A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

KIERKEGAARD 1813 - 1855 Sandra Mara Duarte Pierozan Pedagoga e Psicóloga CRP 08/08977

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "KIERKEGAARD 1813 - 1855 Sandra Mara Duarte Pierozan Pedagoga e Psicóloga CRP 08/08977"— Transcrição da apresentação:

1 KIERKEGAARD Sandra Mara Duarte Pierozan Pedagoga e Psicóloga CRP 08/08977

2 Kierkeggard e sua época  Nasceu em 1813 na Dinamarca.  Sentimento religioso da família desde cedo.  FÉ - valor principal da vida – se manifesta como dádiva.  Desgraçado será todo aquele que não corresponder ao seu apelo.  Mas como se dá a relação homem-Deus?

3  Obra “Ou...ou” ele indaga: “...será exata a célebre tese filosófica que diz que o exterior é o interior e o interior é o exterior? Haverá transparência? Ou a realidade interior não será uma muralha a desembocar no abismo? Nesse sentido, não é um reflexo especular do mundo, mas um outro mundo que exige um penetrante olhar.”

4  Contínua introspecção: Doença / poder de auto-exame.  Caminho que seguiu para compreender o modo de o homem se inter-relacionar consigo mesmo, com o mundo e com Deus.  Para Kierkeggard, a existência humana tem por essência a auto- relação.  Tudo se processa nessa relação que determina o modo de o homem estar no mundo.  Ora estético, ora ético e ora religioso.

5 Dimensão estética  Ora numa posição de pura exterioridade – Dimensão estética, dimensão ética  Ora numa dimensão ética mediando o exterior com o interior, dimensão religiosa  Ora numa dimensão religiosa, de profunda interioridade, onde o eu se relaciona com Deus.  Dimensões vividas por Kierkeggard

6  Na primeira fase da vida... Voltado para a religião, influenciado pela família, tornou-se estudante de teologia. Como leitor assíduo das obras do momento, política do liberalismo francês, filosofia e teatro do romantismo alemão, e em contato com a vida da alta sociedade local, ele se sente atraído pelo mundo dos prazeres.  As suas experiências aparecem na força dos seus escritos Ou... Ou, primeira parte do livro Diário de um sedutor.

7  Esta fase estética é ultrapassada “num salto” quando se defronta com o drama religioso que o pai carregara durante a vida, drama de quem amaldiçoou a Deus e se sentiu em desgraça.  Abatido com o sentido trágico do pecado, confessado pelo pai, pouco antes de morrer, entra em profunda angústia. É a fase ética, em que ele se encontra dilacerado entre o dever e o prazer.  Livro Conceito de Angústia e O desespero Humano.

8  Fica um tempo na Alemanha, retirado, volta para cidade natal e se impõe como escritor e filósofo. Todavia não é bem recebido pelo público, pois criticava os pastores e políticos locais.  Críticas principalmente a falta de religiosidade do clero da Igreja Luterana e a influência negativa de Hegel no meio intelectual.  Recebeu muitas críticas – obras e vida  É na profunda solidão que experimenta a fase religiosa, até a morte. E na obra Temor e tremor há um Kierkeggard inteiramente devotado às questões da fé.


Carregar ppt "KIERKEGAARD 1813 - 1855 Sandra Mara Duarte Pierozan Pedagoga e Psicóloga CRP 08/08977"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google