A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Compensação de Energia Reactiva Aplicação das novas Regras de Facturação Despacho nº 7253/2010 e novo RRD Lindoso, 26 Novembro 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Compensação de Energia Reactiva Aplicação das novas Regras de Facturação Despacho nº 7253/2010 e novo RRD Lindoso, 26 Novembro 2010."— Transcrição da apresentação:

1 Compensação de Energia Reactiva Aplicação das novas Regras de Facturação Despacho nº 7253/2010 e novo RRD Lindoso, 26 Novembro 2010

2 Encontro DCQS 1 Índice 1.Energia Reactiva 1.Para que serve? 2.Efeitos. 3.Compensação. 4.Metodologia de facturação actual (REN – EDP D) 5.Facturação (2009/10) 2.Despacho ERSE nº 7253/2010 e novo RRD 3.Avaliação PdE Torrão 4.Parque de Baterias de Condensadores

3 Encontro DCQS Energia que transita nas redes de distribuição: 2 Energia Reactiva – Para que serve? Energia Activa Energia Reactiva fonte : dclips.fundraw.com/400dir/dru nken_duck_Beer.gif

4 Encontro DCQS 3 Energia Reactiva – Efeitos Porquê compensar a energia reactiva? Perdas q.d.t. Sobrecargas Factura energética Dimensionamento da rede Investimentos Alteração da qualidade de energia eléctrica fonte: content/uploads/2009/06/istock_ xsmall-287x300.jpg

5 Encontro DCQS 4 Energia Reactiva – Compensação Preferencialmente a compensação de energia reactiva deverá ser o mais próximo possível das cargas: •Em instalações da EDP Distribuição, tais como barramentos MT de SE AT/MT. •Instalações de clientes fonte :

6 Encontro DCQS 5 Metodologia de facturação (REN – EDP D) 00h00 07h00 Horas de Vazio: Domingos e Feriados Horas Fora de Vazio: Algumas horas de sábado 12h00 Dias úteis sol e lua fonte: g/TOfKEkpj99I/AAAAAAAAARY/EtbN 9OI7S80/s320/sol.jpg lua.gif

7 Encontro DCQS Avaliação do ano de 2009/2010 (até Setembro*) 6 Retrospectiva (facturação REN – EDP D 2009/10)

8 Encontro DCQS Objectivo: -Aumento da eficiência, pela redução de perdas levou a novas Regras (ERSE e DGEG); -Incentivo aos clientes da adequada compensação de energia, pela fixação de limites mais exigentes. 7 Energia Reactiva – Novo Enquadramento Legal fonte : ervicos/img/wm-eficiencia-energetica.jpg D ESAFIO /O PORTUNIDADE DE M ELHORIA

9 Encontro DCQS Principais alterações (REN e EDP Distribuição) R < 0,3P 0,3 ≤ R < 0,4P 0,4 ≤ R < 0,5P R ≥ 0,5P 8 Despacho ERSE nº 7253/ escalões (HFV) Período de integração: Balanço Diário Balanço Mensal Agregação de malhas 60 kV:Preços:

10 Encontro DCQS 9 Despacho ERSE nº 7253/2010 Período Transitório Janeiro de 2011 Aplicação de factores multiplicativos ao preço de referência nos escalões 0,4 ≤ tg  < 0,5 e tg  ≥ 0,5 Adopção do período de integração diário entre a REN e EDP Distribuição. Janeiro de 2012 Entrada em vigor do escalão 0,3 ≤ tg  < 0,4

11 Encontro DCQS 10 Novo RRD Regras para a Energia Reactiva nas ligações à RND: -Produção em Regime Ordinário HFV  tg  ≥ 0,4 ; HV  tg  = 0; Período de integração: 60 minutos; -Produção em Regime Especial HV  tg  = 0; AT, MT (P>6 MW) e BT  tg  = 0; MT (P ≤ 6 MW)  tg  ≥ 0,3; Período de integração: 60 minutos. barragem e aerogerador fonte: portugal/images/CastelodeBode.jpg br/noticias/energia-eolica-e-mais- barata-que-termicas-a-gas- e/images/Gigante-dos-ventos- tratada.jpg

12 Encontro DCQS 11 Preparação para novas Regras Trabalho desenvolvido em conjunto pelo DNDAT, DSDAT e DCQS-ER: •Priorização por ponto injector da sequência de análise, tendo por base aqueles em que mais se pagou de reactiva em 2009; •Análises de trânsito de reactiva por injector; •Caracterização do parque de baterias de condensadores; •Identificação de formas de controlo “on- line”. fonte: amwork-155.jpg

13 Encontro DCQS 12 Preparação para novas Regras Interacção DCQS-AR/ER/QT: ER - Definição do HBC de forma integrada com estudos de compensação de reactiva AR – Implementação da função de automatismo CHBC e análise ao seu funcionamento. QT - Identificação de situações criticas no âmbito da 5ª Harmónica. Avaliação de impacto na QEE.

14 Encontro DCQS 13 PdE Torrão - Caracterização da rede 60 kV ligada em configuração normal * Só em 2010, com a passagem a SE definitiva, é que a SE Lousada passou a ter BC PE 15 kV Tendais (10,75 MW) cos  = 1 PC Cabril: 115 MW de limite de potência de injecção. Após futura entrada em exploração da Ln 60 kV PC Cabril – Carrapatelo (REN):  44,7 MW - PdE Carrapatelo;  70,2 MW – PdE Torrão. (8,8 MW) tg  ≥ 0,4 (10 MW) cos  = 1 (7 MW) tg  ≥ 0,4 (11,4 MW) cos  = 1 (10 MW) cos  = 1 (15 MW) tg  ≥ 0,4 (11,4 MW) cos  = 1 (21,2 MW) cos  = 1 (20,2 MW) cos  = 1 *

15 Encontro DCQS 14 Movimento de energia – Dezembro de 2009 HFV. PdE Torrão

16 Encontro DCQS 15 Movimento de energia – Dezembro de 2009 HFV. PdE Torrão. Avaliação diária. Injecção de Energia Activa no PdE Torrão não acompanhada da componente de Energia Reactiva (tg  ≥ 0,4). Apenas quatro dias no mês de Dezembro de 2009 com tg  ≤ 0,4.

17 Encontro DCQS 16 Identificação de problemas o 2005: passagem de 84 MW para cos  = 1 devido a alterações significativas do perfil de tensão (73% da potência injectada total). o 2007: Entrada em exploração da SE Fornos com PRE na MT de 10,75 MW com cos  = 1 evitando variações no perfil da tensão na SE Fornos. o 2007: REN deixa de considerar na facturação do PdE Torrão os PRE então ligados ao PC 60 kV Cabril. * SE RD compensadas localmente (tg  < 0,4). Desequilíbrio da tg   > 0,4 no PdE Torrão* Forte facturação de reactiva nas HFV Cerca de 38,3 Mvar em falta

18 Encontro DCQS 17 Identificação de problemas - Exemplo A injecção de Energia Activa na AT não é acompanhada da respectiva componente de Energia Reactiva. Para tg  ≥ 0,4  1,2 Mvar; Para tg  ≥ 0,3  0,9 Mvar. Aumento perdas! (circulação de reactiva na rede AT) PE Tendais com cos  = 1:  Estabilização do perfil de tensão no barramento 15 kV da SE Fornos;  Minimização do número de manobras do regulador do TP AT/MT. SE Fornos Situação análoga ocorre no PC 60 kV Cabril/PdE Torrão!

19 Encontro DCQS 18 Facturação de Comparação com a aplicação das novas regras. SE Fornos penalizada  PE Tendais cos  = 1; SE Entre-os-Rios, Bustelo e Lousada  desajuste da distribuição de BC % + 5%

20 Encontro DCQS 19 Avaliação, por painel PdE Torrão, do dia 28 de Dezembro de Bustelo Fornos Entre-os-Rios Cabril

21 Encontro DCQS 20 Avaliação global PdE Torrão, dia 28 de Dezembro de PdE Torrão

22 Encontro DCQS 21 PdE Torrão- Definição Horários BC (tg  ≤ 0,3)

23 Encontro DCQS 22 Recomendações. o Ajuste da metodologia de cálculo da energia reactiva a facturar, retirando a componente relativa aos PRE ligados ao PC 60 kV Cabril (de forma mais genérica não deverão ser considerados, para efeito de cálculo, as componentes relativas a PRE directamente ligados ao andar AT de cada PdE); o Impossibilidade de implementação do horário nas SE Entre-os-Rios e SE Bustelo! Automatismo não funciona com dois escalões. o Implementar esquema horário por automatismo para as BC Lousada e Fornos de acordo com o ficheiro anexo. O objectivo do horário definido é a compensação local/minimização de perdas na rede AT.

24 Encontro DCQS • Identificação, por PdE, do estado do respectivo parque de baterias de condensadores; • Estudo e definição de horários ajustados à tg  ≤ 0,3; • Identificação de necessidades (aumento da capacidade instalada, rotação de equipamentos, etc). 23 Caracterização do Parque de BC

25 Encontro DCQS 24 Caracterização do Parque de BC – Portal DDC

26 Encontro DCQS 25 Compensação de Energia Reactiva Aplicação das novas Regras de Facturação FIM!


Carregar ppt "Compensação de Energia Reactiva Aplicação das novas Regras de Facturação Despacho nº 7253/2010 e novo RRD Lindoso, 26 Novembro 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google