A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O CRISTÃO COMPROMETIDO Parábola dos talentos (Mateus 25,14-30)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O CRISTÃO COMPROMETIDO Parábola dos talentos (Mateus 25,14-30)"— Transcrição da apresentação:

1

2 O CRISTÃO COMPROMETIDO Parábola dos talentos (Mateus 25,14-30)

3 Parábola dos Talentos. Mateus 25,14-30 Acontecerá como um homem que ia viajar para o estrangeiro. Chamando seus empregados, entregou seus bens a eles. A um deu cinco talentos, a outro dois, e um ao terceiro: a cada qual de acordo com a própria capacidade. Em seguida, viajou para o estrangeiro. O empregado que havia recebido cinco talentos saiu logo, trabalhou com eles, e lucrou outros cinco. Do mesmo modo o que havia recebido dois lucrou outros dois. Mas aquele que havia recebido um só, saiu cavou um buraco na terra e escondeu o dinheiro do seu patrão. Depois de muito tempo, o patrão voltou e foi ajustar as contas com os empregados. O empregado que havia recebido cinco talentos entregou-lhe mais cinco, dizendo: “Senhor, tu me entregaste cinco talentos. Aqui estão mais cinco que lucrei”. O patrão disse: “ Muito bem, empregado bom e fiel! Como você foi fiel na administração de tão pouco, eu lhe confiarei muito mais. Venha participar da minha alegria”.

4 Chegou também o que havia recebido dois talentos, e disse: “Senhor, tu me entregastes dois talentos. Aqui estão mais dois que lucrei”. O patrão disse: “Muito bem, empregado bom e fiel! Como você foi fiel na administração de tão pouco, eu lhe confiarei muito mais. Venha participar da minha alegria”. Por fim, chegou aquele que havia recebido um talento, e disse: “Senhor, eu sei que tu és um homem severo pois colhes onde não plantaste e recolhes onde não semeastes. Por isso, fiquei com medo e escondi o teu talento no chão. Aqui tens o que te pertence”. O patrão lhe respondeu: “Empregado mau e preguiçoso! Você sabia que eu colho onde não plantei e que recolho onde não semeei. Então você devia ter depositado meu dinheiro no banco, para que, na volta, eu recebesse com juros o que me pertence”. Em seguida o patrão ordenou: “Tirem dele o talento, e deem ao que tem dez. Porque, a todo aquele que tem, será dado mais, e terá em abundancia. Mas daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado. Quanto a esse empregado inútil, joguem-no lá fora, na escuridão. Ai haverá choro e ranger de dentes.”

5 Talento, em grego talanton, era também o peso legal, cerca de 26 kg, e poderia ser de ouro, prata ou cobre, sendo de um valor monetário altíssimo, equivalendo a cerca de denários, ou algo como dias de trabalho, ou mesmo 20 anos de tarefas para o homem comum. O uso da moeda na parábola é metafórico simbolizando algo de muito valor. Valor do Talento CURIOSIDADE

6 Hoje em dia, falamos de talentos para se referir aquelas habilidades naturais de cada um de nós, tais como afinação para cantar, tocar um instrumento musical, cozinhar ou dançar.... Na parábola dos talentos Jesus nos mostra a tarefa de anunciar a palavra, a graça e o amor de Deus, dada a todos aqueles que o recebem como salvador. A divisão dos talentos segue uma proporção relativa à capacidade de cada individuo. Ele deu mais a quem tinha mais condições de desempenhá-los com maior facilidade e obter um sucesso maior. O servo que recebeu um pouco menos, negociou dois talentos, e ganhou outros dois. A recompensa foi a mesma para os dois servos.

7 Os talentos faziam referência ao poder que o Espirito Santo plantou em cada um de nós na forma de dons, talentos e habilidades que são despertadas através da fé. O problema do servo infiel não foi sua pouca capacidade, pois o senhor distribuiu os talentos conforme a capacidade de cada homem. Jesus mostra que o que impediu este servo de ter êxito na sua jornada, foi justamente o medo que o paralisava, pois achava que não tinha capacidade alguma de negociá-lo. As condições foram de igualdade, pois nenhum deles recebeu além de suas capacidades, sejam físicas, intelectuais ou espirituais. Ocorre que os primeiros servos, não duvidaram que o senhor conhecia a capacidade de cada um deles e se lançaram no mundo a trabalhar os talentos recebidos do seu senhor. Enterrando os Talentos

8 Não ficaram esperando que alguém os dissesse o que fazer. Nem ficaram com pena de si mesmos, achando que não eram dignos, que eram ainda pecadores, que precisavam melhorar primeiro. Eles apenas encheram-se de uma esperança de fé, caminharam e realizaram. Onde havia pessoas, havia uma oportunidade de ganhar mais talentos. Os que creem fazem acontecer, não ficam mergulhados em culpas, medos e em falta de habilidades. Existem aqueles que estão sempre esperando um sinal, estão sempre esperando uma melhora que nunca chega. O medo de não dar certo, sempre alegando falta de conhecimento ou falta de tempo. Eles estão enterrando os talentos.

9 O COMPROMISSO DO CRISTÃO COMPROMETER-SE É: Assumir compromisso. Dar sua palavra como garantia. Assumir responsabilidades. Espiritualmente, uma pessoa se compromete com Deus quando, diante da igreja e do mundo, assume um compromisso de obediência à Bíblia Sagrada. O cristão autêntico e obediente é aquele que assume os compromissos fundamentais com a Palavra de Deus. Existem muitos compromissos que o cristão deve assumir. Sem eles será impossível o exercício de uma vida honesta e o bom testemunho no meio de uma geração corrompida. O compromisso do cristão com Deus O compromisso do verdadeiro cristão é deixar que Deus ocupe o primeiro lugar na sua vida (Mateus 22.37,38). O compromisso do cristão com a Palavra Se o cristão tem compromisso com Deus é certo que também terá compromisso com Sua Palavra (Tiago ). O compromisso do cristão com ele mesmo O cristão deve viver com toda a cautela para não se sobrecarregar com os cuidados deste mundo (Lucas ).

10 Que tipo de cristão é você? Envolvido ou comprometido? Encontramos estes dois tipos de pessoas em todos os segmentos da vida. E o interessante é que, até mesmo, no segmento religioso essas duas classes estão presentes, dentro das Igrejas e na obra de Deus. Enquanto uns apenas se envolvem, com suas contribuições e ajudas, porém, vivem um evangelho de forma superficial, não se aprofundando em seus relacionamentos com Deus o suficiente para experimentarem uma vida de maior intimidade com o Senhor, acham que suas “boas ações” bastam. E não saem de uma vida de mediocridade, nem buscam uma profundidade espiritual mais intensa com o Espírito Santo. Já o comprometido é um verdadeiro discípulo. Discípulo é a pessoa que segue os ensinamentos de Jesus. Que pratica a palavra do evangelho, que vive o que prega e prega o que vive. Precisamos ser envolvidos? Sim. Precisamos ser crentes? Sim. Mas acima de tudo precisamos ser comprometidos, precisamos ser discípulos.

11 O envolvido espera pelo peixe; o comprometido vai pescar. O envolvido espera pelo pão material; o comprometido alimenta-se do pão da vida. O envolvido gosta de elogios; o comprometido de sacrifícios vivos. O envolvido pensa em si mesmo; o comprometido pensa nos outros. O envolvido exige que os outros o visitem; o comprometido visita. O envolvido espera que alguém diga-lhe o que fazer; o comprometido é solícito em assumir responsabilidades. O envolvido precisa ser estimulado; o comprometido procura estimular os outros. O envolvido vive procurando na Palavra as promessas para a sua vida; o comprometido cumpre a Palavra e as promessas acontecem. O envolvido está sempre sonhando com uma igreja ideal; o comprometido faz a igreja ideal. O envolvido frequenta; o comprometido serve. O envolvido responde, talvez; o comprometido diz: eis-me aqui. O envolvido sofre influência do mundo; o comprometido transforma o mundo. O envolvido vale porque soma; o comprometido vale porque multiplica. O envolvido pode não ir para o céu; mas o comprometido com certeza, estará lá.

12 Como está o compromisso que assumimos com cristo? “CRISTO CONTA COM VOCÊ!”

13 Como estamos empregando os talentos que Jesus nos confiou dentro do movimento de Cursilho?

14 Estamos comprometidos com o nosso movimento?

15 O que estamos fazendo para contribuir com o crescimento dos nossos irmãos e do nosso movimento?

16 Estamos multiplicando nossos talentos ou estamos enterrando?

17 Eu me coloco a disposição quando sou chamado para contribuir?

18 PAI-NOSSO do Cristão Comprometido Não diga “Pai” se você não vive como filho(a). Não diga “Nosso”, se você vive fechado, vítima do seu egoísmo. Não diga “que estais nos céus”, se você pensa apenas nas coisas da terra. Não diga “santificado seja o vosso nome”, se não dispõe a servir ao senhor com fé, gratidão e humildade. Não diga “venha a nós o vosso Reino”, se você só pensa em acumular bens neste mundo. Não diga “seja feita a vossa vontade assim na terra como no Céu”, se você não aceita quando exige sacrifício. Não diga “o pão nosso de cada dia nos dai hoje”, se você nunca pensa nos irmãos que passam fome, vivem sem emprego e sem teto. Não diga “perdoai-nos as nossas ofensas”, se você guarda rancor do próximo. Não diga “assim como perdoamos a quem nos tem ofendido”, se você não perdoa ninguém. Não diga “não nos deixeis cair em tentação”, se você continua pecando. Não diga “livrai-nos do mal”, se você não luta contra a injustiça e toda maldade. Não diga “Amém”, se você não leva a sério as palavras do Pai-Nosso, oração que Jesus ensinou a rezar com sinceridade!

19 O maior talento é você mesmo. O dom do Espirito Santo mora em você, mas você precisa ativá-lo pelo poder da fé. A capacidade é dada pelo próprio Senhor, mas precisa que você creia. Os nossos dons são para serem exercidos no meio da sociedade em que vivemos, até onde for o nosso alcance. Ajudando, consolando o próximo, com bom testemunho, com boas palavras, com atitudes de amor. Deixando o Espirito Santo transparecer, por meio de nossas boas obras. O maior talento é você mesmo, pois o dono dos talentos, o Espirito Santo habita em você. Peça a ele sabedoria, mas creia, é chegada a hora de sair para conseguir ainda mais talentos, é tempo de despertar. E se formos fiel com estes poucos talentos, certamente nos será dado tesouros eternos, guardados para o grande dia em que nos revelará o nosso Senhor. O maior talento é você!

20 Se sou fiel no pouco Ele me confiara mais......


Carregar ppt "O CRISTÃO COMPROMETIDO Parábola dos talentos (Mateus 25,14-30)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google