A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Dynamic MANET On- Demand (DYMO) Universidade Federal do Rio de Janeiro Programa de Engenharia Elétrica Natalia Castro Fernandes Professor: Luís Henrique.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Dynamic MANET On- Demand (DYMO) Universidade Federal do Rio de Janeiro Programa de Engenharia Elétrica Natalia Castro Fernandes Professor: Luís Henrique."— Transcrição da apresentação:

1 Dynamic MANET On- Demand (DYMO) Universidade Federal do Rio de Janeiro Programa de Engenharia Elétrica Natalia Castro Fernandes Professor: Luís Henrique M. K. Costa CPE825 - Roteamento em Redes de Computadores GTA – COPPE Abril/2006

2 Introdução n Dynamic MANET On-demand (DYMO) u Protocolo de roteamento F Redes de Múltiplos saltos sem-fio F Mobilidade F Reativo Armazenamento de rotas ativas u Simples F Poucos estados de roteamento F Algumas implementações

3 Introdução n Aplicabilidade u Redes móveis de pequena, média e larga escala u Nós com restrições de memória F Simplicidade u Tráfego esparso u Redes baseadas em segurança

4 Introdução u Operações básicas F Descoberta e manutenção de rotas Route Request (RREQ) Route Reply (RREP) Route Error (RERR) u Números de seqüência F Atualização F Loops u Monitoramento dos enlaces F Notificação da fonte

5 Funcionamento Básico n Descobrimento de rotas F D RREQ F | D | 1 RREP D | F | 1 A B C E Tabela de Rot. F Viz. Dest. Nº. Seq Tabela de Rot. A Viz. Dest. Nº. Seq Tabela de Rot. C Viz. Dest. Nº. Seq Tabela de Rot. D Viz. Dest. Nº. Seq Tabela de Rot. E Viz. Dest. Nº. Seq Tabela de Rot. A Viz. Dest. Nº. Seq F F 1 Tabela de Rot. F Viz. Dest. Nº. Seq A D 1 Tabela de Rot. C Viz. Dest. Nº. Seq F F 1 Tabela de Rot. E Viz. Dest. Nº. Seq C F 1 Tabela de Rot. D Viz. Dest. Nº. Seq B F 1 Tabela de Rot. B Viz. Dest. Nº. Seq Tabela de Rot. B Viz. Dest. Nº. Seq A F 1 Tabela de Rot. B Viz. Dest. Nº. Seq A F 1 D D 1 Tabela de Rot. A Viz. Dest. Nº. Seq F F 1 D B 1

6 Funcionamento Básico n Notificação de Erro F D RERR D Dados F A B C E RERR D B Tabela de Rot. F Viz. Dest. Nº. Seq A D 1 Tabela de Rot. A Viz. Dest. Nº. Seq F F 1 B D 1 Tabela de Rot. B Viz. Dest. Nº. Seq A F 1 D D 1 Tabela de Rot. D Viz. Dest. Nº. Seq B F 1 Tabela de Rot. E Viz. Dest. Nº. Seq Tabela de Rot. E Viz. Dest. Nº. Seq C F 1 Tabela de Rot. C Viz. Dest. Nº. Seq Tabela de Rot. C Viz. Dest. Nº. Seq F F 1 RERR D

7 Estrutura de Dados n Tabela de Roteamento IP Dest. Num. Seq. IP Próx. Salto Interf. Próx. Salto Tempo de Val. Tempo de Exc. Num. de Saltos Gatew.Pref.Uso... Opcionais Tamanho da máscara 0 - 1

8 Estrutura de Dados n Mensagens u Formato generalizado u UDP u Suporte a IPv4 e IPv6 u Roteamento ou Erro

9 Estrutura de Dados n Campos das mensagens de roteamento u RREQ e RREP IP Próx. SaltoLimite de SaltosIP DestinoIP Origem Num. de Seq. OrigemUlt. Num. de Seq. Dest. End. AdicionaisNum. de Seq. AdicionaisNum. de Saltos Prefixo do destinoGatewayDestinoOrigem Ausência do caminhoIgnorar IP de Destino=LL_ALL_MANET_ROUTERS... Cabeçalho IP Campos Obrigató - rios Campos Opcio- nais Apenas destino pode responder ou intermediários

10 Estrutura de Dados n Campos da Mensagem de Erro IP de Destino=LL_ALL_MANET_ROUTERS Limite de SaltosEndereços Inalcançáveis Num. de Seq. dos Nós InalcançáveisIgnorar Cabeçalho IP Campos Obrigatórios Campos Opcionais...

11 Números de Seqüência n Escolha de rotas mais atualizadas n Evitar loops n Número Próprio de Seqüência u 16 bits sem sinal u 0  Valor reservado F Número de seqüência desconhecido u Seqüência F Máximo = F Reinicialização = 256 F Perda do número = N = N Entra na rede Incremento Se N = Incremento Se perder seqüência Incre- mento

12 Números de Seqüência n Inicialização do Número Próprio de Seqüência u ROUTE_DELETE_PERIOD F Nó espera fora da rede Não emite mensagens de roteamento F Recebe mensagens de controle Não encaminha F Pedido de encaminhamento de dados Emissão de RERR Reinicialização do período de espera u Número de seqüência passa a 1

13 Route Request n Criação do RREQ u Incremento do número de seqüência próprio u Inserir endereço de destino F Rota buscada u Inserir último número de seqüência F Exceções Desconhecido  Somente destino responde 0  Qualquer nó responde –Processo em aberto u Inserir último número e saltos F Exceções Opcionais

14 Route Request n Inserir endereço de origem n Inserir número próprio de seqüência n Inserir campos opcionais sobre a origem n Número de saltos = 0 n Limite de saltos = diâmetro da rede

15 Route Reply n Criação do RREP u Incremento do número de seqüência próprio F Número de seqüência anterior não preenchido F Número de seqüência anterior = 0 F Número de seqüência anterior > Número próprio de seqüência F Número de seqüência anterior = Número próprio de seqüência Número de saltos anterior desconhecido Número de saltos atravessados desconhecido Número de saltos anterior < Número de saltos atravessados

16 Processamento das Mensagens de Roteamento n Ao receber u Decrementar limite de saltos u Incrementar número de saltos u Incrementar número de saltos de endereços adicionais u Processar informação para destino F Se atual  Atualiza tabela F Se velha  Descarta mensagem u Processar informação adicional F Se atual  Atualiza tabela F Se velha  Retira da mensagem u Adicionar outras rotas (opcional) u Encaminhar / Responder / Esperar

17 Processamento das Mensagens de Roteamento n Inserção de novas rotas u Reduzir número de RREQs u Inserção do próprio nó intermediário F Incremento do número de seqüência F Informações opcionais u Controle de rotas F 1 entrada por rota

18 Atualização da Tabela de Roteamento n Avaliação da qualidade da informação u Rotas velhas F Número de seqüência novo < número de seqüência da tabela Descartar nova informação u Propensão a loops F Número de seqüência novo = número de seqüência da tabela F Número de saltos =0 ou desconhecido Descartar nova informação

19 Atualização da Tabela de Roteamento u Inferioridade F Número de seqüência novo = número de seqüência da tabela F Novo número de saltos ≥ Número de saltos da tabela F Descartar nova informação u Aceitar demais informações

20 Atualização da Tabela de Roteamento n Preenchimento da tabela u Troca das campos pelos valores recebidos u Próximo salto é o nó que enviou u Validade = Tempo atual + ROUTE_VALID_TIMEOUT u Valores desconhecidos = 0 n Utilização da rota u Verificação do tempo de validade u Se a rota está vencida F Verificação do tempo de exclusão Apagar a rota

21 Route Error n Rotas inexistentes, indisponíveis ou inválidas u Lista de nós inalcançáveis u Números de seqüência (opcional) n Encaminhamento de dados u Entrada inválida ou inexistente na tabela  Emissão do RERR u Adição de outras rotas F Próximo salto e interface em comum

22 Route Error n Processamento u Busca na tabela F Próximo salto = último nó a encaminhar F Número de seqüência da rota no RERR ou na tabela =0 Ou inexistente Ou número de seqüência da tabela ≥ número de seqüência no RERR u Exclusão de rotas da tabela u Remoção de rotas do RERR F Informação desnecessária F Se mensagem vazia  Não encaminhar

23 Considerações de Segurança n Ausência de mecanismos de segurança n Identidade Falsa u Autenticação u IPSec F Associação prévia de segurança F Autorização

24 Conclusão n Simples u Não garante melhor caminho F Rotas sem loops n Pontos chaves u Controle do número de seqüência u Manutenção de rotas n Implementações n Extensões u SDYMO u DYMO-low u QoS

25 Dynamic MANET On- Demand (DYMO) Universidade Federal do Rio de Janeiro Programa de Engenharia Elétrica Natalia Castro Fernandes Professor: Luís Henrique M. K. Costa CPE825 - Roteamento em Redes de Computadores GTA – COPPE Abril/2006


Carregar ppt "Dynamic MANET On- Demand (DYMO) Universidade Federal do Rio de Janeiro Programa de Engenharia Elétrica Natalia Castro Fernandes Professor: Luís Henrique."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google