A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Naturalismo 1 “Para os naturalistas, o homem é visto como um “caso” a ser cientificamente analisado.”

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Naturalismo 1 “Para os naturalistas, o homem é visto como um “caso” a ser cientificamente analisado.”"— Transcrição da apresentação:

1 Naturalismo 1 “Para os naturalistas, o homem é visto como um “caso” a ser cientificamente analisado.”

2 Naturalismo O Naturalismo foi um movimento cultural relacionado às artes plásticas, literatura e teatro. Surgiu na França, na segunda metade do século XIX. Este movimento foi uma radicalização do Realismo. Émile Zola: principal representante do Naturalismo

3 Entusiasmado com as descobertas das ciências naturais e da medicina, o escritor Émile Zola, representante máximo do Naturalismo na França, produziu romances com personagens doentias, dominadas pelos apelos da carne, do sangue e pela herança transmitida por seus ancestrais. Com Thérèse Raquin, Zola inaugurou, em 1867, o Naturalismo. Esse "romance experimental" tinha como objetivo confirmar o que na época era tido como verdade científica: heranças biológicas, condições do meio ambiente e momento histórico determinavam o caráter, a psicologia e o comportamento do ser humano.

4 Raspando o assoalho (1875) de Gustave Caillebotte.

5 Características A principal característica do Naturalismo é o cientificismo exagerado que transformou o homem e a sociedade em objetos de experiências; Descrições minuciosas e linguagem simples; Preferência por temas como miséria, adultério, crimes, problemas sociais, taras sexuais etc. A exploração de temas patológicos traduz a vontade de analisar todas as podridões sociais e humanas sem se preocupar com a reação do público.

6 Charles Darwin, o cientista inglês, em 1859 deu início a uma profunda evolução na história da ciência ao publicar sua obra fundamental denominada Sobre a origem das espécies, cujas principais ideias são: Evolucionismo: a “luta pela sobrevivência” e a “seleção natural”.

7 Hippolyte Taine defende que o comportamento humano é determinado por três fatores: Determinismo: o meio, a raça e o momento histórico.

8 Também denominado socialismo marxista, o socialismo científico foi desenvolvido no século XIX por Karl Marx e Friedrich Engels. Socialismo científico: “A religião é o ópio do povo”.

9 Positivismo O positivismo defende a idéia de que o conhecimento científico é a única forma de conhecimento verdadeiro. De acordo com os positivistas somente pode-se afirmar que uma teoria é correta se ela foi comprovada através de métodos científicos válidos.

10 Diferenças entre o Realismo e o Naturalismo Todo naturalista é realista, mas nem todo realista é naturalista. O Naturalismo “é” uma tendência dentro do Realismo. O Naturalismo é o Realismo levado às últimas consequências. A distinção entre os dois estilos nem sempre é muito nítida.

11 PERSONAGENS Condicionada a um destino contra o qual não pode lutar; Sua vida interior é reduzida a quase nada; Seu comportamento aproxima-se do comportamento animal, é movido pelo instinto;

12 Ênfase na hereditariedade física e psicológica como fator determinante do comportamento das personagens; O desequilíbrio das personagens aparece quando o ambiente físico e social favorece sua manifestação; As condições para a manifestação do conflito dramático da personagem naturalista são herança biológica e ambiente; Os espaços miseráveis evidenciam os desequilíbrios que o escritor pretende denunciar;

13 O autor tem intenção combativa, ou seja, pretende provocar a reflexão sobre a realidade social da época; O autor é objetivo, tem compromisso com a realidade; A visão apresentada é imparcial e impessoal; Há uma interpretação da vida através métodos científicos; Há preocupação com o momento histórico; Não há idealização;

14 Condicionamento das personagens ao meio físico e social: -Fatores naturais (temperamento, raça); -Fatores sócio culturais (ambiente, educação); Apresentam relação de causa e efeito; Explicação lógica e racional; Descrição minuciosa do espaço e da personagem; Linguagem mais simples que a dos românticos; Preferência por períodos curtos e de compreensão imediata.

15 Afinal, o que estava acontecendo com ela naquele dia? Nunca se sentirá tão mole. Devia ser ar contaminado. Não havia ventilação no fundo daquela via longínqua. Respirava-se toda espécie de vapores que saíam do carvão com uma efervescência de fonte, e às vezes com tal abundância que as lâmpadas apagavam-se. [...] Não podendo mais, sentiu necessidade de tirar a camisa. [...] tirou tudo, a corda e a camisa, com tanta ânsia que teria arrancado a pele, se pudesse. E agora, nua, deplorável, rebaixada ao trote de fêmea ganhando a vida pela lama dos caminhos, esfalfava-se, com a garupa coberta de fuligem e barro até a barriga, como uma égua de carroça. De quatro patas, ela empurrava o vagonete.” ZOLA, Émile. Germinal. Tradução: Francisco Bittencourt. São Paulo: Abril Cultural, P (Fragmento).


Carregar ppt "Naturalismo 1 “Para os naturalistas, o homem é visto como um “caso” a ser cientificamente analisado.”"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google