A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escola Secundária Alberto Sampaio Carlos Freitas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escola Secundária Alberto Sampaio Carlos Freitas."— Transcrição da apresentação:

1 Escola Secundária Alberto Sampaio Carlos Freitas

2 Sistema Operativo Open Source  Definir e caracterizar Software Open source;  Definir e caracterizar as partes constituintes de um Sistema Operativo Open source;  Descrever a evolução histórica de um Sistema Operativo Open source;  Distinguir entre versões e distribuições;  Instalar e configurar um Sistema Operativo Open source;  Instalar e configurar dispositivos e device drivers num Sistema Operativo Open source. Aula 1/2 - Sistemas Operativos 2

3 Sistema Operativo Open Source Aula 1/2 - Sistemas Operativos 3

4  Distribuição Livre  Acesso ao Código-Fonte  Escolha perfeita para as empresas desenvolverem e gerirem os seus sistemas informáticos  Permite ao cliente a personalização total das aplicações de modo a ajustá-las na perfeição às suas necessidades Aula 1/2 - Sistemas Operativos 4

5  Devido ao acesso livre ao código-fonte, temos:  Maior robustez do software, devido à sua maior exposição  Resposta rápida a falhas de segurança descobertas  Suporte informal existente por parte da comunidade de utilizadores  Suporte comercial disponível por parte das empresas  Em caso de mau funcionamento ou desaparecimento de um fornecedor, é possível dar seguimento ao produto Aula 1/2 - Sistemas Operativos 5

6  Linux é um sistema operativo criado na Finlândia, no início dos anos 90, por Linus Torvalds  É idêntico ao Microsoft Windows, porém completamente livre  O nome correcto é GNU/Linux, no entanto Linux é o mais usual  Linux não é um produto de uma só empresa mas sim o resultado da contribuição de várias empresas e grupos de pessoas Aula 1/2 - Sistemas Operativos 6

7  Linux é um componente central o qual se transforma em muitos produtos diferentes, as chamadas distribuições  Essas distribuições alteram na sua aparência e funcionamento  existem os grandes sistemas completos e totalmente equipados, até ao sistema mais ligeiro que cabe num USB e são desenvolvidos por voluntários. Aula 1/2 - Sistemas Operativos 7

8  Quando obtém uma distribuição de GNU/Linux, também obtém a liberdade para estudá-la, copiá-la, modificá-la e distribuí-la  Muitas empresas alteram e criam assim as suas próprias versões do sistema criando produtos derivados Aula 1/2 - Sistemas Operativos 8

9 Microsoft Windows e Office funciona bem, no entanto  Restrições  Ao pagar-se tanto por um Software deveríamos ao menos poder decidir o que fazer com ele  Isto não acontece com o Windows nem Office, pois o que vendem é uma licença de utilizador  Usando estes produtos teremos de aceitar várias restrições Aula 1/2 - Sistemas Operativos 9

10  Ao contrário do Windows é grátis e livre  Pode instalá-lo em todos os computadores que quiser sem pagar e dar cópias aos amigos  Pode ainda estudá-lo e modificá-lo ao seu gosto  Pode ainda criar e vender a sua própria distribuição Aula 1/2 - Sistemas Operativos 10

11  Existe uma grande quantidade de programas para Linux com código aberto  Gravar CD’s de música;  Retocar fotografias;  Desenvolver um site;  Organizar a sua música;  Tudo isto sem ter de pagar nada pela licença do software Aula 1/2 - Sistemas Operativos 11

12  Sistema Operativo - Linux  Gratuito, extremamente robusto, seguro, fiável, flexível e adaptável  GUI e ambiente de trabalho de qualidade, semelhante ao Windows  Multiutilizador e multitarefa  Possibilita reutilizar PCs antigos (é menos exigente em termos de requisitos de hardware ) Aula 1/2 - Sistemas Operativos 12

13  Software Livre - software totalmente gratuito e distribuído sem estar dependente de licenças;  Software Aberto - todo o seu código, o seu “segredo”, está disponível para quem o quiser consultar e melhorar;  Sempre que é lançada alguma versão, esta é disponibilizada gratuitamente na Internet, para download, através de grupos ou clubes de utilizadores de Linux espalhados por todo o mundo; Aula 1/2 - Sistemas Operativos 13

14  Pode funcionar num processador 386 de modo muito satisfatório;  É possível ter acesso gratuito aos mais variados tipos de software, como ferramentas Office, tratamento de imagem, jogos, servidores de , programas de gestão e configuração;  É um sistema operativo muito estável, consegue manter a sua eficácia, mesmo com vários processos a correr em simultâneo: acessos a discos, gravação de CD, etc. Flexível, Económico e Fiável Aula 1/2 - Sistemas Operativos 14

15  Pacote de Produtividade em Escritório - OpenOffice.org  Software de produtividade de grande qualidade  Interface e funcionalidades similares ao MS Office  Disponível para diversas plataformas(Windows, Linux/Unix, MacOS)  Utilização de standards(formato OpenDocument), compatibilidade e facilidade de migração de formatos MS Office, exportação PDF Aula 1/2 - Sistemas Operativos 15

16  Navegação Web - Mozilla Firefox  Um navegador muito leve, no entanto rico em funcionalidades  Suporte completo das várias normas usadas na Web ((X)HTML, CSS, JavaScript)  Multiplataforma e multilingue Aula 1/2 - Sistemas Operativos 16

17  Cliente de - Mozilla Thunderbird  Cliente de com conjunto de funcionalidades semelhante ao Outlook  Muito seguro (filtros anti-spam, anti-vírus)  Disponível para diversas plataformas (Windows, Linux/Unix, MacOS) Aula 1/2 - Sistemas Operativos 17

18  Servidor Web - Apache  O servidor Web mais usado na Internet  Multiplataforma (existem versões para Windows/UNIX)  Pleno de módulos e extensões de integração com outros servidores Web e aplicacionais  Motor de execução de páginas em várias linguagens (PHP, CGI, Perl, etc.) Aula 1/2 - Sistemas Operativos 18

19  Servidor de Ficheiros - SAMBA  Permite a máquinas Windows acederem ao sistema de ficheiros do servidor, como se fossem shares de Windows normais  Integração bastante razoável em domínios Windows e nos módulos de autenticação destes Aula 1/2 - Sistemas Operativos 19

20  Base de Dados - MySQL  Base de dados plena de funcionalidades, no entanto extremamente leve  Multiplataforma  Facilmente escalável, para bases de dados de grandes dimensões ou em redes de grande escala Aula 1/2 - Sistemas Operativos 20

21  Neste momento já compreendeu que não existe um só Linux e sim várias distribuições diferentes Aula 1/2 - Sistemas Operativos 21

22  Grandes distribuições  De seguida iremos ver algumas das grandes distribuições existentes no mercado Aula 1/2 - Sistemas Operativos 22

23  Archlinux  Distribuição optimizada para processadores Pentium II ou superiores  Site oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 23

24  Caixa Mágica  Apareceu em Outubro de 2000  Distribuição de Linux Portuguesa projectada para empresas, particulares, educação e administração pública  Site oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 24

25  Debian  É conhecido pelo seu sistema de gestão de pacotes chamado APT que permite: actualizações relativamente fáceis a partir de versões antigas facilidade de instalação de novos pacotes remoção total de pacotes antigos  Existem várias distribuições comerciais baseadas no debian nomeadamente: Linspire, Xandros libranet e Ubunto linux  Site oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 25

26  Linspire  Sistema operativo intuitivo e com um ambiente de trabalho semelhante ao Windows XP  O objectivo deste sistema operativo é concorrer com o Windows XP e tornar-se um sistema padrão, ou seja, vir previamente instalado num computador, tal como sucede com os sistemas operativos da microsoft  Site oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 26

27  Mandriva  A sua principal característica é a facilidade de utilização  Site oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 27

28  Slackware linux  É uma das mais antigas e conhecidas distribuições linux  Criado em 1993 e mantida por Patrick Volkerding  Tem por objectivo manter-se fiel aos padrões Unix, rejeitando também ferramentas de configuração que escondam do utilizador, o funcionamento real do sistema  É composta somente por aplicações estáveis e não por versões beta Aula 1/2 - Sistemas Operativos 28

29  Simplicidade e estabilidade são as duas principais características desta distribuição  A Slackware é muito utilizada por utilizadores experientes porque não possui ferramentas de configuração As configurações do sistema são feitas a partir da edição de documentos de texto  Site oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 29

30  Suse  A SuSe Linux AG, é uma empresa alemã que disponibiliza soluções baseadas no sistema operativoGNU/Linux, incluindovárias distribuições  Em 2004 a empresa foi adquirida pela Novell  Site oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 30

31  Red Hat Linux  É uma das distribuições mais antigas do linux e uma das mais utilizadas no mundo, principalmente em ambientes empresariais  Trata-se de uma distribuição que serviu de base para várias outras, sendo muito utilizada pelas empresas devido à sua estabilidade, suporte e programas de certificação  O Red Hat 9 foi a última versão lançada para computadores pessoais, estando a empresa concentrada actualmente nas versões destinadas a servidores Aula 1/2 - Sistemas Operativos 31

32  O Red Hat Linux é muito flexível e simples de instalar  Inclui várias ferramentas administrativas que procuram simplificar as tarefas de administração  A versão desktop do Red Hat transformou-se no Fedora Project  O motivo pelo qual o nome “Red Hat” não foi mantido para a nova distribuição tem a ver com questões de markting Aula 1/2 - Sistemas Operativos 32

33  Amarca Red Hat passou a ser usada apenas nos produtos comerciais, como uma forma de incentivar a compra, enquanto o fedora ficou com a parte livre, destinada a utilizadores domésticos  Site oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 33

34  Fedora Core  O projecto Fedora não tem fins lucrativos e é mantido pela Red Hat e por voluntários  Tem por objectivo a criação de uma distribuição para desktops, devendo, a longo prazo, resultar em versões mais amigáveis e mais voltadas para o utilizador doméstico  A primeira versão de testes do fedora foi lançada em Julho de 2003, sucedendo o Red Hat 9 Aula 1/2 - Sistemas Operativos 34

35  O Fedora mantém as mesmas características do Red Hat  Tendo em conta as seguintes características do Fedora: Código aberto (open source) e gratuito Destinado essencialmente a utilizadores domésticos Semelhante ao Red Hat, que é utilizado em ambientes empresariais, facilitando desta forma a migração para este sistema  Site oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 35

36  Pequenas distribuições  As pequenas distribuições são também denominadas distribuições livecd pelo facto de funcionarem a partir de um CD ou uma USB.  Das pequenas distribuições destacam-se as seguintes: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 36

37  Knoppix  É uma distribuição gravada em CD de arranque dotado de um sistema de detecção automática de hardware, suporte para vários dispositivos gráficos, de som, USB e outros periféricos  Ao efectuar o arranque com o CD do Knoppix, o utilizador não precisa de efectuar qualquer instalação de software no seu disco rígido  Foi uma das primeiras distribuições em CD do GNU/Linux  Site Oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 37

38  Kurumin  É uma distribuição baseada no Knoppix e que mantém o mesmo sistema de detecção de hardware  Todos os componentes do sistema são abertos, permitindo que, além de usar, se possa redistribuir, ver e modificar os scripts de configuração e desenvolver versões modificadas do sistema  Site Oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 38

39  Ubunto Linux (Vamos Instalar)  A proposta do Ubunto é oferecer um sistema operativo que qualquer pessoa possa utilizar, sem dificuldades, independentemente da nacionalidade, nível de conhecimento ou limitações físicas  A distribuição deve ser constituída totalmente por software livre e gratuito, além de isenta de qualquer custo  Site Oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 39

40  Coyote  Tem como objectivo fornecer serviços de partilha de acesso à internet e firewall  Existe a minidistribuição Coyote Linux, criada numa única disquete, com um kernel e configurações mínimas  Site Oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 40

41  IpCop  É uma minidistribuição Linux com o objectivo de criação de uma firewall, com interface de gestão web  É desenvolvida para utilizadores domésticos ou pequenas empresas  O IpCop firewall oferece as funcionalidades equivalentes a um dispositivo de rede de alto custo, utilizando hardware obsoleto e software livre, tão seguro como as soluções existentes no mercado  Site Oficial: Aula 1/2 - Sistemas Operativos 41

42  Se pretender que o Linux seja exactamente igual ao Windows, provavelmente irá ficar decepcionado  GNU/Linux é realizado por pessoas cujo seu desejo é que seja diferente  É agradável não ter de se preocupar com spywares, nem com vírus, registar programas, usar demos que expiram e encontrar programas realmente gratuitos Aula 1/2 - Sistemas Operativos 42


Carregar ppt "Escola Secundária Alberto Sampaio Carlos Freitas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google