A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ferramenta: E extrair para c:\Temp.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ferramenta: E extrair para c:\Temp."— Transcrição da apresentação:

1 Ferramenta: E extrair para c:\Temp

2 Modelagem Organizacional I* Framework Fernando Raposo da C. Silva (Janeiro – 2005)

3 Roteiro Modelagem Organizacional O que é modelagem organizacional O conceito de i* Características do i* Ferramenta OME Utilizando o OME Informações Gerais Exercício Prático

4 O que é Modelagem Organizacional ? Técnica de modelagem conceitual para a descrição de processos que envolvem vários participantes ( atores ) Outras técnicas concentram-se nos aspectos comportamentais do processo ( o que faz ), deixando de lado as razões ou motivações que estão associadas aos comportamentos ( os porquês )

5 Conceito de i* Exemplo de técnica de modelagem organizacional: i* (istar) Desenvolvido por Eric Yu em sua tese de doutorado. Responde questões como: Por que atores executam os processos? Quais são as formas alternativas de executar um processo? Por que os atores possuem ou recebem informação?

6 Características do i* Tem representação gráfica na forma de uma rede de relacionamentos I* consiste em dois modelos básicos: Modelo SD (strategic dependency) descreve relações de dependência entre os atores Modelo SR (strategic rationale) explica como os atores atingem suas metas

7 Características do i* Dependência de Objetivo objetivo Eu queroEu preciso ator

8 Características do i* Objetivo Soft (softgoal) Dependência de Objetivo Soft... Semelhante à dependência de Objetivo, mas de difícil quantificação

9 Características do i* recurso...um ator utiliza um recurso Dependência de Recurso

10 Características do i* Dependência de tarefa tarefa...estipula o que deve ser feito

11 Características do i* Exemplo de diagrama SD – Media Shop Requisitos iniciais em i* Os dois principais atores são o Cliente e o Media Shop

12 Características do i* Conforme a análise prossegue, aumentam-se os relacionamentos e as entidades do modelo. Novos atores definidos

13 Características do i* Uma vez que os atores relevantes e seus objetivos foram identificados, o modelo SD pode ser dado como encerrado e podemos partir para o modelo SR Podemos considerar o modelo SD como um modelo em alto nível do modelo SR O modelo SR modela as relações de intenção dentro do ator Elementos intencionais (objetivos, tarefas, recursos...) aparecem não apenas como dependências externas, mas também como elementos internos ligados por relações de meio- fim e relações de decomposição

14 Características do i* Um relacionamento meio-fim indica um relacionamento entre um fim, e um meio para atendê-lo. Como posso alcançar o objetivo: “Tratar Pedidos dos clientes” ? R- Ou tratando por telefone, ou Pela internet ou direto na loja. Há a noção de alternativa

15 Características do i* Uma ligação de decomposição de tarefa é utilizada para modelar uma tarefa em termos de sua decomposição em sub-componentes. Como posso decompor a Tarefa “Gerenciar Loja da Internet” ? R- Subdividindo a tarefa: No objetivo Tratar Pesquisa de Item No objetivo Tratar Pedidos de Internet No softgoal Atrair novos Clientes Na tarefa Produzir Estatísticas Para a tarefa ser atendida todos os seus refinamentos devem ser realizados.

16 Características do i* Até que..

17 Utilizando a Ferramenta OME Permite a modelagem organizacional de acordo com a técnica i* Mantida pelo grupo de pesquisa Knowledge Management Lab da Universidade de Toronto Baixar em: Deszipar e executar jome3.bat

18 Exercício Prático Imagine como seria o modelo SD para a organização de uma seguradora de carros. Que atores estariam envolvidos? Quais os objetivos de cada ator?

19 Exercício Prático Uma possível solução seria:


Carregar ppt "Ferramenta: E extrair para c:\Temp."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google