A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Umidade do ar. Condições básicas para a evaporação Fonte de energia Sol é a principal fonte de energia Existência de gradiente de concentração de vapor.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Umidade do ar. Condições básicas para a evaporação Fonte de energia Sol é a principal fonte de energia Existência de gradiente de concentração de vapor."— Transcrição da apresentação:

1 Umidade do ar

2 Condições básicas para a evaporação Fonte de energia Sol é a principal fonte de energia Existência de gradiente de concentração de vapor Equação de Dalton Pressão total = N 2 + O 2 + CO 2 + H 2 + Ar + vapor d´àgua (e) E = m/t = K. S. (es – e)/P m = massa; t = tempo; K = coeficiente do fluido; S = área da superfície evaporante; es = tensão saturante de vapor; e = tensão de vapor; P = pressão atmosférica. EVAPORAÇÃO

3 A velocidade de evaporação é proporcional a área evaporante É proporcional ao gradiente de concentração É inversamente proporcional a pressão atmosférica O vento é muito importante para o processo de evaporação LEIS DE DALTON Algumas equações para estimar a evaporação E = 0,131.u2. (es – e) U. S. A. E = 0,13 (1 + 0,72.u2). (es - e2) Ex – U.R.S.S. U2 velocidade do vento a 2 metros acima do solo.

4 A DETERMINAÇÃO DA EVAPORAÇÃO NÃO É SIMPLES Os estudos são voltados para a construção de aparelhos e novos métodos de medição; Os métodos são de: estimativa e medida; O evaporímetro de Pichê e os tanques de evaporação são os equipamentos mais utilizados; O tanque classe A é o mais utilizado; O método do balanço hídrico utiliza os evapotranspirômetros.

5 Medida da Evaporação Tanque de 20m 2 Parafuso micrométrico O tanque de 20m 2 é utilizado para medir a evaporação (E20). Suas medidas se assemelham às obtidas em lagos. Portanto, sofre pouca influência de fatores externos, dado o grande volume de água que ele contém. E Lago = E20 A evaporação é medida com tanques evaporimétricos, onde obtém-se a lâmina de água evaporada de uma determinada área.

6 Tanque Classe A Tanque GGI-3000 (área de 3000 cm 2 ) Como os tanques Classe A e o GGI-3000 são menores e contém um volume de água muito menor do que o tanque de 20m 2, o volume de água evaporado nesses evaporímetros costuma ser superior. A relação entre as evaporações que ocorrem nesses três tipos de tanque evaporimétricos são apresentados a seguir. Área de 1,15 m 2

7 E20 = 0,76*ECA = 0,95*EGGI Existe uma proporcionalidade entre esses três tanques de medida da evaporação. Essa relação entre eles foi determinada para Piracicaba por Oliveira (1971): Já Volpe e Oliveira (2003) em Jaboticabal obtiveram as seguintes relações: E20 = 0,75*ECA = 0,85*EGGI Tanque Classe A Tanque GGI-3000 (área de 3000 cm 2 ) Como as relações apresentadas por Volpe e Oliveira (2003) para Jaboticabal foram baseadas numa série de dados mais longa, essas parecem ser mais confiáveis. Exemplo: E20 = 5 mm/d irá corresponder a ECA = 6,7 mm/d e EGGI = 5,9 mm/d

8 Medida da Evapotranspiração A evapotranspiração é medida com tanques vegetados denominados de lisímetros ou evapotranspirômetros, que servem para determinar qualquer tipo de ET. Lisímetros de drenagem Lisímetros de pesagem Montagem de um lisímetros Lisímetro de balança

9 Lisímetro de pesagem para a medida da ET do cafeeiro Lisímetro de pesagem para a medida da ET da cultura do milho

10 A EVAPORAÇÃO É UM PROCESSO DE RESFRIAMENTO DO MEIO. O VENTO AJUDA A EVAPORAÇÃO. AS SALINAS OCORREM EM ÁREAS ONDE O VENTO SOPRA COM CONSTÂNCIA E ESTABILIDADE ATMOSFÉRICA (REGIÃO DOS VENTOS ALÍSIOS). A EVAPORAÇÃO CONTRIBUI PARA O EQUILÍBRIO TÉRMICO DO PLANETA. IMPORTÂNCIA CLIMATOLÓGICA DA EVAPORAÇÃO

11 Latitude Norte Continentes Oceanos Média Latitude Sul Continentes Oceanos Média Fonte: Wüst, ? DISTRIBUIÇÃO ZONAL DA EVAPORAÇÃO MÉDIA ANUAL EM POLEGADAS IMPORTÂNCIA CLIMATOLÓGICA DA EVAPORAÇÃO

12 UMIDADE ATMOSFÉRICA O ar atmosférico é uma mistura de ar seco e vapor d`água. Existem diversas formas de se expressar o conteúdo de vapor. 1.Pressão de vapor (e) ou pressão parcial de vapor d`água; 2.Razão de mistura (w), definida como a massa de vapor por unidade de massa de ar seco. Da equação de estado temos:

13 UMIDADE ATMOSFÉRICA 3. Densidade do vapor, denominada também de umidade absoluta e definida por: Onde: é a densidade do vapor; é a constante individual dos gases para o vapor d`água (0,461 joules.g -1.K -1 ). As vezes se escreve na forma

14 UMIDADE ATMOSFÉRICA Onde: 4. Umidade Específica (q), ou massa de vapor d`água por unidade de massa de ar úmido

15 UMIDADE ATMOSFÉRICA 5. Umidade Relativa (f) é a relação entre a razão de mistura e seu valor de saturação, expressa em percentagem

16 UMIDADE ATMOSFÉRICA 6. Temperatura Virtual (Tv) é a temperatura que o ar seco teria a mesma densidade que a mostra de ar úmido a mesma pressão. O conceito de temperatura virtual serve para mostrar que a equação de estado do ar seco pode ser aplicada ao ar úmido quando aplicado um fator de correção.

17 UMIDADE ATMOSFÉRICA Uma mostra de ar úmido pode experimentar uma série de processos que conduzam à saturação. Alguns são de importância teórica e ajudam a introdução de certas temperaturas para expressar o conteúdo de vapor existente. 1.Temperatura do ponto de orvalho; 2.Temperatura do bulbo úmido; 3.Temperatura equivalente; 4.Temperatura de condensação isentrópica.

18 UMIDADE ATMOSFÉRICA 1.Temperatura do ponto de orvalho (Td) é a temperatura a qual o ar úmido deve ser resfriado, mantendo constantes a pressão e razão de mistura com o objetivo de alcançar a saturação em relação a água. No ponto de orvalho, a razão de mistura de saturação é igual a razão de mistura do ar úmido: w = w s (T d ).

19

20

21

22 UMIDADE ATMOSFÉRICA 2. TEMPERATURA DO BULBO ÚMIDO (TW) É A TEMPERATURA ATÉ A QUAL PODE SER RESFRIADO O AR POR EVAPORAÇÃO DE ÁGUA DO MESMO, A PRESSÃO CONSTANTE, ATÉ QUE SE ALCANCE A SATURAÇÃO.

23 UMIDADE ATMOSFÉRICA 3. TEMPERATURA EQUIVALENTE (TE) É A TEMPERATURA QUE ALCANÇARIA UMA AMOSTRA DE AR ÚMIDO SE TODO CONTEÚDO DE VAPOR SE CONDENSASSE A PRESSÃO CONSTANTE.

24

25 CAPACIDADE MÁXIMA DE VAPOR EM 1 M 3 DE AR TemperaturaGramaTemperaturaGrama A CAPACIDADE MÁXIMA DA ATMOSFERA DE RETER VAPOR DIMINUI COM O DECRÉSCIMO DA TEMPERATURA

26

27


Carregar ppt "Umidade do ar. Condições básicas para a evaporação Fonte de energia Sol é a principal fonte de energia Existência de gradiente de concentração de vapor."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google