A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas Operacionais Linux Professor Léo Matos Site: Msn:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas Operacionais Linux Professor Léo Matos Site: Msn:"— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas Operacionais Linux Professor Léo Matos Site: Msn:

2 Hardware Parte Física de um computador Parte mecânica, palpável. Ex.: Processador, memórias, teclado, mouse e outros. Parte Lógica que faz um computador funcionar Parte inteligente, programas. Seqüência lógica de instruções (comandos). Ex.: Aplicativos de texto, planilhas eletrônicas, Sistemas Operacionais, jogos e outros. Software 2 Professor Léo Matos

3 Tipos de Software Sistema Operacional Aplicativos Utilitários Firmware 3 Professor Léo Matos

4 Sistema Operacional São programas responsáveis pelo gerenciamento de informações e de componentes de hardware e software. Para utilizarmos um computador é necessária, inicialmente, a instalação de um sistema operacional. Serve como um intermediário entre o usuário, qualquer outro programa e os recursos de hardware, ou seja, nenhum programa ou usuário “conversa” diretamente com os componentes físicos do computador. Um Sistema Operacional pode ser Monousuário ou Multiusuário, e ainda Monotarefa ou Multitarefa. 4 Professor Léo Matos

5 Os Sistemas Operacionais mais conhecidos do mercado são: Família Windows ( Windows 98, XP, Vista, Windows 2000 e 2003) Unix Linux Ms-Dos 5

6 Sistema de arquivos Além da estrutura física do disco (HD), um Sistema Operacional necessita de um “sistema” que o mostre como fazer a leitura ou gravação neste disco, é o que chamamos de Sistema de Arquivos. Um sistema de arquivos faz a organização dos arquivos no disco. 6 Professor Léo Matos

7 Noções de Software Livre A idéia de Software Livre foi criada por uma fundação não governamental e sem fins lucrativos chamada de FSF (Free Software foundation – Fundação do Software Livre). Está voltada para o compartilhamento do conhecimento tecnológico, fazendo com que o uso de computadores se torne cada vez mais popular no mundo inteiro. 7 Professor Léo Matos

8 GPL (General Public Licence - Licença pública Geral) Liberdade n.º 0 - A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito; Liberdade n.º 1 - A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade; Liberdade n.º 2 - A liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo; Liberdade n.º 3 - A liberdade de aperfeiçoar (modificar) o programa, e liberar os seus aperfeiçoamentos, de modo que toda a comunidade se beneficie. Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade. 8

9 Software Livre e Software Proprietário Software LivreSoftware Proprietário Sistemas OperacionaisLinuxMicrosoft Windows Programas de EscritórioBrOffice.org / Open Office Microsoft Office Navegador de InternetMozilla FirefoxInternet Explorer Gerenciador de sMozilla Thunderbird Microsoft Outlook Manipulador de ImagensGimpAdobe Photoshop 9

10 Linux O Linux é um sistema operacional considerado um Software livre. Desenvolvido pela fusão do projeto GNU e a idéia de um finlandês chamados Linus Torvalds. 10 Professor Léo Matos

11 Formação do Sistema Linux 11

12 Formação do Sistema Linux Kernel: É a principal parte de um Sistema Operacional. Estamos falando do núcleo, do centro nervoso, onde está localizada toda a programação criada (código fonte) para controlar todo o funcionamento do Hardware de um computador. Shell: O shell é um interpretador de comandos que atua como interface para o usuário se comunicar com o Kernel. Servidor X: É um programa que dá a possibilidade de criação e manipulação de Interfaces gráficas que se comunicam através dele com o Kernel. 12

13 Formação do Sistema Linux Interfaces Gráficas: Ambientes convidativos, ambiente com janelas e ícones. Também é conhecido como gerenciadores de janelas. Exemplos: KDE, GNOME Aplicativos: Programas com tarefas especificas que podem variar do uso da Internet, até mesmo a criação de uma planilha de cálculos. 13

14 Interfaces gráficas GNOME KDE 14 Professor Léo Matos

15 Interpretador de comandos O mais conhecido SHELL é o Bash. 15 Professor Léo Matos

16 Comunidades Linux O kernel Linux foi criado em 1991 por Linus Torvalds, hoje é mantido por uma comunidade mundial de desenvolvedores (que inclui programadores individuais e empresas como a IBM, a HP e a Hitachi). Milhares de desenvolvedores no mundo todo contribuem para a melhoria do Linux, com desenvolvimento de novas interfaces, novos recursos e corrigindo erros. 16 Professor Léo Matos

17 Distribuições Linux (O Kernel vestido com roupas diferentes) Conectiva Linux Kurumin Fedora Red Hat Slackware Ubuntu Mandrake Debian Suse 17 Professor Léo Matos

18 Linux vs Windows Microsoft WindowsGNU Linux Software Proprietário da Microsoft Software Livre desenvolvido por Linus Código fonte indisponível (fechado) Código fonte disponível (aberto) Sistema de Arquivos FAT e NTFS Sistema de Arquivos EXT (mais usado) e Reiserfs que não é tão comum. Sistema Multitarefa Versão XP - Sistema Monousuário. Existem versões do Windows que são Multiusuário como (Windows 2003 Server e Vista Ultimate) Sistema Multiusuário 18 Professor Léo Matos

19 Instalação dos dois Sistemas 19

20 Gerenciador de Boot GRUB LILO 20 Professor Léo Matos

21 Contas de usuário Linux Conta de Administrador ou Super Usuário Conta de usuário comum 21 Professor Léo Matos

22 Arquivos O Linux trabalha de forma “Case-Sensitive”, ou seja, faz diferenciação entre letras maiúsculas e minúsculas. Então dentro de um mesmo diretório poderia ter 3 arquivos com os seguintes nomes: Ex.: Texto.doc TEXTO.doc texTO.doc Os nomes dos arquivos podem conter caracteres que no Windows é proibido, como *. \ / ? e outros. Então um arquivo no Linux poderia ter o seguinte nome: “texto.descrito-artigo*.126.doc”. 22 Professor Léo Matos

23 Estrutura de diretórios 23 Professor Léo Matos

24 Estrutura de Diretórios Windows 24 Professor Léo Matos

25 A função de cada diretório no Linux (Cada macaco no seu galho) Diretório raiz ou simplesmente / É o principal diretório do Linux. Todos os diretórios do Linux estão organizado dentro do diretório raiz. Diretório bin ou /bin (binários) Armazena os arquivos binários, ou seja, os equivalentes a executáveis que conhecemos no Windows 25

26 Diretório boot ou /boot (inicialização) Armazena os arquivos de inicialização do Sistema Linux. É neste diretório que encontramos o Kernel e alguns arquivos utilizados pelos gerenciadores de Boot ( Lilo e o Grub). Diretório dev ou /dev (devices = dispositivo) Armazena os arquivos responsáveis pelo funcionamento de um Hardware instalado, por exemplo drives de leitura de CDs e Disquetes, barramentos, portas. Diretório root ou /root Armazena documentos pessoais do Super Usuário (Administrador) e é exclusivo. 26

27 Diretório etc ou /etc Armazena os arquivos de configuração do Linux e de seus aplicativos. Fazendo uma comparação com o Windows seria arquivos de registro. Diretório mnt ou /mnt (Mount = montar) O diretório “mount” ou seja, /mnt, servirá como ponto de montagem (visor de conteúdo) para o CD- ROM (/mnt/cdrom), drive de disquetes (/mnt/floppy) e outros dispositivos de armazenamento. Diretório home ou /home Armazena documentos pessoais das contas de usuários comuns. Cada usuário comum terá um diretório exclusivo dentro de /home. 27 Professor Léo Matos


Carregar ppt "Sistemas Operacionais Linux Professor Léo Matos Site: Msn:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google