A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IX Encontro de Multiplicadores 2012. Slide No. 2 • • Palavra do Diretor Pedro Nadaf.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IX Encontro de Multiplicadores 2012. Slide No. 2 • • Palavra do Diretor Pedro Nadaf."— Transcrição da apresentação:

1 IX Encontro de Multiplicadores 2012

2 Slide No. 2 • • Palavra do Diretor Pedro Nadaf

3

4 O Que Já Conquistamos • Organização Sindical (Sicomercio) • O Valor Político Institucional da CNC • A Força Local das Federações • A Importância Social e Econômica dos Sindicatos • A Estrutura de SESC e SENAC

5 Representação em todos os graus • Visibilidade Interna das Ações da CNC • Parceria com as Federações • Fortalecimento dos Sindicatos • Integração com SESC e SENAC • Valorização do Sicomercio pelos Sindicatos

6 IX Encontro de Multiplicadores Gestão por Resultados 17 de Abril 2012 CNC/RJ

7 Programação - Dia 17/04 De 10h às 18h • Alinhamento Estratégico SEGS • Palestra “Profissionais de Alta Performance” – Willian Caldas • Almoço • Resultados SEGS 2011 • Novidades SEGS 2012 • Palestra “Tecnologias Educacionais” – Aline Albuquerque (SESC-DN) • Projetos PDA • Intervalo • Importância do Multiplicador • Atribuições do Multiplicador • Dinâmica de Grupo • Fechamento do Dia

8 Apresentação dos Participantes • Nome • Entidade • Função • Experiência na Área Sindical • Experiência na Área de Gestão / Qualidade

9 RETROSPECTIVA SEGS José Paulo da Rosa (Vídeo)

10 VIII Congresso do Sicomercio 5, 6 e 7 nov 2007 – Hotel Sofitel - RJ • Construção dos Planos Estratégicos das Federações e Sindicatos • Participação dos Multiplicadores como Facilitadores nas Mesas • Lançamento do SEGS • Adesão de Federações e Sindicatos RETROSPECTIVA SEGS

11 I Encontro de Multiplicadores 15 abril 2008 – CNC RJ Apresentação dos Detalhes do Projeto Apresentação dos Assessores Guia da Excelência e Orientador do Projeto Atribuições dos Multiplicadores Reunião dos Multiplicadores com os Assessores – por região RETROSPECTIVA SEGS

12 Estatísticas do SEGS – Resultados Ações Priorizadas pelas Federações Diretrizes para Avaliação de Consenso e Reconhecimento Perspectivas para 2009 II Encontro de Multiplicadores 07 novembro 2008 – CNC RJ RETROSPECTIVA SEGS

13 Principais Mudanças do SEGS para 2009 Dinâmica “Liderança-Qualidade-Estratégia” Feedback dos Multiplicadores Planejamento das Assessorias (Agendas de Trabalho) III Encontro de Multiplicadores 06 março 2009 – CNC RJ RETROSPECTIVA SEGS

14 IV Encontro de Multiplicadores 28 setembro 2009 – CNC DF Perspectivas 2010 (Dinâmica) Apresentação de Práticas das Federações Palestra sobre o PQGN (Gestão Pública) Panorama do Projeto Site / Twitter / Informativo / Banco de Práticas RETROSPECTIVA SEGS

15 V Encontro de Multiplicadores 16 mar 2010 – CNC RJ Foco em Resultados Homenagem a Flavio Sabbadini Resultados Expectativas e Considerações Dinâmica – Indicadores Prioritários RETROSPECTIVA SEGS

16 VI Encontro de Multiplicadores 28 set 2010 – CNC RJ Liderar é Atingir Metas Resultados 2008 – 2009 Estratégia de Inclusão ao SEGS Programa de Desenvolvimento Associativo – PDA Palestra - Marta Bartholomeu - Parceria Ilimitada RETROSPECTIVA SEGS

17 VII Encontro de Multiplicadores 15 e 16 de março de 2011 – SESC/SENAC DN Compromisso com a Melhoria Resultados Estratégia de Inclusão ao SEGS Novidades 2011 Apresentação do GAS RETROSPECTIVA SEGS

18 VIII Encontro de Multiplicadores 28 set 2011 – CNC/DF Compromisso com a Melhoria Resultados 2011 SEGS 2012 Importância do Multiplicador Metas 2012 RETROSPECTIVA SEGS

19 IX Encontro de Multiplicadores Gestão por Resultados 17 de Abril 2012 CNC/RJ

20 O Programa

21

22 Missão “Assegurar às empresas do setor terciário as melhores condições para gerar resultados positivos e desenvolver a sociedade.” Visão “Liderar a comunidade empresarial do comércio de bens, serviços e turismo, com reconhecida Influência no desenvolvimento do país.” Defesa dos interesses do setor com ética e independência Garantir estrutura econômica sólida, a fim de assegurar sustentabilidade interna e benefícios para o setor Ampliar e fortalecer a base de representação política Oferecer serviços e informações essenciais para a vitalidade das empresas Desenvolver práticas de gestão para busca da excelência, no modelo caórdico Identificar e qualificar lideranças sindicais e empresariais PDA

23 Benefícios SEGS... Para as Federações e Sindicatos: • Integração sistêmica • Fortalecimento da representatividade • Melhoria da imagem • Troca de Experiências Para as empresas: • Entidade mais Organizada • Melhor atuação na defesa de interesses e prestação de serviços

24 Nível 1 Nível 2 Sistema de Avaliação do SEGS 100 pts 250 pts 500pts

25 • Treinamentos • Consultorias • Troca de Experiências • Materiais Didáticos • Modelos de Documentos • Planilhas • Formulários • Lições Ponto a Ponto Nível 1 Nível 2 Sistema de Avaliação do SEGS 100 pts 250 pts 500pts

26 Estrutura do Programa • Federações • Sindicatos • Autoavaliação • Avaliação de Consenso Entidades que completaram todas as etapas do Ciclo Organizar o SEGS Informar participantes do Ciclo Planejar a Agenda Incentivar a participação Prestar atendimento Realizar controles Comunicar as etapas e resultados Garantir a consistência das Avaliações • Assessor CNC • Federações • Sindicatos MULTIPLICADOR

27 Palestra – Willian Caldas Profissionais de Alta Performance

28 Almoço 1 hora

29 Resultados SEGS 2011

30 SEGS em números Entidades no SICOMÉRCIO/

31 SEGS em números Adesões ao SEGS/

32 SEGS em números Entidades Reconhecidas/

33 SEGS em números Entidades treinadas/

34 SEGS em números Pessoas Capacitadas/

35 SEGS em números Horas de Consultorias e Treinamentos/2011 Investimento realizado desde 2008

36 SEGS em números Autossustentação Associatividade Arrecadação Compulsória Ações de Representação Indicadores Prioritários 2011 Nº Indicadores Nº Entidades

37 Novidades SEGS 2012 • Cronograma • Materiais: Guia da Excelência, Planilhas Eletrônicas de Avaliação, Manual de Ferramentas (Módulo 2) • Menu de Capacitações • Lições Ponto a Ponto • Comunicação: Informativo SEGS e Facebook • Agendamentos pelas Entidades • EAD

38 Cronograma de Abril – IX Encontro de Multiplicadores 19 Mar a 30 Nov – Atendimento às Entidades 01 Ago a 28 Set – Realização das Avaliações de Consenso 17 e 18 Out – X Encontro de Multiplicadores > 15 Out – Entrega dos Certificados de Reconhecimento MarAbrMaiJunJulAgoSetOutNov  Antecipação do ciclo de avaliação

39 Materiais Planilha Eletrônica Nível 1 Planilha Eletrônica Nível 2 Guia Consolidado Orientador, N1 e N2 Manual de Ferramentas da Qualidade Módulo 2 (eletrônico)

40 Menu de Capacitações Capacitação GAS 4h Introdução ao SEGS 6h Abertura de Ciclo 8h Treinamento Avaliadores N1 8h Treinamento Avaliadores N2 12h Produtos e Serviços Essenciais 2h Plano de Negócios 6h Gestão do Quadro Associativo 2h Comunicação e Marketing 2h Gestão de Clientes 8h Defesa de Interesses 2h Aperfeiçoamento de Dirigentes Sindicais 8h Arrecadação Sindical 8h Técnicas de Negociação 8h Análise de Ambientes 4h Planejamento Estratégico 12h Definição de Metas 4h Monitoramento de Indicadores 4h Implementaçã o de Projetos 6h Sensibilização de Lideranças 2h Formação Líderes Gerenciais 8h Desenvolvimento de Equipes 6h Programa 5S 4h Mapeamento de Processos 8h MASP 8h Benchmarking 6h

41 Lições de Ponto a Ponto Oficinas dos Critérios Lições Ponto a Ponto

42 Objetivos • Aplicar o conhecimento de forma prática; • Possibilitar a compreensão de maneira fácil a qualquer pessoa em um curto espaço de tempo; • Possibilitar auto aprendizado, por ser elaborada pela própria pessoa; • Permitir o desenvolvimento conjunto do treinando e do treinado; • Elevar a qualidade do grupo, levando a teoria vista nos treinamentos para a prática em forma de oficinas,.

43 Interação com as Partes Interessadas Slide No. 43 • • Parte Interessada Formas de Interação Método Quem Realiza Freqüê ncia Desde Representados Associados Diretoria Parcerias e Convênios Colaboradores Governo Fornecedores Contadores Outras Entidades (Fecomercio, Sesc,Senac,etc) PREENCHENDO O FORMULÁRIO Parte Interessada Identifique quais são as partes interessadas da Entidade. Podem ser as sugeridas ao lado. Também podem estar mais detalhadas. Exemplo: A Entidade pode detalhar a forma de interação com outras Entidades, especificando cada uma. Formas de Interação Identifique qual a forma de interação com cada uma das partes interessadas listadas. A forma de Interação pode ser diferente para cada uma das partes interessadas. Exemplo: Interação com Representados - via Ofício / Interação com a Diretoria - Reunião. Método Descreva como acontece a interação. Exemplo: A entidade realiza reuniões trimestrais envolvendo representantes da classe contábil em um almoço com o objetivo de alinhar questões relativas à contribuição sindical. Quem Realiza Descreva quem é o responsável em realizar a interação com a parte interessada em questão. Também podemos ter pessoas diferentes. Exemplo: Parte Interessada: Colaboradores - Quem realiza: Executivo / Parte Interessada: Governo - Quem Realiza: Presidente. Frequência Defina a periodicidade com que ocorre a interação. Exemplo: Diária, Semanal, Quinzenal, Mensal, Bimestral, Trimestral, Semestral ou Anual. Desde Especifique a data de quando iniciou a interação. 1 Ofício Reunião 2 3 A entidade realiza reuniões trimestrais envolvendo representantes da classe contábil em um almoço com o objetivo de alinhar questões relativas à contribuição sindical. 2 Executivo Presidente Anual Mensal Março

44 Oficinas das Lições Ponto a Ponto

45 Comunicação SEGS

46 Agendamento  Análise dos Planos de Melhoria dos sindicatos e da federação;  Alinhamento das necessidades de Federação e Sindicatos;  Preenchimento da Agenda de Trabalho, com justificativa, para análise das demandas pelo CPE/CNC. Forma de Agendamento

47  4 assessores atuando no planejamento do SEGS / PDA;  Assessores desvinculados das Federações (vocacionamento);  Otimização da logística de deslocamento;  Melhor relação custo x benefício nos atendimentos. Agendamento Premissas dos Trabalhos em 2012

48  Teor do atendimento: Capacitação, Consultoria coletiva ou individual  Quantidade de Entidades e pessoas envolvidas  Localização dos atendimentos:  Capital / Interior  Federação / Sindicato  Datas e horários de início e fim dos atendimentos  Roteiro de viagem do Assessor Agendamento x Atendimento Aspectos a Considerar

49 Agendamento x Atendimento  Coerência e união de esforços (Federações e CNC) para considerar as premissas e os aspectos citados  Compactação de agenda (Não fazer em 2 dias o que pode ser feito em 1)  Aumento da quantidade de atendimento a distância ( , Telefone, Skype, Facebook, EAD)  Evitar atendimentos nas segundas-feiras, dia em que os assessores focados em planejamento e atividades da CNC;  Evitar a repetição de trabalhos já realizados. Expectativas

50 Agendamento x Atendimento  A falta de parceria “CNC-Federações” no agendamento pode inviabilizar a realização de um atendimento.  A falta de comprometimento de uma Federação em fazer cumprir com o combinado no ato do agendamento, pode incorrer na inviabilização de atendimentos futuros Possíveis Consequências

51 Palestra “Tecnologias na Educação” Aline Albuquerque (SESC/DN) EAD

52 EAD - SEGS Ambiente Web Treinamento de Avaliadores Nível 1 Implementação de Projetos Vídeo Didático Introdução ao SEGS Videoconferência Experimento Inicial Dia 23/05, das 14h30 às 17h30

53 INTERVALO

54 Produtos PDA

55 • Banco de Dados da Contribuição Sindical • Palestras para Lideranças Sindicais • Portfólio de Produtos e Serviços • Sites dos Sindicatos • Software de Gestão • Modernização Tecnológica • Marketing Associativo Benefícios para entidades: Estruturação Interna Fortalecimento da representatividade Melhoria da imagem Associativismo Benefícios para empresas: Parceria/ Aproximação com entidades PDA

56 Banco de Dados (BDCS) Atualização de Dados: 19 Federações e 263 sindicatos Resultados-2011

57 Palestra Palestras Realizadas Participantes 1 A importância do Associativismo Defesa de Interesses do Comércio Produtos e Serviços Essenciais Gestão do Quadro Associativo Comunicação e Marketing17570 Total : Palestras incorporadas ao Menu de Capacitações do SEGS com carga horária de 2h e conduzidas por profissionais da CNC

58 • 14 Novos Produtos e Serviços • Lançamento no 28º Encontro Nacional de Sindicatos (Maio, em Natal/RN)

59 Site dos Sindicatos • Lançado em maio de 2011 • Fase 1: 13 federações e 56 sindicatos • Fase 2: Maio/2012

60 Modernização Tecnológica Software de Gestão Marketing Associativo Novos Produtos PDA

61 Modernização Tecnológica O que é? • Projeto para facilitar o acesso das entidades sindicais à aquisição de equipamentos de informática Como será? Convênio com instituição financeira OU Convênio com fabricante

62 Slide No. 62 • • Software de Gestão O que é? Software de Gestão para Federações e Sindicatos. Opções de Execução • Convênio com os Fornecedores; • Aquisição de Software, ou • Desenvolvimento de Software.

63 Materiais de divulgação das ações e serviços dos Sindicatos, Federações e CNC visando captação de novos associados. Folder Pasta Cartão de Visita Folha Timbrada Vídeo Institucional  O planejamento do projeto será trabalhado com o Comitê de Comunicação da CNC

64 Atribuições dos Multiplicadores

65 1. Organizar o processo de implantação do SEGS na sua Federação e nos Sindicatos de sua base; 2. Informar ao Deplan os sindicatos que irão participar do Ciclo indicando o nível de avaliação de cada um conforme as regras do Programa SEGS e os prazos estabelecidos. 3. Planejar, junto ao Assessor Técnico da CNC, a Agenda de Trabalho da Federação, incluindo o atendimento aos Sindicatos de sua base 4. Incentivar a participação dos Sindicatos e da própria Federação nas etapas do SEGS, disseminando a cultura da excelência e envolvendo as respectivas diretorias 5. Prestar atendimento aos Sindicatos de sua base nas atividades planejadas, incluindo programação, convite, controle de presenças e provimento de recursos didáticos 6. Realizar controle das informações de participação da federação e dos sindicatos no SEGS, incluindo dados de consultorias e treinamentos realizados e das pessoas e entidades envolvidas 7. Comunicar as etapas e resultados do SEGS junto a Federação e aos sindicatos 8. Receber as Auto- avaliações, Avaliações de Consenso e Planos de Melhoria dos Sindicatos de sua base, garantir a consistência das informações e encaminhar as Avaliações de Consenso ao Deplan Atribuições

66 1. Organizar o SEGS 2. Informar participantes do Ciclo 3. Planejar a Agenda de Trabalho 4. Incentivar a participação no SEGS 5. Prestar atendimento nas atividades 6. Realizar controle das informações 7. Comunicar as etapas e resultados 8. Garantir a consistência das Avaliações Atribuições Atribuições dos Multiplicadores

67 FILME

68 Slide No. 68 • • DINÂMICA 6 grupos (por região do país) Centro Oeste Nordeste Sudeste Norte Sul Federações Nacionais

69 Slide No. 69 • • DINÂMICA Debate (30 min) sobre a atuação dos multiplicadores Apresentação (5 min) de um destaque ocorrido na atuação de um multiplicador da região

70 Slide No. 70 • • Encerramento


Carregar ppt "IX Encontro de Multiplicadores 2012. Slide No. 2 • • Palavra do Diretor Pedro Nadaf."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google