A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estudo estatístico preliminar de parâmetros físico-químicos e bioquímicos das águas do Igarapé 54 em Paragominas/Pa - Amazônia Oriental – ID:228 PACHECO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estudo estatístico preliminar de parâmetros físico-químicos e bioquímicos das águas do Igarapé 54 em Paragominas/Pa - Amazônia Oriental – ID:228 PACHECO."— Transcrição da apresentação:

1 Estudo estatístico preliminar de parâmetros físico-químicos e bioquímicos das águas do Igarapé 54 em Paragominas/Pa - Amazônia Oriental – ID:228 PACHECO JÚNIOR, Álvaro de Castro 1 ; SILVA, Patrício de Souza 2 ;FIGUEIREDO, Ricardo de Ol i veira 3 ; CUNHA, Ewerton da Silva 4 SCHULER, Marysol 4 ; MARKEWITZ, Daniel 5 ; e DAVIDSON, Eric A. 5 1 Bolsista DTI/CNPq-CTHIDRO 2 Bolsista ITI/CNPq-CTHidro; 3 Embrapa Amazônia Oriental, 4 Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia; 5 University of Georgia, e 5 The Woods Hole Research Center CONSIDERAÇÕES INICIAIS O presente estudo faz parte do trabalho de realização da integração dos dados coletados em avaliações biogeoquímicas que envolvem estudos de solos, águas, clima e uso da terra (ênfase em atividades agropecuárias), nas bacias do igarapé Cinqüenta e quatro, do Sete e Pajeú, em Paragominas, e na bacia do igarapé Cumaru, em Igarapé-Açu, localizadas no Estado do Pará. Neste estudo foi realizada de forma preliminar o tratamento dos dados hidrobiogeoquímicos do Igarapé 54 em Paragominas para o período de 1996 a 2001 (Figura 1). Em diferentes tipos de ecossistemas terrestres têm-se componentes comuns importantes na dinâmica de nutrientes e no ciclo hidrológico, que são: a vegetação, a liteira, os organismos decompositores e os consumidores, o solo orgânico e o solo mineral. Mudanças ocasionadas nos ecossistemas amazônicos naturais, seja pelo desmatamento, pela queima de florestas, ou pelas atividades agropecuárias alteram os fluxos de nutrientes (Markewitz et al., 2001), tendendo a ocorrer, conseqüentemente, maiores saídas destes para as águas fluviais e subterrâneas. No escopo do projeto LBA ND-02 (Ciclos Biogeoquímicos em Vegetação Secundária na Amazônia Oriental) dois projetos de pesquisas liderados pela Embrapa Amazônia Oriental (Agrobacias Amazônicas e Aguamor), objetivam avaliar os fluxos hidrogeoquímicos e suas relações com processos biogeoquímicos e com as mudanças ocorridas nos usos da terra na região amazônica, e as conseqüentes alterações na qualidade e na disponibilidade dos recursos hídricos. No presente estudo, a determinação das taxas das perdas de nutrientes está sendo feita através de um estudo comparativo de dados de anos anteriores para avaliação da entrada de nutrientes para os corpos hídricos fluviais. OBJETIVOS ►Geral: Avaliar as medidas físico-químicas e as concentrações de nutrientes encontradas em 730 amostras de água do Igarapé 54, por meio do tratamento estatístico preliminar. ►Específicos: i.Organizar em planilha eletrônica os resultados de análises químicas de amostras de água da bacia estudada obtidos para o período de 1996 a 2001; ii.Realizar tratamento estatístico preliminar dos dados, já revisados e consistidos, dos diversos parâmetros monitorados das águas da bacia estudada; iii.Levantar e organizar banco de dados dos estudos climatológicos, de solos e de uso da terra conduzidos na bacia estudada. MATERIAL E MÉTODOS O Município de Paragominas encontra-se localizado entre as latitudes de 2º 38’ a 3º 40’S e longitudes 47º00´a 48º50´W. Este município localiza-se a 320 Km de distância da cidade de Belém, capital do Estado do Pará, tendo como principal via de acesso, a Rodovia Belém-Brasília (BR-010), que atravessa o Município de norte a sul, ligando-o ao centro-sul do país (Figura 1). Já a bacia do Igarapé 54 possui área de 130 km 2, com 18% da área ocupada por floresta primária com diferentes intensidades de exploração, e sendo as demais áreas ocupadas por capoeiras, pastos e campos agrícolas. RESULTADOS E DISCUSSÕES REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS MARKEWITZ, D., DAVIDSON, E.A., FIGUEIREDO, R.O., VICTORIA, R.L., KRUSCHE, A.V. Control of cation concentrations in stream waters by surface soil processes in an Amazonian watershed. Nature, v.410, p , VENTURIERI, A.; FIGUEIREDO, R. O.; WATRIN, O. S.; e MARKEWITZ, D. – Utilização de imagens Landsat e CBERS na avaliação da mudança do uso e cobertura da terra e seus reflexos na qualidade da água em microbacia hidrográfica do município de Paragominas, Pará. In: XII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Goiânia, Brasil, 2005, INPE, p Figura 1 - Mapa de localização da bacia do Igarapé 54, em Paragominas, nordeste do Pará (Fonte: Venturieri et. al. 2005) A integração dos dados consistiu em duas etapas. A primeira etapa gerou um banco de dados dos produtos disponíveis de estudos anteriores conduzidos por parte da equipe do Projeto LBA, particularmente os dados biogeoquímicos das águas fluviais do igarapé Cinqüenta e quatro no período de 1996 a A segunda etapa consistiu no tratamento estatístico e temporal dos dados hidrobiogeoquímicos da bacia supracitada para o mesmo período. O tratamento estatístico consistiu na determinação dos valores máximos e mínimos, variação entre máximos e mínimos, média anual e o desvio padrão das medidas físico-químicas e das concentrações de nutrientes encontradas em 730 amostras de água do Igarapé 54. No entanto, apresentamos aqui os resultados apenas das amostras tratadas do ano de Tabela 1 – Parâmetros estatísticos – Ig. 54 / ano de 2001 Figura 3 - Valores mensais médios de sulfato de 1996 a 2001 Figura 2 - Valores mensais médios de cálcio de 1996 a 2001 O resultado estatístico mostrou maiores variações para Cálcio, potássio, Nitrato e cloreto, observado principalmente no parâmetro variação e desvio padrão, enquanto que o sulfato e magnésio mostraram-se mais estáveis ao longo do período analisado (Tabela 1). Os fatores relacionados a essas variações tais como, variações das descargas, entradas de nutrientes provenientes dos solos, processos biogeoquímicos em solos artificiais, e adições de insumos agrícolas, estão sendo alvo de avaliações dos projetos relacionados. Na Figura 2 observa-se tanto a variação interanual como intranual nos valores de cálcio, sendo que em alguns anos (1996 e 1999, por exemplo ) estas variações estão mais fortemente evidenciadas. Já no caso do sulfato (Figura 3), excetuando-se alguns picos nos anos de 1999 e 2000, suas concentrações pouco variaram. Neste contexto observa-se o fato relatado por Markewitz (2001) sobre os aumentos das concentrações de cátions nas águas desse igarapé durante o período chuvoso. O banco de dados foi organizado em planilhas eletrônicas, sendo estruturada com os seguintes campos: data da coleta, profundidade do canal, secção transversal do canal, velocidade de corrente, vazão, temperatura, turbidez, pH, condutividade, oxigênio dissolvido, alcalinidade, cátions dissolvidos (Ca, K, Na, Mg, NH4), ânions dissolvidos (NO3, PO4, Cl, SO4), e carbono orgânico dissolvido. CONCLUSÕES A organização e tratamento preliminar dos dados, aqui em parte apresentado, vem subsidiando as avaliações biogeoquímicas relacionadas às bacias de drenagem deste projeto e deverão prosseguir até a conclusão do mesmo N.amostrasMínimoMáximoVariaçãoMédiaDesvio Padrão Cond (µS/cm) pH DOC(mg/L) NO3 (mg/L) Cl (mg/L) SO4 (mg/L) Na (mg/L) Mg (mg/L) K (mg/L) Ca (mg/L)


Carregar ppt "Estudo estatístico preliminar de parâmetros físico-químicos e bioquímicos das águas do Igarapé 54 em Paragominas/Pa - Amazônia Oriental – ID:228 PACHECO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google