A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula de véspera Biologia. Teorias de evolução Mutação Recombinação gênica Variabilidade individual Seleção natural Adaptação atua sobre gera  Lamarckismo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula de véspera Biologia. Teorias de evolução Mutação Recombinação gênica Variabilidade individual Seleção natural Adaptação atua sobre gera  Lamarckismo."— Transcrição da apresentação:

1 Aula de véspera Biologia

2 Teorias de evolução Mutação Recombinação gênica Variabilidade individual Seleção natural Adaptação atua sobre gera  Lamarckismo  Darwinismo (Darwin e Wallace)  Neodarwinismo ou teoria sintética da evolução Lei do uso e do desuso Herança dos caracteres adquiridos

3 Irradiação adaptativa Órgãos homólogos Convergência adaptativa Órgãos análogos

4 Curvas de crescimento populacional Andorinhas migratórias Infestação de carrapatos

5 Curvas de crescimento populacional Roedores comem os ovos das tartarugas e das aves nativas Aplicação de raticida Aplicação de antibióticos

6 N2N2 NH 3 (amônia) NO 3 - (nitrato) NO 2 - (nitrito) fixaçãonitrosaçãonitratação Bactérias e cianobactérias fixadoras Rhizobium Bactérias nitrosas Nitrosomonas Nitrosococcus Bactérias nítricas Nitrobacter Desnitrificação – Bactérias desnitrificantes – Pseudomonas nitrificação plantas animais Amonização Ciclos biogeoquímicos

7

8 Monocotiledôneas e dicotiledôneas (eudicotiledôneas) Angiospermas Dicotiledôneas Monocotiledôneas

9 Transpiração estomática e condução de seiva bruta Estômato ABRE ENTRA água na célula-guarda FECHA SAI água na célula-guarda TRANSPIRAÇÃO Condução de seiva bruta

10 METABOLISMO DE CONTROLE DNA (gene) RNAm Proteína TranscriçãoTradução ProcariontesOcorre no citoplasma EucariontesOcorre no núcleoOcorre no citoplasma

11 METABOLISMO DE CONTROLE  Código genético DegeneradoUniversal Um aminoácido pode ser determinado por mais de um códon É o mesmo para todos os seres vivos TCA DNA RNA (códon) AGU Ser Aminoácido TCG DNA RNA (códon) AGC Ser Aminoácido

12 REFICOFAGE ProcariontesAutótrofosUnicelularesMoneraArqueobactérias Eubactérias Archaea Bacteria EucariontesAutótrofos Heterótrofos Uni/multicelulares Unicelulares ProtistaAlgas Protozoários Eukarya EucariontesHeterótrofos por absorção Uni/multicelularesFungiFungosEukarya EucariontesHeterótrofos por ingestão MulticelularesAnimalAnimaisEukarya EucariontesAutótrofosMulticelularesVegetalPlantasEukarya Plantas: parede celular de celulose. Fungos: parede celular de quitina Bactérias: parede celular de peptidoglicano Arqueobactérias: Não possuem parede celular com peptidoglicano. Plantas: parede celular de celulose. Fungos: parede celular de quitina Bactérias: parede celular de peptidoglicano Arqueobactérias: Não possuem parede celular com peptidoglicano.

13 DoençasVetores DengueAedes aegypti (urbano e diurno) Febre AmarelaAedes aegypti (urbano e diurno) Haemagogus (silvestre e diurno) ChagasTriatoma (Chupança/ barbeiro; silvestre e noturno) MaláriaAnopheles (mosquito-prego; noturno) LeishmanioseLutzomia (birigui/ mosquito –palha; noturno) Filariose ou elefantíaseCulex (noturno) DSTs: câncer por HPV; AIDS; Herpes; Hepatite B, C e D; Gonorreia; Sífilis (Treponema pallidum) e candidíase. ovo cisticerco (larva) tênia adulta CISTICERCOSE TENÍASE Esquistossomose Fezes Ovos Miracídio Caramujo Biomphalaria Cercária LAGOA DE COCEIRA Esquistossomose Fezes Ovos Miracídio Caramujo Biomphalaria Cercária LAGOA DE COCEIRA Nematelmintos: Ciclo de Loss ou cardiopulmonar: NASA Nematelmintos: Ciclo de Loss ou cardiopulmonar: NASA

14 CARACTERÍSTICASINSETOSARACNÍDEOSCRUSTÁCEOSQUILÓPODESDIPLÓPODES ANTENAS1 PAR-2 PARES1 PAR ( LONGO)1 PAR (CURTO) PATAS3 PARES4 PARES4 OU 5 PARES 1 PAR POR SEGMENTO 2 PARES POR SEGMENTO ASAS 0, 1 OU 2 PARES ---- TAGMAS CABEÇA, TÓRAX E ABDOME. CEFALOTÓRAX E ABDOME CABEÇA E TRONCO CABEÇA, TÓRAX E ABDOME EXCREÇÃO TÚBULOS DE MALPIGHI GLÂNDULAS COXAIS GLÂNDULAS VERDES OU ANTENAIS TÚBULOS DE MALPIGHI RESPIRAÇÃOTRAQUEALFILOTRAQUEALBRANQUIAL (AQUÁTICOS) CUTÂNEA (TERRESTRES) TRAQUEAL ECDISONA E HORMÔNIO JUVENIL

15 CORDADOS Peixes Anfíbios Repteis Aves Mamíferos Ósseo ou cartilaginoso? Água ou terra? Larva x Adulto Conquista do ambiente terrestre! Por que passarinho voa? Glândulas mamárias Diafragma Hemácia anucleada Pelos Glândulas sudoríparas Glândulas sebáceas

16 ESTRUTURA E FUNÇÕES DO DNA Atenção:! Ativação/inativação dos genes: histonas, metilação, RNAs (influência de fatores ambientais  EPIGENÉTICA) Cruzamentos consanguíneos: chance de homozigose recessiva Duplicação: transmissão de informações Transcrição: controle do metabolismo e das características morfológicas

17 MITOSE Ploidia de uma célula diplóide 2n n 2n = 2 2 DNA 2n = 2 4 DNA 2n = 2 2 DNA 2n = 2 2 DNA S Mitose Formação das cromátides-irmãs Separação das cromátides-irmãs

18 MEIOSE 2n = 2 2 DNA 2n = 2 4 DNA S Meiose I n = 2 2 DNA Meiose II n = 1 1 DNA Separação dos homólogos Formação das cromátides-irmãs Separação dos homólogos Separação das cromátides-irmãs

19 SEGUNDA LEI DE MENDEL AaBb x AaBb  9 A__B__ : 3 A__ bb : 3 aaB__ : 1 aabb AaBb x aabb  1 A__B__ : 1 A__ bb : 1 aaB__ : 1 aabb SEGUNDA LEI DE MENDEL X LINKAGE Gametas2ª LeiLinkage parcialLinkage total CISTRANSCISTRANS ab ABAaBb AbAabb aBaaBb abaabb 25% 40% 10% 40% 10% 40% 10% 50% % % -----

20 Glucagon Adrenalina Cortisol GLICEMIA mg/dl Insulina: aumenta a síntese e diminui a degradação de glicogênio, diminui gliconeogênese e a lipólise, aumenta a captação de glicose e aminoácidos

21

22 Animais endotermos Animais ectotermos Animais endotermos Animais ectotermos

23 "Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer!" Mahatma Gandhi Boa prova!


Carregar ppt "Aula de véspera Biologia. Teorias de evolução Mutação Recombinação gênica Variabilidade individual Seleção natural Adaptação atua sobre gera  Lamarckismo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google