A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Arranjos Produtivos Locais de Cerâmica Vermelha de Sergipe.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Arranjos Produtivos Locais de Cerâmica Vermelha de Sergipe."— Transcrição da apresentação:

1 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Arranjos Produtivos Locais de Cerâmica Vermelha de Sergipe

2 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Territorialização dos APLs de Cerâmica Vermelha TERRITÓRIOSMUNICÍPIOS Baixo São Francisco Propriá Santana do São Francisco Telha Agreste Central Areia Branca Campo do Brito Itabaiana Sul Sergipano Itabaianinha Tomar do Geru Umbaúba Estância Sul Sergipano Agreste Sergipano Baixo São Francisco

3 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Instituições que Compõem o Grupo de Trabalho dos APLs CODISECODISE ITPSITPS SEDETECSEDETEC SEPLANSEPLAN FAPITECFAPITEC SENAISENAI PRONESEPRONESE UFSUFS ADEMAADEMA IELIEL FIESFIES SEBRAESEBRAE BANESEBANESE BANCO DO BRASILBANCO DO BRASIL BNBBNB ACIACI IPCIPC SINDICERSINDICER

4 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Caracterização dos APLs de Cerâmica Vermelha Nº de Indústrias: segundo dados da RAIS/2010, existem 76 indústrias nos APLs de Cerâmica Vermelha, sendo: 11 no Baixo São Francisco 29 no Agreste Central 36 no Território Sul Geração de empregos formais diretos (RAIS, 2010) e cerca empregos indiretos; O setor é basicamente composto por empreendimentos de médio e pequeno porte; Nos três territórios as empresas têm desafios comuns, as instituições procuram atuar, na maioria das vezes, de forma conjunta nos territórios, a governança é madura e articulada.

5 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Caracterização dos APLs de Cerâmica Vermelha Localização da extração da argila: Capela, Itabaiana, Itabaianinha, Nossa Senhora das Dores, Siriri, pequena proporção na várzea do São Francisco e Tobias Barreto. Fonte de energia: lenha, basicamente originária da Bahia. O eucalipto e a algaroba são espécies utilizadas na queima. Produtos: telhas, lajotas, blocos, canaletas, ladrilhos etc. Produção anual equivalente a 465 milhões de blocos (Pesquisa ITPS- CODISE-CETEM/2010). Tecnologia utilizada: utilização do forno Hoffman.

6 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Caracterização dos APLs de Cerâmica Vermelha Mercado consumidor: Território do Agreste: Sergipe e Bahia; Território do Baixo São Francisco: Alagoas; Território Sul Sergipano: Sergipe e Bahia. Principais produtos por território: TERRITÓRIOPRODUTOS AGRESTE Blocos de vedação Blocos estruturais BAIXO SÃO FRANCISCO Telhas Tijolos, Lajotas, Canaletas SUL Blocos de vedação Blocos estruturais

7 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Caracterização dos APLs de Cerâmica Vermelha Desafios Identificados nas Reuniões do GT dos APLs (2008) Cumprir a legislação ambiental Promover o associativismo Disponibilização de áreas Modernização tecnológica Capacitação Diagnóstico do setor Segurança e saúde no trabalho Recuperação de áreas degradadas Comercialização

8 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Ações Desenvolvidas de Acordo com os Desafios do PD dos APLs: SEDETEC: Contratação do gestor para o APL; cursos de capacitação para os 03 APLs; Plano de Trabalho de atuação junto às Olarias, articulação com a governança e instituições do GT de cada APL, apoio a eventos realizados por parceiros. MCT/CNPq: Editais, Bolsas CNPq (Curso de Especialização em Gestão de APLs – bolsista atuando na área ambiental do APL). ADEMA: Concessão de prazo de 18 meses para adequação das cerâmicas às exigências ambientais; redução dos valores das taxas de licenciamento em 50%; palestras de orientação sobre legislação ambiental para os ceramistas, articulação/mediação com Ministério Público.

9 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS BANESE: Concessão de linha de crédito de até R$ 72 mil para a aquisição de filtros dos fornos das cerâmicas. BNB: Lançamento de editais para APLs IEL: Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Empresas Indústrias (PROCOMPI): 40 cerâmicas beneficiadas; PSQ (Programa Setorial da Qualidade), apoio a missões, etc. SENAI: Capacitações, Certificação do Laboratório de qualidade dos produtos cerâmicos pela ANICER para o atendimento do setor. UFS (Universidade Federal de Sergipe): Pesquisa e capacitação nos APLs. Ações Desenvolvidas de Acordo com os Desafios do PD dos APLs:

10 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS CODISE: Georeferenciamento das indústrias cerâmicas de Sergipe e das olarias do município de Itabaianinha, Projeto Agregados Minerais e Argila Vermelha (Convênio CPRM/CODISE); legalização das jazidas de argilas vermelhas da região de Siriri (CODISE/MME/DNPM), Projeto CNPq/CETEM/ITPS/SEDETEC. SEAGRI/IPC: Convênio que concedeu 108 hectares para plantio de eucalipto, em Neópolis. UFS/IPC: Convênio com UFS de cooperação técnica para pesquisas nas Cerâmicas do Baixo São Francisco. FAPITEC: Lançamento de editais para APLs. Ações Desenvolvidas de Acordo com os Desafios do PD dos APLs:

11 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS EDITAIS MCT Caracterização Tecnológica das Argilas utilizadas na Produção de Cerâmica Vermelha no Estado de Sergipe 1- Projeto Caracterização Tecnológica das Argilas utilizadas na Produção de Cerâmica Vermelha no Estado de Sergipe – Edital MCT/CT- Mineral/CNPq Nº 56/2008. ITPS-CODISE-CETEM-SEDETEC. 2- Edital MCT/CT-Mineral/ VALE/CNPq Nº12/ capacitação de recursos humanos e Tecnologias para Sistemas Produtivos Locais do Setor Mineral. UFS – Deptº Eng. da Produção Detalhamento das Ações – Editais de Apoio

12 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS EDITAIS FAPITEC/BNB Avaliação da eficiência energética e do impacto ambiental no uso de materiais alternativos à lenha em indústrias de cerâmica vermelha 3- Projeto Avaliação da eficiência energética e do impacto ambiental no uso de materiais alternativos à lenha em indústrias de cerâmica vermelha - Aviso FUNDECI - FAPITEC n Pesquisa e difusão de tecnologias para os Arranjos Produtivos Locais do Estado de Sergipe. UFS – Deptº de Química. Avaliação dos Impactos Ambientais da Indústria de Cerâmica Vermelha no APL de Itabaiana/SE 4- Projeto Avaliação dos Impactos Ambientais da Indústria de Cerâmica Vermelha no APL de Itabaiana/SE. Aviso ETENE/FUNDECI N. 07/ Pesquisa e Difusão de Tecnologias para os Arranjos Produtivos Locais (APL) do estado de Sergipe. UFS – NPGEO. Padronização das propriedades mecânicas de painéis de matriz cerâmica vermelha 5- Projeto Padronização das propriedades mecânicas de painéis de matriz cerâmica vermelha. Aviso ETENE/FUNDECI N. 02/ Pesquisa e Difusão de Tecnologias para os Arranjos Produtivos Locais (APL) do estado de Sergipe. UFS - Dptº de Eng. da Produção. Detalhamento das Ações – Editais de Apoio

13 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Reunião do GT dos APLs de Cerâmica Vermelha Reunião na ADEMA em CERAMISTAS, SEDETEC (coordena o Núcleo estadual de APLs), ADEMA, ITPS, BANESE, BNB, CODISE, FAPITEC, SENAI, IEL/SE, UFS. Reunião do GT dos APLs

14 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Capacitações nos APLs de Cerâmica Vermelha Capacitação em Nov/2009 – APL do Sul Sergipano/Itabaianinha Capacitação em Dez/2009 – APL do Baixo São Francisco/Propriá

15 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Seminário de Inovação para os APLs de Cerâmica Vermelha 15 e

16 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Feira da Indústria e Inovação Tecnológica – FITEC 2011 Seminário Inovação para Cerâmica Vermelha – MAIO, 2011 TEMAS DO SEMINÁRIO 'Queima na Indústria de Cerâmica Vermelha' 'O Uso de Resíduos Vegetais como Fonte de Energia'

17 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS QUAL O APRENDIZADO DESSES 04 ANOS DA ORGANIZAÇÃO DOS APLs DE CERÂMICA VERMELHA DE SERGIPE 1.A compreensão do governo em reconhecer a importância dos APLs para o Estado. Instalação do Núcleo Arranjos Produtivos Locais de Sergipe. (APL-SE) 2.Reconhecer que as instituições já atuavam nos APLs, mas de forma desarticulada. Necessidade de organização dos APLs através do APL- SE para potencializar recursos (humanos, financeiros, técnicos e institucionais) 3.Comprometimento de articular ações e atividades demandadas pelas lideranças dos APLs através dos Planos de Desenvolvimento (PDs). 4.Comprometimento de garantir equipe para o atendimento e funcionamento do APL-SE. 5.Ter a compreensão de que os desafios sempre existirão, nem sempre as demandas podem ser atendidas na sua totalidade.

18 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Instituto Pró-Cerâmica - IPC CNPJ Nº / (79) / Reconhecido de Utilidade Pública Estadual - Lei nº de 02/12/ Publicada no D.O.E. Nº de 03/12/ Estatuto Registrado nos Estados de Sergipe/Alagoas EXEMPLO DE INTERAÇÃO DE GOVERNANÇA EM APL

19 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Instituto Pró-Cerâmica - IPC O Instituto Pró-Cerâmica é uma associação civil de direito privado sem fins lucrativos e econômicos. Tem por finalidade estimular o desenvolvimento progressivo e a mais ampla defesa dos interesses da atividade econômica da indústria de cerâmica vermelha, defendendo no âmbito institucional, em juízo e fora dele as atividades das empresas de cerâmica e seus dirigentes, podendo fazer gestão junto aos agentes públicos e privados, nacionais e internacionais, para atender as necessidades dos seus associados. Promover a inserção do setor cerâmico nos mais elevados padrões de responsabilidade social.

20 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS IPC – PARCERIAS COM INSTITUIÇÕES DO APL Parcerias Institucionais com Parceiros do APL 1.Parceria com (SEAGRI) e Comp. de Desenv. De Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (COHIDRO) 2. Parceria com a CODEVASF 3. Parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS)

21 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 1.Parceria com (SEAGRI) e Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (COHIDRO) IPC – PARCERIAS COM INSTITUIÇÕES DO APL

22 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS IPC – Parceria com a SEAGRI REGISTRO FOTOGÁFICO REUNIÃO PARA A ASSINATURA DO COMODATO PARA REFLORESTAMENTO NO PLATÔ DE NEÓPOLIS

23 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Convênios Institucionais - FIRMADO COMODATO PARA REFLORESTAMENTO NO PLATÔ DE NEÓPOLIS Reunião com Liderança e artesãos de Santana do São Francisco IPC – Parceria com a SEAGRI e Artesãos

24 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS IPC – Parceria com CODEVASF 2. Reunião com Parceiro: CODEVASF Pauta: Apresentação do IPC e suas atividades no Baixo São Francisco, parceria com a CODEVASF.

25 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS IPC – Parceria com a UFS 3. Convênios com a Universidade Federal de Sergipe (UFS) Objetivo do Convênio: Parceria com a UFS para que os professores e alunos do Deptº de Engenharia Florestal tenham acesso ao IPC e à área de produção de eucalipto para pesquisa e transferência de tecnologia. Importância: 1) apoio da UFS na elaboração do projeto, execução e supervisão da plantação de eucalipto. 2) construção de um laboratório experimental para pesquisa de novas variedades.

26 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS IPC – Registro Parceria com UFS Convênio IPC-UFS: Solenidade na Sala de Conselhos da UFS

27 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS IPC – ÁREA DE REFLORESTAMENTO – NEÓPOLIS/SE Convênio IPC-SEAGRI/COHIDRO: Plantação de Eucaliptos 1ª Etapa: Terreno, primeiras etapa de plantio

28 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS IPC – ÁREA DE REFLORESTAMENTO – NEÓPOLIS/SE Convênio IPC-SEAGRI/COHIDRO: Plantação de Eucaliptos 1ª Etapa: Visita ao Terreno em Neópolis: Secretário de Agricultura e Ceramistas

29 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Convênio IPC-SEAGRI/COHIDRO: Plantação de Eucaliptos IPC – ÁREA DE REFLORESTAMENTO – NEÓPOLIS/SE

30 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Convênio IPC-SEAGRI/COHIDRO: Plantação de Eucaliptos IPC – ÁREA DE REFLORESTAMENTO – NEÓPOLIS/SE

31 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 1ª Etapa: Eucaliptos em crescimento - 35 mil árvores IPC – ÁREA DE REFLORESTAMENTO – NEÓPOLIS/SE

32 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS 2ª Etapa: Preparação do solo e plantio - 90 mil árvores IPC – ÁREA DE REFLORESTAMENTO – NEÓPOLIS/SE

33 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Sudanês Barbosa Pereira Diretora do Departamento Técnico da SEDETEC Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia Fone: (79) Mehujael Colaço Rodrigues Presidente do Instituto Pró-Cerâmica Fone: (79)


Carregar ppt "5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Arranjos Produtivos Locais de Cerâmica Vermelha de Sergipe."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google