A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LIGUE O SOM MUDANÇA MANUAL Antes de iniciar esta segunda parte, vou passar aos amigos e amigas algumas Informações sobre Antonio Agu, sua herdeira e.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LIGUE O SOM MUDANÇA MANUAL Antes de iniciar esta segunda parte, vou passar aos amigos e amigas algumas Informações sobre Antonio Agu, sua herdeira e."— Transcrição da apresentação:

1

2 LIGUE O SOM MUDANÇA MANUAL

3 Antes de iniciar esta segunda parte, vou passar aos amigos e amigas algumas Informações sobre Antonio Agu, sua herdeira e seu testamento

4 Antônio Agu foi casado com Benvenuta Chiaretta, mas dela se desquitou legalmente na Itália aos 27 anos. Do casamento teve uma única filha, Primitiva Agu, nascida em 1872, mesmo ano em que seu pai veio para o Brasil. Primitiva morou na Itália até Depois de se casar com Antônio Vianco, veio para o Brasil, pois Agu convidara o genro para ser seu sócio na empresa de construção Empreiteira e Construtora Antônio Agu e Genro. Dois anos após chegarem ao Brasil, Primitiva ficou grávida. Morreu aos 17 anos, duas semanas após o nascimento de sua filha, Giuseppina Vianco.

5 Antônio Agu deixou toda a herança para a neta, Giuseppina, que, por ordem do avô, foi enviada a um colégio interno na Itália para ser educada. Naquele período quem ficou responsável pelos negócios de Antônio Agu foi seu genro, Antônio Vianco, que tinha participação em um terço da herança. Giuseppina casou-se com Cesare Enrico e veio algumas vezes ao Brasil visitar seus familiares. Após a morte do avô e do pai, Giuseppina assumiu sua herança e fez a vontade do avô, conforme dizia o testamento: doou um terreno para construção da Igreja Matriz, dedicada a Santo Antônio; outro para construir o cemitério do Bela Vista e outros para obras que fizeram o progresso de Osasco. O restante dos bens de Antônio Agu foi vendido.

6 OSASCO DÉCADA DE 50

7 Osasco cresceu, tanto em população quanto comercialmente, tornando-se desenvolvida. Em 1952 surgiram as primeiras manifestações pela emancipação, para tornar cidade o então sub-distrito de São Paulo. Rua Primitiva Vianco Início dos anos 50

8 Av. João Batista – Nos anos 50 – Era comum ver os carros com os capôs abertos, já que os motores da época ferviam com facilidade

9 1954 – Clube Floresta

10 1954 – Campo do Floresta

11 Rua São Luiz – Centro de Osasco

12 Década de 50 – Rua da Carteira

13 Década de 50 - Grupo Escolar Marechal Bittencourt

14 Década de 50 – Rua de acesso ao Grupo Escolar Marechal Bittencourt

15 Inicio dos anos 50 - Ginásio Duque de Caxias

16

17 Década de 50 - Cine Glamour

18 Década de 50 - O famoso Papa-fila

19 Veja o escrito na foto feito com maquina de escrever manual que hoje é peça de museu

20 Ao fundo a Igreja Matriz Sto. Antonio

21 Caros Amigos e Amigas, Os Imigrantes armênios tiveram e continuam, através de seus descendentes, a ter um papel importante no desenvolvimento político e econômico da nossa querida cidade de Osasco. Motivo pelo qual vou contar um pouco sobre a imigração armênia a Osasco. Claro que, com propriedade e conhecimento, eu só posso falar da minha família, até porque trata-se de uma montagem caseira e pessoal.

22 Os primeiros registros da presença de armênios no Brasil remonta ao ano de A grande leva imigratória ocorreu entre os anos de 1918 e 1926, quando milhares de armênios aqui aportaram. Eram sobreviventes e refugiados do genocídio de 1915, perpetrado e executado por determinação do governo turco-otomano que durante o período de guerra trucidaram um milhão e meio de Armênios no que ficou registrado como o primeiro genocídio da idade moderna. Grande parte dos recém-chegados dedicou-se à fabricação de calçados e às atividades comerciais. A comunidade se organizou ao redor de suas igrejas e escolas. Surgiram também agremiações esportivas e culturais. Hoje, após todos esses anos a Comunidade Armênia de Osasco continua forte, organizada e ativa. Vou aqui descrever sobre um desses imigrantes que se fixou em Osasco e adotou o Brasil como sua segunda Pátria, O Sr. Hagop Koulkdjian (meu Avô) Com esse relato saúdo a todos os imigrantes armênios de Osasco

23 Em 1926, com 20 anos de idade chega ao Brasil o Sr.Hagop Koulkdjian, oriundo da cidade de Sis (atual Kosan) na Turkia. Tomar o trem com irmãs e outros imigrantes e chegar no então Km14 da Sorocabana, Estação Presidente Altino, era realizar um sonho. Afinal o caminho iniciado na Pátria de além mar não tinha sido fácil ou agradável para esses imigrantes. Ter um sonho fazia parte do processo de resistir ao sofrimento que lhes foi imposto. Em Presidente Altino já haviam alguns armênios, e estes ajudavam os recém chegados. O Sr.Hagop era fotógrafo, e iniciou sua atividade como Fotógrafo ambulante, e carregava aquela câmera com tripé conhecida como lambe-lambe. Assim trabalhou por vários anos, tomando o trem e indo a várias regiões de São Paulo.

24 Em 1933 casa-se com Valentina, como ele imigrante da mesma cidade de Sis na Turkia. O Sr.Hagop passa a fazer diversas viagens a Recife, Pernambuco e outras cidades do Nordeste onde seu trabalho como fotógrafo ambulante se desenvolve muito. Em 1941 fixa seu comércio fotográfico na Rua Antonio Agu, altura do número 90 onde hoje é a Casa Ângela de Calçados. Em 1943 desloca seu foto para o número 223 da mesma Rua Antonio Agu, agora em propriedade própria e também residência da família que sai de Presidente Altino.

25 De fronte a residência do Sr. Hagop ficava a Fabrica de Tecido Fábrica de tecidos de algodão Enrico Dell'Ácqua & Cia., que mais tarde passaria a se chamar Cotonifício Beltramo. Atualmente, no local, encontra-se o Osasco Plaza Shopping (Centro)

26 Pioneiro no ramo fotográfico em Osasco o Foto SiS registrou a história de muitas uniões de famílias osasquenses. Presidente Altino era um bairro bem povoado para a época e o Foto SiS ficava justamente entre esse bairro e a Igreja Sto.Antonio onde eram realizados os casamentos. Era comum os noivos irem na charrete e os convidados seguiam,quase que em procissão, até a igreja. No meio do caminho e sempre pronto estava o Sr.Hagop para a reportagem fotográfica. Aos poucos foram sendo introduzidos outros produtos inclusive religiosos como quadros, crucifixos, álbuns, etc. Aqui a fachada do foto Com o filho Krikor (Cuco) Década de 50 Porta fotos As fotos eram entregues neste album Interior do foto década de 50

27 O Sr. Hagop e sua esposa Valentina tiveram seis filhos. Em 1953 casa seu primeiro filho Krikor, o foto SiS passa a diversificar ainda mais o ramo de atividade introduzindo utensílios domésticos, como copos, pratos, talheres etc. A partir daí o comercio do Sr. Hagop desenvolve sua vocação para o ramo de utilidades domésticas passando a se chamar Casa SiS o slogan era Paraíso dos Presentes. O primeiro filho Krikor continua no ramo fotográfico já em novo endereço na mesma Rua Antonio Agu altura do número 500 com o Foto Cuco com o slogan CucoColor. Nessa época as fotos eram coloridas à mão o que exigia muita técnica e arte.

28 Av. João Batista o Ano 1958 – note a faixa escrito SIM – tratava-se da campanha para a emancipação de Osasco – haviam os favoráveis e os contrários a emancipação –

29 INÍCIO DOS ANOS 60

30 No inicio dos anos 60 o Sr. Hagop recepciona para um almoço em sua residência, o então Prefeito de São Paulo Sr.Adhemar de Barros. Entre outras autoridades presentes estava o Vereador de São Paulo Sr.Hirant Sanazar. (neste período Osasco município de S.P. Lutava pela Emancipação) Nessa oportunidade o Sr Hitant Sanazar solicitava ao Prefeito a construção da ponte do Rochdalle. Dr.Hirante Sanazar Sr.Adhemar de Barros Sr.Hagop

31 Ponte do Rochdalle em construção década 60

32 Em 1962 é realizada uma reforma e reestruturação da Casa SiS, transformando-a num comercio moderno para os padrões da época. Seguem-se anos de muito trabalho e dedicação. Podemos dizer que a Casa SiS ao longo de sua existência foi a grande escola de comércio de muitos funcionários que por lá passaram e saíram verdadeiros comerciantes, uma das grandes funções sociais desempenhada por essa empresa.

33 A emancipação político-administrativa de Osasco aconteceu no dia 19 de fevereiro de Antes do então distrito da Capital ter se tornado efetivamente um município, foram realizados dois plebiscitos sobre sua autonomia. No primeiro deles, em 1953, os emancipadores foram derrotados por 140 votos. Já no segundo, realizado em 1958, mais de 7 mil pessoas participaram, e o "sim" ganhou por uma diferença de votos. Com o resultado, a Assembléia Legislativa de São Paulo aprovou a Lei 5121, de 31 de dezembro de 1958, criando o município de Osasco, mas os partidários do "não" conseguiram impedir temporariamente o cumprimento da legislação. Após quatro anos de pendência jurídica, somente em 4 de fevereiro de 1962 foram realizadas as primeiras eleições municipais em Osasco.

34 Em 19 de fevereiro de 1962 toma posse o primeiro Prefeito de Osasco (motivo de Orgulho para a Comunidade Armênia de Osasco) Prefeito: Sr. Dr. Hirant Sanazar, O primeiro quadro político da nossa Cidade vice-prefeito (Marino Pedro Nicoletti) e os vinte e três vereadores eleitos Pedro Furlan, Primo Broseghini, Octacílio Firmino Lopes, Marino Lopes, Anísio Nunes, Osler de Almeida Barros, Orlando Calasans, Wilton Pereira da Silva, Benedito Ventura Nitão, Vicente Florindo, Clóvis Carrilho de Freitas, João Gilberto Port, João Emílio Bornacina, José Guizi, Cid Sérgio de Alcântara Von Puttkammer, João Catan, Aymoré de Mello Dias, Clóvis Assaf, Adevaldo J. de Castro, Alfredo Thomaz, Esmeraldo Vieira Malagueta, Joaquim Fraga e Moacyr de Araújo Nunes.

35 O Sr. Hagop sabia recepcionar os amigos e parentes como poucos, como trunfo tinha sua esposa Sra.Valentina para preparar as delicias da culinária Armênia com pratos típicos que deixava todos com vontade de voltar no dia seguinte. Ainda nos anos 60 o Sr.Hagop recepcionou em sua residência o astrólogo Sr.Omar Cardoso, muito conhecido na época (o homem do horóscopo) que veio acompanhado com Roberto Carlos à época em inicio de carreira (para um show no Cine Glamour que não se realizou por motivo de segurança). Lembro do ímpala vermelho de capota branca estacionado no quintal da casa. Minha mãe conta que quando eles chegaram, o Sr. Hagop mandou as mulheres todas para o quarto e que só saíssem guando Roberto Carlos fosse embora. Roberto Carlos Omar Cardoso

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48 Aqui o Colégio Antonio Raposo Tavares – Ceneart – Onde estudei e guardo lindas lembranças.

49 Ceneart – frente do colégio

50 Centro Osasco

51 Rua Antonio Agú 1962

52

53

54

55

56 Típica Venda dos anos 60 – Esta era na Rua André Rovai - Osasco

57 Dados Geográficos O município de Osasco tem uma área de 66,9 Km², é cortado pelos rios Tietê e Carapicuiba, além dos córregos Bussocaba, João Alves e Ribeirão Vermelho, sua altitude máxima é de 780 e a mínima de 720 metros, enquanto que o clima é sub-tropical, oscilando entre 12 graus no inverno e 26 graus no verão. A precipitação pluviométrica anual está em torno de 2000mm. Limites de Osasco: NORTE - São Paulo e Rodovia Anhanguera SUL - Taboão da Serra e Rodovia Raposo Tavares LESTE - São Paulo, Butantã e Jaguaré. OESTE - Santana do Parnaíba, Barueri, Carapicuiba e Cotia. Altitude: 720m Clima: Temperado Superfície: 66,9 Km². Rios: Tietê e Carapicuiba População: Censo de estimativa hoje de habitantes

58 Infra-Estrutura Extensão da rede de esgoto instalada : ,25 m (60% da população atendida) Extensão da rede de água: ,00 m (100% da população é atendida) Energia elétrica: ligações residênciais (97% dos domicílios, consumo de Kw/h) Ligações comerciais: (consumo de Kw/h) Ligações Industriais: (consumo de Kw/h) Ranking Estadual: 5º maior município do Estado de São Paulo Ranking Nacional: 24º maior município do Brasil Indústrias: 605 empresas Comércio: empresas Serviços: empresas

59 De mãos dadas, unidos, mil sonhos Gestaremos no sul do querer O ontem vitória dos tempos Faz o hoje feliz florescer É Osasco cantando a História As glórias de um povo em ação O movimento dos autonomistas (BIS) E vôos que a vista Dá no coração Osasco Osasco brilha Na América do Sul Foi em Osasco que o Homem Sonhou e conquistou O céu azul Osasco Osasco trilha Os corações do porvir Do trabalho ao esporte: a semana (BIS) A arte proclama Um jeito de ser Brasil De mãos dadas, cultura e raças Se embalaram num mesmo querer E do sonho se fez a cidade Que hoje se orgulha de ser Osasco-Cidade Trabalho Bandeira de um povo em ação Unido na fé e esperança (BIS) Brasão da vitória Do SIM sobre o NÃO Osasco Osasco brilha Na América do Sul Foi em Osasco que o Homem Sonhou e conquistou O céu azul Osasco Osasco trilha Os corações do porvir Do trabalho ao esporte: a semana (BIS) A arte proclama Um jeito de ser Brasil Letra: José Pessoa Música: Thelma de Vasconcelos Data da escolha do Hino: Hino de Osasco

60 Queridos Amigos e Amigas, sei que esta montagem ficou um pouco longa. No início era para ser apenas uma apresentação de fotos antigas de Osasco. Da parte histórica tive que cortar muita coisa. Na foto ao lado Minha Avó Valentina meu Avo Hagop e no volante o Meu Pai Krikor Está é uma típica foto dos anos 30 Abraçosssssssssssss Hagop

61 Montagem, Pesquisa, Textos: Hagop Koulkdjian Neto Música:1 Modinha Brasileira – Autor: Pixinguinha – Piano: Ricardo Camargos 2 Sonhos – Autor: Pixinguinha – Piano: Ricardo Camargos Abraçosssssss Hagop


Carregar ppt "LIGUE O SOM MUDANÇA MANUAL Antes de iniciar esta segunda parte, vou passar aos amigos e amigas algumas Informações sobre Antonio Agu, sua herdeira e."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google