A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MISSÕES: a grande comissão da Igreja A Igreja e Missões

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MISSÕES: a grande comissão da Igreja A Igreja e Missões"— Transcrição da apresentação:

1 MISSÕES: a grande comissão da Igreja A Igreja e Missões

2 Missões o que significa?

3 Missões o que significa?
Encargo, poder dado a alguém para fazer alguma coisa cumprir uma missão. Função temporária e determinada de que o Governo encarrega um agente especial. Série de pregações para instrução dos fiéis ou para a conversão de grupos: dirigir uma missão. Estabelecimento de missionários.

4 Atos 1:8 “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra.”

5 Este texto de Atos 1:8 trata de missões
( Jerusalém ) urbanas,

6 Este texto de Atos 1:8 trata de missões
( Jerusalém ) urbanas, (Judéia e Samaria) missões nacionais,

7 Este texto de Atos 1:8 trata de missões
( Jerusalém ) urbanas, (Judéia e Samaria) missões nacionais, ( até aos confins da terra ) missões estrangeiras ou transculturais .

8 A Realidade de Missões:

9 A natureza missionária da igreja

10 O alvo da missão da igreja

11 O alvo da missão da igreja A glória de Deus! .

12 O alvo da missão da igreja A glória de Deus! pelo corpo de Cristo

13 A glória de Deus! pelo corpo de Cristo O alvo da missão da igreja
Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo;  Efésios 1:12

14 A glória de Deus! pelo corpo de Cristo O alvo da missão da igreja
A ele seja glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre. Amém.  Efésios 3:21

15 A glória de Deus! pela criação
O alvo da missão da igreja A glória de Deus! pela criação

16 A glória de Deus! pela criação O alvo da missão da igreja
Porque a terra se encherá do conhecimento da glória do SENHOR, como as águas cobrem o mar.  Habacuque 2:14

17 A glória de Deus! pela criação O alvo da missão da igreja
E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.  Filipenses 2:11

18 O alvo da missão da igreja Crescimento

19 O alvo da missão da igreja Crescimento do corpo de Cristo

20 Crescimento O alvo da missão da igreja do corpo de Cristo
(Efésios 4.13) Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, 

21 Crescimento O alvo da missão da igreja do corpo de Cristo
(Efésios 4.13) Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,  na unidade: da fé

22 Crescimento O alvo da missão da igreja do corpo de Cristo
(Efésios 4.13) Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,  na unidade: da fé na maturidade: modelo de Cristo

23 Crescimento O alvo da missão da igreja do corpo de Cristo
(Efésios 4.13) Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,  na unidade: da fé na maturidade: modelo de Cristo pela expansão do reino de Deus

24 Crescimento O alvo da missão da igreja do corpo de Cristo
(Efésios 4.13) Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,  na unidade: da fé na maturidade: modelo de Cristo pela expansão do reino de Deus pelo conhecimento da glória de Deus

25 O alvo da missão da igreja Crescimento

26 O alvo da missão da igreja Crescimento Ministério

27 Crescimento O alvo da missão da igreja Ministério
edificar o corpo de Cristo para

28 Crescimento O alvo da missão da igreja Ministério
edificar o corpo de Cristo para evangelizar o mundo para A relação entre os ministérios

29

30 Qual o propósito de tudo?

31 A verdade da existência de Deus

32 A verdade da existência de Deus
A falta que a ética está fazendo

33 A verdade da existência de Deus
A falta que a ética está fazendo Transformação das pessoas

34 A verdade da existência de Deus
A falta que a ética está fazendo Transformação das pessoas A convivência entre as pessoas

35 A verdade da existência de Deus
A falta que a ética está fazendo Transformação das pessoas A convivência entre as pessoas A falta de amor

36 A verdade da existência de Deus
A falta que a ética está fazendo Transformação das pessoas A convivência entre as pessoas A falta de amor A conduta das pessoas

37 A verdade da existência de Deus
A falta que a ética está fazendo Transformação das pessoas A convivência entre as pessoas A falta de amor A conduta das pessoas O principio do mundo (o propósito da existência de tudo)

38 A verdade da existência de Deus
A falta que a ética está fazendo Transformação das pessoas A convivência entre as pessoas A falta de amor A conduta das pessoas O principio do mundo (o propósito da existência de tudo) A justiça

39 O que é ser Procurador de missões...

40 Procurador, em sentido genérico, é qualquer pessoa que representa outro em algum negócio,

41 representar quem?

42 Missionário ou Evangelista
representar quem? Missionário ou Evangelista

43 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?

44 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
Se o machado está cego e sua lâmina não foi afiada é preciso golpear com mais força a fim de que corte a madeira. 

45 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
Se o machado está cego e sua lâmina não foi afiada é preciso golpear com mais força a fim de que corte a madeira.  Se estiver embotado o ferro, e não se afiar o corte, então se deve redobrar a força; mas a sabedoria é excelente para dirigir.  Eclesiastes 10:10

46 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
Se o machado está cego e sua lâmina não foi afiada é preciso golpear com mais força a fim de que corte a madeira.  é mostrar que, para estar “afiado”, faz-se necessário “afiar-se

47 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
 interagir no dia-a-dia da igreja local, mesmo sem levar em consideração o seu tamanho, através da paixão pela causa de missões;

48 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
Ser um líder, visionário, um referencial e que leva um rebanho a envolver-se com a Grande Comissão;

49 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
Ser respeitado e ter atitudes iguais a de um sábio ancião;

50 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
Cuidar com amor e dedicação das coisas do Pai;

51 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
Servir a Deus, servindo à Sua igreja como faz um diácono;

52 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
Ter a habilidade de artesão para comover o coração dos que contribuem;

53 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
Ser um evangelista, de forma indireta, pois muitas almas podem ser ganhas através de seu trabalho;

54 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
Não ser um plantador de igreja, mas ajudar a edificar muitas pelo mundo afora.

55 procurador de Missões: O que é? O que ele faz?
Quando pensamos no trabalho do Promotor de Missões lembramos também do maestro de uma orquestra. Ele é o único músico que não toca nenhum instrumento; porém, com a sua batuta, conduz harmonicamente os outros a alcançarem o melhor resultado. 

56 Talvez o procurador seja um pouco de cada coisa.

57 Talvez você seja um pouco de cada um.

58 Talvez você seja um procurador de Missões do reino.

59

60

61 A vida só tem um sentido, e o único sentido que a vida tem é quando investimos nossa vida na vida dos outros, ou quando encarnamos a luta dos outros como se ela fosse nossa, a luta do coletivo.

62 Os cristãos estão organizados em 6 Mega-blocos Eclesiásticos:
Missões: Estatísticas Globais 12) Cristianismo em 2011 Estamos em um mundo que não sabe o verdadeiro significado de ser Cristão! As pesquisas mundiais consideram cristão aquele que se autodenomina cristão. Ou seja, o critério não está baseado nas verdades bíblicas, mas sim, naquilo que a pessoa se declara ou à declaração dada pela igreja. Dessa forma o universo cristão é muito abrangente, inclusive considerando religiões heréticas para nós. Tais seitas se autodenominam cristãs, e portanto, estão incluídas. Os cristãos estão organizados em 6 Mega-blocos Eclesiásticos: 1) Católicos Apostólicos (Romanos e outros); 2) Protestantes (Evangélicos históricos); 3) Independentes (Evangélicos Pentecostais); 4) Ortodoxos (Russos, Gregos, Armênios, Coptas, etc); 5) Anglicanos (Igreja da Inglaterra e suas variantes); 6) Cristãos Marginais (Testemunhas de Jeová, Mórmons, etc).

63 INTRODUÇÃO Qual a nossa atitude diante da Grande Comissão de Cristo?
Qual nosso empenho na evangelização e investimento em missões mundiais? Qual o papel da Igreja atual em missões? Onde se encontra um crente em Jesus, encontra um missionário em potencial!

64 I. MISSÕES: FÉ E RESPONSABILIDADE

65 I. MISSÕES: FÉ E RESPONSABILIDADE
Tem havido um avanço na realização missionária nas igrejas do Brasil: visão local para o visão mundial – modelo de Atos 1:8. Missões envolvem fé e responsabilidade, tanto da Igreja que envia como do missionário enviado.

66 A responsabilidade da Igreja
Sensibilização da comunidade Para a Igreja iniciar a obra missionária é preciso primeiro preparar a comunidade, sensibilizando sobre a importância desta obra, bem como para transmitir a visão missionária. Saber qual o seu papel? Missão não é um projeto pessoal de um líder, mas a razão de existência da Igreja. Formas de sensibilização: conferências, palestras com especialistas, reuniões periódicas, momentos de orações específicas, entre outras.

67 A responsabilidade da Igreja
Escolher o campo alvo e seus missionários Quais as prioridades missionárias hoje? Quais recursos disponíveis e potenciais? Busca de ajuda às agências ou igrejas missionárias. Modelo de escolha de missionários da igreja primitiva – At 13:1-14:

68 A responsabilidade da Igreja
Oração e jejum; Dar ouvidos à voz do Espírito Santo; Não foi por apadrinhamento; Escolhidos dentre a liderança da igreja; Os escolhidos não eram desocupado ou dispensáveis; Foram escolhidos os melhores.

69 A responsabilidade da Igreja
O perigo de enviar pessoas erradas, escolher lugares errados e em hora errada. Algumas características para um candidato a missões: Firmeza e caráter; Capacidade de adaptação (flexibilidade); Responsabilidade, sinceridade e humildade; Sensibilidade aos sentimentos alheios; Ponderação no falar; Apresentação pessoal e asseio;

70 A responsabilidade da Igreja
Capacidade de se relacionar (social – saber ouvir); Capacidade de liderança; Cortesia (ética ) Equilibrado financeiramente; Aptidão para o ensino; Persistência; Iniciativa; Vida devocional ativa; Equilibrado doutrinariamente no caso de (usos e costumes – cultura).

71 O preparo da Igreja Escolher o campo alvo e seus missionários
Deve estar preparada para enviar, bem como para manter, enquanto necessário. Conscientização da batalha espiritual Armas espirituais: oração e jejum (Ef 6:12, 18; 2 Co 10:4-5) Elaboração do planejamento missionário: Plano de ação de médio e longo prazo (objetivo, procedimentos, metas, prazo, controle orçamentário, entre outros). Acompanhamento do plano de ação, com correção de rota, se necessária.

72 O preparo da Igreja Escolher o campo alvo e seus missionários
Deverá proporcionar uma manutenção de custo de vida equilibrada para o missionário, de acordo com o local. Mentalidade equivocada de que o missionário deve sofrer e passar necessidade para provar que é da vontade e Deus. Padecer por Cristo x padecer julgando ser por Cristo. Modelo de contribuição: 2 Co 8:1-15; 2 Co 9:1-7.

73 O envio do missionário Capacitação prévia do missionário.
Estabelecimento de prazo mínimo de permanência e critérios de excepcionalidade. Não é turismo! Processo de transculturação x idas e vindas. Demonstração de preocupação do missionário com o povo do campo.

74 MISIOLOGIA MISSÕES: a grande comissão da Igreja Missões transculturais no Século XXI

75 INTRODUÇÃO “O terceiro milênio começou com mais de seis bilhões de habitantes e quase grupos étnicos no planeta” Quadro mundial de evangelização/missões: Cristianismo (inclusive cristãos nominais) – dois bilhões de pessoas; Já ouviram falar de Jesus pelo menos uma vez – dois bilhões e seiscentos milhões de pessoas; Nunca ouvir falar de Jesus – Um bilhão e seiscentos milhões de pessoas (27%). (DADOS DE 2004) Podemos mudar esse quadro?

76 ESTATISTICAS MUNDIAIS DE EVANGELIZAÇÃO Dos 24. 000 povos no mundo, 8
ESTATISTICAS MUNDIAIS DE EVANGELIZAÇÃO Dos povos no mundo, ainda não foram alcançados com o Evangelho. • Dos 251 povos indígenas brasileiros, 118 ainda não têm missionários. • Das línguas do mundo, a Bíblia ainda não foi traduzida para delas.• Ainda existem países que não possuem nenhum crente nacional conhecido. Entre eles estão Arábia Saudita, Saara Ocidental, Ilhas Maldivas e Catar. • Das cidades e vilas na Índia, em ainda não tem obreiros cristãos. • Na China ainda existem de pessoas que nunca ouviram falar de Jesus. •

77 Dentre as igrejas existentes no Brasil menos de 400 delas possuem um missionário trabalhando com esses povos não alcançados (incluindo nossas tribos indígenas). • Acredita-se que morrem diariamente no mundo sem nunca terem ouvido falar da salvação em Jesus. • Menos de 1% dos recursos da Igreja brasileira são investidos na obra transcultural. • A média de investimento do crente brasileiro em missões é de apenas R$ 1,30 POR ANO. • Pra se ter uma ideia, se investe mais em chicletes e balas do que missões. Estas informações são conhecidas da maioria dos líderes denominacionais brasileiros, mas é algo pouco divulgado entre os crentes.

78

79 JANELA 10/40 O termo “Janela 10/40” surgiu em junho de 1989, em Manila, com Luis Bush, diretor International AD2000 & Beyond Movement, durante a 2ª Conferência de Lausanne. Região onde habita 66% da população mundial; Ocupa 33% área geográfica; China + Índia = 33% da população da terra; Cidades com mais de um milhão de habitantes (megalópolis) = Bagdá – Iraque; Tóquio – Japão; Calcutá – Índia; Tel-aviv – Israel; Bankok – Tailândia; entre outras.

80 JANELA 10/40 Onde vivem 97% das pessoas menos evangelizadas do mundo
De cada 10 pobres da Terra, oito estão nessa região. Somente 8% dos missionários atuam nessa região. Concentração de adeptos das três maiores religiões não cristãs do mundo: islamismo, hinduísmo e budismo. O islamismo tem a maioria dos adeptos da Janela 10/40, sendo 1,2 bilhões de seguidores.

81 JANELA 10/40 Para cada seis seres humanos:
Dois são cristãos (incluindo os cristãos nominais); Um é muçulmano; Um já ouviu falar de Jesus, pelo menos uma vez; Dois nunca ouviram falar de Jesus.

82 Fonte: http://www.missaoterra.com/1040.html
JANELA 10/40 Fonte:

83 Fonte: http://www.missaoterra.com/1040.html
JANELA 10/40 - PAÍSES 01 - KUWAIT 02 - IRÃ 03 - EGITO 04 - ISRAEL 05 - BRUNEI 06 - LÍBIA 07 - SOMÁLIA 08 - BANGLADESH 09 - BURKINA-FASO 10 - UZBEQUISTÃO 11 - TADJIQUISTÃO 12 - LÍBANO 13 - MALÁSIA 14 - PAQUISTÃO 15 - ÍNDIA 16 - BUTÃO 17 - MALI 18 - NEPAL 19 - CHINA 20 - QATAR 21 - OMÃ 22 - NIGÉRIA 23 - MAURITÂNIA 24 - ARÁBIA SAUDITA 25 - AZERBAIJÃO 26 - EMIRADOS ÁRABES UNIDOS 27 - DJIBUTI 28 - TURQUEMENISTÃO 29 - KAZAQUISTÃO 30 - MALDIVAS 31 - SUDÃO 32 - GUINÉ 33 - BENIN 34 - ALBÂNIA 35 - IEMEM 36 - ETIÓPIA 37 - TUNÍSIA 38 - JORDÂNIA 39 - AFEGANISTÃO 40 - TAILÂNDIA 41 - INDONÉSIA 42 - MARROCOS 43 - VIETNÃ 44 - MYANMAR 45 - CAMBOJA 46 - SENEGAL 47 - JAPÃO 48 - NIGÉR 49 - LAOS 50 - IRAQUE 51 - TAIWAN 52 - TIBET 53 - TURQUIA 54 - SÍRIA 55 - GUINÉ-BISSAU 56 - QUIRQUISTÃO 57 - SAARA OCIDENTAL 58 - SRI LANKA 59 - BANRAI 60 - ARGÉLIA 61 - CORÉIA DO NORTE 62 - MONGÓLIA Fonte:

84 JANELA 10/40 – PAÍSES (% EVANGÉLICOS)
ÍNDIA Evangélicos 1% MAURITÂNIA Evangélicos 0 % - SUDÃO Evangélicos 3% - AFEGANISTÃO Evangélicos 0,02% - JAPÃO Evangélicos 3% - GUINÉ-BISSAU Evangélicos 1,2% - KUWEIT Evangélicos 0,5 % - BANGLADESH Evangélicos 0,2 % - BUTÃO Evangélicos 0,03 % - ARÁBIA SAUDITA Evangélicos 0,007% - GUINÉ Evangélicos 0,75 % - TAILÂNDIA Evangélicos 0,3 % - NIGER Evangélicos 0,1 % - KIRGHIZISTÃO Evangélicos 0,003 % - IRÃ Evangélicos 0,05 % - BUKINA-FASO Evangélicos 3 % - MALI Evangélicos 0,9 % - AZERBAIDJÃO Evangélicos 0,003 % BENIM Evangélicos 2 % - INDONÉSIA Evangélicos 6 % - LAOS Evangélicos 1,9 % - SAARA OCIDENTAL Evangélicos 0% EGITO Evangélicos 0,8 % - UZBKISTÃO Evangélicos 0,001 % - NEPAL Evangélicos 0,5 % - EMIRADOS ARABES Evangélicos 0,7 % - ALBÂNIA Evangélicos 5 % - MARROCOS Evangélicos 0,01 % - IRAQUE Evangélicos 0,5 % - SRI LANCA Evangélicos 0,9 % - ISRAEL Evangélicos 0,35 % - TADJIKISTÃO Evangélicos 0,001 % - CHINA Evangélicos 4 % - DJIBUTI Evangélicos 0,03 % - LEMEN Evangélicos 0,01 % - VIETNÃ Evangélicos 0,6 % - FORMOSA Evangélicos 3 % - BAHREIN Evangélicos 1,5 % - BRUNEI Evangélicos 0,06 % - LÍBANO Evangélicos 4,3 % - CATAR Evangélicos 0,007 % - TURKOMENISTÃO Evangélicos 0,001 % ETIOPIA Evangélicos 10 % - BISMÂNIA Evangélicos 4% - TIBET Evangélicos 0,02 % - ARGÉLIA Evangélicos 0,01 % - LÏBIA Evangélicos 0,1 % - MALÁSIA Evangélicos 2 % - OMÃN Evangélicos 0,1 % - CAZAQUISTÃO Evangélicos 0,004 % TUNÍSIA Evangélicos 0,001 % - CAMBOJA Evangélicos 0,05 % - TURQUIA Evangélicos 0,03 % - COREIA DO NORTE Evangélicos 0,5 % - SOMÁLIA Evangélicos 0,01 % - PAQUISTÃO Evangélicos 0,5 % - NIGÉRIA Evangélicos 17 % - MALDIVAS Evangélicos 0,1 % - JORDÂNIA Evangélicos 0,4 % - SENEGAL Evangélicos 0,1 % - SIRIA Evangélicos 0,1 % - MONGÓLIA Evangélicos 0,1 %. Fonte:

85 PANORAMA MUNDIAL Século XXI: mais da metade dos missionários cristãos serão do terceiro mundo? Aproximadamente 60% povos não alcançados pelo evangelho; Maioria destes povos não são simpáticos aos europeus e norte- americanos; Maioria não permite a entrada de “profissionais da religião”; Permitem a entrada dos demais profissionais. Estratégia para alcançar os países não alcançados: profissionais com treinamento missionário.

86 LÍNGUAS E DIALETOS: UM DESAFIO PARA MISSÕES
Segundo a Academia Francesa de Letras há aproximadamente línguas no mundo, além de quase 8 mil dialetos. Um dos maiores obstáculos na evangelização do mundo são os dialetos locais (povos de línguas específicas). A maioria dos países tem como línguas oficiais (colonizadores): o inglês, o francês e o espanhol. IMPORTANTE: missionário dominar uma ou mais destas línguas, além da sua língua materna.

87 Por que o Brasil não decola em Missões?
Por Alípio Vallim

88 Uma nação missionária? O especialista em missões Peter Wagner disse no começo da década de 1990, que o Brasil seria a maior força missionária mundial em Será que isso ocorreu? No Brasil existem aproximadamente 45 milhões de cristãos. Será então que somos uma nação missionária?

89 O Brasil hoje 43 milhões de cristãos evangélicos
Cerca de 300 mil igrejas Calcula-se que 6500 conversões acontecem por dia no país, num total de mais de 2 milhões por ano Se o avanço numérico continuar progredindo, em 2020 seremos uma nação de maioria evangélica Diante de tantos números positivos, por que então o Brasil não decola em missões? Vejamos algumas razões:

90 1. Cultura Nacionalista O pensamento brasileiro incentivado por norte-americanos e europeus é que essa é “a hora do Brasil” É necessário pensarmos que essa é a hora da Igreja em geral e não a hora do Brasil O pesquisador Daniel Rickett afirma que nenhuma missão ou igreja pode sobreviver sozinha neste novo milênio

91 2. Cultura do Egoísmo Infelizmente, a cultura predominante na liderança evangélica brasileira é egoísta. Alguns pensam em suas próprias necessidades, em suas próprias vontades, e em suas próprias denominações. Apenas 0,5% dos recursos da Igreja no mundo é investido em missões transculturais aos povos não alcançados. Pentecostais são os que menos contribuem para alcançar pessoas fora do Brasil.

92 3. Cultura da Infidelidade
Infelizmente, a cultura normal do Brasileiro é não cumprir com os compromissos assumidos. Os missionários que dependem de promessas de crentes têm ficado frustrados, decepcionados e muitos deles até mesmo amargurados. Igrejas que enviam missionários e o abandonam no campo, deixando-o sem sustento, suporte, apoio e nenhuma informação. Pastores e líderes sem compromisso e fidelidade aos vocacionados.

93 4. Cultura do retorno financeiro
Para alguns líderes, missões é um investimento que não dá retorno financeiro, nem aumento o número de dizimistas de sua denominação. Essa é a ideia mais comum no contexto evangélico do Brasil. Manter um missionário é caro e dá muito trabalho, é melhor abrir uma congregação e enviar o dinheiro pra sede!

94 5. Cultura Individualista
Existe um adágio popular bastante conhecido que diz: “Cada um por si e Deus por todos”. Este ditado brasileiro revela uma realidade da situação do país, mostrando que cada um quer fazer suas próprias vontades e tem uma grande dificuldade em trabalhar em equipe. Diferenças denominacionais imperam no Brasil e impedem um avanço missionário. Sem união e trabalho em equipe não chegaremos em lugar algum.

95 6. Falta de projetos dentro da realidade brasileira
O contexto brasileiro é de pobreza, desemprego, falta de formação profissional, má qualidade na educação, má qualidade na saúde, má distribuição de renda e milhões de pessoas morando em favelas na cidade. Qual é a resposta que a Igreja brasileira dá a essas necessidades?

96 7. Gnosticismo Evangélico
Espiritualização excessiva Forte ênfase na evangelização para “salvação da alma”, e pouca ou nenhuma responsabilidade social na comunidade. Divisão entre vida secular e vida sagrada. Pensamento dualista sobre a espiritualidade

97 O que fazer então? É possível mudar essa realidade?
Gosto de uma frase usada pela Visão Mundial: “Testemunhar de Jesus Cristo com vida, palavras, obras e sinais”

98 Bibliografia Revista povos. Ano 4 – N° 13. pág 26. Um estudo feito pelo pastor David Botelho. René Padilla, palestra realizada no Fórum Jovem de Missão Integral, disponível no link: René Padilla.Missão Integral. Editora Ultimato. Sepal – Servindo a pastores e líderes (sepal.org.br)

99 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
IBADEP. Missões: a grande comissão da Igreja. Guaíra: IBADEP, 2004. JANELA 10/40. Disponível em: <http://www.jmm.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=170 &Itemid=164>. Acesso em 08 jul JANELA 10/40. Disponível em: <http://estudosbiblicos.spaceblog.com.br/124021/JANELA-10-40/>. Acesso em 08 jul JANELA 10/40 – Prioridade mundial de evangelização. Disponível em: < Acesso em 08 jul PERRIN, Christine Lenemann. Missão e diálogo inter-religioso. São Leopoldo: Sinodal, CEBI, 2005. SILVA, Cácio. Fenomenologia da religião: compreendendo as ideias religiosas a partir das suas manifestações. Goiânia: Transcultural Editora e Livraria, 2009. SUESS, Paulo. Introdução à teologia da missão. Rio de Janeiro: Vozes, 2007.


Carregar ppt "MISSÕES: a grande comissão da Igreja A Igreja e Missões"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google