A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

No domingo retrasado... O DESERTO NA VIDA DE DAVI... DO PALÁCIO PARA O DESERTO: Em fuga, Davi chegou à cidade de Gate, na Filístia. Para sobreviver,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "No domingo retrasado... O DESERTO NA VIDA DE DAVI... DO PALÁCIO PARA O DESERTO: Em fuga, Davi chegou à cidade de Gate, na Filístia. Para sobreviver,"— Transcrição da apresentação:

1

2 No domingo retrasado...

3

4 O DESERTO NA VIDA DE DAVI... DO PALÁCIO PARA O DESERTO: Em fuga, Davi chegou à cidade de Gate, na Filístia. Para sobreviver, Davi se tornou servo de um rei filisteu - Aquis. Acompanhado por 600 homens e suas famílias, Davi passou a viver na cidade de Ziclague. EMBAIXAEMBAIXA

5 DOIS (importantíssimos) EVENTOS... Jônatas foi ferido, mortalmente, em batalha ; Saul escolheu o suicídio, em vez de morrer pelas mãos do inimigo.

6 1 SAMUEL 31 1 E aconteceu que, em combate com os filisteus, os israelitas foram postos em fuga e muitos caíram mortos no monte Gilboa. 2 Os filisteus perseguiram Saul e seus filhos, e mataram Jônatas, Abinadabe e Malquisua, filhos de Saul. 3 O combate foi se tornando cada vez mais violento em torno de Saul, até que os flecheiros o alcançaram e o feriram gravemente. 4 Então Saul ordenou ao seu escudeiro: "Tire sua espada e mate-me com ela, senão sofrerei a vergonha de cair nas mãos desses incircuncisos". Mas seu escudeiro estava apavorado e não quis fazê-lo. Saul, então, pegou sua própria espada e jogou-se sobre ela.

7 1 SAMUEL 31 5 Quando o escudeiro viu que Saul estava morto, jogou-se também sobre sua espada e morreu com ele. 6 Assim foi que Saul, seus três filhos, seu escudeiro e todos os seus soldados morreram naquele dia. 7 Quando os israelitas que habitavam do outro lado do vale e a leste do Jordão viram que o exército tinha fugido e que Saul e seus filhos estavam mortos, fugiram, abandonando suas cidades. Depois os filisteus foram ocupá-las. 8 No dia seguinte, quando os filisteus foram saquear os mortos, encontraram Saul e seus três filhos caídos no monte Gilboa.

8 1 SAMUEL 31 9 Cortaram a cabeça de Saul, pegaram suas armas, e enviaram mensageiros por toda a terra dos filisteus para proclamarem a notícia nos templos de seus ídolos e entre o seu povo. 10 Expuseram as armas de Saul no templo de Astarote e penduraram seu corpo no muro de Bete-Seã. 11 Quando os habitantes de Jabes-Gileade ficaram sabendo o que os filisteus tinham feito com Saul, 12 os mais corajosos dentre eles foram durante a noite a Bete-Seã. Baixaram os corpos de Saul e de seus filhos do muro de Bete-Seã e os levaram para Jabes, onde os queimaram. 13 Depois enterraram seus ossos debaixo de uma tamargueira em Jabes, e jejuaram durante sete dias.

9 Os livros de Samuel narram as histórias de Davi pelo lado de fora; os Salmos – as orações de Davi – apresentam as mesmas histórias pelo lado de dentro. O LADO DE DENTRO DE DAVI...

10 O que podemos aprender com este MOMENTO chave da vida de DAVI ?

11 Davi cantou este lamento sobre Saul e seu filho Jônatas, e ordenou que se ensinasse aos homens de Judá; é o lamento do Arco, eu foi registrado no Livro de Jasar (2 Samuel 1.17). Cerca de 70% dos Salmos são lamentações. Esses lamentos dão origem à vida de oração de Davi. Ele enfrentou, continuamente, perdas, decepções e morte. Mas, nunca negou, anulou ou pisou de leve qualquer dessas dificuldades. Tudo enfrentou e por tudo orou (Eugene Peterson).

12 “O seu esplendor, ó Israel, está morto sobre os seus montes. Como caíram os guerreiros [...] Chorem por Saul, ó filhas de Israel! (2 Samuel 1.19; 24). Saul odiava a Davi. Saul perseguiu a Davi. Saul enganou a Davi. Em todos aqueles anos no deserto, Davi viveu num mundo sob o ódio de Saul. Perigo, necessidade, solidão, perdas - tudo por causa de Saul. Mas havia algo mais nisso tudo que possuía um significado bem maior que o ódio de Saul por Davi: a unção de Deus em Saul. O que Deus tinha feito por Saul superava em muito qualquer coisa que Saul fizesse a Davi. E foi isso que Davi preferiu considerar (Eugene Peterson).

13 Como estou triste por você, Jônatas, meu irmão! Como eu lhe queria bem! Sua amizade era, para mim, mais preciosa que o amor das mulheres (2 Samuel 1.26). “Ó Jônatas, meu querido amigo, meu irmão, tua morte me deixa para sempre esmagado. Preciosa era para mim a tua amizade, como eu jamais conhecera nem nunca fora amado – como jamais há de ser nem conhecer meu coração” (2 Samuel 1.26). O sofrimento que penetra o coração e, é aceito, admitido, pode se tornar um poema. Não é menor como sofrimento; mas, é menos terrível (Eugene Peterson).

14 PARA MEDITAR E ORAR... 1) Como você enfrenta os ataques da dor? Você abre o seu coração e busca a ajuda divina ou murmura contra Deus? 2) Você já ponderou sobre as razões do seu ódio? Você já tentou amar o seu desafeto e orar por ele? 3) “Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem” (Romanos 12.21). * Você encontra os slides da série em:


Carregar ppt "No domingo retrasado... O DESERTO NA VIDA DE DAVI... DO PALÁCIO PARA O DESERTO: Em fuga, Davi chegou à cidade de Gate, na Filístia. Para sobreviver,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google