A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

62º CONGRESSO ANUAL - ABM Julho/2007 Gestão Energética e Desenvolvimento Sustentável na Indústria de Alumínio Associação Brasileira do Alumínio - ABAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "62º CONGRESSO ANUAL - ABM Julho/2007 Gestão Energética e Desenvolvimento Sustentável na Indústria de Alumínio Associação Brasileira do Alumínio - ABAL."— Transcrição da apresentação:

1 62º CONGRESSO ANUAL - ABM Julho/2007 Gestão Energética e Desenvolvimento Sustentável na Indústria de Alumínio Associação Brasileira do Alumínio - ABAL

2 Tópicos A Indústria do Alumínio Energia e Alumínio Desenvolvimento Sustentável Reciclagem Alumínio e Mudanças Climáticas Pesquisa e Inovação

3 Alumínio: indústria globalizada Minas de Bauxita Refinarias de Alumina Usinas de Alumínio Primário Minas de Bauxita Refinarias de Alumina Usinas de Alumínio Primário

4 Aluminio no Brasil Vocação para produção de alumínio primário –3a. maior reserva de bauxita do mundo – minério do alumínio, –Potencial hidrelético formidável Segundo produtor mundial de bauxita Quarto produtor mundial de alumina –Maior fabrica de alumina do mundo no Pará Sexto produtor mundial de aluminio primário

5 Alumínio: parte da solução para um futuro sustentável. Inovação em processos Soluções para uma vida moderna. Produtos inovadores

6 PIB (US$000/cap) Europa Ociental, CIS & Outros 60 – 50 – 40 – 30 – 20 – 10 – Ásia América do Norte Europa Ocidental América Latina Total Brasil Significativo Potencial de Crescimento no Longo Prazo 2005 consumo estimado 2020 consumo incremental Consumo Global de Alumínio Projetado (2020) (em milhões de toneladas) Cons Al (lb/cap) Consumo de Alumínio vs. PIB per capita Crescimento do Consumo Fonte: McKinsey Mexico Taiwan Australia Venezuela Thailand Italy France Canada UK Germany Indonesia Sweden USA Japan Korea China Russia India Brazil

7 Resíduos (emissões) Recursos Naturais e Matérias Primas RefinariaRefinariaReduçãoRedução AluminioPrimárioAluminioPrimário Transfor- mação Reabilitação de Áreas MineradasReabilitação Mineradas Mineração de Bauxita Mineração ClientesTransportesTransportes EmbalagensEmbalagens Constr. Civil IndustrialIndustrial EletricidadeEletricidade Reciclagem O Ciclo de Vida do Alumínio Energia Hidrelétrica

8 Energia e Alumínio

9 Por que Investir em Energia? Energia representa cerca de 1/3 do custo de produção do alumínio primário Assegurar o suprimento de energia a custo econômico para continuidade das fábricas existentes e base para expansão de capacidade Hidrelétricas: energia de fonte limpa, renovável Atualmente 30% da energia consumida para produzir aluminio primario no Brasil vem de auto-geração A se confirmarem os investimentos, a auto-geração será de 50%, através hidrelétricas. O prazo dependerá da licença ambiental.

10 Energia Elétrica para Produção de Alumínio

11 Redução da energia elétrica necessária para produzir 1 ton de alumínio IAI -Objetivo voluntário

12 Desenvolvimento Sustentável

13 Alumínio para Futuras gerações O setor do alumínio trilha o caminho da sustentabilidade por meio do Programa – Alumínio para Futuras Gerações, que promove a melhoria contínua do desempenho global nos aspectos econômico, social e ambiental. A ABAL faz parte desta iniciativa.

14 Alumínio para Futuras gerações Liderado pelo IAI – International Aluminium Institute, contém 12 objetivos voluntários e 22 indicadores, divulgados anualmente. Objetivos englobam as práticas em saúde, segurança, meio ambiente, gestão de resíduos, eficiência no uso de água e energia, redução das emissões, inclusive dos gases de efeito estufa, reabilitação das áreas mineradas e reciclagem do alumínio. O progresso é monitorado pelo IAI, com participação dos 26 CEOS das empresas que são responsáveis por mais de 70% da produção mundial de alumínio.

15 Reciclagem Reciclagem

16 Reciclagem O aluminio é o metal mais facil de ser reciclado, É infinitamente reciclado, sem perder suas caracteristicas fisico-quimicas, Uma mina a céu aberto, Importante fator na análise do ciclo de vida de produto, Apêlo social muito forte

17 O mercado é suprido por alumínio primário e reciclado Metal reciclado representava 17% in 1960 Hoje está em 33% e a projeção é de 40% em 2020

18 Reciclagem – banco de energia para as futuras gerações Quase três quartos de todo o alumínio que já foi produzido ainda estão em uso. Isso significa um banco de energia e de recursos naturais que não param de crescer.

19 Reciclagem de latas – liderança do Brasil.11.

20 Conservação de energia e emissões A reciclagem de alumínio requer até 95% menos energia do que a necessária para produção do alumínio primário. As emissões de gas estufa praticamente eliminadas

21 Alumínio e Mudanças Climáticas

22 Mudanças Climáticas Desafio global compartilhado com todos os agentes que atuam na economia mundial. Devido a sua versatilidade, o uso do alumínio contribuirá para as soluções.

23 A produção de alumínio responde por cerca de 1% das emissões de GEE Fonte: International Aluminum Institute

24 Aluminio e Energia Vantagem comparativa do Brasil EnergiaProduçãoUsoAltas taxas Hidrelétricas Renovável Redução custos Competitividade Redução peso Banco de energia Eficiência Custo e competitividade P&DNovas aplicações Geração Renda

25 Catodo Aluminio liquido Feeder Gases Anodo Banho Carbono do Anodo 1.7 – 2.1 t CO 2 eq/t Al Média IAI = 2.0 Energia Elétrica 15.6 MWh/t Al 0 – 20.8 t CO2/t Al Média IAI = 5.8 PFCs ( CF 4 and C 2 F 6 ) contribuem com cerca de 40% das emissões diretas Produção de Alumina 1.5 – 2.5 t CO 2 eq/t Al Média IAI = 1.9 PFC 0.02 – 24.5 t CO 2 eq/t Al Média Global = 1.26 Fonte: IAI GEE na Produção de Alumínio Primário - IAI GEE na Produção de Alumínio Primário - IAI

26 Produtos de aluminio – menos intensos em GEE (GEE / ton aluminio embarcado) Devido a: Redução das emissões das reduções Eficiência energética Aumento na % de metal reciclado

27 É possível economizar de 6 a 8% de combustível para cada 10% de redução do peso do veículo, sem comprometer o seu rendimento e segurança. Veículos mais leves…

28 1 kg de alumínio utilizado para substituir materiais convencionais mais pesados nos veículos, Tem o potencial de reduzir 20 kg de CO 2 durante a vida média dos veículos. Veículos mais leves…

29 Tecnologias Redução Emissões Fonte: UBS Research focus – Jan 2007

30 As emissões dos gases PFC reduziram 74% entre 1990 e 2004 Objetivo Voluntário -80% Objetivo de Redução Fonte: IAI / ABAL

31 ADIÇÃO DE VALOR AOS MATERIAIS REVESTIMENTO GASTO CUBAS COPROCESSADO CONTÉM ALUMINATOS E SILICATOS – MATÉRIA PRIMA CIMENTO CONTÉM FLUOR – FUNDENTE REDUZ PONTO FUSÃO CLINQUER, REDUZINDO TEMPERATURA NO FORNO (80 A C) CONTÉM CARBONO FONTE ENERGIA PRODUÇÃO CIMENTO OUTROS RESÍDUOSCARBONÁCEOS DA REDUÇÃO DE ALUMÍNIO DESTINADOS A COPROCESSAMENTO EM FÁBRICAS DE CIMENTO Resíduos x Co-Produtos

32 Revestimento Gasto de Cubas Insumo para Indústria Cimenteira Fonte: UBS Research focus – Jan 2007

33 Afinal, quanto emitem as hidrelétricas? Aumento recente do interesse da sociedade sobre o assunto Pouca informação disponivel sobre emissões de reservatórios em regiões tropicais Entendimento ainda limitado sobre os tipos de emissões, fluxos naturais e antrópicos Iniciativas recentes de estabelecimento, via guidelines do IPCC, de fatores muito elevados de emissão por área (tier 1), com potencial de comprometer a viabilidade ambiental de projetos hidrelétricos - compromisso liderado pela UNESCO de estudar mais o assunto.

34 Maior aceitação de que as emissões são a diferença entre as medições de emissões brutas (sobre o reservatório) descontadas das emissões liquidas (existentes antes do enchimento) Num mundo crescentemente preocupado com as mudanças climáticas e com disponibilidade de energia, é de importância estratégica avançar no entendimento do assunto e ter informações relevantes sobre as emissões de GEE de reservatórios Afinal, quanto emitem as hidrelétricas?

35 Pesquisa e inovação

36 Fonte: U.S. Energy Requirements for Aluminum Production: Historical Perspective, Theoretical Limits and New Opportunities, Choate and Green, Report prepared for the US Dept. of Energy, Energy Efficiency and Renewable Energy, Washington, D.C., February 2003 Uso de energia por processo Oportunidades Limite teórico da energia necessária Total de energia utilizada Oportunidade de redução

37 Novo Conceito: Green Buildings Green Building é o conjunto de práticas que busca eficiência no ciclo de vida da edificação, incluindo: –Localização –Design –Construção –Operação –Manutenção –Remoção de resíduos Chicago City Hall

38 Tendência Mundial: Green Building Crescentes benefícios econômicos e socio-ambientais Economia - 10% dos custos de energia e água Aumento de 3% no aluguel e 7,5% no valor Em 2010, 10% dos novos edifícios = LEED

39 Green Buildings Oportunidades para alumínio Roof mounted water reclamation BIPV Active sunshades Smart curtain wall Translucent panels Roof mounted solar panels Recycled structural steel Light shelves Low emitting paint High efficiency lighting Certified wood Fonte: Charles Sturt University; US Green Building Council Current or potential component

40 Conclusões/ comentários Os aspectos de consumo de energia e emissões são importantes na indústria do alumínio, mas precisam ser relacionados com o ciclo de vida do produto, Importantes pesquisas já em desenvolvimento visam minimizar emissões de gás estufa e redução do consumo de energia, O metal alumínio é parte da solução para minimização de emissões de dióxido de carbono,

41 Conclusões/ comentários A indústria de brasileira do alumínio está comprometida com o IAI (International Aluminium Association) no programa de Sustentabilidade. A reciclagem do alumínio é fundamental para a redução do consumo de energia e emissões atmosféricas. Com o deslocamento da produção de alumínio primário dos paises desenvolvidos para outras regiões do globo, o Brasil se equacionado o aspecto energético, será um pais de escolha.

42 Agradecimentos À Alcoa Alumínio S.A. pela elaboração dessa apresentação


Carregar ppt "62º CONGRESSO ANUAL - ABM Julho/2007 Gestão Energética e Desenvolvimento Sustentável na Indústria de Alumínio Associação Brasileira do Alumínio - ABAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google