A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Grande Canal ao anoitecer, vendo-se o campanário da Praça São Marcos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Grande Canal ao anoitecer, vendo-se o campanário da Praça São Marcos."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4

5

6 Grande Canal ao anoitecer, vendo-se o campanário da Praça São Marcos

7 Ponte Rialto

8

9 O centro histórico de Veneza ocupa hoje uma área de aproximadamente 7,6 km2 e é formado por 117 ilhas muito próximas, recortadas por 150 canais. Devido aos crescentes custos de moradia, inundações frequentes e envelhecimento da população, o número de moradores caiu pela metade nos últimos 40 anos - são 62 mil, atualmente.

10

11 Grande Canal e comércio

12 Vista de Veneza a partir do Campanário de São Marcos Grande Canal

13 Ponte dos Suspiros

14 Um solitário “gondolaio” e sua gôndola num dos estreitos canais de Veneza

15 Começa a noite e a Lua cobre de prata os telhados às margens do Grande Canal

16 “La Serenissima” é elegante, sabe como receber da melhor forma o visitante

17 Terraço de um restaurante centenário

18 Ponte Rialto à noite

19 Primavera em Veneza

20 A ponte também celebra a primavera

21 Flores nas sacadas

22 As flores crescem quase tocando a água

23 Canaletto- Palacio Ducal, Catedral de S. Marcos, “Piazza e Piazzetta” em finais do Século XVIII

24 A edificação do Palácio Ducal iniciou-se, presumivelmente, no século IX depois da mudança da sede ducal de Malamocco para a moderna Veneza, definitivamente sancionada em 812, durante o dogado de Angelo Partecipazio. Da instalação original, talvez erguida seguindo o modelo do Palácio de Diocleciano em Spalato, nada sobrevive atualmente.

25

26 Palácio Ducal com vista da Scala dei Giganti.

27 Praça São Marcos e ao fundo a Catedral

28 A primeira igreja construída no local foi um edifício temporário no Palácio dos Doges, construído em 828 quando mercadores venezianos adquiriram de Alexandria as supostas relíquias de São Marcos Evangelista. Em 822, um novo edifício foi erguido no local da atual basílica; esta igreja foi incendiada durante uma rebelião em 976 e reconstruída em 978 e, mais uma vez em 1063, no que viria a ser à base do atual edifício.

29 Catedral de São Marcos

30 Leão de São Marcos e Fachada Frontal da Catedral

31 Cemitério de Veneza

32 Santa Maria della Salute (Santa Maria da Saúde) é uma Basílica de Veneza, que se ergue perto da Ponta da Alfândega. Foi construída como ex-voto dos habitantes venezianos por causa da peste que em 1630 dizimou a população. A peste foi trazida pelo conde de Mântua, que foi internado na ilha do Lazareto Vecchio, mas bastou-lhe entrar em contato com um carpinteiro local para que a infeção se estendesse por toda a cidade a partir do Campo de são Lio. Em 22 de março de 1630 o então Patriarca Giovanni Tiepolo, fez uma promessa: "prometo solenemente erguer nesta cidade uma igreja e dedicá-la à Virgem Santíssima, chamando-a "Santa Maria della Salute", e que cada ano no dia em que esta cidade foi declarada livre do presente mal, Sua Serenidade e Seus Sucessores irão solenemente com o Senado visitar dita igreja em perpétua memória da pública gratidão por tanto benefício". Em 26 de março, na Praça São Marcos, o doge Nicola Contarini, o clero e o povo reuniram-se para rezar. Quando a peste terminou tinham morrido venezianos, e no território da Sereníssima República, de Brescia até Trieste, de Polesine a Bellluno. Entre as pessoas que morreram, encontravam-se o doge e o patriarca.

33

34 Mais um dia chega ao fim e mais uma vez Veneza, “la Serenissima” se veste de dourado-púrpura.

35

36


Carregar ppt "Grande Canal ao anoitecer, vendo-se o campanário da Praça São Marcos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google