A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento Desenvolvimento SEMINÁRIO: Pesquisa Tecnológica COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento Desenvolvimento SEMINÁRIO: Pesquisa Tecnológica COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA."— Transcrição da apresentação:

1 Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento Desenvolvimento SEMINÁRIO: Pesquisa Tecnológica COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA – CÂMARA DOS DEPUTADOS Brasília, 02/outubro/2.007 Dr. Jorge Bounassar Filho

2 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Gestão da inovação Estrutura organizacional dos IPTs – NITs: - observatório; - gestão de propriedade intelectual (patentes); - comissão institucional de C&T; - capacitação de gestores – programas de qualidade; - setor de relacionamento com a indústria.

3 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Captação de recursos Oportunidades e captação de recursos: - Fundos Setoriais MCT/FINEP/CNPq; - P&D/ANEEL – lei de incentivo; - Empresas – serviços tecnológicos e projetos de P&D; - FINEP – financiamento, parceria com indústria (incentivo fiscal); - MDIC/BNDES – FUNTEC/Inovação; - MDIC/BNDES – financiamento.

4 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA O papel das ICTs na política de apoio à inovação Inovação é sinônimo de competitividade, competência e valor agregado. - Inovação se faz na indústria; - Inovação é a última etapa do desenvolvimento científico e tecnológico; - A academia é responsável pelo desenvolvimento científico, atuando muitas vezes com tecnologia; - As empresas inovadoras procuram instituições de pesquisa para soluções de curto prazo - competitividade; - As ICTs são o elo estratégico e necessário no processo de P&D e no apoio à inovação.

5 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Dificuldades e desafios – apoio às ICTs - Falta de definição clara no uso dos incentivos fiscais. - Dificuldades na captação de recursos para infra-estrutura. - Dificuldades para manter uma política de capacitação de RH para pesquisa. - Dificuldades de manutenção de uma política de pesquisa com financiamento não reembolsável – editais p/ICTs. - Falta de definição de apoio financeiro, não reembolsável, para pagamento de pessoal de pesquisa – IPTs. - Contratação de pesquisadores com recursos de subvenção nos IPTs.

6 Todo o esforço que vem sendo feito, em todos os níveis de governos, dos setores empresariais e de pesquisa, em prol da inovação, em que pese a publicação de leis regulamentadoras, como a lei de inovação, a lei do bem e outras, tornar-se-ão de difícil aplicação se os órgãos de fiscalização não acompanharem essa evolução e não modernizarem seus entendimentos e procedimentos. Para as ICTs, o aperfeiçoamento e a flexibilização do marco legal pode representar, acima de tudo, sustentabilidade e sobrevivência. INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Marco legal e o desafio da sustentabilidade

7 A INSTITUIÇÃO Associação civil, de direito privado, auto-sustentável e sem fins lucrativos. Certificações: OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Ministério da Justiça); CATI – Comitê da Área de Tecnologia da Informação (Ministério da Ciência e Tecnologia). Provê seus recursos através da venda de projetos de P&D de outros serviços tecnológicos Fundação do LAC1997 Fundação do LACTEC

8 LEME Laboratório de Emissões Veiculares 2000 CEHPAR Centro de Hidráulica e Hidrologia Prof. Parigot de Souza 1959 LAME Laboratório de Materiais e Estruturas 1994 LAC Laboratório Central de P&D 1982 LACTEC 2001 INSTALAÇÕES ESTRUTURA E ATIVIDADES Pólo de Tecnologia do Sudoeste Paranaense 2007

9 PRODUTOS E SERVIÇOS Pesquisa e Desenvolvimento Conjunto de atividades que compreende os projetos de pesquisa aplicada, desenvolvimento experimental e engenharia do produto, além do desenvolvimento de protótipos, processos e sistemas de base tecnológica. Ensaios e Análises Qualificados Caracterização, diagnóstico e certificação de produtos, componentes, processos e sistemas. Ações Educacionais Compreende atividades de treinamento e qualificação de recursos humanos. Elaboração e execução de programas em vários níveis de formação e outras ações para capacitação tecnológica. Serviços Tecnológicos Estudos sobre fomento, demanda, aplicação, especificação e oferta de tecnologia. Estudos, engenharia básica e serviços técnicos especializados. Geração e transferência de tecnologia. Assessoria e consultoria técnica em suas as áreas de conhecimento. ESTRUTURA E ATIVIDADES

10 Outros Países Equador, Paraguai, EUA, Iraque, Malásia, China, dentre outros ABRANGÊNCIA Concessionárias de Energia ESTRUTURA E ATIVIDADES

11 Está entre os 3 maiores geradores de patentes do setor elétrico nacional - 75 Nacionais - 03 Internacionais 1999Prêmio Finep – Produto – Região Sul 2000Troféu Expressão de Excelência Tecnológica – Centro de Pesquisa 2003PRÊMIO FINEP – INSTITUIÇÃO DE PESQUISA – NACIONAL 2006Troféu Expressão de Ecologia – Instituição de Pesquisa 2006Prêmio Selo Procel de Economia de Energia DESTAQUES ESTRUTURA E ATIVIDADES

12 RECURSOS HUMANOS ESTRUTURA E ATIVIDADES Funcionários (CLT) 385 Estagiários 164 Bolsistas 49 Total 598 Consultores Técnicos 36

13 Estruturas Civis Sistemas Elétricos Sistemas Eletrônicos Sistemas Mecânicos Hidráulica e Hidrologia Meio Ambiente Geoprocessamento Tecnologia em Materiais Tecnologia da Informação ÁREAS DE ATUAÇÃO ESTRUTURA E ATIVIDADES

14 Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento Desenvolvimentowww.lactec.org.br Associados


Carregar ppt "Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento Desenvolvimento SEMINÁRIO: Pesquisa Tecnológica COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google