A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat1 Elaborando um Programa Prof.: Gláucya Carreiro Boechat Universidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat1 Elaborando um Programa Prof.: Gláucya Carreiro Boechat Universidade."— Transcrição da apresentação:

1 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat1 Elaborando um Programa Prof.: Gláucya Carreiro Boechat Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística e Informática

2 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 2 Constantes As constantes correspondem a valores (ou conteúdos) fixo, não podendo serem alterados no decorrer do programa (tempo de execução). Em Pascal elas podem ser: Numéricas: representando valores reais ou inteiros (com ou sem sinal +,-) A representação com a letra ‘E’ indica uma potencia de 10. Exemplo: E-22E4-1E E-9

3 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 3 Constantes Lógicas: representadas pelas palavras TRUE e FALSE (verdadeiro e falso). Literais: formadas por uma seqüência de caracteres (algarismos especiais, letras e números). Representadas pelos caracteres correspondentes colocados entre apóstrofos simples (´)

4 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 4 Variáveis As variáveis e algumas outras entidades são representadas por identificadores, que permitem identificar de forma mais conveniente para qual fim elas serão utilizadas. Identificadores nomes atribuídos a variáveis e entidades dentro do programa. Podem ser formados por apenas uma letra ou um conjunto de algarismo (letras e números), tendo sempre o primeiro algarismo com uma letra.

5 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 5 Tipo de Dados Básicos Os tipos predefinidos em Pascal são representados pelas palavras integer, real, boolean e char que indicam respectivamente: –conjunto dos valores inteiros (integer) –conjunto dos valores reais (real) –conjunto de valores lógicos (boolean) –conjunto de caracteres aceito pela linguagem (char ou string)  tipo string tipo composto de componentes do tipo char

6 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 6 Elaborando um Programa A declaração de variáveis começa com o emprego da palavra reservada ‘var’. Em seguida são especificados os identificadores e os tipos de dados que esta variável será usada para manipular. : ; Exemplo:Var v_total : real; Inicia-se um programa em Pascal criando o cabeçalho com a palavra reservada program e um identificador. Este cabeçalho é encerrado com um ‘;’ Program ; Exemplo:Program media;

7 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 7 Expressões e Operadores Aritméticos Prioridade|Operadores 1 |* / div mod 2|+ - Funções Numéricas Ln(x)Trunc(x)SqRt(x) Exp(x)Round(x)Sin(x) Abs(x)Sqr(x)Cos(x) ArcTan(x)  onde (x) representa uma expressão aritmética Literais Funções Literais Ord(x) é inteiro e indica a ordem de x Chr(EA) caractere que corresponde à expressão aritmética EA, se existir Succ(x) sucessor de x Pred(x) predecessor de x

8 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 8 Operadores Lógicos andpara a conjunção orpara a disjunção notpara a negação  Operadores de expressões lógicas Precedência nas Operações 1|not 2|* / div mod and 3|+ - or 4|=,, =, >, in Operadores Relacionais =igual diferente >maior =maior ou igual <=menor ou igual incontido em (conjunto)  resultado é sempre um valor lógico (falso ou verdadeiro) Lógicas Expressões e Operadores

9 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 9 Elaborando um Programa Comandos de Saídawrite e writeln Apresenta os valores desejados na ( ) write  imprime os valores mantendo o cursor ao final writeln  imprime os valores saltando com o cursor para a próxima linha Formatando a saída: x = valor a ser escrito x1= número mínimo de caracteres a escrever x2 = número de dígitos após o ponto decimal Exemplo: write(25.2:6:3); apareceria na tela como

10 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 10 Um exemplo usando notação convencional usando o comando WRITE e WRITELN WRITE(2750.5:7:2); WRITELN(1.5:7:1); WRITE(4.48:7:2,40.5:10:2); A tela de saída seria: Elaborando um Programa

11 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 11 Comandos de Entradaread e readln Fazem a leitura de valores do dispositivo de entrada, (teclado) Armazenam estes valores em variáveis indicadas na lista de identificadores. (lista de identificadores) read  lê os valores mantendo o cursor ao final da leitura readln  lê os valores saltando com o cursor para a próxima linha Exemplo: read (v_nome); readln (nome, telefone, codigo); Elaborando um Programa

12 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 12 Bloco de Instruções Um bloco de instruções é iniciado com a expressão begin e encerrado com end. Dentro do bloco estão as instruções a serem executadas pelo programa. Comando de Atribuição ( := ) A variável e a expressão devem ter o mesmo tipo (ou compatível) := Estrutura Seqüencial As instruções (ou comandos) devem ser executados de forma seqüencial como escritos no texto do programa, separados por ‘;’. End, não é necessário colocar-se um ‘;’ depois do comando que o precede. Elaborando um Programa

13 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 13 Cálculo da Porcentagem Program porcentagem;{ cabeçalho } Uses wincrt; Const valor : real = 555.0; { Declaração } Var percentual : integer; resultado : real; Begin { Início do bloco de instrução } write('O valor constante é ',valor:3:2,'. Digite o percentual desejado: '); read(percentual); resultado := (valor * percentual) / 100; writeln('O percentual representa = ', resultado:7:2,' do valor.') End.{ Fim do bloco de instrução } Elaborando um Programa

14 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 14 Estrutura Condicional Composta if then begin end { sem o ponto e vírgula ‘;’ } else begin end;  a condição verdadeira executará os comandos A, senão executará os comandos B, saltando para o final da estrutura condicional, após o end Simples if then begin end;  a sequência de comandos será executada se a condição for verdadeira, senão o comando executado é o que vier logo após o end Elaborando um Programa

15 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 15 Estrutura Condicional Composta A seqüência que possuir apenas um único comando poderá omitir o begin e o end da sua composição A palavra else não pode ser precedida de ‘;’ que deve ser usado como separador de comandos Elaborando um Programa

16 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 16 Program Menor_Valor; Var a, b, c, menor : integer;{declarando as variáveis} Begin read(a,b,c);{leitura dos valores} if a < b and a < c then{procurando o menor} menor := a else if b < c then menor := b else menor := c; write(‘O menor valor é ’,menor){escrevendo o menor} End. Exercício de Fixação ( resolução )

17 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 17 Comando Case Algumas vezes o programa contém um código mutuamente exclusivo, onde um determinado comando é executado e os demais não o serão. Para estas situações existe o comando seletivo que executa o código alvo e prossegue a execução após o final do comando (seu respectivo end) Forma Geral case of alvos : comando; end; Exemplo: case (v_suco) of 1: write(‘laranja’); 2: write(‘abacaxi’); 3: write(‘banana’); end; Elaborando um Programa

18 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 18 Função readkey Faz a leitura imediata de um caractere do teclado, armazenando o valor do caractere pressionado em uma variável do tipo char Não apresenta na tela o caractere pressionado Exemplo: Program Ler; Uses wincrt; Var c : char; Begin writeln (´Pressione uma tecla´); c := readkey; writeln (´A tecla é “´,c,´ ” com valor ASCII ´,ord(c)); End. Elaborando um Programa

19 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 19 A execução de um programa elaborado em Pascal é apresentado em uma janela com tamanho padrão. Este tamanho era fixo no ambiente DOS, mas agora, na versão para Windows, ela efetua a rolagem na janela, quando necessário (extrapola o tamanho padrão de apresentação). Para aproveitar melhor toda a janela, sem usar a rolagem, trabalha-se com uma dimensão de 24 linhas, por 71 colunas. Linhas (1 => 24) Colunas (1 => 71) Informe sua idade 32 Sua fase é adulta TELA DE SAÍDA OU DE EXECUÇÃO

20 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 20 Conhecendo as medidas da janela de saída pode-se trabalhar melhor a execução de um programa (layout de saída). Com este intuito, é usado o comando gotoxy que permite o posicionamento correto na janela de execução. Comando gotoxy Posiciona o cursor na tela de execução (vídeo). Sua localização é fornecida por meio da indicação de dois parâmetros: a coluna e a linha. gotoxy(x,y); {x=> coluna, y=>linha} TELA DE SAÍDA OU DE EXECUÇÃO

21 Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat 21 Program Tela; Uses WinCrt; Var j : integer; inicial,final : char; Begin clrscr; gotoxy(30,11); write('Programa em execução!! '); gotoxy(1,24); write('Pressione uma tecla para encerrar o programa e fechar a janela '); readkey; End. Exemplo


Carregar ppt "Paradigmas de Programação - prof Gláucya Carreiro Boechat1 Elaborando um Programa Prof.: Gláucya Carreiro Boechat Universidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google