A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

 2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Annette David, MD, MPH, FACOEM Parceira sênior no Health Consulting Services na Health Partners,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: " 2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Annette David, MD, MPH, FACOEM Parceira sênior no Health Consulting Services na Health Partners,"— Transcrição da apresentação:

1  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Annette David, MD, MPH, FACOEM Parceira sênior no Health Consulting Services na Health Partners, L.L.C. (Guam) (parceira sênior em serviços de consultoria de saúde) Práticas recomendadas no controle do tabagismo internacional

2  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Objetivos do aprendizado Identificar as principais estratégias populacionais integradas à CQCT da OMS e ao MPOWER Delinear as providências que os profissionais de saúde podem tomar para promover o controle do tabagismo 2

3  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Produção mundial de cigarros 3 Fonte da imagem: Tobacco Atlas. (2012).

4  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Uma solução global para uma epidemia global 4 Fontes das imagens: (à esquerda) Organização Mundial da Saúde. (2000). Audiência pública em Genebra; (à direita) World Health Organization. (2011).

5  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health MPOWER As seis medidas MPOWER são:  Monitoramento do tabagismo e políticas de prevenção  Proteção das pessoas contra a fumaça do tabaco  Oferta de ajuda para a cessação  Warn - Alerta sobre os perigos do tabaco  Execução das proibições da publicidade, promoção e patrocínio do tabaco  Raise - Aumento dos impostos sobre o tabaco Fonte da imagem: Organização Mundial da Saúde. 5

6  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Monitoramento do tabagismo e políticas de prevenção 6

7  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Fontes de dados Global Tobacco Surveillance System — GATS, GYTS, GHPSS Outras pesquisas globais/regionais — Etapas da OMS, BRFSS (Behavioral Risk Factor Surveillance System), YRBSS (Youth Risk Behavior Surveillance System) Pesquisas nacionais 7

8  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Proteção contra a fumaça do tabaco 8

9  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Políticas de ambientes livres de fumo As políticas de ambientes livres de fumo reduzem a exposição ao fumo passivo em 80-90% nos ambientes de maior exposição 9

10  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Oferta de ajuda para a cessação Três tipos de tratamento devem ser incluídos no trabalho de prevenção do tabagismo: 1.Aconselhamento sobre cessação nos atendimentos de saúde 2.Linhas diretas de cessação 3.Terapia farmacológica As intervenções de cessação do tabaco são eficazes 10

11  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Ofer fumo ta de ajuda para a cessação Os estudos mostram que até mesmo um breve conselho dado por um profissional de saúde pode aumentar as taxas de abstinência do fumo em até 30% As intervenções para cessação do fumo organizadas por enfermeiros têm aumentado a chance da cessação com sucesso em até 50% É também preciso haver uma abordagem sistemática para a incorporação de breves intervenções sobre o tabaco (os 5 As e os 5 Rs) nos programas de atendimento básico de saúde 11

12  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Alerta sobre os perigos do tabaco 12

13  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health As imagens de advertência aumentam a intenção de cessar dos fumantes 13 Fonte da imagem: iStockphoto.com

14  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Produtos de tabaco sem fumaça e rótulos com advertências É menos provável que os produtos de tabaco sem fumaça tenham advertências de saúde 14 Fonte das imagens: iStockphoto.com

15  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Adoção das proibições 15

16  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health As proibições totais à publicidade funcionam Fonte da imagem: Annette David. 16

17  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Somente 19 países adotaram proibições totais aos anúncios 17

18  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Aumento dos impostos sobre o tabaco 18

19  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Impostos mais altos, consumo mais baixo 19

20  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Taxas ideais de tributação do tabaco Menos de 10% dos países de renda média e baixa têm taxas ideais de tributação do tabaco 20

21  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Preço médio no varejo e tributação 21

22  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Impacto sobre o consumo 22 Fonte: Mendez et al. (2013). Tob Control, 22(1):

23  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Por que os profissionais de saúde? Testemunham o sofrimento dos pacientes com doenças relacionadas ao tabaco Defendem o bem-estar dos pacientes Líder de opiniões importante — credibilidade Têm experiência e conhecimento técnicos Estão em posição ímpar para influenciar as pessoas Dão o exemplo profissional e pessoal para a comunidade 23

24  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Papel dos profissionais de saúde no controle do tabagismo Em 2004, uma reunião global de organizações médicas na sede da OMS em Genebra teve como resultado a publicação de um código de prática para os profissionais de saúde e organizações de saúde Ações individuais: 1.Médico: cura-te a ti mesmo — ficar livre do fumo 2.Cuidado do paciente — aconselhar todos os pacientes que fumam a deixar de fumar 3.Políticas pessoais — clínicas/lares sem fumo 4.Busca de técnicas e conhecimento sobre a cessação do tabaco 5.Recusar qualquer tipo de apoio da indústria do tabaco 24

25  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Papel dos profissionais de saúde no controle do tabagismo Ações institucionais: 1.Fazer com que todas as reuniões e eventos sejam livres de fumo 2.Incluir os problemas do tabagismo nas programações de conferências 3.Analisar e abordar os padrões de consumo do tabaco com os membros das associações de saúde 4.Recusar apoio da indústria do tabaco 5.Promover o aumento da capacitação para a cessação do fumo 25

26  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Papel dos profissionais de saúde no controle do tabagismo Ações do sistema de saúde: 1.Incluir cursos sobre controle e cessação do tabagismo no currículo dos profissionais de saúde 2.Incorporar pelo menos um breve aconselhamento sobre a cessação do tabaco nas abordagens básicas de saúde 3.Montar uma infraestrutura mais forte da cessação e instituir programas de cessação em todos os estabelecimentos de atendimento de saúde 4.Promover as políticas de ambientes sem fumo em todos os estabelecimentos de saúde e apoiar todos os profissionais de saúde para que não fumem 26

27  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Papel dos profissionais de saúde no controle do tabagismo Nível nacional:  No âmbito nacional, os profissionais de saúde devem apoiar e defender políticas públicas eficientes de controle do tabagismo, conforme constam do pacote MPOWER e a implementação integral da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco da OMS  Assessorar os legisladores sobre as políticas e leis de controle do tabagismo baseadas nas evidências Como peritos, devemos optar pelos ambientes livres de fumo, reconhecer e tratar a dependência do fumo, defender e apoiar as políticas e os programas para ambientes sem fumo e evitar o patrocínio da indústria do tabaco 27

28  2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health 28 Obrigada!


Carregar ppt " 2012 Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health Annette David, MD, MPH, FACOEM Parceira sênior no Health Consulting Services na Health Partners,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google