A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

“Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne”. Gênesis 2.24.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "“Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne”. Gênesis 2.24."— Transcrição da apresentação:

1 “Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne”. Gênesis 2.24

2  As implicações do “deixa” para a família: 1ª. Perda de um membro da família nuclear. 2ª. Maturidade de quem está saindo. 3ª. Perda de contato e proximidade. 4ª. Ganho de um novo membro para a família.

3  Este ato de “perder” o membro da sua família e “ganhar” um novo membro tem duas vertentes: > pode ser uma bênção; > pode ser um problema. Nosso tema é: UMA Nova Família Dentro da Família.

4 Todo cristão é livre para casar-se com quem quiser, desde que o (a) pretendente pertença ao Senhor. A primeira e essencial pergunta: a pessoa pertence a Cristo? > resposta positiva implica outras perguntas a serem feitas. > resposta negativa implica não avançar. É desobediência a Deus.

5  Bases bíblicas para casar-se somente no Senhor. a) O princípio do jugo desigual (II Co ). É a aliança entre um crente em Jesus com alguém que professa uma religião pagã. É uma linguagem forte, principalmente, para os nossos dias, onde se prega a tolerância, a comunhão entre os povos e penaliza-se o preconceito religioso.

6  Bases bíblicas para casar-se somente no Senhor. b) A analogia ao casamento de uma viúva (I Co 7.39) O princípio para a escolha da viúva se aplica a todos os crentes em Jesus. Dá liberdade para casar “com quem quiser”, mas limita a classe dos candidatos: “no Senhor”.

7  Bases bíblicas para casar-se somente no Senhor. c) A analogia ao mandamento dado por Deus ao homem antes da queda (Gn ). Há plena liberdade de escolher entre muitas árvores, mas há restrição a uma única árvore. A desobediência provocou a queda.

8  Bases bíblicas para casar-se somente no Senhor. d) A analogia ao pecado de Israel (Ed ). A aliança em casamento pelos Israelitas com povos pagãos provocou dor e sofrimento às famílias. No Novo Testamento, não encontramos nenhuma informação de que o princípio de Esdras tenha sido alterado.

9  Bases bíblicas para casar-se somente no Senhor. e) O significado de casamento (Gn 2.18, 20, 24). “Uma só carne” – unidade, física, emocional e espiritual. “Auxiliadora idônea” – a ideia é envolver, circundar, circular o todo, apoiando-o e protegendo-o.

10  A aparente falta de crentes disponíveis não é motivo para a prática da desobediência. Um crente, correndo o risco de desobedecer, deve lembrar: > quem é o pai da mentira (Jo 8.44); > que Deus se interessa muito mais por nós do que nos dar roupa, comida e bebida (Mt ).

11  Ante as dificuldades de encontrar seu futuro cônjuge, o crente deve: > orar; > confiar no cuidado de Deus; > relacionar-se em amizade com as pessoas. Princípio de Provérbios (Pv 18.22; 19.14). “É o crente que acha, porém é o Senhor que dá”.

12 I. Pessoa perfeita A outra pessoa nunca é exatamente igual a dos seus sonhos. A convivência é que promoverá os ajustes.

13 II. Pessoa semelhante ao pai ou à mãe Lembre-se! Você está procurando um cônjuge, e não um clone do pai ou da mãe. Quem busca um clone do pai ou da mãe não deve se casar. Deve permanecer no lar com eles.

14 III. “Almas gêmeas” O casamento é a união de personalidades com diferenças marcantes. O casamento é a aventura que irá ajustar essas desigualdades através da adaptação.

15 IV. Felicidade Casamento não é meio para alcançar a felicidade. Casamento é um projeto para os solteiros felizes. Casamento é um compartilhar de felicidade que, somada, acrescenta alegria e felicidade à felicidade que o outro trouxe do seu estado de solteiro.

16  Vimos que o princípio bíblico para o casamento é: todo cristão é livre para casar-se com quem quiser, desde que a pessoa pertença ao Senhor.  Há candidatos cristãos. E agora, a quem escolher?

17  Ilustração - Um filho levou três garotas em casa e propôs à sua mãe: “A senhora terá que descobrir com qual delas eu quero me casar”. A mãe aceitou o desafio e chegado o dia lá estavam as três candidatas conversando com a sogra em potencial. Após a visita, o filho, a sós com a mãe, perguntou: “Então, mãe, com qual delas pretendo me casar?” Ao que a mãe respondeu: “Com aquela que se assentou no meio.” O filho, perplexo, indagou: “Como a senhora sabe?” Ela arrematou: “Eu não gostei dela.”  Há filhos que seguem um padrão de escolha muito estranho e perigoso.

18 I. Não se engane com a aparência. O interior deve ser muito melhor que o exterior. > conjugar os dois é grande presente; > se tiver de optar, escolha o melhor: o interior (I Sm 16.7; Jo 7.24).

19 II. Não ouça apenas o coração: O coração é enganoso e pode levar à decisão errada. Ouça: > os familiares dele ou dela; > os amigos dele ou dela; > os companheiros de trabalho dele ou dela Além de ouvir, observe as atitudes e reações das ou dos pretendentes antes de fazer a escolha (Pv 19.2).

20 III. Considere a opinião dos seus pais. Algumas experiências deles, quando jovens, poderão auxiliar na escolha. Considere a opinião deles, especialmente, se forem cristãos (Pv 1.8-9; 23.22).

21 IV. Busque aconselhamento de pessoas confiáveis. Além de ouvir familiares e amigos, prestar atenção às atitudes, reações da pretendente ou do pretendente e ouvir os pais. Se necessário, ouça pessoas confiáveis (Pv ).

22 V. Consulte o Senhor em oração. Não seja precipitado. Acalme a empolgação. A oração tem o poder de pacificar o coração inquieto. Deus é quem irá confirmar a sua escolha (Pv ; 18.22).

23 VI. Não se oriente pelos padrões mundanos. Os padrões mundanos incluem lascívia, impureza, sexo antes do casamento... A palavra de Deus deve ser sua regra de fé também em questões afetivas e relacionais (Sl ; I Jo 2. 17).

24 A família deve ajudar o seu membro a encontrar a pessoa certa, por no mínimo dois motivos: 1. Casamento é a entrada de mais uma pessoa na família. > todos irão se relacionar com este novo membro; > sua entrada pode mudar a vida da família.

25 2. O novo lar a ser formado deve ter ciência de que não poderá comprometer o ambiente e a vida familiar. > o compromisso da nova família é contribuir para que as famílias envolvidas se aprimorem.


Carregar ppt "“Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne”. Gênesis 2.24."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google