A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Normas para Segurança da Informação Carlos Sampaio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Normas para Segurança da Informação Carlos Sampaio."— Transcrição da apresentação:

1 Normas para Segurança da Informação Carlos Sampaio

2 Normas para Segurança da Informação BS 7799 ISO/IEC NBR 17799

3 Norma BS 7799: duas partes (BS = British Standard) BS :2000 – Primeira parte Publicada em 1995 pela primeira vez Versão atual de 2000 Código de prática para a gestão da segurança da informação Objetivo da organização: conformidade BS :2002 – Segunda parte Publicada em 1998 pela primeira vez Versão atual de 2002 Especificação de sistemas de gerenciamento de segurança da informação (ISMS – information security management system) Objetivo da organização: certificação

4 Norma ISO/IEC Internacionalização da norma BS 7799 ISO/IEC 17799:2000, substitui a norma britânica 127 controles 36 objetivos de controle10 áreas de controle Inclui 127 controles e 36 objetivos de controle agrupados em 10 áreas de controle Controles baseados na experiência das organizações e melhores práticas Atualmente está sendo atualizado ISO/IEC 17799:2005: disponível maio/junho 2005 Várias modificações gerais e específicas

5 Norma NBR NBR ISO/IEC Versão brasileira da norma ISO, homologada pela ABNT em setembro de 2001 Tradução literal da norma ISO No Brasil, deve-se usar a norma brasileira Em outros países, recomenda-se verificar se existe uma norma local Detalhe importante:  Deve-se pagar pelas normas 

6 Controle de acesso Classificação e controle de ativos Política de segurança Segurança organizacional Segurança pessoal Segurança física e ambiental Gestão das operações e comunicações Desenvolvimento e manutanção de sistemas Gestão da continuidade do negócio Conformidade Informação Integridade Confidencia- lidade Disponibili- dade Áreas (cláusulas de controle)

7 Organizacional Operacional Política de Segurança Segurança Organizacional Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas Controle de Acesso Conformidade Segurança Pessoal Segurança Física e Ambiental Gestão das Operações e Comunicações Gestão da Continuidade do negócio Aspecto Organizacional Técnico Físico Classificação e Controle de Ativos

8 Adoção das Normas Conformidade Com a norma ISO/IEC 17799:2000/2005 Certificação Com a norma BS :2002 A Partir de Fevereiro de 2006 Certificação pela ISO27001

9 Vantagens das Normas Conformidade com regras dos governos para o gerenciamento de riscos COBIT / Sarbanes-Oxley Maior proteção das informações confidenciais da organização Redução no risco de ataques de hackers Recuperação de ataques mais fácil e rápidas

10 Vantagens das Normas Metodologia estruturada de segurança que está alcançando reconhecimento internacional Maior confiança mútua entre parceiros comerciais Custos possivelmente menores para seguros de riscos computacionais Melhores práticas de privacidade e conformidade com leis de privacidade

11 Exemplo 1:Uso de senhas Cláusula de controle (área) 9. Controle de acesso Sub-cláusula: 9.3. Responsabilidades do usuário Sub-sub-cláusula: Uso de senhas Objetivo de controle (da sub-cláusula 9.3) Prevenir acesso não autorizado dos usuários Comentários adicionais (da sub-cláusula 9.3) A cooperação dos usuários autorizados é essencial para a eficácia da segurança Convém que os usuários sejam cientes de suas responsabilidades para o controle de acesso

12 Exemplo 1:Uso de senhas Comentários adicionais (da sub-sub-cláusula 9.3.1) Convém que os usuários sigam as boas práticas de segurança na seleção e uso de senhas As senhas fornecem um meio de validação e identidade do usuário e conseqüentemente o estabelecimento dos direitos de acesso para os recursos ou serviços de processamento da informação Controles: os usuários devem ser informados para tomar certas providências...

13 Exemplo 1: Controles de uso de senhas 1. Manter a confidencialidade das senhas 2. Evitar o registro das senhas em papel, a menos que o papel possa ser guardado com segurança 3. Alterar a senha sempre que existir qualquer indicação de comprometimento do sistema ou da própria senha 4. Alterar as senhas em intervalos regulares ou baseando-se no número de acessos e evitar a reutilização de senhas antigas Senhas para contas privilegiadas devem ser alteradas com maior freqüência

14 Exemplo 1: Controles de uso de senhas 5. Selecionar senhas de qualidade, com um tamanho mínimo de seis caracteres, que sejam: Fáceis de lembrar Não baseadas em coisas que outras pessoas possam facilmente adivinhar ou obter a partir de informações pessoais, como nomes, números, datas, etc. Sem caracteres repetidos ou grupos somente (alfa)numéricos 6. Alterar senhas temporárias no primeiro acesso ao sistema

15 Exemplo 1: Controles de uso de senhas 7. Não incluir senhas em processos automáticos de acesso ao sistema Ex: armazenadas em macros ou teclas de função 8. Não compartilhar senhas individuais 9. Se os usuários precisarem ter acesso a múltiplas plataformas ou serviço, e manter várias senhas, convém orientá-los para utilizar uma única senha de qualidade

16 Exemplo 1: Uso de senhas Perguntas: Quais controles são computacionais e quais dependem de procedimentos / treinamento? Como fazer com senhas que precisam ser compartilhadas por grupos? Como fazer para automatizar o processo do usuário ter acesso a múltiplas plataformas e serviços?

17 Exemplo 2: Gerenciamento de rede Cláusula de controle (área) 8. Gerenciamento das Operações e Comunicações Sub-cláusula: 8.5: Gerenciamento de rede Sub-sub-cláusula: Controles da rede Objetivo de controle (da sub-cláusula 8.5) Garantir a salvaguarda das informações na rede e proteção da infra- estrutura de suporte Comentários adicionais (da sub-cláusula 8.5) O gerenciamento de redes que transcendem os limites físicos da organização necessita de atenção especial Pode ser necessária a utilização de controles adicionais para proteção de dados sensíveis que transitam por redes públicas

18 Exemplo 2: Gerenciamento de rede Comentários adicionais (da sub-sub-cláusula 8.5.1) Deve-se usar um conjunto de controles para preservar a segurança nas redes de computadores Os gestores devem implementar controles para garantir a segurança Dos dados nas redes Dos serviços disponibilizados contra acessos não autorizados

19 Exemplo 2: Controles da rede 1. Convém que a responsabilidade operacional sobre a rede seja separada da operação dos computadores, onde for apropriado 2. Convém que seja estabelecidos procedimentos e responsabilidade para o gerenciamento de equipamentos remotos 3. Convém que sejam estabelecidos controles especiais para garantir a confiabilidade e integridade dos dados que trafegam por redes públicas (quando necessários) 4. Convém que atividades de gerenciamento sejam cuidadosamente coordenadas, de forma a otimizar os serviços prestados e garantir a consistência dos controles pela infra-estrutura de processamento

20 Normas para Segurança da Informação Dúvidas ?


Carregar ppt "Normas para Segurança da Informação Carlos Sampaio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google