A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IV Seminário Internacional de Energia Elétrica 25/08/2009 Roberto Brandão Problemas no cálculo das Garantias Físicas para os Leilões de Energia Nova.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IV Seminário Internacional de Energia Elétrica 25/08/2009 Roberto Brandão Problemas no cálculo das Garantias Físicas para os Leilões de Energia Nova."— Transcrição da apresentação:

1 IV Seminário Internacional de Energia Elétrica 25/08/2009 Roberto Brandão Problemas no cálculo das Garantias Físicas para os Leilões de Energia Nova

2 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 2 Sumário 1.Cenário para a matriz 2.Mesuração dos benefícios dos projetos de geração 3.Experimento: benefícios da biomassa e de termoelétricas 4.Problemas causados pela metodologia atual 5.Conclusões

3 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 3 Cenário básico para a matriz Geração hídrica continuará preponderante. Há restrições à construção de hidroelétricas com reservatórios: ambientais e geográficas. Diminui a capacidade de regularização dos reservatórios. Necessidade crescente de geração complementar, sobretudo no período seco. Transição para matriz hidro-térmica.

4 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 4 Redução da capacidade de regularização dos reservatórios Fonte: Chipp, Hermes. Procedimentos Operativos para Assegurar o Suprimento Energético do SIN. Apresentação no GESEL-IE-UFRJ, Rio de Janeiro, 9 de julho 2008.

5 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 5 Energia Natural Afluente

6 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 6 Mais 30GWméd no Norte: águas

7 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 7 Fontes de geração complementar à hídrica 1.Fontes com sazonalidade complementar à hídrica (biomassa, eólica). 2.Térmicas com custo variável baixo (ex: carvão, gás em ciclo combinado). 3.Térmicas com vocação para operação na base (co-geração, nuclear, térmicas com algum grau de inflexibilidade, ainda que sazonal).

8 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 8 Geração inflexível na seca: biomassa

9 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 9 Mas leilões têm contratado geradoras com baixa eficiência Leilões A-3 e A-5 apresentaram viés a favor de projetos de térmicas flexíveis, sobretudo óleo e GNL. Poucos projetos de termoelétricas eficientes se apresentam nos leilões. Há desestímulo a projetos com inflexibilidade. Forma encontrada de excluir projetos indesejáveis dos leilões foi limitar o CVU.

10 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 10 Hipóteses centrais O cálculo da Garantia Física das usinas não mede corretamente o valor dos novos projetos para o sistema: i.Benefício da sazonalidade complementar da bioeletricidade no Sudeste e Centro-Oeste é subestimada. ii.Térmicas com despacho flexível são superestimadas.

11 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 11 O problema do cálculo da Garantia Física Consumidores têm que contratar energia garantida dos geradores. Garantia física do sistema (carga crítica) deve ser igual à soma das garantias físicas das usinas. Assim, necessidades de aumento de carga levam à contratação de novas usinas que viabilizam a expansão do sistema no mesmo ritmo do aumento do consumo.

12 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 12 O problema do cálculo da Garantia Física O benefício energético de uma usina seria corretamente medido pelo aumento da Garantia Física do Sistema. Mas legalmente a Garantia Física é calculada em um rateio: é função da produção, ponderada pelo valor da energia gerada. É fácil mostrar que a metodologia legal provoca distorções importantes com relação à correta.

13 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 13 Garantia física superestimada: Santo Antônio e Jirau (em MWméd e %)

14 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 14 Santo Antônio e Jirau: conclusões i.A introdução de Santo Antônio e Jirau aumentou a Garantia Física do Sistema menos que sua Garantia Física legal. ii.Parte da energia comprada pelos consumidores não é energia garantida. iii.O custo da energia destas usinas para o sistema é maior do que o calculado.

15 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 15 Garantia física subestimada: Térmicas de CVU baixo Há casos de usinas com externalidades positivas, como as de CVU baixo: Leilão A-5 de 2007: 4 usinas com CVU < R$ 82 e potência total de MW. (Gases de processos industrial, casca de arroz, cavaco de madeira e carvão mineral). A-3 de 2008: 7 usinas com CVU < R$ 90 e potência total de 200MW. (Capim elefante e dejeto aviário/resíduo sólido vegetal).

16 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 16 Garantia física subestimada: Térmicas de CVU baixo (em MWméd e %)

17 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 17 Experimento sobre garantias físicas Experimento mediu as garantias físicas de usinas de biomassa e de várias termoelétricas: Pela metodologia oficial; Pelo aumento da garantia física do sistema. Foi usado o caso base utilizado pela EPE para cálculo das garantias físicas dos Leilões A-3 e A-5 de 2008 e o Newave versão 14.

18 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 18 Dados das usinas modeladas Biomassa com geração entre maio e novembro. Quatro termoelétricas semelhantes a vencedoras dos leilões A-3 e A-5 de 2008:

19 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 19 Resultados das Usinas de Biomassa

20 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 20 Resultados para outras termoelétricas

21 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 21 Garantias físicas: metodologia atual X aumento da garantia física do sistema

22 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 22 A-3 e A : garantia física legal e aumento da garantia física do sistema

23 GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 23 Conclusões i.Comprovadas as hipóteses formuladas: Sazonalidade complementar da biomassa tem valor subestimado nos leilões. Todas as termoelétricas que venceram os leilões de 2008 tiveram o benefício elétrico superavalido. ii.Problemas no cálculo das garantias físicas provocam sérios problemas na seleção de projetos em leilões.

24 Conclusões iii.Sistema está se expandindo à base de lastro de papel. iv.Metodologia atual de cálculo das garantias físicas é deficiente e precisa ser revista. GESEL – Grupo de Estudos do Setor Elétrico – IE/UFRJ 24


Carregar ppt "IV Seminário Internacional de Energia Elétrica 25/08/2009 Roberto Brandão Problemas no cálculo das Garantias Físicas para os Leilões de Energia Nova."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google