A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TECIDO CONJUNTIVO PROF. PANTHERA. Morfologicamente apresenta grande quantidade de material extracelular (matriz), constituída por uma parte não-estrutural,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TECIDO CONJUNTIVO PROF. PANTHERA. Morfologicamente apresenta grande quantidade de material extracelular (matriz), constituída por uma parte não-estrutural,"— Transcrição da apresentação:

1 TECIDO CONJUNTIVO PROF. PANTHERA

2 Morfologicamente apresenta grande quantidade de material extracelular (matriz), constituída por uma parte não-estrutural, denominada de substância fundamental amorfa (SFA), e por outra porção fibrosa. Morfologicamente apresenta grande quantidade de material extracelular (matriz), constituída por uma parte não-estrutural, denominada de substância fundamental amorfa (SFA), e por outra porção fibrosa. Origem Mesodérmica.

3 FIBROBLASTO FIBRA COLÁGENA FIBRA ELÁSTICA PLASMÓCITO MACRÓFAGO FIBRA RETICULAR CÉLULA ADIPOSA

4 Substância Amorfa: formada principalmente por água, polissacarídeos e proteínas. Pode assumir consistência rígida, como por exemplo, no tecido ósseo; e mais líquida, como é o caso do plasma sanguíneo Substância Amorfa: formada principalmente por água, polissacarídeos e proteínas. Pode assumir consistência rígida, como por exemplo, no tecido ósseo; e mais líquida, como é o caso do plasma sanguíneo

5 Fibras: de natureza protéica, distribuem-se conforme o tecido, destacando-se: Colágeno → fibras mais freqüentes do tecido conjuntivo, formada pela proteína colágeno de alta resistência (coloração esbranquiçada); Elásticas → fibras formadas fundamentalmente pela proteína elastina, possuindo considerável elasticidade (coloração amarelada); Reticulares → fibras com reduzida espessura, formada pela proteína chamada reticulina, análoga ao colágeno. Portanto, além da função de preenchimento dos espaços entre os órgãos e manutenção, toda a diversidade do tecido conjuntivo em um organismo, desempenha importante função de defesa e nutrição. Fibras: de natureza protéica, distribuem-se conforme o tecido, destacando-se: Colágeno → fibras mais freqüentes do tecido conjuntivo, formada pela proteína colágeno de alta resistência (coloração esbranquiçada); Elásticas → fibras formadas fundamentalmente pela proteína elastina, possuindo considerável elasticidade (coloração amarelada); Reticulares → fibras com reduzida espessura, formada pela proteína chamada reticulina, análoga ao colágeno. Portanto, além da função de preenchimento dos espaços entre os órgãos e manutenção, toda a diversidade do tecido conjuntivo em um organismo, desempenha importante função de defesa e nutrição.

6 Portanto, além da função de preenchimento dos espaços entre os órgãos e manutenção, toda a diversidade do tecido conjuntivo em um organismo, desempenha importante função de defesa, sustentação, transporte e nutrição.

7 A classificação dos tecidos conjuntivos reflete o componente predominante ou a organização estrutural do tecido: Tecidos Conjuntivos Propriamente Ditos Tecidos Conjuntivos Especializados Frouxo Denso Modelado / Ordenado Não modelado / Desordenado Reticular/Hematocipoiético Cartilaginoso Ósseo Sanguíneo Adiposo Unilocular Multilocular

8 Os principais tipos de tecidos de conjuntivos podem ser subdivididos em dois grupos, a partir de uma classificação considerando a composição de suas células e o volume relativo entre os elementos da matriz extracelular: Os principais tipos de tecidos de conjuntivos podem ser subdivididos em dois grupos, a partir de uma classificação considerando a composição de suas células e o volume relativo entre os elementos da matriz extracelular: tecido conjuntivo propriamente dito ( frouxo e denso). tecido conjuntivo propriamente dito ( frouxo e denso). tecidos conjuntivos especiais ( reticular, adiposo, cartilaginoso, ósseo e sangüíneo). tecidos conjuntivos especiais ( reticular, adiposo, cartilaginoso, ósseo e sangüíneo).

9 TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO (TCPD) O TCPD caracteriza-se por preenchimento dos espaços não preenchidos por outros tecidos do corpo, sendo elemento importante na conecção entre os demais tecidos, dando-lhes sustentação e conjunto.

10 TECIDO CONJUNTIVO FROUXO O tecido conjuntivo frouxo preenche espaços não- ocupados por outros tecidos, apóia e nutre células epiteliais, envolve nervos, músculos e vasos sanguíneos linfáticos. Além disso, faz parte da estrutura de muitos órgãos e desempenha importante papel em processos de cicatrização. É o tecido de maior distribuição no corpo humano. Sua substância fundamental é viscosa e muito hidratada. Essa viscosidade representa, de certa forma, uma barreira contra a penetração de elementos estranhos no tecido. É constituído por três componentes principais: células de vários tipos, três tipos de fibras e matriz.

11 Tipos de células Tipos de células O tecido conjuntivo frouxo contém dois principais de células: fibroblastos e macrófagos. Os fibroblastos têm forma estrelada núcleo grande. São eles que fabricam e secretam as proteínas que constituem as fibras e a substância amorfa. Os macrófagos são grandes e amebóides, deslocando-se continuamente entre as fibras à procura de bactérias e restos de células. Sua função é limpar o tecido, fagocitado agentes infecciosos que penetram no corpo e, também, restos de células mortas. Os macrófagos, alem disso identificam substâncias potencialmente perigosas ao organismo, alertando o sistema de defesa do corpo. Outros tipos celulares presentes no tecido conjuntivo frouxo são as células mesenquimatosas e os plasmócitos. As células mesenquimatosas são dotadas de alta capacidade de multiplicação e permitem a regeneração do tecido conjuntivo, pois dão origem a qualquer tipo de célula nele presente. Os plasmócitos são células especializadas em produzir os anticorpos que combatem substâncias estranhas que penetram no tecido.

12 FIBROBLASTO FIBRA COLÁGENA FIBRA ELÁSTICA PLASMÓCITO MACRÓFAGO FIBRA RETICULAR CÉLULA ADIPOSA TECIDO CONJUNTIVO FROUXO

13 Tecido conjuntivo denso No tecido conjuntivo denso há predomínio de fibroblastos e fibras colágenas. Dependendo do modo de organização dessas fibras, esse tecido pode ser classificado em: Não modelado: formado por fibras colágenas entrelaçadas, dispostas em feixes que não apresentam orientação fixa, o que confere resistência e elasticidade. Esse tecido forma as cápsulas envoltórias de diversos órgãos internos, e forma também a derme, tecido conjuntivo da pele; Modelado: formado por fibras colágenas dispostas em feixes com orientação fixa, dando ao tecido características de maior resistência à tensão do que a dos tecidos não-modelados e frouxo; ocorre nos tendões, que ligam os músculos aos ossos, e nos ligamentos, que ligam os ossos entre si.

14

15 TECIDO CONJUNTIVO DENSO NÃO MODELADO

16 TECIDO CONJUNTIVO DENSO MODELADO

17 TENDÃO CALCÂNEO LESIONADO

18


Carregar ppt "TECIDO CONJUNTIVO PROF. PANTHERA. Morfologicamente apresenta grande quantidade de material extracelular (matriz), constituída por uma parte não-estrutural,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google