A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Lição 1 5 de julho de 2014. “Mas agora, ó Senhor, tu és nosso Pai; nós o barro e tu o nosso oleiro; e todos nós a obra das tuas mãos.” (Isaías 64:8) Ainda.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Lição 1 5 de julho de 2014. “Mas agora, ó Senhor, tu és nosso Pai; nós o barro e tu o nosso oleiro; e todos nós a obra das tuas mãos.” (Isaías 64:8) Ainda."— Transcrição da apresentação:

1 Lição 1 5 de julho de 2014

2 “Mas agora, ó Senhor, tu és nosso Pai; nós o barro e tu o nosso oleiro; e todos nós a obra das tuas mãos.” (Isaías 64:8) Ainda que no Antigo Testamento encontremos uma ampla revelação do caráter de Deus, em poucas ocasiões é chamado de “Pai”. Quando Jesus quis ampliar esta revelação, nos ensinou a chamar a Deus: “Pai celestial” (Mateus 6:14). PAI É um Deus próximo, que nos ama, nos cuida e se preocupa conosco (Mateus 7:9-11). PAI É um Deus próximo, que nos ama, nos cuida e se preocupa conosco (Mateus 7:9-11). CELESTIAL Está no Céu, de onde recebe a adoração de milhares de anjos. Devemos respeitá-lo, reverenciá-lo e louvá-lo (Apocalipse 5:13). CELESTIAL Está no Céu, de onde recebe a adoração de milhares de anjos. Devemos respeitá-lo, reverenciá-lo e louvá-lo (Apocalipse 5:13).

3 “[Cristo] Ensinou a nos dirigirmos ao Supremo Governante do universo com um novo nome: “Pai nosso”. Essa é a verdadeira relação que Ele deseja ter conosco, e quando os lábios humanos o pronunciam com sinceridade, é como música aos ouvidos de Deus. Cristo nos dirige ao trono de Deus mediante um caminho novo que nos leva a encontrarmos com um amor paternal” E.G.W. (Review and Herald, 11 de setembro de 1894)

4 “E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (João 17:3) “E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. ” (João 17:3) O Que devemos conhecer de Deus, segundo Jeremias 9:23-24?

5 “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele.” (1 João 3:1) Qual é a maior prova de amor que nos tem dado o Pai? “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16) Quando Jesus nos quis ensinar como nos amava o Pai, nos ensinou através do terno cuidado do pastor por suas ovelhas, a solicitude com que a mulher buscou sua moeda, e o amor abnegado com que o pai recebeu de volta a seu filho perdido (Lucas 15). Por amor, o Pai entregou o seu Dom mais precioso: a vida de seu Filho amado.

6 “Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;” (Mateus 6:31-32) Sem importar as circunstâncias, o amor do Pai é constante e invariável. Nosso Pai celestial está sempre atento para atender nossas necessidades por todos os meios possíveis. Ele nos convida a não nos preocuparmos a suprir nossas necessidades, pois está disposto a supri-las completamente.

7 “Jesus apresentou o Pai como a Um a quem podemos dar nossa confiança e apresentar- lhe nossas necessidades. Quando nos aterrorizamos ante Deus e somos invadidos pelo pensamento de sua glória e majestade, o Pai aponta a Cristo como seu representante. O que vês revelado em Jesus, de ternura, compaixão e amor, é o reflexo dos atributos do Pai. A cruz do Calvário revela ao homem o amor de Deus. Cristo representa ao Soberano do universo como um Deus de amor. Ele disse pela boca do profeta: «Com amor eterno te amei; portanto, te prolonguei minha misericórdia»” E.G.W. (Nos lugares celestias, 12 de Janeiro)

8 “Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?” (Hebreus 9:14) Jesus ensinou que a Deidade está constituída por três Pessoas divinas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. As três Pessoas tiveram sua parte no plano da salvação, e as vemos interagindo nos momentos cruciais do nascimento (Luc. 1:26-35), batismo (Luc. 3:21-22) e crucifixão (Heb. 9:14) de Jesus. Jesus explicou que há total harmonia e cooperação entre as três Pessoas divinas, de modo que cada Uma glorifica a Outra.

9 “O Pai, o Filho e o Espírito Santo, poderes infinitos e oniscientes, recebem àqueles que verdadeiramente entram na relação de pacto com Deus. Eles estão presentes em cada batismo para receber aos candidatos que renunciaram o mundo e receberam a Cristo no templo da alma. Esses candidatos entraram na família de Deus e seus nomes estão escritos no livro da vida do Cordeiro” E.G.W. (CBA, sobre Romanos 6:4)


Carregar ppt "Lição 1 5 de julho de 2014. “Mas agora, ó Senhor, tu és nosso Pai; nós o barro e tu o nosso oleiro; e todos nós a obra das tuas mãos.” (Isaías 64:8) Ainda."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google