A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas de Informação – Unidade 1. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Sistemas de Informação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas de Informação – Unidade 1. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Sistemas de Informação."— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas de Informação – Unidade 1

2 Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Sistemas de Informação

3 Cronograma: Turma EMD0119 Sistemas de Informação DataAtividade 24/01 2º Encontro 1ª Avaliação Disciplina 13/12 1º Encontro 07/02 4º Encontro 3ª Avaliação Disciplina (FINAL) 31/01 3º Encontro 2ª Avaliação Disciplina

4 Objetivos da Disciplina: Fornecer conhecimentos sobre os Sistemas de Informações e suas Tecnologias para a compreensão do funcionamento e uso de soluções em Sistemas de Informação; 1/151 Compreender a importância dos Sistemas de Informações nas empresas e as suas aplicações nas áreas operacionais, gerenciais, administrativas e para tomada de decisão; Entender como são administrados os Sistemas de Informação, iniciando pela estrutura da empresa e depois pela estrutura das informações, para a construção de uma base sólida de gerenciamento dos sistemas nos negócios da empresa; Aprender técnicas de administração e gerenciamento das informações, utilizando as tecnologias da informação para a construção de soluções em Sistemas de Informação;

5 Unidade 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS TECNOLOGIAS 2/151

6 Objetivos da Unidade: Compreender os conceitos básicos de Sistemas de Informação, como são constituídos e os tipos existentes; 3/151 Conhecer as tecnologias da informação disponíveis que fazem parte no uso dos Sistemas de Informação; Entender o funcionamento e uso de soluções implementadas utilizando as tecnologias e os Sistemas de Informações;

7 TÓPICO 1 Sistemas de Informação 4/151

8 1 Introdução Os sistemas são ferramentas ou as tecnologias utilizadas para manipular dados e gerar informações que interessem às empresas. Essa informação é o conhecimento que uma organização ou indivíduo possui de seus negócios. (Estamos na página 3 da apostila) 5/151 Tópico 1

9 1 Introdução A informação é o bem mais precioso de uma organização ou de um indivíduo. Por este motivo, é necessário o uso de tecnologias da informação para produzir resultados esperados, permitindo aos gestores mais agilidade nos processos decisórios e com mais eficiência. (Estamos na página 3 da apostila) 6/151 Tópico 1

10 2 Conceitos 2.1 Dados Dado é tudo aquilo que temos em razão da apresentação ou manifestação dos estados do universo que queremos compreender antes de serem organizados em formatos que as pessoas possam entender e utilizar. (Estamos na página 4 da apostila) 7/151 Tópico 1

11 2 Conceitos 2.2 Informação A informação é a expressão de valores compreendidos a partir da organização ou transformação dos dados. É tudo o que provê conhecimento ou inteligência. (Estamos na página 4 da apostila) 8/151 Tópico 1

12 2 Conceitos 2.2 Informação * Precisa * Completa * Econômica * Flexível * Confiável * Relevante * Clara * Veloz * Verificável * Acessível * Segura (Estamos na página 5 da apostila) 9/151 Tópico 1 Deve ser:

13 2 Conceitos 2.3 Conhecimento O Conhecimento é uma reação da mente humana para tomar uma decisão a partir das informações obtidas e que envolve também regras, instintos e ideias que implicam a ciência e o entendimento de como essa ação pode se comportar. (Estamos na página 5 da apostila) 10/151 Tópico 1

14 2 Conceitos 2.4 Competência Competência é a capacidade que um indivíduo tem para executar determinada tarefa com o objetivo de gerar resultados, fazendo uso do conhecimento adquirido sobre o assunto em questão. (Estamos na página 5 da apostila) 11/151 Tópico 1

15 2 Conceitos 2.4 Competência (Estamos na página 6 da apostila) 12/151 Tópico 1 Ação FONTE: Andrade et al. (2005, p. 97) Informação Conhecimento Competência Decisão Dados

16 2 Conceitos 2.5 Sistemas Tudo o que contém vários elementos inter-relacionados e com o mesmo propósito é um Sistema. (Estamos na página 6 da apostila) 13/151 Tópico 1

17 3 Sistemas de Informação Sistemas de informação são sistemas que permitem a coleta, o armazenamento, o processamento, a recuperação e a disseminação de informações. Para isso é necessário que elas sejam organizadas de forma a permitir o entendimento da informação gerada. (Estamos na página 6 da apostila) 14/151 Tópico 1

18 3 Sistemas de Informação 3.1 Funções do Sistema de Informação As funções de um Sistema de Informação incluem atividades que implicam na coleta, no processamento, no armazenamento e na distribuição de dados que, ao serem relacionados dentro de um contexto de necessidades dos usuários, proporcionarão as informações necessárias para a organização (ANDRADE et al., 2005). (Estamos na página 7 da apostila) 15/151 Tópico 1

19 3.1 Funções do Sistema de Informação Coleta A coleta é o momento da obtenção da informação, da organização dos dados para posterior manipulação. (Estamos na página 8 da apostila) 16/151 Tópico 1

20 3.1 Funções do Sistema de Informação Processamento O processamento transforma os dados de entrada coletados, apresentando resultados. (Estamos na página 8 da apostila) 17/151 Tópico 1

21 3.1 Funções do Sistema de Informação Armazenamento O armazenamento é responsável pelo registro dos dados coletados e dos resultados obtidos no processamento. (Estamos na página 8 da apostila) 18/151 Tópico 1

22 3.1 Funções do Sistema de Informação Distribuição A distribuição faz a disseminação dos dados dentro e fora da organização (disponibiliza o acesso aos dados). (Estamos na página 8 da apostila) 19/151 Tópico 1

23 3.1 Funções do Sistema de Informação Avaliação A avaliação é um mecanismo que monitora as saídas, compara com os objetivos do sistema e ajusta ou modifica as atividades de coleta e processamento com a intenção de manter o sistema atendendo aos requisitos para os quais foi desenvolvido. (Estamos na página 8 da apostila) 20/151 Tópico 1

24 3 Sistemas de Informação 3.2 Componentes de um SI Os recursos de hardware e software passaram a ser componentes dos chamados sistemas de informação baseados em computador (ANDRADE et al., 2005) (Estamos na página 9 da apostila) 21/151 Tópico 1

25 3.2 Componentes do Sistema de Informação Hardware O Hardware inclui os computadores e seus periféricos. (Estamos na página 10 da apostila) 22/151 Tópico 1

26 3.2 Componentes do Sistema de Informação Software O Software é composto pelas instruções lógicas de um sistema de informação. (Estamos na página 10 da apostila) 23/151 Tópico 1

27 3.2 Componentes do Sistema de Informação Dados Os dados compreendem a representação de fatos físicos ou de previsões de eventos futuros. (Estamos na página 10 da apostila) 24/151 Tópico 1

28 3.2 Componentes do Sistema de Informação Processos São procedimentos que devem ser executados pelos diversos tipos de usuários da organização. (Estamos na página 10 da apostila) 25/151 Tópico 1

29 3.2 Componentes do Sistema de Informação Pessoas Divididos em usuários comuns, usuários de produção, usuários que tomam decisões e usuários gerenciais. (Estamos na página 10 da apostila) 26/151 Tópico 1

30 4 Software Pode-se definir software como a parte lógica capaz de dotar o equipamento físico para realizar as mais variadas tarefas. (Estamos na página 11 da apostila) 27/151 Tópico 1

31 4 Software 4.1 Tipos de Software * Softwares Básicos: são os sistemas operacionais. * Softwares Aplicativos: são programas que visam a automatização de um determinado processo. Subdividem-se em: (Estamos na página 11 da apostila) 28/151 Tópico 1

32 4 Software 4.1 Tipos de Software * Aplicativos de uso geral: editores de texto, planilhas eletrônicas. * Aplicativos de uso específicos: atendem tarefas específicas, como por exemplo programas de folha de pagamento e controle de estoques. (Estamos na página 11 da apostila) 29/151 Tópico 1

33 4 Software 4.1 Tipos de Software * Softwares Utilitários: são programas auxiliares, que complementam as funções básicas do sistema operacional (antivírus, desfragmentador de discos, etc). (Estamos na página 11 da apostila) 30/151 Tópico 1

34 4 Software 4.2 Vírus Eletrônico de Computador Um vírus eletrônico é um programa que se instala em uma máquina sem que o usuário perceba e nela começa a reproduzir-se (gera cópias de si mesmo). (Estamos na página 12 da apostila) 31/151 Tópico 1

35 4 Software 4.2 Vírus Eletrônico de Computador Estes vírus são disseminados principalmente através do compartilhamento de unidades de armazenamento removíveis (pen- drives, SDs, etc) e s. Eis alguns exemplos: (Estamos na página 12 da apostila) 32/151 Tópico 1

36 4 Software 4.2 Vírus Eletrônico de Computador (Estamos na página 12 da apostila) 33/151 Tópico 1 Você não é o destinatário, ou seja, este NÃO É PARA VOCÊ!!! O remetente é DESCONHECIDO!!! Você não conhece o emissor... O link é estranho, com domínios não condizentes com a empresa que enviou. Você NUNCA comprou nada deste fornecedor, nem sabia que o mesmo existia.

37 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 1. Evite ligar/desligar os equipamentos a todo instante... (Estamos na página 13 da apostila) 34/151 Tópico 1

38 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 2. Não deposite objetos, livros, cadernos, etc em cima dos equipamentos... (Estamos na página 13 da apostila) 35/151 Tópico 1

39 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 3. Não cole nenhum tipo de etiqueta, figuras, adesivos, etc, no equipamento... (Estamos na página 13 da apostila) 36/151 Tópico 1

40 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 4. Não fume nem faça refeições próximo aos equipamentos... (Estamos na página 13 da apostila) 37/151 Tópico 1

41 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 5. Não deixe os equipamentos expostos à poeira... (Estamos na página 13 da apostila) 38/151 Tópico 1

42 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 6. Conserve o equipamento em um local com piso firme, para evitar balanços... (Estamos na página 13 da apostila) 39/151 Tópico 1

43 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 7. Em caso de queda de energia, desligue o estabilizador e tudo o que estiver ligado nele. (Estamos na página 13 da apostila) 40/151 Tópico 1

44 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 5.1 Procedimentos para Limpeza Evite deixar os equipamentos expostos à poeira, direta ou indiretamente, durante e após a limpeza da área onde se encontram instalados. Para limpeza do local procure utilizar apenas aspirador de pó ou pano úmido. (Estamos na página 14 da apostila) 41/151 Tópico 1

45 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 5.2 Aspectos Ergonômicos 1. Posicionar o computador de forma com que a luz não reflita diretamente no monitor de vídeo. (Estamos na página 16 da apostila) 42/151 Tópico 1

46 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 5.2 Aspectos Ergonômicos 2. Utilizar um painel para impedir o reflexo do sol no ambiente e monitor de vídeo. (Estamos na página 16 da apostila) 43/151 Tópico 1

47 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 5.2 Aspectos Ergonômicos 3. Evitar movimentos que acarretem posturas indevidas. (Estamos na página 16 da apostila) 44/151 Tópico 1

48 5 Cuidados na utilização dos equipamentos 5.2 Aspectos Ergonômicos 4. Procure ficar a uma distância de 45 a 70 cm do monitor de vídeo, evitando que suas costas fiquem em forma de curva. (Estamos na página 16 da apostila) 45/151 Tópico 1

49 TÓPICO 2 Tecnologias da Informação 46/151

50 1 Introdução Os Sistemas de Informação utilizam a tecnologia da informação como instrumentos para melhorar sua efetividade. As tecnologias empregadas melhoram a capacidade e a funcionalidade dos Sistemas de Informação e automaticamente sua forma de apresentar soluções que ajudarão as organizações na tomada de decisão e planejamentos. (Estamos na página 19 da apostila) 47/151 Tópico 2

51 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes Podemos dizer que a (TI) Tecnologia da Informação é um recurso tecnológico para a gestão da (TIC) Tecnologia da Informação e do Conhecimento (REZENDE et al., 2006). (Estamos na página 20 da apostila) 48/151 Tópico 2

52 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.1 Hardware e seus dispositivos e periféricos Toda a parte física que compõe um Sistema de Computação é chamado de Hardware. * Computadores: equipamentos que possuem dispositivos que executam as funções de entrada, armazenamento, processamento e saída. (Estamos na página 20 da apostila) 49/151 Tópico 2

53 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.1 Hardware e seus dispositivos e periféricos * Periféricos de Computadores: são os dispositivos que trabalham em conjunto com o computador. Podem ser dispositivos de entrada (teclado, mouse, scanner, câmeras, etc) ou de saída (monitores, modem, impressoras, etc). (Estamos na página 21 da apostila) 50/151 Tópico 2

54 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.2 Software e seus recursos Os Softwares e seus recursos são parte integrante da Tecnologia da Informação e, sem dúvida nenhuma, do Sistema de Informação de uma empresa. (Estamos na página 21 da apostila) 51/151 Tópico 2

55 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.2 Software e seus recursos * Sistema Operacional e Redes: São softwares que permitem gerenciar as tarefas executadas pelos computadores e controlar a conexão dos mesmos com outros computadores através de recursos de telecomunicações. (Estamos na página 21 da apostila) 52/151 Tópico 2

56 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.2 Software e seus recursos * Softwares Aplicativos e Linguagem de Programação: Os aplicativos em geral são destinados a negócios das empresas e são desenvolvidos por softwares de linguagem de programação, tais como Cobol, C, Delphi, PHP, Java, etc. (Estamos na página 21 da apostila) 53/151 Tópico 2

57 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.2 Software e seus recursos * Softwares de Automação de Escritórios: Atendem exclusivamente a determinadas tarefas, como planilhas eletrônicas, editores de textos, banco de dados ou pacotes integrados que são utilizados para gerenciar dados, integrar informações e contribuir significativamente nos aspectos organizacionais das empresas (REZENDE et al., 2006). (Estamos na página 22 da apostila) 54/151 Tópico 2

58 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.2 Software e seus recursos * Softwares Utilitários: Complementam as atribuições dos softwares de automação de escritórios e dos aplicativos (antivírus, compactadores de arquivos, desfragmentadores, browsers, etc). (Estamos na página 22 da apostila) 55/151 Tópico 2

59 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.2 Software e seus recursos * Softwares de Automação: Tratam das automações industriais, comerciais e de serviços. Em geral fazem interface com outras tecnologias, tais como coletoras, controladoras, máquinas, robôs, terminais de acesso, etc. (Estamos na página 22 da apostila) 56/151 Tópico 2

60 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.3 Sistemas de Telecomunicações Esses sistemas que fazem parte das Tecnologias da Informação representam as comunicações entre dois pontos, que podem ser definidas como a transmissão de sinal entre um emissor e um receptor. (Estamos na página 23 da apostila) 57/151 Tópico 2

61 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.3 Sistemas de Telecomunicações * Teleprocessamento de Informações: é o processamento de dados que utiliza recursos de telecomunicações; (Estamos na página 23 da apostila) 58/151 Tópico 2

62 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.3 Sistemas de Telecomunicações * Redes de Comunicação e Dados: permitem o compartilhamento de informações. Podem ser redes locais (LAN – Local Area Network) ou redes remotas (WAN – Wide Area Network), em diferentes locais geográficos; (Estamos na página 23 da apostila) 59/151 Tópico 2

63 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.3 Sistemas de Telecomunicações * Teleinformática: Para manter os sistemas integrados, as organizações necessitam dos recursos da telecomunicação em forma de vários serviços, tais como internet, correio eletrônico, teleconferência, conexões remotas, etc. (Estamos na página 23 da apostila) 60/151 Tópico 2

64 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.4 Gestão de Dados e Informações Os dados, quando a eles são atribuídos valores, transformam-se em informações. A gestão de dados e informações compreende as atividades de guarda e recuperação de dados, níveis e controle de acesso das informações (NORTON, 1996). (Estamos na página 24 da apostila) 61/151 Tópico 2

65 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.4 Gestão de Dados e Informações * Gestão de Dados: Para que os sistemas funcionem perfeitamente é necessário que os dados estejam armazenados de forma organizada. São utilizados os recursos de administração de dados e do banco de dados. Nessas atividades, os dados são identificados, modelados e estruturados, para que a empresa os utilize em seus sistemas de forma que permitam confiabilidade e segurança. (Estamos na página 24 da apostila) 62/151 Tópico 2

66 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.4 Gestão de Dados e Informações * Guarda e Recuperação de Dados: A guarda dos dados deve ser definida de forma criteriosa para que a empresa não venha a sofrer com a perda de informação. Uma cópia de dados deve sempre permanecer fisicamente fora da empresa. (Estamos na página 24 da apostila) 63/151 Tópico 2

67 2 Tecnologia da Informação e seus Componentes 2.4 Gestão de Dados e Informações * Controle de Acesso à Informação: O controle de acesso às informações pode ser definido através de senhas, programas, terminais, etc. É importante que se tenha uma política de segurança de acordo com cada atividade desenvolvida na organização. (Estamos na página 24 da apostila) 64/151 Tópico 2

68 3 INTERNET 3.1 Redes de Computadores Os computadores são conectados através de cabos ou fios que enviam e recebem dados. As redes sem fios, chamadas wireless, estão se tornando cada vez mais comuns, utilizam ondas de rádio, microondas ou transmissões infravermelhas para conectar os computadores para enviar e receber dados. (Estamos na página 25 da apostila) 65/151 Tópico 2

69 3 INTERNET 3.2 Origem da Internet A tecnologia e os conceitos fundamentais utilizados pela Internet surgiram dos projetos conduzidos ao longo dos anos com a ARPAnet (ARPA: Advanced Research Projects Agency), um projeto experimental do Departamento de Defesa Norte- Americano, que interligava pesquisadores com centros de computação remotos. Algumas redes experimentais conectaram- se à ARPAnet utilizando-se de rádios e satélites (RAMALHO, 2000). (Estamos na página 25 da apostila) 66/151 Tópico 2

70 3 INTERNET 3.2 Origem da Internet No auge da Guerra Fria, os cientistas queriam uma rede que continuasse funcionando em caso de bombardeio. Surgiu então o conceito central da Internet: é uma rede em que todos os pontos se equivalem e não há um comando central. Assim, se B deixa de funcionar, A e C continuam se comunicando. (Estamos na página 26 da apostila) 67/151 Tópico 2

71 3 INTERNET 3.2 Origem da Internet O nome Internet surgiu mais tarde quando a ARPAnet passou a ser usada para conectar universidades e laboratórios, primeiro nos EUA e depois em outros países (RAMALHO, 2000). (Estamos na página 25 da apostila) 66/151 Tópico 2

72 3 INTERNET 3.2 Origem da Internet (Estamos na página 26 da apostila) 67/151 Tópico 2

73 3 INTERNET 3.2 Origem da Internet (Estamos na página 26 da apostila) 68/151 Tópico 2

74 3 INTERNET 3.3 Conceitos Básicos World Wide Web (WWW): ou teia de alcance mundial, é o termo normalmente usado pelas pessoas para simbolizar todo o conjunto de páginas neste formato disponíveis na Internet. (Estamos na página 26 da apostila) 69/151 Tópico 2

75 3 INTERNET 3.3 Conceitos Básicos Site (WWW): um site Web é um computador conectado à Internet que está executando um programa chamado servidor Web ou Servidor WWW, aonde ficam disponíveis todos os documentos encontrados na Internet. (Estamos na página 26 da apostila) 70/151 Tópico 2

76 3 INTERNET 3.3 Conceitos Básicos Página (WWW): é um documento da Web, localizada no servidor Web. (Estamos na página 26 da apostila) 71/151 Tópico 2

77 3 INTERNET 3.3 Conceitos Básicos Uniform Resource Locator (URL): Endereço exclusivo das páginas WWW. Começam com (Estamos na página 26 da apostila) 72/151 Tópico 2

78 3 INTERNET 3.3 Conceitos Básicos Hyper Text Transfer Protocol (HTTP): protocolo usado para transferir documentos pela Internet. (Estamos na página 26 da apostila) 73/151 Tópico 2

79 3 INTERNET 3.3 Conceitos Básicos Transfer Control Protocol / Internet Protocol (TCP/IP): utilizado para endereçamento da Internet. (Estamos na página 26 da apostila) 74/151 Tópico 2

80 3 INTERNET 3.4 Informações na Internet Na internet existem os chamados sites de busca, que auxiliam na pesquisa de qualquer palavra, imagem e até vídeos. (Estamos na página 27 da apostila) 75/151 Tópico 2

81 3 INTERNET 3.5 Velocidade da Internet As linhas de transmissão de dados da internet possuem limites de velocidade eletrônica que são chamados de largura de banda – a capacidade de transmissão de um computador ou de canais de comunicação. Quanto mais larga a banda, maior a velocidade de transmissão. (Estamos na página 27 da apostila) 76/151 Tópico 2

82 3 INTERNET 3.6 Como funciona o endereçamento na Internet A Internet utiliza um método conhecido como DNS (Domain Name System) para atribuir endereços aos computadores. Os endereços da Internet podem ser representados por séries de números (IP – Internet Protocol) ou simplesmente nomes (Nome de domínio). (Estamos na página 28 da apostila) 77/151 Tópico 2

83 3 INTERNET 3.6 Como funciona o endereçamento na Internet Para identificar cada um dos usuários, o DNS divide um endereço em três seções, assim como o seu endereço residencial também possui pelo menos três seções: Rua, Cidade e Estado. (Estamos na página 28 da apostila) 78/151 Tópico 2

84 3 INTERNET 3.6 Como funciona o endereçamento na Internet Vamos a um exemplo: (Estamos na página 28 da apostila) 79/151 Tópico 2 É o nome da pessoa Substitui a preposição “em”. É o nome do computador onde “hermínio” pode ser encontrado. Geralmente é o nome de uma organização. É o domínio organizacional. Neste exemplo, “edu” significa que a organização “uniasselvi” é uma organização educacional. Trata de domínios geográficos. Indica a qual país a organização “uniasselvi” pertence. No exemplo, “br” corresponde ao Brasil.

85 3 INTERNET 3.7 Domínios Organizacionais.com – Entidades comerciais.edu – Instituições educacionais.gov – Instituições governamentais não- militares.int – Instituições internacionais (NATO).mil – Instituições militares.net – Recursos de redes de comunicação (Estamos na página 28 da apostila) 80/151 Tópico 2

86 3 INTERNET 3.8 Domínios Geográficos.br – Brasil.fr – França.it – Itália.es – Espanha.jp – Japão.ca – Canadá.py - Paraguay (Estamos na página 29 da apostila) 81/151 Tópico 2

87 3 INTERNET 3.9 Como conectar-se a Internet A conexão de computadores à Internet é feita através dos chamados provedores de acesso. Os provedores de acesso oferecem, em geral, várias modalidades de ligações e serviços de acesso. Os acessos podem ser via acesso discado ou banda larga. (Estamos na página 29 da apostila) 82/151 Tópico 2

88 3 INTERNET Custo para acessar a Internet * Custo com provedor de acesso; * Custo com a ligação telefônica ou acesso banda larga. (Estamos na página 30 da apostila) 83/151 Tópico 2

89 3 INTERNET 3.10 Serviços disponíveis na Internet * WWW: sites * Correio eletrônico: s * Newsgroup: redes sociais * FTP: armazenagem virtual de arquivos * Telnet: acesso remoto * IRC: MSN e afins * Vídeo e Áudio Conferência: Skype e afins (Estamos na página 31 da apostila) 84/151 Tópico 2

90 3 INTERNET 3.11 Programas de Navegação na Web (Estamos na página 32 da apostila) 85/151 Tópico 2

91 3 INTERNET 3.12 Correio Eletrônico ( ) Existem vários programas que nos permitem enviar e receber s. Todos praticamente seguem um mesmo padrão de uso, o que nos permite usar qualquer um deles se soubermos operar com pelo menos um. (Estamos na página 34 da apostila) 86/151 Tópico 2

92 3 INTERNET 3.12 Correio Eletrônico ( ) (Estamos na página 34 da apostila) 87/151 Tópico 2

93 3 INTERNET Mensagens de Erro Toda vez que você envia um , ele corre o risco de voltar por não haver uma identificação correta do destinatário por parte do remetente. O servidor de envio então retorna algumas mensagens de erro, tais como: * User unknown (Usuário Desconhecido): o nome do está incorreto ou não existe. * Host unknown (Domínio Desconhecido): neste caso o nome do domínio está incorreto ou não existe. (Estamos na página 36 da apostila) 88/151 Tópico 2

94 3 INTERNET 3.13 SPAMS Simultaneamente ao desenvolvimento e popularização da Internet, ocorreu o crescimento de um fenômeno que, desde seu surgimento, se tornou um dos principais problemas da comunicação eletrônica em geral: o envio em massa de mensagens não-solicitadas. Esse fenômeno ficou conhecido como spamming, as mensagens em si como spam e seus autores como spammers. (Autoria do Professor) 89/151 Tópico 2 FONTE: Wikipedia

95 3 INTERNET 3.13 SPAMS Os SPAMs podem ser divididos em: * Boatos; * Correntes (chain letters); * Propagandas; * Golpes; * Estelionato (phishing); * Programas Maliciosos; * Ofensivos. (Autoria do Professor) 90/151 Tópico 2 FONTE: Wikipedia

96 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação 4.1 Inteligência Artificial O termo Inteligência Artificial pode ser generalizado como a simulação da “Inteligência Humana”, na realização de atividades elaboradas por pessoas, que podem ser substituídas pelo uso de recursos da ciência da computação e seus respectivos algoritmos inteligentes. (Estamos na página 38 da apostila) 91/151 Tópico 2

97 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação 4.1 Inteligência Artificial 91/151 Tópico 2

98 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação 4.1 Inteligência Artificial 92/151 Tópico 2

99 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação Recursos da Inteligência Artificial A Inteligência Artificial envolve o conceito de explorar um comportamento inteligente que possui características definidas, como aprender com a experiência, aplicar o conhecimento adquirido da experiência, tratar situações complexas, resolver problemas... (Estamos na página 39 da apostila) 93/151 Tópico 2

100 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação Recursos da Inteligência Artificial... quando faltam informações importantes, determinar o que é importante e ter a capacidade de raciocinar e pensar, reagir rápida e corretamente a novas situações, compreender imagens visuais, processar e manipular símbolos, e ser criativo e imaginativo (REZENDE, 2006). (Estamos na página 39 da apostila) 93/151 Tópico 2

101 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação 4.2 Sistemas Especialistas Um Sistema Especialista é um agrupamento organizado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos usados para gerar um parecer especializado ou sugerir uma decisão em uma área, domínio ou disciplina. (Estamos na página 39 da apostila) 94/151 Tópico 2

102 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação 4.2 Sistemas Especialistas Os Sistemas Especialistas são compostos de três elementos: * Base de Conhecimento: (dados e informações); * Base de Regras: (Regras e relações usadas para as decisões); * Motor de Inferência: (interação entre os dois anteriores para formular as decisões) (Estamos na página 39 da apostila) 95/151 Tópico 2

103 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação 4.3 Data Mining A expressão Data Mining está relacionada à lógica, à Inteligência Artificial (IA) e às redes neurais, além de poder se relacionar também com o assunto banco de dados (Integração de Informações). (Estamos na página 39 da apostila) 96/151 Tópico 2

104 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação 4.4 Tecnologias OLAP e OLTP As tecnologias OLAP (On-Line Analytic Processing) e OLTP (On-Line Transaction Processing) são utilizadas nos sistemas de informação como suporte à tomada de decisão. (Estamos na página 40 da apostila) 97/151 Tópico 2

105 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação 4.4 Tecnologias OLAP e OLTP O recurso da tecnologia OLAP suporta a análise das tendências de mercado, as visões futuras, enfim, as decisões gerenciais e estratégicas das empresas. Enquanto que o recurso OLTP suporta as operações básicas do processamento operacional para o gerenciamento da informação (REZENDE et al., 2006). (Estamos na página 40 da apostila) 98/151 Tópico 2

106 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação 4.5 Database Marketing É um recurso da Tecnologia da Informação a serviço das atividades de marketing dentro de uma organização. Todo o conhecimento gerado permite amplo entendimento sobre o mercado, o consumidor, a aceitação ou rejeição de um determinado produto, novas perspectivas, etc. (Estamos na página 40 da apostila) 99/151 Tópico 2

107 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação 4.6 Filosofia para novas tecnologias * CRM (Customer Relationship Management): Gestão das relações com os clientes; * SCM (Suply Chain Management): Gestão da cadeia de suprimentos; * BSC (Balanced Scorecard): perspectiva do cliente, financeira, de processos internos e de aprendizado ou conhecimento organizacional; (Estamos na página 41 da apostila) 100/151 Tópico 2

108 4 Outros Recursos da Tecnologia da Informação 4.6 Filosofia para novas tecnologias * ECC (Enterprise Core Competence): Gestão das competências essenciais da empresa; * BI (Business Intelligence): Inteligência dos negócios da empresa; (Estamos na página 41 da apostila) 101/151 Tópico 2

109 TÓPICO 3 Comércio Eletrônico 102/151

110 1 Introdução O E-Commerce (Comércio Eletrônico) pode ser definido como todas as atividades de negócios e processos que usam computador e redes de telecomunicações. (Estamos na página 45 da apostila) 103/151 Tópico 3

111 2 A Evolução no decorrer das décadas Talvez a mais antiga atividade que aproxima e mantém as pessoas associadas seja o comércio. A definição de comércio é: compra ou venda de mercadorias ou serviços. (Estamos na página 46 da apostila) 104/151 Tópico 3

112 2 A Evolução no decorrer das décadas Sempre que fazemos alguma compra e pagamos com cartão de crédito, estamos fazendo comércio eletrônico. Ao aceitar um pedido de FAX ou encomenda de uma mercadoria, fazemos comércio eletrônico, assim como também quando retiramos dinheiro no caixa automático. (Estamos na página 46 da apostila) 105/151 Tópico 3

113 2 A Evolução no decorrer das décadas (Estamos na página 46 da apostila) 106/151 Tópico 3 1. Solicita o produto e autoriza o pagamento ou cobrança.

114 2 A Evolução no decorrer das décadas (Estamos na página 46 da apostila) 107/151 Tópico 3 2. Fornecedor é consultado da disponibilidade do produto.

115 2 A Evolução no decorrer das décadas (Estamos na página 46 da apostila) 108/151 Tópico 3 3. Fornecedor verifica a efetivação do pagamento. 4. Banco comprova o pagamento.

116 2 A Evolução no decorrer das décadas (Estamos na página 46 da apostila) 109/151 Tópico 3 5. O consumidor é avisado dos procedimentos de entrega.

117 2 A Evolução no decorrer das décadas (Estamos na página 46 da apostila) 110/151 Tópico 3 6. O produto é retirado do estoque.

118 2 A Evolução no decorrer das décadas (Estamos na página 46 da apostila) 111/151 Tópico 3 7. A entrega é feita através de transporte.

119 2 A Evolução no decorrer das décadas (Estamos na página 46 da apostila) 112/151 Tópico 3 8. Consumidor recebe o produto.

120 2 A Evolução no decorrer das décadas 2.1 Rede de Dados: Uma visão Histórica O primeiro computador criado foi o ENIAC, em 1945, impulsionado por três razões: as preocupações com a segurança, (devido à popularidade política acentuada dos EUA), a urgente necessidade de acelerar o desenvolvimento produtivo nos países ocidentais e controle de investimentos. (Estamos na página 47 da apostila) 113/151 Tópico 3

121 2 A Evolução no decorrer das décadas 2.1 Rede de Dados: Uma visão Histórica (Estamos na página 47 da apostila) 114/151 Tópico 3 ENIAC (1946)

122 2 A Evolução no decorrer das décadas 2.2 Internet, uma Rede para Todos Com o surgimento da rede mundial Internet, inaugura-se a possibilidade de aproximação das pessoas de todo o planeta e a possibilidade de ganhos em vários aspectos do processo econômico para empresas de todos os portes. As que se envolvem com a tecnologia já possuem grande diferencial competitivo no mercado. (Estamos na página 47 da apostila) 115/151 Tópico 3

123 3 Os Grandes Impulsionadores de E-Commerce * Acesso Imediato; * Segurança no pagamento; * Compra por impulso; * Compra cômoda e fácil; (Estamos na página 48 da apostila) 116/151 Tópico 3

124 4 Comércio Eletrônico e o Ambiente Empresarial O ambiente empresarial tem vivenciado várias mudanças, entre elas a globalização, o mercado eletrônico, a integração eletrônica, as estratégias de negócios. Todas estas mudanças estão diretamente relacionadas com o comércio eletrônico. (Estamos na página 49 da apostila) 117/151 Tópico 3

125 4 Comércio Eletrônico e o Ambiente Empresarial 4.1 Business To Business – B2B As transações B2B ou Empresa a Empresa são denominadas categoria de transações de ligação de mercado. Incluem o uso da Transferência Eletrônica de Dados e correio eletrônico ( s), para comprar mercadorias e serviços, assim como submeter requerimentos de propostas e receber propostas. (Estamos na página 50 da apostila) 118/151 Tópico 3

126 4 Comércio Eletrônico e o Ambiente Empresarial 4.2 Business To Consumer – B2C As transações B2C ou Empresa a Consumidor são denominadas categoria de transações de mercado, onde os clientes aprendem sobre produtos por meio de publicação eletrônica, compram-lhes, utilizando dinheiro e sistemas eletrônicos de pagamento seguros, e os tem entregues. (Estamos na página 50 da apostila) 119/151 Tópico 3

127 4 Comércio Eletrônico e o Ambiente Empresarial 4.3 Customer Relationship Management – CRM O CRM (Gerenciamento de Relacionamento com Clientes) é a prática empresarial de gerenciar as formas de relacionamento com os clientes, tanto jurídicos como físicos, com o objetivo de conhecer o cliente e seu perfil, atender melhor suas necessidades, incentivar maior volume de compras e ganhar sua fidelidade. (Estamos na página 50 da apostila) 120/151 Tópico 3

128 4 Comércio Eletrônico e o Ambiente Empresarial 4.4 Supply Chain Management - SCM O Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos (SCM) é o gerenciamento da parte produtiva desde o fornecimento da matéria prima até a rede de distribuição dos produtos. (Estamos na página 51 da apostila) 121/151 Tópico 3

129 4 Comércio Eletrônico e o Ambiente Empresarial 4.5 Efficient Consumer Response - ECR A Resposta Eficiente ao Consumidor (ECR) pode ser traduzida como uma estratégia entre parceiros do varejo e da indústria, para proporcionar maior valor ao consumidor. Propõe reformular hábitos de compras das empresas, independentemente do tamanho, e levá-las para uma reposição contínua de produtos, para obter estoque nas lojas de forma mais rápida e eficiente. (Estamos na página 51 da apostila) 122/151 Tópico 3

130 4 Comércio Eletrônico e o Ambiente Empresarial 4.6 Knowledge Management - KM O Gerenciamento do Conhecimento (KM) é a organização de informações de fontes distintas num conceito que reflete o negócio e suas decisões e processos. (Estamos na página 51 da apostila) 123/151 Tópico 3

131 4 Comércio Eletrônico e o Ambiente Empresarial 4.7 Business Inteligence - BI A Inteligência de Negócios (BI) é o processo de coleta, análise e distribuição de dados para melhorar a decisão dos negócios, levando as informações para um número bem maior de usuários dentro da organização. (Estamos na página 52 da apostila) 124/151 Tópico 3

132 5 Construção de uma Operação de Comércio Eletrônico 5.1 A Comunicação Interativa O planejamento da solução de comunicação interativa encontra- se dividido em alguns aspectos básicos: (Estamos na página 53 da apostila) 125/151 Tópico 3

133 5 Construção de uma Operação de Comércio Eletrônico 5.1 A Comunicação Interativa * Dados + estrutura = informação. Em outras palavras, se os dados não estiverem dispostos em uma estrutura lógica e de fácil compreensão na sequência de telas de navegação, o usuário perde tempo frente à informação confusa, não sabe o que fazer, desconfia da segurança e abandona esse recurso de informação. (Estamos na página 53 da apostila) 126/151 Tópico 3

134 5 Construção de uma Operação de Comércio Eletrônico 5.1 A Comunicação Interativa * Tecnologia da informação. As interfaces desenvolvidas (aquilo que é exibido na tela do computador) devem se aproximar ao máximo dos padrões de comunicação, adotados nos meios de informação de massa e seus valores estéticos mais comuns, dependendo do público alvo. (Estamos na página 53 da apostila) 127/151 Tópico 3

135 5 Construção de uma Operação de Comércio Eletrônico 5.1 A Comunicação Interativa * Design de um produto ou serviço. Esse é sempre função da lógica de comunicação, especialmente quando está a serviço de negócios. (Estamos na página 53 da apostila) 128/151 Tópico 3

136 5 Construção de uma Operação de Comércio Eletrônico 5.2 Design Operacional A etapa de Design Operacional comércio eletrônico decorrerá do tipo de operação comercial ou do negócio que se deseja implantar na Internet, após a definição do público alvo, dos produtos oferecidos e dos serviços prestados. (Estamos na página 53 da apostila) 129/151 Tópico 3

137 5 Construção de uma Operação de Comércio Eletrônico 5.3 Design Tecnológico * Práticas da Tecnologia da Informação; * Capacidade da rede interna; * Integração das áreas de backoffice; * Companhias administradoras de cartões de crédito, transporte e seguros integradas à solução de comércio eletrônico; * Níveis de segurança dos serviços Web; * Manutenção; * Performance; (Estamos na página 54 da apostila) 130/151 Tópico 3

138 5 Construção de uma Operação de Comércio Eletrônico 5.3 Design Tecnológico * Segurança; * Acesso do usuário; * Estabilidade; * Plano de contingência de operação. (Estamos na página 54 da apostila) 131/151 Tópico 3

139 5 Construção de uma Operação de Comércio Eletrônico 5.4 Design de Comunicação É muito fácil sugerir um design bonito ou rico em imagens agradáveis, mas é muito difícil desenvolver um design que atraia, conquiste e mantenha o cliente interessado na relação comercial. (Estamos na página 54 da apostila) 132/151 Tópico 3

140 5 Construção de uma Operação de Comércio Eletrônico 5.4 Design de Comunicação No projeto de comunicação devem ser explicitados o tipo, o nível de compromisso e o propósito da empresa vendedora, de modo que seus clientes tenham sua confiança estabelecida desde o primeiro contato com a solução de comércio eletrônico. Para tanto, o projeto deve prever as seguintes fases: (Estamos na página 55 da apostila) 133/151 Tópico 3

141 5 Construção de uma Operação de Comércio Eletrônico 5.4 Design de Comunicação * Fase 1: Atração do Cliente; * Fase 2: Valorização da Participação; * Fase 3: Construção da Marca; * Fase 4: Ampliação do Valor Agregado. (Estamos na página 55 da apostila) 134/151 Tópico 3

142 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos Os sistemas de pagamento devem considerar várias características de segurança, confiabilidade, escalabilidade, anonimato, aceitabilidade, flexibilidade, eficiência e facilidade de uso. (Estamos na página 56 da apostila) 135/151 Tópico 3

143 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos 6.1 Dinheiro Eletrônico Para realizar as transações, comprador e vendedor têm de ter depósitos nas contas de banco e os compradores devem instruir a transferência de fundos. Os dados são criptografados pelo comprador e enviam o e-cash ao vendedor. O resultado final é um débito nos fundos do comprador e um crédito nos fundos do vendedor. (Estamos na página 56 da apostila) 136/151 Tópico 3

144 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos 6.2 Cheque Eletrônico O comprador inicia uma transação com o vendedor, que demanda um pagamento. O comprador obtém uma única certificação de pagamento do intermediário. Essa certificação eletrônica debita na conta do comprador com o intermediário. O comprador então dá a certificação para o vendedor e o vendedor dá a certificação para o intermediário. A certificação credita a conta do vendedor através do intermediário. (Estamos na página 56 da apostila) 137/151 Tópico 3

145 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos 6.3 Cartões Inteligentes Os cartões inteligentes (smart cards), também chamados de cartão de valor armazenado, utilizam tecnologia de tarja magnética e um chip de circuito integrado para armazenagem de informações do cliente, incluindo dinheiro eletrônico. Como se trata de um chip regravável, pode ser utilizado para diversos fins: compras, armazenagem de informações, controle de acesso, etc. (Estamos na página 57 da apostila) 138/151 Tópico 3

146 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos 6.3 Cartões Inteligentes Smart Card (Estamos na página 57 da apostila) 139/151 Tópico 3

147 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos 6.4 Cartões de Crédito A negociação de pagamento com cartões de crédito envolve duas etapas: o vendedor apresenta ao cliente o preço do produto/serviço, a confirmação e a situação do pedido, as notificações de entrega e as condições de pagamento aceitas. O comprador apresenta ao vendedor a escolha de pagamento e as informações de uma maneira segura. (Estamos na página 57 da apostila) 140/151 Tópico 3

148 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos 6.5 Riscos * Erro; * Gerenciamento da privacidade de informações; * Gerenciamento de Risco de Crédito; (Estamos na página 58 da apostila) 141/151 Tópico 3

149 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos Privacidade e Segurança A segurança na internet é uma das maiores preocupações das empresas e a seguir destaca algumas das maneiras pelas quais os problemas de segurança se manifestam: (Estamos na página 58 da apostila) 142/151 Tópico 3

150 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos Privacidade e Segurança * Bisbilhotice; * Espionagem de Senhas; * Modificação de Dados; * Falsificação; * Repúdio. (Estamos na página 58 da apostila) 143/151 Tópico 3

151 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos Privacidade e Segurança Uma solução adequada para o processamento de transações deve satisfazer os seguintes requerimentos fundamentais de segurança: (Estamos na página 59 da apostila) 144/151 Tópico 3

152 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos Privacidade e Segurança * Confiabilidade; * Autenticação; * Integridade de Dados; * Não repúdio; * Aplicação seletiva de serviços. (Estamos na página 59 da apostila) 145/151 Tópico 3

153 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos Transação Eletrônica Segura Para garantir a segurança de dados sigilosos envolvidos numa compra eletrônica, como o número do cartão de crédito, é necessária a criptografia desses dados. (Estamos na página 59 da apostila) 146/151 Tópico 3

154 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos Criptografia Criptografia é uma técnica antiga de codificar mensagens para que só o emissor e o receptor possam entender seu significado, sem haver manipulação nem descoberta dos dados durante a transmissão. (Estamos na página 60 da apostila) 147/151 Tópico 3

155 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos Aspectos Legais do Comércio Eletrônico O crescimento do comércio eletrônico, dos negócios realizados pela Internet e a criação de empresas on-line estão fazendo com que as entidades ligadas à defesa do consumidor, advogados, representantes do Legislativo e Receita Federal discutam esta nova medida. (Estamos na página 60 da apostila) 148/151 Tópico 3

156 6 Sistemas Eletrônicos de Pagamentos Logística Logística é a forma de se fazer chegar o produto certo, na quantidade certa, no lugar certo, no tempo certo, nas condições estabelecidas e com um mínimo custo. Podemos concordar que o e-commerce sem o gerenciamento logístico não é nada: não tem como garantir a entrega e toda a operação na Internet será ruim. (Estamos na página 60 da apostila) 149/151 Tópico 3

157 7 Segurança no Comércio Eletrônico 7.1 SECURE SOCKETS LAYER - SSL Surgido em julho de 1994, o padrão SSL veio para garantir a autenticação dos sites, encriptação dos dados nas transmissões entre browser e site e verificação da integridade entre as informações transmitidas. (Estamos na página 61 da apostila) 150/151 Tópico 3

158 7 Segurança no Comércio Eletrônico 7.2 SECURE ELECTRONIC TRANSATIONS - SET Em 1997 nasce o SET, um protocolo que visa simular pela Internet o funcionamento tradicional das operadoras de cartão e débitos automáticos, em que o cliente entrega seu cartão ao lojista, que passa esse cartão numa leitora magnética. (Estamos na página 61 da apostila) 151/151 Tópico 3

159 Parabéns!!! Terminamos a Unidade.

160 PRÓXIMA AULA: Sistemas de Informação 2º Encontro da Disciplina 1ª Avaliação da Disciplina (Redação com consulta)


Carregar ppt "Sistemas de Informação – Unidade 1. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Sistemas de Informação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google