3o A Secretaria Nacional de Defesa Civil exercerá a função de Secretaria-Executiva do CONDEC, fornecendo o apoio administrativo e os meios necessários à execução de seus trabalhos. 20

21 SISTEMA NACIONAL DE DEFESA CIVIL Decreto 7.257, de 04/08/2010 § 4o A participação no CONDEC será considerada prestação de serviço público relevante, não remunerada. § 5o Os representantes dos Estados, Distrito Federal, Municípios e da sociedade civil, serão indicados e designados na forma a ser disciplinada pelo Ministério da Integração Nacional. § 6o O CONDEC poderá convidar representantes de outros órgãos da administração pública, de entidades privadas, de organizações não-governamentais, de conselhos e de fóruns locais para o acompanhamento ou participação dos trabalhos. 21

22 MUITO OBRIGADO! TEN CEL BM PAULO RENATO Diretor do ITDEC (21)


Carregar ppt "Sistema Nacional de Defesa Civil Ten Cel BM Paulo Renato Diretor do ITDEC."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google