A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula 27 – TEC 11ºF Redes de computadores Prof. António dos Anjos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula 27 – TEC 11ºF Redes de computadores Prof. António dos Anjos."— Transcrição da apresentação:

1 Aula 27 – TEC 11ºF Redes de computadores Prof. António dos Anjos

2 Dispositivos de Internetworking Repeater; Bridge; Router; Gateway.

3 Problema As distâncias são limitadas: Denominação Ethernet Tipo Velocidade Mbps Tam. Max. Cabo 10BaseT UTP cat m 10Base2 Coaxial10185m 10Base5 Coaxial Thick10500m 10BaseF Fibra Óptica102Km 100BaseTX UTP cat m 100BaseFX Fibra Óptica1002Km

4 Problema (2) Os sinais, digitais ou analógicos, só podem ser transmitidos a distâncias limitadas: Atenuação do sinal; Aumento do ruído. Um amplificador resolve o problema? Não! Porquê? Amplifica também o ruído!

5 Repeater Recebe o sinal; Filtra os ruídos (remove); Amplifica o sinal limpo; Reenvia o sinal.

6 Repeater (2)

7 Repeater (3) Não é efectuada qualquer alteração na informação; Não é feita análise de endereços; Limita-se a repetir; Teoricamente a repetição pode ser feita infinitamente.

8 Repeater Vs Modelo Híbrido Computador AComputador B AplicaçãoRepeaterAplicação Transporte Rede Ligação Física

9 Problema Rede com muito tráfego; Implica muitas colisões (ethernet); Como interligar diferentes segmentos? Como ligar duas redes de padrões diferentes?

10 Bridge Transparent bridging (learning ou spanning tree); Translational bridging. Source-Route bridging. Utilizado principalmente na topologia Token-Ring.

11 Transparent Bridge Para se determinar em que segmentos estão os dispositivos físicos, são analisados os endereços físicos contidos nos frames; Criam-se a partir dos endereços físicos (MAC), tabelas em cache para levar a tarefa de filtragem ao máximo rendimento; Funciona ao nível 2 do modelo Híbrido/OSI; O seu funcionamento é similar ao de um Switch.

12 Translational Bridge Além das funções da Transparent Bridge: Permite estabelecer a ligação de redes de padrões diferentes: e 802.5; e RS232C.

13 Translational Bridge

14 Translational Bridge – Exemplo

15 Translational Bridge – para Reformatar o frame e calcular novo CRC; Inverter a ordem dos bits; Gerar uma prioridade fictícia.

16 Problema Redes divididas em sub-redes lógicas; Fazer chegar os pacotes a sub-redes lógicas diferentes; Fazer os pacotes deslocar-se entre redes diferentes.

17 Router Funciona ao nível 3 do modelo OSI: No nível 3 (Rede) está definido o Network Address, mais conhecido por IP Address. O router analisa o endereço IP do emissor e do destinatário para decidir se e para onde deve ser enviado o pacote;

18 Router (2) Computador A Computador B AplicaçãoRouterAplicação Transporte Rede Ligação Física

19 Router (2) Utiliza algoritmos para calcular qual o melhor encaminhamento a dar aos pacotes: Menor número de Hops; Menor tempo de propagação; Etc… Pode ligar mais de duas redes: Cada NIC, uma rede.

20 Router – Exemplo

21 Router – Exemplos

22 Brouter Router que pode fazer as funções de bridging ( ou Bridge que pode fazer as funções de routing);

23 Problema Redes que usam Suites de protocolos diferentes (e.g. TCP/IP vs IPX/SPX); A totalidade dos cabeçalhos podem ser diferentes, incluindo o do nível de transporte e o do nível de aplicação.

24 Gateway Permite fazer a ligação de redes que usem Suites de protocolos diferentes; No que diz respeito aos três primeiros níveis, o Gateway, é um Router; Tem a capacidade de traduzir os dados aos níveis superiores. O termo Gateway é muito utilizado para se referir a Router.

25 Gateway (2) Computador A Gateway Computador B Aplicação Transporte TranporteTransporte Rede Ligação Física


Carregar ppt "Aula 27 – TEC 11ºF Redes de computadores Prof. António dos Anjos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google