A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Emoções e Sistemas Multiagentes (SMA) Aldo Marcelo Paim Agentes de Software.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Emoções e Sistemas Multiagentes (SMA) Aldo Marcelo Paim Agentes de Software."— Transcrição da apresentação:

1 Emoções e Sistemas Multiagentes (SMA) Aldo Marcelo Paim Agentes de Software

2 Sumário Introdução Conceito de emoções Emoções e SMA Aplicação Estudos recentes (aamas 2014)

3 Introdução A área de estudo de emoções em SMA tem se tornado fator crescente na Inteligência Artificial (IA). Motivando inúmeros pesquisadores a investigarem os fenômenos emocionais a fim de implementá-los computacionalmente. Para a IA, características de emoções facilitam a modelagem de problemas reais e permitem que o agente lide melhor com cenários onde a IA clássica, lógica e formal tem dificuldade de atuar [Russel 2004].

4 Conceito de Emoções O conceito de emoção é de senso-comum, entretanto não existe um consenso quanto a definição de emoção [Morgado, 2005]. As emoções desempenham papel importante no comportamento inteligente e participam ativamente na tomada de decisão, se tornando regra central de nossas vidas. O estado emocional tem grande impacto na tomada de decisões, ações, memória, atenção, etc. Por exemplo: Raiva, medo, tristeza, entre outros.

5 Conceito de Emoções Vários pesquisadores propuseram modelos para a estruturação de emoções, sendo alguns deles: [Damásio, 2000] a emoção é um rótulo que designa um conjunto de fenômenos ou comportamentos. Ele divide as emoções em primárias (medo, alegria, tristeza, raiva, etc) e secundárias (ciúme, culpa, orgulho. etc). [Ortony, 1988] construiu o modelo OCC, sendo um modelo cognitivo que define 26 classes de emoções. As emoções são divididas em três categorias dependendo do estímulo: Eventos (acontecimentos), Agentes (o próprio ou outros), Objetos (podem ser apreciados ou não).

6 Emoções e SMA Diversos agentes, tipicamente com diferentes objetivos, interagem entre si de forma a trocar informações, tendo a capacidade de cooperar, coordenar e negociar entre si, com a finalidade de atingir corretamente este objetivo, de forma análoga como seres humanos interagem entre si no dia-a-dia. Uma importante característica dos SMA está na sua capacidade de simular sociedades, dessa forma mecanismos emocionais podem ser atribuídos a agentes para obter um maior resultado na modelagem e simulação humana.

7 Emoções e SMA Heath et al. apresentam um survey sobre a modelagem baseada em agentes [Heath et al, 2009]. Neste trabalho, os autores analisam 279 artigos sobre modelagem baseada em agentes para discussão de melhorias na área. Através deste trabalho é possível verificar que aproximadamente 70% dos artigos estão inseridos em áreas, em que humanos são o foco, como a economia, ciências sociais, entre outras, demonstrando o amplo uso de SMA para modelagem e simulação de humanos.

8 Emoções e SMA Diversos trabalhos começaram a adotar agentes inteligentes para solucionar os problemas da computação afetiva, sendo eles: Reconhecimento de emoções; Expressão de emoções; Fazer os computadores terem emoções; Inteligência emocional que seja útil ao ser humano.

9 Aplicação Utilização de emoções em agentes: Personagens interativos emocionalmente; Simular o fenômeno emocional em robôs; Comportamento dos agentes;

10 Aplicação Personagens interativos emocionalmente: Projeto OZ : Criado por Bates em 1994, com objetivo de construir os agentes autônomos que habitam um micro mundo virtual.

11 Aplicação Simular o fenômeno emocional em robôs: Aprendizagem de robôs impulsionada por emoções[Gadanho, 2001] e máquinas sociáveis [Breazeal 2000].

12 Aplicação Comportamento dos agentes: Aprendizagem [Moura, 2007]; Tomada de decisão [Soares, 2012]; Limitar ações [Steunebrink, 2009]; Modelo de confiança entre os agentes [Bitencourt, 2014].

13 Estudos recentes – aamas 2014 (a) Modelagem do riso em personagens virtuais a partir de expressões [Chiu et al, 2014]; (b) Estudos dos gestos para agentes, gerar gestos juntamente com o conteúdo e o momento da fala[Ding, 2014]; (c) Modelos de emoções com agentes [Wonsung, 2014]. (a)(b) (c)

14 Referências Bas R. Steunebrink, Mehdi Dastani, and John-Jules Ch. Meyer. A Formal Model of Emotion-based Action Tendency for Intelligent Agents Bitencourt G. K. Um modelo de confiança baseado em emoções para Agentes Chiu C., Marsella S. Gesture Generation with Low-Dimensional Embeddings Ding, Y., Prepin K., Huang J., Pelachaud C., Artières T. Laughter Animation Synthesis Damásio A. R. O Mistério da Consciência: do corpo e das emoções ao conhecimento em si. São Paulo: Companhia das Letras, Heath F. A Survey of Agent-Based Modeling Practices (January 1998 to July 2008), Journal of Artificial Societies and Social Simulation, Vol. 12, nº 4, Disponível em: Acesso em: 23 Agosto http://jasss.soc.surrey.ac.uk/12/4/9.html Morgado L., Gaspar G. Emotion Based Adaptive Reasoning for Resource Bounded Agents. Proceedings of the 4th International Joint Conference on Autonomous Agents and Multi-Agent Systems Moura D., Oliveira E. Fighting Fire with Agents - An Agent Coordination Model for Simulated Firefighting Ortony A., Clore G., Collins A. The Cognitive Structure of Emotions. Cambridge University Press Russell S., Norvig P. Inteligência Artificial. Editora Campus. Prentice Hall Soares A. A., Ho J. C. ARTEMIS - Raciocínio e emoção na tomada de decisão de um agente em um cenário específico Wonsung L., Sungrae P., Il-Chul M. Modeling Multiple Fields of Collective Emotions with Brownian Agent-Based Model


Carregar ppt "Emoções e Sistemas Multiagentes (SMA) Aldo Marcelo Paim Agentes de Software."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google