A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas Operacionais c Prof. Victor Guimarães

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas Operacionais c Prof. Victor Guimarães"— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas Operacionais c Prof. Victor Guimarães

2

3 Permissões de Arquivos/diretorios A permissão de acesso protege o sistema de arquivos Linux do acesso indevido de pessoas ou programas não autorizados. Donos, Grupos e outros O princípio da segurança no sistema de arquivos GNU/Linux é definir o acesso aos arquivos por donos, grupos e outros usuários Tipos de Permissões de acesso r - Permissão de leitura para arquivos. w - Permissão de gravação para arquivos. x - Permite executar um arquivo.

4 Permissões de Arquivos/diretorios Etapas para acesso a um arquivo/diretório Inicialmente verifica-se se o usuário pertence a um dos grupos (Dono, grupo ou outros) e em seguida é verificado as permissões específicas atribuídas ao Arquivo.

5 Para ver as permissões de uma diretorio execute o comando: #ls –l drwxr-xr-x 2 root root 4096 Jun 18 09:43 intranet d- é de diretorio As três letras seguintes (rwx) indicam as permissões de acesso para o dono da pasta, que no caso possui acesso completo. Em seguida, temos as permissões de acesso para o grupo (r-x), cujos integrantes podem listar o conteúdo da pasta (x) e podem ler os arquivos (r), sem poderem alterar nada. As três últimas letras (r-x) indicam as permissões para os demais usuários, que também podem apenas ler. O "root root" indica o dono e o grupo ao qual pertence a pasta, no caso o root. Ao cadastrar um usuário no sistema é sempre criado um grupo com o mesmo nome (contendo apenas o próprio usuário), o que explica o fato da pasta pertencer ao usuário "root" e também ao grupo "root". Permissões de Arquivos

6 Permissões de Arquivos/diretorios Permissões de Acesso Especiais Em adição as três permissões básicas (rwx), existem permissões de acesso especiais (stX) que afetam arquivos executáveis e diretórios s - Quando é usado na permissão de acesso do Dono, ajusta a identificação efetiva do usuário do processo durante a execução de um programa, também chamado de bit setuid. Não tem efeito em diretórios. t - Em diretórios, empede que outros usuários removam arquivos dos quais não são donos. (stick-bit)

7 O comando chmod é responsável pela manipulação de permissões em arquivos e diretórios no linux. chmod [opções] [permissões] [diretório/arquivo] ugoa+-=rwxXst ugoa - Controla que nível de acesso será mudado. Especificam, em ordem, usuário (u), grupo (g), outros (o), todos (a). +-= - + coloca a permissão, - retira a permissão do arquivo e = define a permissão exatamente como especificado. rwx - r permissão de leitura do arquivo. w permissão de gravação. x permissão de execução (ou acesso a diretórios). Exemplo: chmod a+x teste.txt CHMOD

8 Permissões de Arquivos

9

10 CHMOD Exemplos: $chmod u+w arquivo.extensão O "u" indica o usuário, o sinal de adição (+) indica que está sendo adicionada a permissão e "w" indica que a permissão que está sendo dada é de gravação. $ chmod g+rw arquivo.extensão Leitura e execução para o grupo. $ chmod u+rwx arquivo.extensão Aqui estamos dando permissão total para o dono do arquivo.

11 Muda dono de um arquivo/diretório. Opcionalmente pode também ser usado para mudar o grupo. chown [opções] [dono.grupo] [diretório/arquivo] As opções são as mesmas dos comandos chgrp e chmod mostradas anteriormente. O dono.grupo pode ser especificado usando o nome de grupo ou o código numérico correspondente ao grupo (GID). Exemplo: chown marcos /home/marcos/arquivo.txt chown jose /home/jose -R CHOWN

12 O dono.grupo pode ser especificado usando o nome de grupo ou o código numérico correspondente ao grupo (GID). Você deve ter permissões de gravação no diretório/arquivo para alterar seu dono/grupo. chown gleydson teste.txt - Muda o dono do arquivo teste.txt para gleydson. chown gleydson.foca teste.txt - Muda o dono do arquivo teste.txt para gleydson e seu grupo para foca. chown -R gleydson.focalinux * - Muda o dono/grupo dos arquivos do diretório atual e sub-diretórios para gleydson/focalinux (desde que você tenha permissões de gravação no diretórios e sub-diretórios). CHOWN


Carregar ppt "Sistemas Operacionais c Prof. Victor Guimarães"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google