A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Arquitetura de Sistemas Distribuídos. Conteúdo  Introdução  Estilos Arquitetônicos  Arquiteturas de Sistemas Distribuídos  Arquiteturas Centralizadas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Arquitetura de Sistemas Distribuídos. Conteúdo  Introdução  Estilos Arquitetônicos  Arquiteturas de Sistemas Distribuídos  Arquiteturas Centralizadas."— Transcrição da apresentação:

1 Arquitetura de Sistemas Distribuídos

2 Conteúdo  Introdução  Estilos Arquitetônicos  Arquiteturas de Sistemas Distribuídos  Arquiteturas Centralizadas  Arquiteturas Descentralizadas

3 Introdução Como vimos nas aulas anteriores, Sistemas Distribuídos são aqueles que executam simultaneamente em várias máquinas de maneira colaborativa, mas que o fazem de modo transparente ao usuário. Também abordamos diversas aplicabilidades dessa classe de sistemas e pudemos comparar suas especificidades. Hoje veremos que são os diferentes tipos de arquitetura que garantem tais comportamentos específicos

4 Estilos Arquitetônicos São classificações abstratas com base em características de arquitetura e que nos permitem agrupar e generalizar propriedades. Normalmente influenciam arquiteturas específicas e podem ser combinadas para que se aproveite o melhor de suas características

5 Estilos Arquitetônicos São quatro os estilos mais impotantes:  Arquiteturas em camadas  Arquiteturas baseadas em objetos  Arquiteturas centradas em dados  Arquieturas baseadas em eventos

6 Estilos Arquitetônicos  Arquiteturas em camadas  Componentes organizados em camadas  Cada camada se comunica apenas com as adjacentes  Altamente hierarquizado  Arquiteturas Baseadas em objetos  Mais solta que em camadas  Componentes se comunicam diretamente  Comunicação por chamada de procedimento (remoto)  Não hierarquizado

7 Estilos Arquitetônicos  Arquiteturas centradas em dados  Processos se comunicam por meio de um repositório comum  Baseadas em eventos  Comunicação por propagação de eventos  Processos fracamente acoplados

8

9 Arquiteturas de Sistemas Distribuídos  Arquiteturas Centralizadas Tem como exemplo mais comum a clássica Cliente X Servidor ou Requisição x Resposta. Embora tenham surgido com um modelo em duas camadas, hoje são defendidas com no mínimo três níveis:  Nível de Interface com o usuários  Nível de Processamento  Nível de Dados Cada camada possui responsabilidades bem definidas e, normalmente, atuam em máquinas diferentes.

10

11 Arquiteturas de Sistemas Distribuídos  Arquiteturas Descentralizadas Se em uma arquietura centralizada a distribuição é vertical, em uma descentralizada diz-se que a distribuição é horizontal. Cada componente distribuído é completo do ponto de vista funcional e colabora com seus pares (peers) para atingir um objetivo comum. Normalmente, a arquitetura par-a-par (peer to peer) é, por definição, não hierárquica. Mas, pode ser construída de modo estruturado ou não-estruturado.

12 Arquiteturas de Sistemas Distribuídos  Peer-to-peer Estruturado  Lista de endereço dos pares  Algoritmo determinístico para definição de rotas  Peer-to-peer Não-estruturado  Conhecimento local (só os pares vizinhos)  Rotas aleatórias Um outro conceito importante é o de Super Par (Super Peer): um par que, embora não-hierárquico, possui atribuições de organização na comunicação entre pares.


Carregar ppt "Arquitetura de Sistemas Distribuídos. Conteúdo  Introdução  Estilos Arquitetônicos  Arquiteturas de Sistemas Distribuídos  Arquiteturas Centralizadas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google