A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ventos Regionais Especiais. Ventos Os ventos são causados por diferenças de pressão atmosférica que resultam do aquecimento desigual da superfície terrestre.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ventos Regionais Especiais. Ventos Os ventos são causados por diferenças de pressão atmosférica que resultam do aquecimento desigual da superfície terrestre."— Transcrição da apresentação:

1 Ventos Regionais Especiais

2 Ventos Os ventos são causados por diferenças de pressão atmosférica que resultam do aquecimento desigual da superfície terrestre e da atmosfera. Os ventos são causados por diferenças de pressão atmosférica que resultam do aquecimento desigual da superfície terrestre e da atmosfera.

3 Ventos Regionais Ligados à disposição geográfica de massas continentais e do relevo em escala. Ligados à disposição geográfica de massas continentais e do relevo em escala.

4 Minuano Corrente de ar do deserto da Patagônia (Argentina), chegando ao Uruguai e ao sul do Brasil. Corrente de ar do deserto da Patagônia (Argentina), chegando ao Uruguai e ao sul do Brasil. É um vento frio de origem polar(massa de ar polar) de orientação sudoeste. É um vento frio de origem polar(massa de ar polar) de orientação sudoeste.

5 Minuano Atinge os estados brasileiros do Rio Grande do Sul e região sul de Santa Catarina. Atinge os estados brasileiros do Rio Grande do Sul e região sul de Santa Catarina.

6 Minuano Ocorre após a passagem das frentes frias de outono e inverno, geralmente depois das chuvas. Ocorre após a passagem das frentes frias de outono e inverno, geralmente depois das chuvas.

7 Minuano

8 Minuano

9 Pampeiro Proveniente dos pampas argentinos, que se faz presente no Rio Grande do Sul e Argentina. Proveniente dos pampas argentinos, que se faz presente no Rio Grande do Sul e Argentina.

10 Pampeiro Se move na direção norte; Se move na direção norte; Provoca chuva fria; Provoca chuva fria; Reduz muito a temperatura; Reduz muito a temperatura; Provoca geada branca Provoca geada branca

11 Pampeiro

12 Pampeiro

13 Siroco É um vento quente, muito seco, que sopra do deserto do Saara em direção ao litoral Norte da África, comumente na região da Líbia. É um vento quente, muito seco, que sopra do deserto do Saara em direção ao litoral Norte da África, comumente na região da Líbia. Este fenômeno causa gigantescas tempestades de areia no deserto. Este fenômeno causa gigantescas tempestades de areia no deserto.

14 Siroco Quando não há umidade suficiente devido ao efeito Föhn, cruza o Mediterrâneo atingindo com violência o sul da Itália e, em certas ocasiões, chega até à Costa Azul e à Riviera. Quando não há umidade suficiente devido ao efeito Föhn, cruza o Mediterrâneo atingindo com violência o sul da Itália e, em certas ocasiões, chega até à Costa Azul e à Riviera.

15 Siroco Ocorre na primavera e no outono. Ocorre na primavera e no outono.

16 Siroco

17 Siroco

18 Levante É um vento regional que se faz sentir em Portugal e Espanha. É um vento regional que se faz sentir em Portugal e Espanha. Este vento, proveniente do deserto do Saara, sopra de este ou de sudeste e é extremamente seco e quente. Este vento, proveniente do deserto do Saara, sopra de este ou de sudeste e é extremamente seco e quente.

19 Levante Forma-se quando as altas temperaturas originam uma depressão no interior da Península Ibérica e que se estende até ao Norte de África, ao mesmo tempo que na Europa Central se instala um anticiclone. Forma-se quando as altas temperaturas originam uma depressão no interior da Península Ibérica e que se estende até ao Norte de África, ao mesmo tempo que na Europa Central se instala um anticiclone.

20 Levante São mais fortes na primavera e no outono. São mais fortes na primavera e no outono. No verão é úmido e produz nevoa. No inverno faz chover muito e forte na região da Catalunha, baixando a temperatura. No verão é úmido e produz nevoa. No inverno faz chover muito e forte na região da Catalunha, baixando a temperatura. Dezembro a fevereiro é quase sempre fraco. Dezembro a fevereiro é quase sempre fraco.

21 Levante

22 Bora Vento violento de NE, com rajadas geralmente muito frio e seco, comum no Adriático. Vento violento de NE, com rajadas geralmente muito frio e seco, comum no Adriático. Sopra do Ártico em direção à Europa. Sopra do Ártico em direção à Europa.

23 Bora É classificado em dois tipos: Bora scura que é associada a chuva violenta ou neve e às vezes neblina e o Bora chiara vem com muitas nuvens baixas cumuliformi. É classificado em dois tipos: Bora scura que é associada a chuva violenta ou neve e às vezes neblina e o Bora chiara vem com muitas nuvens baixas cumuliformi.

24 Bora

25 Mistral Estes ventos são por vezes chamados "ventos de Outono". Estes ventos são por vezes chamados "ventos de Outono". O Mistral se caracteriza por ser um vento seco e frio dos quadrantes do norte que sopra no sul da França. Faz-se sentir entre esta região, as Baleares e a Córsega. O Mistral se caracteriza por ser um vento seco e frio dos quadrantes do norte que sopra no sul da França. Faz-se sentir entre esta região, as Baleares e a Córsega.

26 Mistral

27 Simum É um vento quente e seco que levanta as areias dos desertos da Ásia e África. É um vento quente e seco que levanta as areias dos desertos da Ásia e África. Sopra do centro da África para o Norte. Sopra do centro da África para o Norte.


Carregar ppt "Ventos Regionais Especiais. Ventos Os ventos são causados por diferenças de pressão atmosférica que resultam do aquecimento desigual da superfície terrestre."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google